Categoria(s) do post: Diário da Thais, Rotinas, Estudos

Bem, segunda-feira (8) recomeçam as aulas do Paul e, dia 1 de março, começam as minhas aulas do Doutorado. Com isso, a nossa rotina vai ter essa reorganização, que já conversamos aqui em casa.

Com o Paul, o que temos feito, até por sugestão da minha amiga que é psicóloga infantil, é fazer acordos com ele. Então, o acordo para a nova rotina dele é:

  • Você pode acordar mais tarde, não precisa acordar super cedo. Mas, quando acordar, vai lavar o rosto, trocar de roupa, tomar café-de-manhã e fazer lição de casa. “Mas e quando não tiver lição?” Aí vai revisar o que estudou em aula. A ideia é se habituar a dedicar um tempo todos os dias para estudar sem ser assistindo aula. Quando fizer isso, pode ver TV até a hora do almoço.
  • As aulas dele serão à tarde, o que foi um alívio, pois foi muito sofrido o último ano ele acordando cedo e ficar assistindo aula em casa com sono. Então de tarde ele vai se dedicar às aulas, pode parar, descansar, comer o lanchinho, aquela coisa toda e, quando acabarem as aulas, ele pode descansar. Direto pro banho, e pode usar o próximo par de horas como quiser: computador, vídeo-game ou tv.
  • De noite, mesmo sem ter que acordar tão cedo, não vai mais dormir tão tarde quanto tem dormido agora nas férias. Provavelmente vai dormir no mesmo horário que eu, ou no máximo um pouco depois (tem dias que eu durmo mais cedo). E vai voltar a ler antes de dormir, em vez de ver tv.

É super difícil a situação durante a pandemia e o isolamento social mas eu acho que o ano de 2020 nos deixou escorados para enfrentarmos um ano novo escolar nessas condições. A mesa, o computador, a organização dos materiais. Tudo já está mais ajeitado.

Eu sinceramente espero que, até o segundo semestre, ele já tenha sido vacinado e possa ir para a escola presencialmente mas, se não for, é melhor que ele estude à tarde.

Vamos ver como a escola vai ficar, porque os professores terão que conciliar aulas presenciais e aulas virtuais (esquema híbrido), o que me deixa com aflição por eles desde já. Queria aqui deixar meu boa sorte e abraço virtual a todos os professores que passarão por isso. Que seja o mais tranquilo possível para vocês o quanto antes.

Agora, sobre a minha rotina.

As férias do Paul sempre impactam demais a minha rotina, ainda mais com todo mundo em casa. Ele demanda muito mais atenção, fica com muito tédio, eu sou muito mais interrompida, e a tendência de perdermos a paciência (meu marido e eu) com ele aumenta muito. Então tem todo um impacto que precisa ser levado em conta nessas épocas em que ele não tem aulas.

Da minha parte, foi me preparar para realizar atividades que demandavam mais concentração enquanto ele estivesse dormindo ou quando o pai dele pudesse ficar com ele, e muita meditação para aceitar que eu não teria a mesma qualidade de concentração sem interrupções que eu tinha antes.

Agora, com ele estudando à tarde, vou mudar um pouco a minha rotina e, muito provável, eu venha a gravar um novo vídeo para mostrar para vocês desde a hora que eu acordo, semelhante ao vídeo que fiz em junho do ano passado, no auge da “quarentena” (entre aspas porque foram mais de 40 dias).

A nova rotina se estrutura mais ou menos assim:

  • Acordo cedo, sem me forçar o Brahma Muhurta, mas garantindo que tenha descansado bem. Atualmente, tem sido entre 5 e 6h. Às vezes acordo antes, às vezes acordo 6h30. Mas oscila nessa média realmente. É quando tenho a minha rotina pessoal de autocuidado, que envolve higiene, atividade física, leituras e meditação.
  • Depois disso, é quando tomo café-da-manhã, limpo o cantinho dos cachorros, fico com eles um pouco, leio as notícias, dou um scan nas mensagens para ver se tem algo urgente, e abro o Instagram para fazer a minha live diária às 7h30 (hora do café).
  • Minha ideia é ir para o escritório pela manhã, quando eu quiser. Não vou todos os dias, pois não é necessário. Mas, sempre que for, vou pela manhã – ou antes ou depois da live do Insta, dependendo do horário em que acordei no dia. E aí eu foco no que for prioridade, trabalhando focada até a hora do almoço, quando volto para casa para almoçar com os meninos e ficar aqui de tarde, trabalhando no home-office.
  • Como o Paul estará em aula à tarde, vou conseguir me concentrar mais do que antes. Meu marido também está mais atento por aqui nesse horário. Como nessa época chove muito no meio ou final da tarde, é melhor eu já estar em casa a ter que ficar no escritório esperando a chuva passar ou melhorar para eu ir embora. Meu plano é fazer a live às 18h encerrando meu trabalho – fecho o computador, arrumo a minha mesa, aí pratico yoga ou uma série de alongamento, e vou “pra casa”, no sentido de não trabalhar mais, pelo menos com dispositivos digitais. Ficar mais offline, o que já faço hoje em dia.
  • Tem a outra variável aqui, que é o início do Doutorado. As duas disciplinas que vou fazer são à tarde (segunda e quinta), então estar em casa à tarde é bom porque meus livros estão aqui. E, da aula para a live, uma hora depois, eu consigo descansar, jantar, enfim, é um processo mais tranquilo que ter que me deslocar do escritório.
  • À noite, como comentei, faço atividades offline, que envolvem a manutenção da casa, preparar comida, ficar com a família e ler ou estudar. Durmo cedo.

Penso que essa reestruturação será ótima para a nossa rotina.

Você já repensou como será a rotina da casa após a volta às aulas? Se quiser, compartilha comigo aqui. Obrigada!

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.