Categoria(s) do post: Diário da Thais, Estudos, Universidade Pessoal

Dando continuidade à série de posts que iniciei ontem sobre como eu reorganizo a minha rotina em todas as áreas da vida, de tempos em tempos, e em especial a cada estação, quando faz sentido, quero compartilhar essas atualizações com vocês pois, afinal, este é um blog onde escrevo sobre a minha vida, a fim de inspirar vocês a se organizarem também. Se estiverem gostando dessa ideia, posso fazer de forma recorrente.

Doutorado

Como vocês podem imaginar, o grande eixo principal de estudos da minha vida no momento é o Doutorado, que também me ajuda a direcionar estudos para o nosso trabalho com o Vida Organizada, pois muita coisa que aprendo e pesquiso posso trazer para o trabalho também.

O primeiro ano do Doutorado é bem volumoso porque é quando você está pegando o ritmo, tem que cumprir os créditos das disciplinas, tem muita coisa se ajustando ainda, sabe. Então tenho buscado construir uma rotina organizada que me permita realmente focar no que for prioridade. Tenho aulas duas vezes por semana, além dos encontros dos grupos de pesquisa, que acontecem duas vezes por mês (cada um, participo de dois). Curso duas disciplinas. Tenho dois trabalhos em andamento para artigos e seminários. E tenho alguns cursos que estou fazendo para me ajudar no Doutorado também, como: francês, Mendeley, escrita acadêmica e um sobre o Byung Chul-Han. Além da escrita da minha tese.

O que eu tenho buscado priorizar são as leituras e a escrita diariamente. Mesmo que eu não me sinta “inspirada” para escrever, me forço a estar ali disponível para isso, revisando o que escrevi, tomando notas, e muitas vezes sai um parágrafo ou outro. Ao longo do dia, anoto insights e ideias no meu bloquinho de notas.

As leituras do Doutorado se dividem entre:

  • leituras para a tese
  • leituras complementares interessantes
  • leituras para cada uma das disciplinas
  • leituras para os grupos de pesquisa
  • leitura para a produção de artigos e trabalhos

Todos os dias eu estudo em horários variados. De manhã, quando acordo. Um pouco depois do almoço. De noite, se não estiver tão cansada ou fazendo alguma atividade em família.

Universidade pessoal

Sinceramente, nos tempos do Mestrado eu não tinha muita coisa na universidade pessoal porque o que estava mandando ali era o curso do próprio Mestrado, e o mesmo acontece agora com o Doutorado. Para eu estudar algo “fora” do Mestrado, precisa ser muito essencial e necessário. No momento, são três assuntos: metodologia de pesquisa, francês e marketing digital / empreendedorismo (pelo meu trabalho).

O modo de organizar é o mesmo de sempre: eu estudo todos os dias e alterno as leituras. Se eu quiser me dedicar hoje mais ao francês, da próxima vez que for estudar eu mudo o assunto e estudo marketing ou metodologia. Sem microgerenciamento, apenas uma organização leve para não ficar demais em um assunto e abandonar os outros durante muito tempo.

Alguns pontos relevantes para comentar:

  • Faço as anotações de aulas e cursos de modo geral no commonplace book;
  • O diário de pesquisa é um caderno onde faço minhas escritas para a tese, descrevo insights, trago fichamentos relacionados, notas das minhas reuniões com a orientadora etc;
  • Alterno as leituras dos diversos projetos – livros que levam mais tempo, capítulos pontuais etc;
  • Leio todos os dias, mas nunca contei as horas – simplesmente faz parte da rotina;
  • Tenho o projeto de 12 livros de finanças para 2021, que tenho mantido (resenhas no YouTube);

Vocês não perguntaram, mas eu tranquei o curso de formação em Ayurveda. Me inscrevi nesse curso antes da pandemia para ter um hobby, conhecer pessoas novas e fazer um curso presencial que me permitisse cozinhar, mexer com plantas etc. Mantive os estudos durante um ano e foi ótimo, mas eu ainda quero viver a experiência completa. Então pretendo voltar quando estivermos todos vacinados. O bom é que consigo focar no Doutorado.

Se vocês tiverem alguma dúvida sobre esse processo, deixem aqui embaixo. 😉 Obrigada!