Categoria(s) do post: Diário da Thais

De acordo com a numerologia cabalística, nós vivenciamos ciclos de nove anos em nossas vidas, desde o ano em que nascemos.

Não nascemos necessariamente em um “ano 1”. Não é essa a conta. Os números são símbolos. Para saber qual o seu ano pessoal, você deve somar o dia, mês e ano do seu último aniversário para saber em que etapa desse ciclo de nove anos você está. Em 25 de setembro de 2020, eu entrei em um ano 2, pois: 2 + 5 + 0 + 9 + 2 + 0 + 2 + 0 = 20 = 2 + 0 = 2.

Pelo que aprendi com a minha amiga Wanice (especialista em numerologia cabalística), esse ciclo de nove anos representa uma etapa na nossa vida. O que você começa no ano 1 é aquilo que você vai concluir até o ano 9. Gosto de pensar assim pois me dá perspectiva de médio prazo.

Somos bem grandinhos e respeitosos por aqui mas sempre vale lembrar que não “acredito” em numerologia, astrologia, tarô ou áreas do tipo. Não estamos falando sobre crenças, mas sobre ferramentas esotéricas, holísticas e até lúdicas para o auto-conhecimento. Se você não vê interesse nisso, tá tudo bem. Cada um, cada um.

Os anos 1 e 2 foram anos de início, expectativas e trabalho.

O que eu comecei no ano 1? A minha trajetória acadêmica, sem dúvida, e o trabalho com PRODUTIVIDADE COMPASSIVA.

Movimento, expressão e criatividade são os temas de um ano 3.

É o momento de colher os primeiros frutos daquilo que foi plantado e cuidado nos anos 1 e 2.

Surgirão muitas oportunidades, então por isso é importantíssimo que eu tenha clareza sobre todas as coisas que eu quero e onde quero chegar.

O processo criativo será intenso!

Áreas que se dão bem em um ano 3: estudos, planejamento, viagens com fins de conhecimento (tipo, viajar para fazer um curso), aperfeiçoamento.

Fase agitada, porém em um fluxo natural.

É importante cuidar bem do corpo para ele ficar bem ao longo desse ano!

Haverá muitas oportunidades de lazer, mas é importante não gastar muito e economizar.

Os talentos criativos serão revelados mais ainda nessa fase da vida. A ideia é “deixar a criança interior brilhar”.

Também é um excelente ano para trabalhar a auto-estima e a confiança, com forte magnetismo pessoal.

Mudanças de todos os tipos são favoráveis!

Leve as relações e situações variadas com leveza. E é isso.

Favorável pacas: crescimento e expansão profissional.

Tomar cuidado com: gastos excessivos!

Fonte: pesquisei em muitos muitos muitos sites e lugares, além de ter muitas anotações guardadas sobre isso, como referência. Usei todas elas para escrever as considerações acima.

Foto de 2013

O meu último ano 3 foi entre 2012 e 2013. Foi justamente quando eu decidi que queria viver do Vida Organizada e iniciei essa curva de mudança. Eu produzi MUITO conteúdo naquela época – meu cérebro estava fervilhando de ideias.

O anterior tinha sido entre 2003 e 2004 – o ano que entrei em Publicidade, saindo do Jornalismo, e comecei a trabalhar fazendo estágio na área, enfim, foi um ano criativo pacas.

Ainda antes disso, 1994-1995, o ano do tetra, da minha mudança de escola, de ter escrito, tocado muito (teclado, violão). Mais um ano que me lembro demais.

Bem, antes disso era 1985 e eu tinha completado 4 anos (rs). Não me lembro tão bem assim mas tenho uma fotinho ali em cima só para ilustrar como eu sempre gostei de criar, desde pequena. E é isso.

Minhas expectativas estão felizes para este ano que já começou e que, sinceramente, para mim reflete um período muito feliz da minha vida – talvez o mais feliz até então. Estou plena, calma, tranquila, focada, centrada, sabendo lidar com as coisas, problemas, tudo.

Prevejo um ano muito legal! Ao longo dos próximos meses, compartilharei mais sobre essas percepções com vocês!

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.

Deixe seu comentário

1 comentário

  1. Elaine Silva comentou:

    Oi , Thais. Passando pra agradecer imensamente pelo seu conteúdo. Recentemente deletei meu Instagram (não estava fazendo mais sentido pra mim) e decidi te acompanhar por aqui e pelo podcast.

    Grata por tudo!