Categoria(s) do post: Destralhar

Seja qual for o estado em que você se encontra ou que sua casa esteja nesse momento, você vive dentro dela. Tralha é tudo aquilo que você não usa, que não faz mais sentido para você manter.

Claro que isso se aplica a outras coisas que não objetos!

O fato é que, se você mantém tralha de qualquer maneira, essas coisas estão te dando trabalho pra limpar e armazenar, além de estarem ocupando o espaço de outras coisas ou atividades que talvez sejam mais importantes.

Por isso, sempre vale a pena dar uma volta pela casa e analisar o que “já deu”. Você pode vender pela Internet, doar, reaproveitar de outra maneira, ou até mesmo reciclar. Inicie esse movimento hoje, mesmo que passo a passo, uma coisa de cada vez.

Não tem como ser diferente. Você também chegou até aqui desse jeito. Constância é a chave.

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.

Deixe seu comentário

4 comentários

  1. Amanda Padilha comentou:

    Me mudei há pouco tempo e me descobri com tralhas acumuladas há meses! Levei um susto. Foi bem difícil com filha pequena pra cuidar dar conta de cada canto e me manter calma, então consegui o auxílio de uma faxineira pra limpeza e assim eu ir jogando fora a tralha. Até apegada me percebi! Comecei a yoga há pouco tempo e ela mais meditação geralmente me traz esse exercício de sentir o essencial do espaço. Muito legal isso pra iniciar uma nova organização

  2. Narbal Emmerson Laus comentou:

    Muito interessante a relação direta entre “tralha” e o “desperdício de tempo”.

    Muitíssimo agradecido.

  3. Maria Cássia comentou:

    Nossa! Como essa mensagem me alivia. Thais estou em uma situação de desorganização que nem sei por onde começar. Uma mente muito confusa e sem ânimo para sequer pensar em como organizar, mas com muita vontade de ver tudo em seu lugar, bem antagônico mesmo. Obrigada pela mensagem.

  4. Karin comentou:

    Meu marido é acumulador e acho que eu também, pela dificuldade que tenho em me libertar das coisas. Mas vê-las estragando é dolorido, então este ano já iniciei uma renovação aqui em casa (aproveitando que o marido está isolado no interior rsrsrsrsrsrs)
    Agora aproveitar que a filha também não está e doar as coisas que eles nem lembram mais que existe.