Diário da Thais

Revisando as minhas 5 prioridades para 2020

Em 2017, eu li o livro “Ponto de equilíbrio”, e uma das coisas que a autora recomenda e que eu adorei fazer nos últimos anos foi definir 5 prioridades para o ano novo, quando ele estivesse chegando. O post de hoje é para contar como foi a minha relação com as 5 prioridades que estabeleci para 2020.

Prioridade 1
Minha espiritualidade: o caminho do Bodissatva

Ao final de 2019, eu percebi que cerca de 90% das coisas que eu queria atrair mais para a minha vida ou aquelas que eu gostaria de mudar estavam relacionadas ao meu envolvimento com o Budismo. O caminho que eu pratico no Budismo, se levado mais a sério, traria o que eu gostaria de atrair para a minha vida. Esse foi um insight muito importante para mim, e foi quando eu decidi que a espiritualidade seria a minha principal área de foco este ano.

Essa decisão foi bastante acertada porque, quando veio a pandemia, me refugiar no Budismo através de leituras, cursos, podcasts, vídeos, meditação e prática pessoal foram as coisas que mais me ajudaram a passar por tudo de uma forma mais serena.

Prioridade 2:
Minha tranquilidade financeira

A vida de quem empreende não é fácil. É cheia de tensões, inseguranças. Na maioria das vezes, até solitária. Este ano eu entrei em um grupo de mentoria que me ajudou demais a planejar as atividades, além de me dar apoio nas decisões e dúvidas que eu tenho.

Ter entrado em 2020 com a cabeça focada em reduzir custos fixos e buscar operar de maneira simples, sem tantos gastos, foi o que me fez passar pela pandemia com tranquilidade com relação ao meu trabalho. Eu pude ajudar muito mais pessoas por ter tido isso como prioridade.

Prioridade 3:
Trabalho e rotina tranquilos

Gente, vou falar uma coisa para vocês: eu tenho esse trabalho e é um privilégio poder moldar a minha rotina desde que comecei a me dedicar exclusivamente a ele. Mas o fato é que, quando você começa, até o retorno começar a te deixar mais tranquilo, há muita insegurança sobre os caminhos a tomar, onde dedicar o seu tempo e escolhas assim.

Nesses últimos anos, o foco do meu trabalho estava nos cursos presenciais e em fazer viagens pelo Brasil ministrando esses cursos. Por mais que eu gostasse, sair da minha operação aqui tem um custo alto para a minha empresa, para a minha família e até para a minha saúde. Nem consigo acreditar em tudo o que consegui conciliar nos últimos anos, mesmo depois de ter feito a cirurgia bariátrica. Este ano eu estive focada e decidida a dizer NÃO para muito mais coisas, para continuar aqui na minha operação. Sair de casa ou do meu escritório para passar um dia inteiro em uma reunião que não trará um retorno (não apenas financeiro, mas de propósito mesmo) que me faça sentido, simplesmente não é algo que cabe na minha vida. Minha prioridade é ter uma rotina tranquila, simplesmente. Chega de correria. Eu não preciso mais aceitar muitas coisas que antes eu precisava simplesmente para pagar as contas.

Isso foi super acertado e, quando veio a pandemia, acabou reforçando a minha capacidade de dizer não porque não havia a possibilidade de sair ou viajar.

Prioridade 4:
Ayurveda, yoga, saúde integrada

Então, gente. Tudo o que eu sempre relato aqui no blog como parte da minha história – ser publicitária, ter tido vários episódios de estresse que me levaram a querer trabalhar com organização etc etc – tudo isso teve um preço na minha vida, que paguei na última década, praticamente. Estresse, ganho de peso, depressão, alimentação prejudicada por essa rotina desregrada, crises de ansiedade, enfim, muita coisa. Há dois anos e meio, quando fiz a cirurgia bariátrica, isso mudou muita coisa na minha relação com o meu próprio corpo. Eu tive que me obrigar a conhecer melhor o funcionamento do meu metabolismo, pois isso virou questão de vida ou morte. Hoje, eu nem consigo acreditar em todas as mudanças que finalmente consegui implementar na minha saúde depois do início desse processo. Praticar yoga diariamente, meditação, preparar meus próprios alimentos, não consumir industrializados praticamente, ter virado vegana, conhecer a ayurveda… isso virou o único estilo de vida possível de viver e quis continuar com esse foco em 2020 e além.

