Categoria(s) do post: Roupas

Bem, já que vocês gostaram do outro post que fiz sobre esse tema, aqui estou eu de volta com outra peça clássica do meu guarda-roupa, que é calça de sarja preta.

Essa calça é da Renner. Sempre compro no mesmo modelo: skinny, sarja com elastano, para ficar mais coladinha porém confortável. É uma calça MUITO curinga para mim, como vocês verão neste post. Além desta, tenho mais duas iguais, pois quando eu saía e viajava eu usava pra caramba. (Lembrando novamente que eu não passo roupas, com algumas exceções – o que não é o caso desta peça).

Questionário (veja no outro post a referência dele):

  • A peça está detonada, puída, rasgada ou algo que não dá para arrumar? Não.
  • Você usou essa peça no último ano? Sim.
  • Ela é confortável? Você a usaria todos os dias, se pudesse? Sim.
  • Combina com o seu estilo? Te ajuda na construção do estilo que você quer ter? Sim.
  • Essa peça veste bem em você? Você se sente bem com ela? Sim.
  • Você consegue combinar essa peça com pelo menos três outras do seu guarda-roupa? Ela compõe looks que te deixam com vontade de usar? Sim. (vou mostrar abaixo)
  • Você vai conseguir usar essa peça nesta estação? Ela é versátil e adequada ao clima da sua região? Sim.

Vou trazer alguns looks com ela para vocês entenderem como eu trago para o dia a dia.

Meu uniforme

Suéter turtle neck preto Amaro, tênis sem marca no meu modelo preferido, com a sola branca, e óculos sem marca também

Vocês têm algum tipo de uniforme? Aquela roupa que você veste sempre que você não está a fim de pensar em nada ou quer facilitar a vida? Este é o meu. Com camiseta preta de manga curta, manga longa ou suéter, a calça preta com esse tênis luva de sola branca é um look que eu poderia usar todos os dias tranquilamente, apenas alternando algumas peças e acessórios. Tanto que, dependendo da viagem, antigamente eu montava toda a minha mala em torno dessas peças, pra facilitar e levar menos coisas.

Algum evento cultural

Jaqueta jeans C&A, suéter preto turtle neck Amaro, bota Via Uno, faixa na cabeça comprada em feira de artesanato

Não que neste momento eu esteja frequentando algum, porque não estou. Mas, antes da pandemia, taí um look bem básico meu para ir ao museu, ao teatro, à feirinha de artesanato da Vila Madalena e qualquer outro evento cultural de outono. Sdds, inclusive.

“Caraca, maior frio e preciso levar os cachorros pra passear!”

Touca comprada em uma loja de malhas em Campos do Jordão, cachecol Renner,
sobretudo Zara, suéter preto turtle neck Amaro, bota estilo Ugg sem marca

“Não está tão frio mas está um vento forte e tenho que ir ao mercado a pé”

Jaqueta Forever 21, suéter preto turtle neck Amaro, mocassins Zara

“Me convidaram para um evento social e eu não tenho a menor ideia do dress code e de quem vai estar lá”

Blazer Bazarella, camisa off-white Amaro, bota Arezzo

Não estou saindo na pandemia, mas era assim que eu me arranjava rapidão antes quando precisava. Bad hair day? Só prender o cabelo e tá tudo certo.

“Preguiçaaaaaaa mas os boletos não vão se pagar sozinhos”

Blazer Bazarella, suéter cinza Marisa, mocassins Zara

Para aquele dia chuvoso, que você vai trabalhar em casa, tá com zero inspiração pra se vestir mas tem reuniões. Esse meu mocassim é super confortável e o bom do blazer é que ele dá uma cara de arrumado mesmo que você esteja com um suéter simples por baixo.

