Diário da Thais, Mensal

Revisão das minhas áreas da vida e responsabilidades – Outubro 2020

Todo início de mês, a minha maneira de entrar nele fazendo um “check-in” é analisando as áreas da minha vida através de uma ferramenta chamada “roda da vida” (já tem pra download aqui no blog). A ideia é refletir sobre cada uma das áreas, se estou satisfeita com ela naquele momento e tomar algumas definições a respeito – especialmente se eu quiser dar um foco maior em alguma das áreas analisadas.

Durante o planejamento anual, eu gosto de sugerir a escolha de uma área para que ela seja o foco do ano. No entanto, você pode mudar, se sentir necessidade, e acredito que, neste ano, com pandemia e tudo isso acontecendo, faça sentido a gente repensar e querer mudar mais vezes, até mesmo porque a gente pode ter a necessidade de “quebrar o looping”.

Na verdade eu gravei um vídeo explicando como foi essa análise, com as minhas considerações, caso queira assistir. Clique aqui.

A área que eu tinha escolhido há cerca de um ano para dar foco foi espiritualidade. Ela realmente foi o meu foco e foi uma escolha acertada – fez toda a diferença para mim durante a pandemia e continua fazendo. Para ser bem sincera, penso que a área que esteja focando mais no momento seja plenitude e felicidade. Não porque ela precise mais ou menos do que as outras, mas porque eu penso que esteja na hora de pensar um pouquinho mais no que me deixa feliz e construir uma rotina pensando mais em mim e nem tanto em todo mundo. Não me entendam mal. Continuo no meu caminho do bodissatva. Mas eu passei por muitos mal bocados nos últimos dois anos e agora eu finalmente consigo aproveitar um pouco das mudanças que eu implementei e das decisões que tomei. Quero dar risada, tomar sorvete, andar de bicicleta, ser feliz, sabe?

No Notion, eu tenho uma página com as áreas da vida mais detalhadas, trazendo os “sub itens” que acho interessante pensar e analisar mês a mês. Eu também faço essa revisão na virada do mês e considero importante, até mesmo para ir atualizando, acrescentando e tirando coisas.

Outra página no mesmo horizonte (Horizonte 2, do GTD™), onde eu listo minhas responsabilidades profissionais. Essa foi bem interessante de revisar este mês, pois estou fazendo algumas mudanças significativas.

Eu sempre usei o formato de mapa mental para isso (e, sinceramente? ainda prefiro!), mas como estou testando o Notion para fazer alguns posts para o blog, sigo nele mais um mês.

Preciso anunciar uma coisa importante aqui, que é: eu parei de usar Bullet Journal™ no meio de setembro. Simplesmente parou de fazer sentido para mim e eu parei de usar. Sim, pode ser que eu fale sobre isso em algum momento, mas deixa primeiro eu ver se é algo temporário apenas. E o meu caderno de commonplace book finalmente acabou (aquele grandão com quase 400 páginas). Esse eu fiz um post contando minhas impressões. 😉

Você chegou a fazer essa análise das áreas da sua vida este mês? Se quiser, compartilhe alguns insights que teve. Vou adorar saber. 🙂

13 Comments

  1. Olá Thais, adoro ver suas revisões.
    Agora que você parou com o BUJO onde vai deixar seu check in da roda da vida ideia de visão e afins?

    1. No commonplace book.

      1. Obrigada por responder!

  2. * Nossa ! Adorei essa sua postagem ! Vou recomenda-la para umas amigas minhas ! Vou assistir teu vídeo e baixar aqui pra mim o ” Roda da Vida ” ! Aos poucos , vou conhecendo aqui este teu espaço , um deles , na web ! Saúde e Sucesso pra ti , Thaís ! ( Te sigo no Twitter ! Aliás , foi através da sua página lá que eu cheguei aqui ! ). * Fiques com Deus. Cuide-se com carinho de uma mãe amorosa ! Um abraço.

  3. Thaís, querida. Li um texto tão bonito sobre vida e produtividade (e, de quebra, tem receitinha no final ;)! É da Ana Elisa, do La cucinetta (http://www.lacucinetta.com.br/2020/10/souffle-de-terca-feira.html). Pensei tanto em você enquanto lia!

    1. Amei. Obrigada por me indicar. <3 Até retweetei.

  4. Daniel Vieira says:

    Ahh, roda da vida é um exercício de análise incrível. Eu tento fazer em toda lua cheia/lua nova. talvez eu comece a fazer só em uma das duas.

  5. Eu também costumo fazer o exercício da roda da vida. É maravilhoso e muito esclarecedor.

    Thais, você me ajuda com uma dúvida um pouco fora do contexto do post? Como fazer para conciliar as diferentes responsabilidades/compromissos que assumimos? Minha dificuldade está nas múltiplas “frentes de trabalho” que a gente precisa se dedicar ao longo do dia/semana. No meu caso, essas frentes consistem em doutorado (fim da pesquisa + término da escrita da tese), atuação na tutoria EaD no ensino superior e uma segunda licenciatura que estou concluindo. Tenho fases de dedicação quase que exclusiva à tese, mas aí as demais áreas ficam restritas à resolução do emergencial… Em outras fases, negligencio a tese e a pesquisa para me dedicar às demais atividades. Enfim, me parece que quando cubro a cabeça, descubro os pés rsrsrs
    Me dê uma luz, por favor!!

    Grande abraço!
    Renata

    1. Oi Renata, tudo bem? Então, de modo geral, tudo o que publico tem justamente essa finalidade. Precisa colocar a mão na massa com as ideias sugeridas para ir desenvolvendo essa percepção. Por exemplo, ir construindo essas áreas da vida, revisar mês a mês etc. Depois, pegar o post de amanhã, ver se ele conversa com alguma necessidade sua, e ir implementando. Não tem “uma” coisa, é um processo. 😉 Tudo isso ajuda na questão das prioridades.

  6. Olá! Por favor, compartilhe conosco suas impressões sobre o bullet journal quando tiver uma visão mais consolidada. Para o quê ele é bom? Quais suas coleções preferidas? Quais foram aquelas coleções que acabaram ficando chatas e deram preguiça de continuar com o bullet journal? Obrigada!

    1. Tem vários posts no blog sobre essas considerações. 😉

  7. Leila Moraes says:

    A roda da vida põe a gente em movimento!
    Aprendi a reflexionar com ela o ano passado… Praticamente todas as minhas áreas estavam com nota baixa. Me deu um baixo astral total reconhecer isso e fiquei muito muito perdida de onde deveria focar, afinal estava tudo de mal a pior. Demorei mais de uma semana pensando em onde deveria focar. Decidi e fui pouco a pouco.
    Refiz a Roda da Vida 1 ano depois (outubro deste ano)… E mesmo com a pandemia, como o meu foco era “Saúde” específicamente alimentação, eu notei que esta área subiu de nota consideravelmente. E no final das contas todas as outras áreas se beneficiaram de certa maneira, não existem áreas por baixo de nota 5. Foi incrível!
    Para este ano o foco é outro.
    Mas sei que está tudo interligado. É uma roda! E a vida é movimento.

    Adoro seu trabalho Thaís.
    Gratidão por nós ajudar tanto!
    💜

  8. Márcia Helena de Carvalho says:

    Neste ano conheci a Thais Godinho por meio de pesquisas sobre organização na internet. Tenho acompanhado as postagens, e embora ainda não tenha conseguido/assumido as mudanças necessárias em minha vida, tem sido um conforto para mim perceber que não estou sozinha. Que trabalho bacana! Inegavelmente, ela tem ajudado muitas pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar...

Posts mais acessados