Categoria(s) do post: Diário da Thais, Semestral

Junho é o último mês do primeiro semestre e estou aproveitando para revisar o meu planejamento do ano e reajustar os planos para o segundo semestre. Neste post, vou trazer como faço isso.

Reviso o meu planejamento para o ano

Meu lema para este ano é “cresça com responsabilidade” e ele está mais forte do que nunca diariamente, pois passamos por muitos desafios no trabalho e manter a resiliência em meio à pandemia se tornou mais difícil do que eu esperava.

A área que escolhi dar mais foco este ano é justamente finanças e tenho vários projetos em andamento com relação a ela. É definitivamente um ano em que estou fazendo ajustes para chegar ao final de 2021 com tudo organizadinho, o que demanda destralhar várias coisas e repensar a área como um todo.

Com relação às minhas prioridades como um todo, aqui vai um resumo da lista:

  • Ficarmos bem em mais um ano de pandemia. Estamos melhores que no ano passado, definitivamente, mas claro que ninguém está “bem” no meio de uma pandemia. O ano nos tornou mais próximos, ajudou o Paul a ver que ele quer mudar de escola (essa sempre foi uma questão para nós), meu marido está trabalhando mais comigo, os cachorros estão bem, enfim… dentro do possível, chegamos ao meio deste ano com a sensação de dever cumprido.
  • Melhorias no MVO, processos e equipe. Esse sem dúvida tem sido o foco e estamos trabalhando em todas as melhorias relacionadas.
  • Tudo relacionado ao Doutorado. Sim, o Doutorado demanda mais e é mais difícil do que eu esperava, mas eu tenho curtido bastante. Claro que tem que rolar um alinhamento de expectativas com relação ao que consigo e não consigo fazer, mas de modo geral as coisas estão fluindo.
  • Refinamento da minha rotina pessoal como um todo. Sim e não. Meu sono deu uma bagunçada ali por março mas já voltou ao normal. Alimentação deu uma relaxada (pedi muito delivery). Estou em um momento de reorganização de tudo: exercícios, sono, alimentação, enfim.
  • Lazer: assistir mais séries. Tenho conseguido fazer isso e assisto pelo menos um episódio todos os dias, o que tem feito maravilhas para a minha saúde mental.
  • Espiritualidade: ler 6 livros da tradição e refinar minha prática diária. Eu confesso que, com a pandemia, eu não tinha ainda muita clareza de como seria esta área este ano. O fato é que eu estava sentindo falta de participar mais das atividades do Centro e recentemente voltei a fazer o curso de formação de professores (no momento online) e a participar de retiros e aulas de meditação (tudo online também).

Reviso as minhas responsabilidades profissionais

Esse tem sido o maior desafio do momento, pois estamos formando uma equipe e aprendendo o que pode ser feito por mim e o que não precisa. Apesar de parecer ser um “bom problema” (e, de fato, até é!), demanda um auto-conhecimento tremendo entender o que só eu posso fazer e também aceitar que algumas coisas que eu quero fazer talvez não caibam na minha rotina.

Eu tenho seis macro responsabilidades, o que me parece claro. No entanto, dentro de cada uma delas há atividades que eu preciso pensar com calma em como delegar – em todos os níveis. É justamente neste momento em que me encontro e a equipe faz parte disso.

Reviso a agenda

Tenho alguns compromissos para o segundo semestre relacionados ao Centro Budista, ao meu trabalho e ao Doutorado. Também estou na expectativa da vacina para a minha idade por volta de setembro ou outubro. Meu aniversário é em setembro. Planejo encontrar uma nova escola para o Paul.

Reviso os meus projetos

Tenho vários projetos que precisaram ser incubados porque estou buscando focar em menos coisas e fazê-las com mais qualidade. No entanto, nessa virada do semestre é uma boa fazer aquela super revisão e limpeza do que está incubado para ver o que precisa ser feito ainda este ano, o que vai ficar para o ano que vem e o que se tornou obsoleto – e apagar.

Reviso meus objetivos de curto, médio e longo prazo

Objetivos de curto prazo são aqueles que pretendo alcançar de hoje a dois anos. Não costumo trabalhar com “resoluções de ano novo” porque o período de dois anos parece mais realista quando falamos de objetivos de curto prazo. O que a gente quer alcançar nesse período deve desmembrar projetos que podemos começar a trabalhar agora ou daqui a algum tempo (em breve). É momento de refazer essa análise e verificar se tenho projetos relacionados a todos eles.

Também aproveito para revisar objetivos mais “distantes”, mas que de alguma forma se relacionam com os objetivos de curto prazo e, portanto, com os meus projetos. Essa revisão sempre é útil porque me dá perspectiva e permite fazer ajustes.

É importante também celebrar a vida por ter chegado até aqui, além das conquistas e coisas boas que aconteceram nesses primeiros meses do ano.

No trabalho, estamos repensando nossos cronogramas para ele ficar mais leve para todos.

Enfim, bom momento do ano. Você costuma fazer essa revisão do semestre para pensar no seguinte? Como você faz?

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.