Categoria(s) do post: Diário da Thais

Todo último dia do mês eu costumo publicar um post contando como foi esse mês para mim pessoal e profissionalmente. Apesar de eu estar muito bem resolvida no trabalho e amar o que faço, março foi um mês muito difícil para mim no âmbito pessoal. Depois de um ano de pandemia, toda a família sentiu bastante o confinamento e ficamos desanimados aqui em casa. Foi muito aflitivo ver como o Paul (nosso filho) estava, meu marido, que é músico, desanimado, e eu me sentindo frustrada e impotente por não conseguir fazer nada, e eu mesma desanimando vendo as notícias absurdas do dia a dia.

Eu decidi dar um tempo de ler notícias porque percebi que aquilo não estava me fazendo bem mesmo. Uma ou duas vezes por dia eu entro no Twitter e acabo sabendo do que está acontecendo de modo geral, mas parei de procurar notícias ou ficar investigando sobre o que está acontecendo. Não estava me fazendo bem. Isso foi me ajudando a melhorar.

O final do ano e o começo do ano novo sempre são épocas mais volumosas para mim, pois o trabalho com organização e produtividade tem uma certa sazonalidade nesse período – todo mundo quer se organizar no ano novo. E a gente teve uma demanda enorme, especialmente de contatos e no suporte, então isso nos tomou completamente. A própria situação da pandemia se refletiu em todos, não apenas na gente, e tudo isso impacta demais nas relações que construímos.

Bom, março foi o início das aulas do Doutorado, o que eu estava ansiando. Por enquanto, as aulas têm sido feitas online, como na maior parte dos lugares. Tenho aula dois dias da semana, mas o volume de textos é maior que o do mestrado. A bibliografia é enorme, porque revê o que foi estudado em quatro anos praticamente de graduação de Ciências Sociais, mas com um foco mais aprofundado e voltado para pesquisa. Como eu vim de oura área, mesmo que “prima” (Comunicação), minha dedicação tem que ser maior aos estudos para poder acompanhar os meus outros colegas cientistas. Muitos livros eu já li, não só na graduação como no mestrado, então podem ser revisões e releituras, mas tem muita coisa nova. Ainda estou me adaptando a essa rotina mas, de modo geral, procuro ler e estudar todos os dias.

Além do Doutorado, eu estou fazendo um curso online de francês, como já comentei com vocês, e outro de marketing de conteúdo para o Instagram, porque gosto de me aperfeiçoar no que faço. Os estudos da universidade pessoal estão mais leves, até mesmo para que eu possa focar no Doutorado.

Falando em universidade pessoal, meu planejamento era terminar o manuscrito do meu livro sobre estudos até o final deste mês, mas não consegui. O desânimo com o país bateu forte este mês em mim, e não consegui me concentrar para escrever. Vou ter que renegociar os prazos novamente com a minha editora, a qual agradeço pela paciência de antemão. Mas sabe, é um livro. Não vou escrever qualquer coisa só pra cumprir um prazo. Ele é importante, tem um desenvolvimento legal, e merece um cuidado maior. De modo geral eu escrevo rápido mas, durante a pandemia, não me sinto inspirada muitas vezes.

Um trabalho que gostei muito de fazer no início do mês foi esse criativo para o Dia da Mulher no Instagram:

Depois, teve o evento Caminho da Rotina Tranquila, quando fizemos uma primeira tentativa de gamificação que vamos levar para o curso do Método Vida Organizada. Foi o projeto mais empolgante do mês, para mim. Amei trabalhar com o Victor e certamente será uma constante nos próximos meses, quando faremos isso para o curso em si. A ideia é ajudar os alunos a tornarem o processo de organização claro sobre os próximos passos a serem tomados e também deixar esse processo ainda mais leve e divertido.

Depois do evento, nós também abrimos uma nova turma do curso do MVO, atendendo a pedidos, já que todos vamos ficar fechados em casa novamente. Foi a Turma 7, que encerrou as inscrições ontem, e estamos muito felizes com as novidades e honrados com a confiança dos novos alunos. Muito obrigada a você que se inscreveu! <3 (não temos previsão de uma nova turma por enquanto)

Com a chegada do outono, eu começo a mudar algumas coisas na minha alimentação, pois tenho um biotipo que sofre bastante com as mudanças de temperatura e isso causa ressecamento na pele, sinusite etc. Então sigo as orientações do Ayurveda para me alimentar melhor e ficar bem. No entanto, a última semana foi tão quente e abafada aqui em São Paulo que eu sinceramente não precisei fazer nada de diferente nesse sentido ainda, hehe.

Estamos chegando aqui ao final do mês com o saldo mais positivo que no começo. Fizemos mudanças em casa, trouxemos mais plantas, mudamos alguns móveis de lugar, eu trouxe uma nova estante para o escritório, reorganizei meus livros por cores para ficar mais agradável o trabalho no dia a dia, enfim, entendemos que vivemos o hoje e o hoje é em casa, por isso a casa estar agradável é fundamental.

Espero que seu mês de março tenha sido saudável e bom na medida do possível. Se quiser, compartilha comigo nos comentários? Obrigada. <3