Categoria(s) do post: Diário da Thais, Família

Hoje o filhote completa 11 anos de idade. Recebeu a cartinha de Hogwarts. 🙂

De acordo com a conversa que tive com a minha aluna e psicóloga Luana Lemos, o Paul está no segundo setênio, que vai dos 7 aos 14 anos, e é uma fase de sentir o mundo ao seu redor.

O que eu vejo de modo geral é que ele começa a se tornar mais rebelde nas emoções, entrando na adolescência mesmo, sabe? Aquele senso comum que a gente tem de adolescência, que você pede uma coisa e a criança diz “peraí!”, ou “fala sério, mãe!”.

Ele está justamente nessa transição da infância para a pré-adolescência, então os gostos ainda são um pouco misturados. Apesar de gostar de atividades mais infantis como alguns tipos de desenhos e jogos, ele já curte outras coisas, desde vídeo-game até filmes.

A maior dificuldade no momento está com a questão emocional no confinamento. Com tantas restrições, temos dificuldade para estabelecer limites – afinal, já são tantos. Toda interação dele com o mundo é através de uma tela, na aula, com os amigos, com o primo. Então as “regras” que valiam antes para telas precisaram ser remodeladas, mas ainda não temos um consenso.

Outro desafio diz respeito aos horários. Ano passado ele estudou de manhã, mas este ano voltou a estudar de tarde. A não obrigatoriedade de acordar cedo faz diferença, e ele está indo dormir super tarde. Isso me incomoda muito mas não estamos conseguindo mudar. E eu não consigo dormir sabendo que ele está acordado, pois me causa ansiedade. Difícil!

O terceiro desafio diz respeito à saúde diária. Ele tem se alimentado bem, de maneira equilibrada, nas refeições, mas belisca e faz lanches muitos mais vezes. E não faz tanta atividade física. O resultado veio em uma barriguinha, e isso me preocupa porque não quero que ele passe do ponto e engorde muito. SEI que é normal na pandemia todo mundo engordar um pouco – estamos em casa, é complicado, comemos mais, não nos exercitamos tanto. Mas preciso ficar de olho para ele não exagerar, e sempre caímos naquela história de “ele já tem tantas restrições..”.

Eu sinto facilidade em lidar com ele nas conversas porque acho que, sinceramente, nunca saí da quinta série. Então faço piadas, tenho facilidade na conexão das coisas que ele gosta, faço provocações que os alunos fariam na escola sobre futebol, essas coisas, então nossa relação está muito legal. Quando preciso pedir algo, ele me ouve, porque sabe que sou legal na maior parte das vezes. rs

Percebo que ele sente mais falta do estar presente, porque mesmo eu trabalhando em casa, não estou exatamente de férias, né? Então ele tem tido mais vontade de ficar comigo do que antes, me pedindo pra sentar com ele no sofá pra contar piadas e conversar, por exemplo. Ele não fazia isso antes, e tenho certeza que tem a ver com a P.

Ele está com dificuldades para dormir sozinho, e essa é uma regra que não vejo problema nenhum em quebrar, pois é uma regra ocidental imposta. Ele precisa de acolhimento. Então nos revezamos dormindo com ele um dia, no outro dia ele dorme com o cachorrinho na cama dele, no outro ele dorme com o pai e por aí vai. É um dos momentos mais amorosos do dia, para mim. Eu adoro dormir com ele pois me passa a segurança de que está tudo bem.

No último ano, ele teve múltiplos interesses, de astronomia a xadrez. Paul é definitivamente um carinha das exatas e disse que quer trabalhar com programação de computadores quando “crescer”. Ele faz umas contas muito loucas de cabeça. Sempre foi assim, desde pequeno.

Eu amo ser mãe e considero um privilégio como ser humano poder cuidar de um humaninho até ele se tornar independente. São duas décadas iniciais muito significativas e que demandam uma responsabilidade imensa na educação. Meu estilo de cuidado e educação infantis é dando o exemplo. Não acredito em falar e não fazer. Educo pelas coisas que eu faço, todos os dias.

Também mostro que erro, que faço besteira, peço desculpa, digo quando não estou bem, e ele é uma criança carinhosa que entende e quer estar sempre por perto, cuidando.

