Categoria(s) do post: Diário da Thais

Há alguns anos, eu li no Kindle o livro “How to become a straight-A student”, do Cal Newport e, recentemente, tive vontade de reler e comprei na versão paperback. Tem sido muito legal ler com “as lentes do Doutorado”, pois me ajuda a refletir sobre os meus aprendizados referentes às disciplinas.

Gostaria de compartilhar em alguns posts as minhas reflexões sobre o livro à medida que for relendo. Acredito que seja útil para vocês e para mim também.

Lendo esse livro, a única coisa que consigo pensar é: como eu gostaria de ter lido um livro assim quando eu estava na quinta ou sexta série. Teria feito grande diferença. Eu já me interessava pelo tema “organização dos estudos” mas não tinha esse tipo de fonte disponível à época.

Hoje eu queria falar sobre a recomendação que o Cal faz logo no início sobre como gerenciar o dia através de duas ferramentas e como ele recomenda planejar as atividades em cinco minutos diariamente, pela manhã. As duas ferramentas? Calendário e listas. E é incrível como essa orientação é reforçada mais e mais vezes, à medida que as pessoas que trabalham com produtividade vão avançando em seus estudos.

Cal Newport, “How to become a straight-A student”

Vamos aos pontos básicos do que ele ensina nesse capítulo:

  1. Registre todas as tarefas e prazos no calendário.
  2. Você vai lidar com o seu calendário uma vez a cada 24 horas apenas, 5 minutos por dia.
  3. Pela manhã, veja o que está reservado para o dia e crie blocos de tempo para as atividades.
  4. Obviamente não vai caber tudo, então foque no tempo factível para o que for prioridade.
  5. Durante o dia, toda tarefa nova que chegar, você anota na sua lista e não na agenda.
  6. Na manhã seguinte, transfira para a agenda aquilo que for prioridade para o dia.
  7. Repita diariamente, gastando apenas 5 minutos toda manhã.

Para mim, a vantagem dessa metodologia é focar na execução e no tempo disponível. Você percebe como não cabe “tudo” no dia e essa é uma excelente auto-percepção do tempo que se tem, especialmente se você nunca reparou nisso.

A desvantagem é ficar muito preso ou presa naquilo que é mais urgente e perder de vista a perspectiva mais ampla. Então minha recomendação é associar esse método com outros planejamentos, como o semanal, mensal etc.

O raciocínio sobre “o que é mais importante” é uma atividade de atenção plena, de percepção da vida, e é uma boa prática de modo geral para a produtividade diária.

Eu testei durante alguns dias esse modelo e confesso que me senti um pouco sobrecarregada com os agendamentos. Gosto de deixar a minha agenda mais livre, mas também isso pode acontecer porque eu já sou uma pessoa organizada e que tem um processo pessoal de organização. Para quem está começando, certamente a percepção será diferente e pode ser bastante útil se não souber por onde começar.

Confesso que algo bastante interessante é focar nessa dinâmica de tudo o que chegar no dia ir para a lista (eu usei a caixa de entrada do Todoist) para ver só no dia seguinte, e é isso. Obviamente que, se for algo urgente, terei que fazer no dia e tentar “encaixar”, mas ao longo de vários dias usando não apareceu nenhuma demanda assim. Todas podiam esperar até o planejamento do dia seguinte.

Uma alternativa ao modelo dele foi: no dia seguinte, ao “processar” o que tinha capturado na entrada, algumas coisas foram para a minha agenda mas outras não. Em vez de manter na caixa de entrada, eu redistribuí nas listas, que organizo por categorias diversas. O foco foi usar a entrada apenas para o que chega no dia mesmo, até para ter uma noção do volume.

Achei o método muito parecido com a ideia do Bullet Journal, com a diferença que, aqui, não necessariamente você precisa usar papel, mas pode fazer em outras ferramentas sem a recomendação do “dá trabalho para transcrever para o outro dia, então vou reconsiderar com mais critério o que preciso fazer ou não”.

Ah, e vale dizer que você não precisa usar só para os estudos, mas para todo o resto também.

Você já testou esse modelo? Está a fim de testar? Se sim, compartilha comigo depois o que achou, se quiser. 😉

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.

Deixe seu comentário

8 comentários

  1. Deise S. M. Nobre comentou:

    Olá, Thais!
    Primeiramente, obrigada pelo conteúdo que vc divide conosco. Não apenas por nos ajudar a implementar a organização na nossa rotina, mas também-e principalmente- pela sua percepção de prioridades de vida e reflexões tão importantes sobre a forma como encaramos nossa realidade.

    No meu caso, para que algo funcione, menos é mais! hehe Métodos simples são realmente transformadores na minha vida. Então estou bem empolgada para implementar esse método do Cal Newport, pois ele faz muito sentido para mim (na teoria hehe).
    Como sou freelancer, é muito difícil determinar com certeza os meus dias e horários livres. Não acho isso necessariamente ruim, mas estou fazendo um MBA e um curso, e as vezes, eu tenho dificuldade de conciliar o “certo” e o “incerto”, já que ambos têm o mesmo peso na minha rotina.

    E claro que me apego à minha agenda física na medida do possível. Sem ela não sou ninguém!
    E tb acredito muito do poder de registrar tudo em listas, realmente desafoga a cabeça.

    Abraços!

    1. Oi Deise! Só um adendo: todos os métodos usam esse mesmo sistema, foi o que quis dizer.
      Todos os métodos acabam caindo na agenda + lista para a gestão do dia a dia. Essa separação funciona.
      Assim como o método do Cal, o que é importante entender é que essa gestão do dia a dia apenas não basta, pois falta perspectiva.
      Independente do seu dia a dia, há planejamentos maiores. 😉
      Um abraço.

  2. Milena comentou:

    Thais, muito interessante seu post. Legal ver como muitos caminhos levam ao GTD 😀 Você já leu o “So Good They Can’t Ignore You” do Cal Newport? Ele traz alguns insights interessantes sobre a vida acadêmica. Eu também estou no início do Doutorado e gostei bastante.

  3. Jeanne comentou:

    Bom dia Thais
    Gosto muito como escreve e facilita o surgimento de idéias e praticidade no dia a dia.
    Uso um planner semanal, adoro lista que faço no notes /cel.
    Meu bullet…é tipo um caderno de recordações la tenho “registros” desde 2000
    Adorooo suas indicações de leitura
    Força e coragem pra irmos avante nestes tempos de Pandemia
    Abraço

  4. ana comentou:

    “A desvantagem é ficar muito preso ou presa naquilo que é mais urgente e perder de vista a perspectiva mais ampla…”
    O meu problema é exatamente esse, tenho muitas demandas no trabalho e estudo para um concurso no período noturno, no trabalho estou vivendo para apagar incêndios e sempre fazendo as urgências, não consigo sair disso.. 🙁

    1. Uma primeira recomendação é que você liste tudo o que você tem em andamento, identificando aquilo que tem fim, que seriam projetos.
      Revisar semanalmente.

  5. Fabine comentou:

    Eu li no início da faculdade do meu curso anterior e não lembrava dele. Vou reler e atualizar um monte de materiais dos meus alunos, porque acho que várias coisas que eu não sabia a referência vieram dele. MUITO obrigada <3