Passear na Paulista

Casaco Renner, tênis Fila

Ah… os bons tempos em que a gente ia dar uma volta na Paulista, passava nas livrarias, jantava por lá, ia ao cinema… uma roupa confortável, pra andar, pronta pra pegar vento nos dias mais frios. Nem lembro direito como era a sensação, mas tenho saudades. Ainda é a roupa que eu usaria se fosse fazer isso hoje.

Look aeroporto

Jaqueta de couro fake preta Forever 21, pashmina Riachuelo, tênis Fila

Taí outra coisa que definitivamente não estou fazendo mas, quando ia viajar, era minha escolha certeira. A calça tem o elastano, que a deixa confortável para o avião. O tênis, nem preciso dizer. Suéter de lã por baixo e pashmina no pescoço porque o ar condicionado do avião poderia estar além do ponto (e também pode ser usada como travesseiro, se precisar!). E a jaqueta de couro, que protege no friozão e no “não tão frio porém com vento” e ainda mantém um ar arrumadinho.

“Vou jantar com as minhas amigas depois do trabalho”

Lenço sem marca, suéter preto Amaro, bota Arezzo

Saudades.

“Vou no show do meu marido”

Jaqueta Forever 21, camiseta do Black Sabbath comprada na Galeria do Rock, coturno Via Uno

Não só para ver meu marido, mas para qualquer show de banda ou barzinho de rock. Taí uma coisa que não faço há MUITO tempo. Caramba. A pandemia tinha me tirado essa memória. rs

“Tô indo ali buscar o Paul na escola”

Casaco Zara, coturno Via Uno

Paul está tendo aulas em casa, virtualmente. Mas, quando ele ia para a escola, e eu ia buscá-lo no fim da tarde, quando começa a esfriar mais, taí uma roupa comum de usar. Casaco mais pesado com qualquer outra configuração por baixo (o casaco tampa tudo e dá um ar arrumado).

Trabalhando em casa mas está frio pacas

Blusa de lã Renner, coturno Via Uno

Quantas coisas que a gente gosta a gente deixou de fazer com a pandemia, né?
Você repensou seu estilo de vida depois desse tempo todo estando em casa? Eu sim. Algumas coisas sinto falta, outras não. Mas definitivamente ficar em casa tomou um novo significado, assim como todas as outras coisas que deixei de fazer.

Como vocês viram, a calça preta de sarja é um item aqui que combina muito no meu guarda-roupa. Eu poderia fazer muito mais looks mas o post ficaria enorme.

Um guarda-roupa organizado faz diferença no dia a dia, em ter uma rotina tranquila, e “processar uma peça” não é tão diferente de “processar um e-mail”. O espaço de armazenamento e ter peças funcionais, que combinem entre si, dentro do seu estilo, respeitando os limites de espaço, faz sim parte de uma vida organizada.

Espero que tenham gostado do post. 🙂

Deixe seu comentário

24 comentários

  1. Érica Baluta comentou:

    Amando a versatilidade do seu guarda roupa Thaís! Cheia de estilo! Arrasou!

  2. Daiane comentou:

    Adorando essa série de moda, versatilidade, estilo e minimalismo. Afinal de contas a gente não precisa de muito, a gente precisa é de criatividade. 🤹‍♀️

  3. Camila comentou:

    Você é muito estilosa, Thais!!! Gostando demais dessa série.

  4. Dalva comentou:

    Qual seu cupom de desconto na Renner pois já vou comprar uma calça de sarja preta lá!! hahahahaha

    Brincadeiras à parte, é uma excelente peça curinga e vou atrás de uma… amei seus looks.

    E, sim, muitas saudades de muitas coisas de antes da pandemia e passear na Paulista é uma delas.. que delícia era passar o dia por lá…

  5. Daniele comentou:

    Como um casaco muda a cara da roupa!! Estou adorando estas idéias, Thais!!

  6. Ana Viegas comentou:

    Amei!

  7. Lara comentou:

    Eu amei esse post!!! Já estou indo devorar os outros com a mesma temática! Amei seu estilo, realmente vários looks com uma peça coringa!