Tem dias em que está mais agitado que em outros, que obedece ou desobedece mais, mas vejo que é normal da idade. Meu foco continua o mesmo: que ele continue confiando em mim, que não se perca esse vínculo, pois ele será muito importante na adolescência como um todo para não se meter em roubadas.

Parabéns, meu amor. <3 Bem-vindo à Grifinória.

Deixe seu comentário

27 comentários

  1. Cris comentou:

    Parabéns! \o/

  2. Renata F. comentou:

    Que texto lindo, Thais! Fico imaginando o Paul , adulto, lendo esse registro tão sensível… Parabéns para esse menino especial e para os pais que o educam com tanto respeito e carinho.
    Abraço!

  3. Marko comentou:

    Sensacional! Sou pai a 5 meses fiquei imaginando minha amizade com meu filhote em suas fazes da vida! Compartilhando já com a minha esposa.

  4. maria comentou:

    Que texto lindo Thaís! Penso como você e me sinto muito feliz em acompanhar por aqui o crescimento do Paul.
    Desejo muito, amor e saúde para Paul!

  5. Clarissa comentou:

    Que lindo esse texto. Adorei.
    Feliz Aniversário Paul, bem vindo à Grifinória.

  6. Marcia comentou:

    Que delícia de post! Parabéns, Paul. Parabéns, Thais-mãe. Falar que há 11 anos nasceu uma mãe não é um chavão. E que você continue educando lindamente pelo exemplo. Se você tem o poder de nos influenciar, nós que estamos aqui “longe”, vivendo com você por intermédio das telas, o que dirá esse lindo ser que você acolheu? Sejam muito felizes juntos e que esse vínculo jamais se quebre.

    1. Adriana Farina Galbiati comentou:

      Eita, chorei. Verdade

  7. Ana comentou:

    Parabéns para o Paul e família 🙂

  8. Veronica Ramos comentou:

    Parabéns Paul!!!

  9. Maria Gorete Teixeira Avelar comentou:

    Deus abençoe o caminho de seu Paul. Realmente, é um privilégio cuidar de um humaninho por duas décadas (ou mais), depende das circunstâncias. Mas, te digo que estou finalizando essa fase das duas décadas com um casal de humaninhos(adorei esse termo! E corroboro da ideia de que é muito importante que ele (o Paul) confie em vocês pais. Parabéns para vocês também. Criar um filho é uma dádiva divina!

  10. Dy comentou:

    Parabéns, Paul! \o/

  11. Katia comentou:

    Mil tks por compartilhar esse texto lindo
    Que vocês tenham um dia especial…
    E um ano também
    Best wishes, Paul!

  12. Raissa comentou:

    Parabéns para o Paul!! É muito bonito ver sua sensibilidade e respeito com as fases de vida dele, Thais.
    Que esse ano seja tranquilo e cheio de saúde.

  13. Wilson comentou:

    Que sensível esse relato, Thais! Parabéns para o Paul e saudações corvinas aqui da Torre vizinha!

  14. Juliana Paiotti Schychof comentou:

    caramba Thais, como eu chorei lendo esse textos, vendo as fotos tão fofas! que aconchegante tudo isso! Tenho 22 anos, e conforme fui me tornando adulta descobri que quero muito ser mãe também. E embora eu pretenda ter filhotes bem mais pra frente, pensar no contato que eu terei com as crianças (todas), enquanto adulta, é o que mais me motiva a me construir diariamente. Ando aprendendo tanto com você nos últimos meses, e o fato de você ser mãe e incluir isso totalmente no seu trabalho tem me mostrado caminhos viáveis para possibilidades de família que eu acho que nunca imaginei serem possíveis.
    Tô muito emocionada também pois na minha família a nossa história não é tão próxima dessa realidade que eu quero tanto construir. Na pandemia eu retornei para a casa dos meus pais, e lidamos de maneira bem diferente com o isolamento, eu me resguardo mais, e as implicações de segurança e a convivência intensa tem ruído profundamente nosso relacionamento…
    Estou a 1 ano já sem ver meu namorado pessoalmente por que estamos nos cuidando contra o contágio, e apesar disso tudo, eu e ele seguimos alimentando esse sonho de viver organizados, saudáveis, sustentáveis, num ambiente de segurança emocional e psicológica. e você faz parte disso, saiba disso <3 obrigada e feliz aniversário pro Paul e pra sua família!
    continuo chorando kkkkkkkk
    beijos!

