Categoria(s) do post: Diário da Thais, GTD™, Tecnologia

Há algumas semanas eu compartilhei com vocês que estava testando a organização dos meus projetos no caderno, novamente, após alguns anos, mas que eu já via em perspectiva uma provável migração para o Asana, visto que é a ferramenta que estamos usando hoje em equipe para organizar os projetos do Vida Organizada.

Enquanto que a organização dos projetos da equipe se dá com uma “equipe” Vida Organizada e um “projeto” para cada projeto mesmo do VO, alternando entre projeto em andamento com o ícone em azul e os projetos em espera (ou incubados) com o ícone cinza, na versão pessoal eu quis simplificar.

Criei uma equipe privada chamada “Thais” e, dentro dela, apenas dois “projetos”: projetos em andamento e incubados (em espera).

Asana / está em inglês porque alterno os idiomas para ir treinando

Dentro de “Personal Projects” ficam os meus projetos em andamento divididos por seções apenas para facilitar. são essas as seções:

  • Cursos Online
  • Universidade
  • Conteúdo
  • Educação (parte educacional da empresa)
  • Profissional (geral)
  • Pessoal (geral)

Dentro de cada seção, cada “tarefa” é um projeto e, dentro deles, cada “sub-tarefa” vai colocando as ações e etapas de modo geral que preciso fazer.

Uso esse painel para revisar semanalmente e definir as ações que vão para o Todoist. Sim, o Todoist serve para gerenciar diariamente, executando as ações que ali estão. A lista de projetos contém o status geral para acompanhamento semanal.

Se eu clicar em “Painel”, no menu do “Projeto” (quadro), aparece uma visão geral bem legal que me mostra a distribuição por seção e a quantidade geral de projetos, além de outros dados que futuramente eu possa querer acessar.

71 projetos em andamento

Já o quadro de projetos que não estão em andamento (em espera, incubados etc.) eu ainda não passei tudo para o Asana (faço aos poucos), mas também dividi por seções, que por enquanto estão assim:

  • 2022
  • Depois do Doutorado
  • Depois da pandemia
  • Revisar mensalmente
  • Revisar semanalmente

Fazendo dessa maneira fica fácil de alternar o status de um projeto para “em andamento” ou “em espera”. Mais prático que ter uma pastona inteira para todos os projetos, mas isso pode ser contornado criando uma “equipe” para os projetos em andamento e outra para os projetos incubados.

De qualquer maneira, prefiro organizar os projetos no digital que no papel. A sensação de ordem me deixa mais tranquila. O papel uso para planejamentos e rabiscos diversos, então essa vontade é suprida por essa alternância de atividades.

Se quiser, posso escrever mais sobre esse uso do Asana para projetos. Caso tenha alguma dúvida específica, por favor, comente aqui, para eu saber o que posso escrever mais a respeito. Obrigada!