  8. Paloma comentou:

    Descobri que preciso de uma calça preta de sarja urgenteeee
    =)

  9. KELLY BARRETO comentou:

    Amei os temas das fotos 😍

  10. vit comentou:

    Eu quero MORAR nesse post! <3

  11. Vania comentou:

    Adorei as combinações, todas estilosas, praticas, usáveis.

  12. Mônica comentou:

    Boas idéias!

  13. ANA PAULA MAGRI MOREIRA comentou:

    Ah, também tenho uma preta com elastano, mas a minha é flare, com botões ao invés de zíper (estou usando neste momento, no trabalho presencial). Enfrenta qualquer situação MESMO!

    Amei o look com a camisa off-white. E os outros me inspiraram a novas combinações aqui com a minha superamiga.

    Obrigada, estes posts estão muito legais!

  14. Ana Beatriz Figueira Malavasi comentou:

    Thais, muito legal! Me inspirou muito para rever meu armário!

  15. Leila Moraes comentou:

    Thaís, vc me inspira a parar de ficar vestida de mendiga dentro de casa.
    Socorro! Normalmente eu tiro o pijama e coloco a roupa mais velha e surrada… Credo! Isso tá mudando e estou muito melhor.

  16. Evelyn comentou:

    Estou adorando essa série de posts!!

  17. Maiara comentou:

    Adorando!!!!

  18. Larissa comentou:

    Adore!
    Espero que este conteúdo apareça mais vezes.

  19. Kelly Vinco comentou:

    só look “brabo”! amei, Thais! obrigada pela inspiração. conquistei recente uma nova posição profissional que construo há muitos anos e estou animada para alinhar meu estilo e renovar o guarda-roupa para essa nova fase. seus posts sempre agregando valor demais. vc é toppp!

  20. Mariana comentou:

    Thais só vi o seu post hoje mas eu simplesmente amei!!!
    Eu sempre tentei organizar o meu guarda roupa e achava complicado, mas o que você mostrou aqui foi extremamente simples, mas de uma clareza enorme!
    Ficou muito mais fácil pra mim.
    Muito obrigada!

  21. Drê comentou:

    Amando essa série de posts sobre moda, conteúdo informativo de verdade, relevante a respeito de moda consciente, lindo, as fotos de inspirações reais por ocasião de uso, ajudam muito a ver as possibilidades do nosso armário.
    Parabéns, eu sou apaixonada por moda, e não vejo conteúdos tão bons em sites e redes sociais totalmente direcionados à isso.

  22. helenice alvarenga comentou:

    vc está linda e autoconfiante, te acompanho desde 2012 e acompanho sua evolução. Muito orgulho !

  23. CLAUDENICE PASSOS PALACI comentou:

    Olá, Thais! Gosto muito destas postagens acerca da organização do guarda-roupa, definição de estilo próprio para se vestir…tenho muita dificuldade ainda! Antigamente (antes do MVO!) eu saía comprando um monte de coisas. Quando chegava em casa, as peças novas não se encaixavam, de forma alguma, com o que eu já tinha. Eu nem sabia usar a peça nova e muito menos como usá-la com outras peças. Por exemplo: comprar uma blusinha nova e não saber com o que ela poderá combinar ou, com o que se usa aquela blusinha! Incrível! E real! Adotei uma vida minimalista (estou quase lá!) e com isso, reduzi significativamente as peças que tenho. Foi um toque de mágica! Ficou super fácil de usar tudo! E, estou mais leve em relação às combinações: uso o que estou a fim naquele instante e de acordo com o compromisso que tenho! No trabalho (voltei ao presencial) estamos nos articulando na equipe para fazer um uniforme. Particularmente, não tenho nada contra ao uso de uniformes. Mas, por garantia, pedi às colegas que pensassem em algo mais “fora da caixa”; um modelito com a cara da escola e do trabalho que fazemos!