Muito acertado, apesar de a minha prática de atividade física ter sido um pouco prejudicada com a pandemia. Mesmo assim, continuei praticando yoga em casa.

Prioridade 5:
Minha família, amor, filho, relacionamentos

Vocês podem estranhar isso estar em quinto lugar, mas não tem necessariamente a ver com ordem, mas em estar tão bem que agora é questão apenas de manter. Nos últimos anos, eu precisei me dedicar ao trabalho. Meu marido fez faculdade. Minha mãe estava com outras coisas na vida dela, indo morar em outra cidade, abrindo um negócio. Filhote estava bem na escola e tudo o mais. Eu estou em um momento em que absolutamente tudo o que importa é ficarmos todos bem. Dar apoio à nossa família, acompanhar o Paul de muito perto (pré-adolescência), passar mais tempo com o marido e resgatar o que não fizemos juntos nos últimos anos, cuidar mais da minha mãe (que está ficando idosa), apoiar minhas sobrinhas (que estão em início de carreira), ajudar meus sogros como puder, enfim. Isso porque nem estou me referindo às minhas amigas, cada uma com suas questões e que quero estar presente e dando apoio, além do networking profissional, que vai sendo alimentado. Nossos relacionamentos são tudo. Então, por mais que esteja na prioridade 5, não quer dizer que seja menos importante que o resto, mas que está no mesmo grau de prioridade que todas as outras 4 coisas.

Isso foi muito acertado, ainda mais com a pandemia. Ficamos mais unidos, demos mais atenção à família. Pelo menos nessa parte foi assertivo.

Eu nunca estive tão bem, focada e feliz.

Essas prioridades me trazem uma clareza enorme sobre como deveria ser o meu foco ao longo do ano, todos os dias, momento a momento, e essa é realmente a ideia – usar como princípio para a tomada de decisões.

E você, conseguiu definir 5 prioridades para 2020? Quais foram elas? Deixe nos comentários. Em breve compartilharei minhas prioridades para 2021. Obrigada.

7 Comments

  1. Thais, amos seus posts, passo aqui sempre pra ver as novidades e me surgiu uma dúvida.. Como você começou seu planejamento financeiro para investir e tal?? e Quando foi isso? é recente? vc sempre poupou? como trata o $$ com seu filho?
    Se já tiver falado disso em outro post, pode me indicar qual?

  2. Não tive prioridade em 2020. Mantive a rotina do ano anterior: cuidar da mãe (fez transplante de medula óssea) e depois de março, não ser contaminada pelo vírus. Claro, não surtar rsrs

  3. Sabrina Santiago says:

    Esses seus textos revisando o ano me enchem de vontade de escrever sobre o tema na minha vida, mesmo que pra mim mesma. Não realizo esse exercício especificamente, mas estabelecer prioridades tem sido uma constante de diversas formas na minha vida. Gratidão, Thais!

  4. Fiquei curiosa sobre esse grupo de mentoria que você entrou… Poderia compartilha?

    1. Grupo de Mentoria do Érico Rocha.

  5. Oi, Thaís, tudo bem? Não fiz nenhum planejamento para 2020, mas quero para 2021. viver correndo atrás do rabo não dá!
    Será que vc pode falar mais sobre a sua experiência com a cirurgia bariátrica, por favor?
    Obrigada, beijos
    Patrícia

    1. Oi Patrícia, tudo bem? Você tem algum ponto específico sobre a cirurgia? Já fiz alguns conteúdos na época e não sei mais o que poderia falar além daquilo. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar...

Posts mais acessados