Categoria(s) do post: Saúde

Pode parecer um tema bobo mas acho que vale o post.

A campanha de vacinação para a minha idade foi adiantada aqui em SP.

Eu já inseri a informação na minha agenda como “compromisso de um dia inteiro” nas minhas datas para eu me planejar quando estiver mais próximo.

É interessante porque isso me permite pensar em algumas coisas. Em julho, estamos planejando um especial de organização de estudos para o Vida Organizada como um todo, com várias ações. É provável que tenhamos um evento ali no meio do mês. E, no finalzinho de julho, eu vou iniciar um retiro de duas semanas muito importante, para o qual me planejo há anos (mas será virtual). Como é possível ter algum tipo de reação com a vacina, é importante se preparar para não atrapalhar muito o meu planejamento.

Eu pretendo me vacinar entre os dias 23 e 26, então, pois se eu tiver um ou dois dias de reação, o que é absolutamente normal no caso de QUALQUER vacina, vale dizer, não vai atrapalhar os meus outros compromissos. E já posso me planejar para ficar de boa, sem grandes agendamentos, na semana antes do retiro (que começa no dia 31).

Em resumo, dá sim para a gente antecipar algumas coisas, mesmo que pareçam imprevistos, se a gente pensar com carinho na gente mesmo. O autoconhecimento também ajuda e contribui na construção do processo pessoal de organização.

Não posso deixar de fazer um comentário aqui, afinal é um blog com a minha vida pessoal, que compartilho com vocês.

Durante toda a nossa vida, tomamos vacinas. As vacinas podem dar reação, isso é normal. Assim como podem não dar. Tomar vacina é uma decisão que diz respeito à cidadania, pois você protege a si mesmo e ao outro. Tomar a vacina não garante que você não vá pegar COVID, pois é um vírus! Só garante que os sintomas e efeitos do vírus não sejam tão fortes ou até mesmo mortais para você.

Também não adianta tomar vacina e sair se aglomerando ou sem máscara, pois mesmo tomando vacina você ainda “transporta” o vírus para lá e para cá e pode transmitir a pessoas que não foram vacinadas e crianças.

Precisaremos continuar tomando cuidado até que a Organização Mundial da Saúde diga que a pandemia está sob controle. É só isso. Pois muita coisa ainda pode acontecer com o COVID-19, incluindo mutações, e a situação no Brasil não está nada fácil para ninguém.

Meu papel aqui não é conscientizar ninguém, apenas expressar minha opinião pois, como falei, é um blog pessoal. Mas se eu puder usar a minha “influência”, se tenho alguma, espero fazê-la para o bem.

Infelizmente, em uma pandemia, não se trata de “cada um, cada um” ou de “liberdades pessoais”. É como você beber e dirigir bêbado. Você não é livre para fazer isso, pois pode se prejudicar e prejudicar outras pessoas também.

É isso. Live and let live.