Categoria(s) do post: Estudos, Universidade Pessoal

Eu tenho um método de estudos pessoal que chamo de universidade pessoal. Esse método está sendo descrito e detalhado passo a passo no livro que estou escrevendo (previsão de lançamento para o segundo semestre). De qualquer maneira, tem bastante material aqui no blog para quem quiser saber mais a respeito, bastando pesquisar sobre “universidade pessoal” na busca de posts. Assim você conseguirá entender melhor o que estou fazendo aqui.

Gosto de reorganizar esse ciclo de estudos por semestre pois funciona para a minha vida. De início, assim o fiz por imaginar um novo semestre de faculdade (se eu efetivamente estivesse cursando uma) mas, com o tempo, acabou se mostrando um período acertado. Claro que isso não exclui a possibilidade de fazer ajustes. Se eu sentir que preciso mudar, não fico com um ciclo ineficaz só para que ele dure o semestre inteiro. Não vejo sentido nisso.

À medida que vou refinando o meu método, durante a escrita do livro, ele vai amadurecendo com os meus próprios estudos também, o que é fantástico. Eu fiz um brainstorm pensando então, de acordo com tudo o que estou estudando, preciso me aperfeiçoar, e até com relação aos cursos que eu estou fazendo, o que preciso estudar mais.

Vale dizer que, neste semestre, começo o Doutorado. Isso significa que eu vou ter uma carga alta de estudos voltada para o curso e a pesquisa, então os estudos autodidatas não terão tantos temas, e sim o estritamente essencial. Aquilo que eu TENHO QUE estudar nesse momento, mesmo com o Doutorado em andamento.

Também vale reforçar que o ciclo não é algo engessado. Se eu sentir que preciso mudar ao longo dos meses, ajusto sem problemas.

Os assuntos que entram no meu ciclo para este primeiro semestre são:

  • Francês. Eu pretendo fazer a prova de proficiência do Doutorado em francês (poderia escolher entre francês e espanhol). Apesar de espanhol parecer mais fácil, estudar francês era uma coisa que me agradava mais, que sempre quis me dedicar a aprender, e que também será um estudo com retorno interessante para a minha área de pesquisa. Vou fazer um post sobre o estudo do idioma em breve. Propósito: aprender o básico para passar na prova de proficiência.
  • Lançamentos. Alcancei um nível de proficiência nessa categoria de marketing digital que me qualificou como “faixa preta”. Por isso, fui convidada pela equipe do Érico Rocha para realizar análises de lançamentos na mentoria dele. É muito gostoso de fazer porque é algo que me mantém aprendendo constantemente, mas também tem a responsabilidade de continuar estudando o método que ele ensina. Propósito: aprofundar, treinar.
  • Metodologia de pesquisa em Ciências Sociais. Como mudei de área (relativamente) para o Doutorado (de Comunicação para Ciências Sociais), e não vou cursar a disciplina de Metodologia neste semestre, eu sinto essa necessidade de estudar esse assunto de maneira autodidata. Tenho alguns livros, que me darão respaldo no momento. Propósito: aprender o básico da área.
  • Finanças. É a minha área de foco para 2021, então todo material relacionado a finanças me interessa e entra no ciclo de estudos. Propósito: aprofundar.

O ciclo não tem a ver com horários, mas com sequências. Ele está mais ou menos assim:

  • Francês: blocos de 1 hora.
  • Lançamentos: blocos de 1 hora e meia.
  • Metodologia: blocos de meia hora.
  • Finanças: blocos de meia hora.

Então eu estudo nessa sequência. Por exemplo, se eu estudei 1h de francês hoje, quando for estudar novamente (hoje ou amanhã), eu vou para o próximo assunto. Quanto mais eu estudar, mais rápido “giro o ciclo”.

Saiba mais sobre o estudo por ciclos aqui.

Em média, giro o ciclo pelo menos uma vez por dia, ou no máximo em um dia e meio, pois estudo de três a cinco horas por dia.

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.

Deixe seu comentário

5 comentários

  1. Maria Arlandia comentou:

    Parabéns Thaís!!
    O site ficou lindo, delicado e fofo. Amei!

  2. Rogelma Ferreira comentou:

    Thaís, a organização realmente nos traz uma forma de aproveitar melhor o nosso tempo. Ter de 3 a 5 horas para estudar por dia não é fácil! Mas sei que com organização isso é possível sim. Obrigada por compartilhar seu ciclo de estudos. Adorei o nosso visual do blog. Está lindo <3 Bjs.

  3. Ana Carolina comentou:

    Thais, você organiza a sua Universidade Pessoal no to do ist? Você poderia fazer um post nos mostrando esse panorama geral, desde assuntos que já concluiu o estudo e outros que está iniciando agora? Acho fantástico esse seu conceito mas gostaria de aprender melhor a como estruturá-lo. Obrigada!

  4. Evelyn comentou:

    Comecei a olhar essa questão do ciclo com você… e hoje faço com a faculdade, tentando “encaixar” 5 disciplinas por bimestre (minha faculdade tem matérias bimestrais no meu curso, então no semestre, faço mais em menos tempo). Estudando em média uma por dia, quando dá mais, faço duas, sempre respeitando o cronograma e meu ritmo.

    Sobre a faculdade pessoal, o conceito também entra em mim, mas não utilizo só livros convencionais… digamos. A internet, o Instagram, também agrega muito… e acabo tendo uma área de foco também, mesmo sem anotar… a minha esse semestre é voltado ao feminismo, empoderamento do self feminino, saúde da mulher.

    Já foi finanças, relacionamento pessoal, saúde, etc.

    Estudar é um privilégio e um hobby!

  5. Ana Caroline Rocha De Oliveira comentou:

    Você conhece o lexiquefle para aprendet francês, dá uma olhada Você vai amar…