    1. Juliana Paiotti Schychof comentou:

      ah sim, e como a grande potterhead que sou tudo fica ainda melhor kkkkkjk

  15. Adriana Farina Galbiati comentou:

    Thaís, querida! Fiquei emocionada por você compartilhar com a gente momentos tão queridos da sua vida e seu amor pelo Paul!

    Me senti fazendo parte da família.

    Parabéns pro Paul e sucesso em Hogwarts!

  16. Priscila comentou:

    Oi
    Exatamentyyyyy assim que está acontecendo aqui,o meu se jogou no Xbox e celular,como vou tirar?Se ele está fazendo a quarentena exata,sem brincar na rua .Ele era totalmente ativo,com Os amigos na rua brincando,E agora não tem mais nada disso há mais de um ano.Vamos tendo paciência e ter fé que vai passar,depois desmamamos isso ,telas,deles😑.Aqui brincamos o pai vem no FDS da muita atenção,a irmã chega no FDS e também faz isso,hahah comprei uma cachorrinha que fez toda diferença na vida dele,vai passar ❤️🙏🏻

  17. Sandra Valéria Piccolo comentou:

    Parabéns para o Paul e para vocês, como pais. Quando nasce um filho, nasce também um pai e uma mãe, né? Saúde, muito amor e muita diversão!!!

  18. Rayse Tavares comentou:

    Que texto lindo! Thais vc é incrível!

    Parabéns Paul 👏🎂! Te desejo horas coisas boas!

  19. ANA PAULA DE MORAES MARINHO comentou:

    Felicidades para o pimpolho!!!

  20. Katt comentou:

    Feliz aniversário ao Paul!!

  21. Dalva comentou:

    Paul querido, muitas felicidades, saúde e amor, sempre e sempre!!!!

  22. ELIANA SALLES SCOPINHO comentou:

    O meu tem.8 anos. Meus desafios são parecidos

  23. Janaina comentou:

    Caramba. Tenho um filho de 11 que fará 12 em setembro. Ler seu texto preencheu meu coração em vários momentos. Estou passando pelas mesmas dificuldades relacionadas à pandemia. Muito bom poder trocar. Obrigada.

  24. Claudia Gallo comentou:

    Oi Thais…adorei seu diario de bordo dos onze do Paul. Super entendo você, pois vivo situações parecidas. Tenho o meu Caio que faz 10 em julho. Também senti ano passado essa aflição da alimentação então aloquei um tempo diário para nos exercitarmos, caminhamos ou andamos de bike todos os dias, tipo hábito sagrado. Percebi que com as aulas on ele ficava sendo das 13hs às 17h30 e isso estava aumentando o peso dele. Conversei com ele sobre as guloseimas e estabeleci um horario mais certinho dos lanches e está funcionando…ele está mais alto e emagreceu… Mas as telas é complicado mesmo, pois ,toda a interação social deles se resumiu a isso. Caio é o criativo , das artes, desenha magnificamente, mas ama ciências e os animais, não sei ao certo a que se dedicará. Sinto que a adolescência ,atualmente ,chegou mais cedo nas crianças e isso me gera ansiedade. Acredito piamente em educar por exemplos também. Como disse a Luiza Possi nasce uma mãe , nasce uma culpa e luto todos os dias para ser uma mãe melhor …mas com a Pandemia a readaptação e reavaliação é constante…e tem coisas que deixo passar…como vc disse estamos restritos demais nesse momento…

  25. Emerson comentou:

    Que texto mais amoroso. Parabéns pelo seu filhote. Aproveite cada fase, pois elas passam muito rápido. E achei uma gracinha que ele recebeu a carta para Hogwarts. Que ele seja muito feliz nessa vida.
    Adorei seu espaço e estarei por aqui agora. Esteja à vontade para visitar o meu espaço também.

    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia