Categoria(s) do post: Tecnologia, Vida Organizada

O Notion é uma excelente ferramenta e tudo é questão de hábito, costume. Agora, a pergunta é: até onde vai a sua fé? rsrs Usando para listas diariamente, eu percebi algumas coisas:

  • É claro que fica excelente para organizar, compartilhar e registrar o que foi feito, desde que você tenha um processo simples rodando para fazer tudo isso todos os dias;
  • É excelente linkar databases porque isso te permite ver o todo e pular de um lugar para o outro sempre que precisar de uma visão específica de algum assunto;
  • Tende ao microgerenciamento sim, pelo menos para mim. Não posso falar por todos os usuários;
  • Acho lento para atualizar. O fato de não poder enviar e-mails diretamente para a ferramenta, por exemplo, ou eu ter criado muitos parâmetros em cada item a ser acrescentado toma mais tempo do que eu gostaria. Tudo isso é questão de processo e não da ferramenta, vale falar. A ferramenta é excelente.

Eu pretendo sim continuar usando o Notion como ferramenta principal para armazenamento de arquivos, especialmente no que diz respeito a textos, PDFs, rascunhos, planejamentos. É muito fácil de compartilhar, toda a equipe do VO sabe manusear, então ele fica melhor que o Trello, por exemplo, que é o que a gente usava antes.

Sinto um pouco de falta do Trello para a catalogação do conteúdo, pois preferia o formato com o plano de fundo personalizável. Mas não me sinto motivada a refazer a migração no momento. Pode continuar no Notion por hora.

Antes de “parar de usar” oficialmente para as listas, pretendo gravar um vídeo mostrando como a configuração ficou, até mesmo para ajudar quem quiser montá-lo lá. Eu já fiz um vídeo no YouTube ensinando como configurar exatamente como eu uso, mas quero gravar esse vídeo com as minhas ponderações. Deve entrar em abril.

Quanto mais eu evoluo com o desenho do Método Vida Organizada, mais claro fica para mim como usar cada categoria de ferramentas de organização:

  1. Agenda
  2. Lista de afazeres
  3. Arquivos
  4. Mensagens
  5. Cadernos

E, sinceramente, a regra geral para escolha de cada ferramenta, para ser simples e prático, é ir em uma ferramenta nativa. Nada substitui uma agenda que foi feita para ser agenda, com recursos de agenda. Por mais que Todoist, Tick Tick, Things 3, Omnifocus, todas, tenham como visualizar por calendário, PARA MIM, não é a mesma coisa. A agenda nativa sempre tem muitos recursos, e não há por que reinventar a roda nesse sentido.

O mesmo vale para listas.

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.

Deixe seu comentário

5 comentários

  1. Cristal Muniz comentou:

    Eu acho o Notion SUPER tendendo ao microgerenciamento! Inclusive aquela moça que ensina mil coisas, a Marie Poulain, pra mim ela só arranja mais trabalho pra ela de tão detalhado que fica tudo. Eu tô usando com várias integrações (te mostrei né!) e separando entre faculdade e trabalho em duas paginas, tá funcionando bem pra gerenciar tudo, mas preciso me controlar pra não adicionar camadas, listas, mais coisas além das que já uso. Como ele não tem limites, acho que é uma tendência muito real de não saber parar.

  2. Adriana comentou:

    Ótimo Post. Fiquei em dúvida o que seria cadernos (​Agenda – Lista de Afazeres – Arquivos – Mensagens – Cadernos)?

    1. Bloco de notas, cadernos para anotações de aulas (commonplace book), planejamentos etc.

  3. Laís Helena comentou:

    Estou testando usar o Notion para planejamentos. Até então, estou gostando. Achei que a ferramenta atende muito bem para isso, e prática de usar tanto no PC quanto no celular. Gostei do visual também, por não ter muita poluição visual e ao mesmo tempo ser bastante personalizável.

    Mas, para gerenciar tarefas, uso o Todoist. De todas as que já testei, é a mais prática de usar.

    Já usei o Trello também, mas nunca me adaptei a ele. Acho que é visual demais para mim.

    Para a agenda, uso a de papel. Nunca consegui me adaptar às agendas digitais.