Categoria(s) do post: Diário da Thais, Roupas

Eu não uso necessariamente o método “completo” do armário-cápsula mas eu gosto de manter em fácil acesso as peças de roupas que combinam com o clima e o meu estilo pessoal, ou que eu esteja mais a fim de usar, porque isso me ajuda a ter uma rotatividade maior das peças e “dar um tempo” para algumas delas, evitando que eu enjoe.

A ideia é você ter peças que coordenem entre si e que sejam apropriadas para o clima da sua região e os eventos e atividades que você terá durante um período específico – pode ser para a estação inteira como pode ser para o mês, para a semana, para uma viagem etc.

Para planejar o armário de primavera, eu criei um painel no Pinterest para inserir as principais referências que fazem sentido para mim no momento.

Estou em uma fase em que alguns elementos são importantes nas peças:

  • cores claras (mais para tons terrosos), especialmente branco, cru, off-white, natural, bege, cinza etc.
  • roupas leves, o que tem a ver com corte e material;
  • o conceito de academia de modo geral (academia de estudos e não de ginástica).

Uma peça que eu definitivamente decidi investir no momento é a bermuda com corte de alfaiataria ou fluida, de preferência com barra italiana (amo) e passador de cinto. Elas funcionam bem para o meu estilo porque posso usar tanto com camisas quanto com regatas e camisetas. Eu tinha algumas bermudas jeans e de sarja, mas de alfaiataria nunca tinha comprado por achar que não usaria. Hoje vejo que têm tudo a ver comigo.

Outro tipo de peça que tem a ver com o meu momento são as camisas de manga curta. Dependendo do material, são fresquinhas e soltas, mas também passam um ar mais arrumadinho, muito bom para quem trabalha fazendo reuniões, lives e aulas online, como eu.

Essa foto abaixo representa 100% a minha vibe para essa estação. Vejo a primavera como um grande momento de “ano novo”, renovação, refresh, transformação. Além de a primavera já representar tudo isso mesmo, eu ainda faço aniversário no dia 25 deste mês, o que só aumenta essa sensação para mim.

De modo geral, os tecidos naturais (linho, algodão, viscose) me atraem, porque são leves. Mesmo a viscose com um pouco de poliéster é interessante. Depende do toque da pele na peça mesmo, sabe? Tem peças de poliéster que são ásperas, que a gente nem consegue sentir sutileza no toque, mas tem algumas que são bem legais.

Para ajudar, eu criei no Pinterest também um painel para guardar peças que eu queira comprar em algum momento, apenas para ter como referência. Pode conter coisas para esta estação ou para outras.

Por enquanto só tem uma coisa, que é esse vestidinho curto, leve, com estampa floral. Nada disso tem “pressa” – são apenas itens que tenho vontade de ter e identifiquei a necessidade em detrimento da estação que está chegando.

Em termos de calçados e acessórios, eu vejo para esse momento:

  • sandália tipo papete clara (já tenho uma da Linus que eu amo);
  • mocassins;
  • oxfords;
  • sapatos flats de modo geral (não consigo nem pensar em salto – estou até andando muito descalça ultimamente).

Vou atualizar os painéis nos próximos dias e, se você quiser, pode me seguir por lá para acompanhar essas atualizações. 😉

Eu pretendo agora revisar as peças do meu guarda-roupa para separar aquelas que tenham a ver com todos esses quesitos que listei, guardar de maneira mais inacessível o que é de super inverno, tipo casacos e blusas grossas de lã, e manter de maneira bem acessível o que tem a ver com o que coloquei aqui no post. Desse modo, a gestão no dia a dia fica bem mais fácil para escolher o que usar, lavar etc.

PS: todas as fotos deste post foram retiradas do painel que criei no Pinterest e está linkado neste post. Lá você encontra os links originais para as referências. Obrigada.

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.

Deixe seu comentário

3 comentários

  1. Laís Helena comentou:

    Legal!
    Confesso que não faço esse processo todo, mas gosto de trocar as roupas de lugar, guardando no baú as roupas de inverno e passando as de verão para o guarda-roupa (e vice versa), assim não fica tão abarrotado. Faço isso a cada 6 meses, mesmo porque aqui na minha cidade pulamos direto do inverno pro alto verão, kkk.

    Abraço!

  2. Patricia Casarim comentou:

    Amei as dicas. Isso com certeza facilita o dia-a-dia. Vou me desafiar a seguir.

  3. Fabine comentou:

    Tô cheia de comentários acumulados dos posts desse mês e vou fazer todos agora, um atrás do outro. Me sentindo meio doida kakakaka

    Tô planejando meu guarda-roupa também, apesar de não ser cápsula. É a primeira vez que posso dedicar uma parte do meu dinheiro pra comprar roupas pra mim e tá sendo muito divertido.
    Minhas condições especiais: estagio em órgão público que fica numa área de preservação ambiental, frequento muito obras e mato, moro em Belém e uso transporte público (MUITA chuva + calor) e agora a prática de esportes faz parte da minha rotina.
    Entraram na minha wishlist diversas coisas, mas as prioridades: galocha (rosa maravilhosa, check), meias e bota de trecking (pra alternar com a galocha e usar ano que vem quando for conhecer o Monte Roraima), capa de chuva e casaco com FPS.
    Critérios que usei pra comprar minhas peças novas: tecido bom, poder usar em mais de um contexto e conversar com as peças que pretendo manter no guarda-roupa.
    Nas férias pretendo tirar foto de tudo e catalogar no app Combyne pra me divertir criando looks igual fazia quando era adolescente kakakaka também quero refazer exercícios do livro do Oficina de Estilo e da Anuschka(?)
    Um vídeo que vi no final de semana e acho legal https://youtu.be/pD871q7hcp8, amo muito a Lu Ferreira e a Thaís Farage também tem um conteúdo muuuuito legal sobre moda. O vídeo é a Lu contando sobre a experiência dela num curso da Thaís chamado Básico com Borogodó. Espero que goste!
    Um beijo <3