Carta da Editora

Carta da Editora – Setembro 2020

Toda primavera traz consigo um sentimento de renovação.

Nos Estados Unidos, eles têm uma prática chamada “spring cleaning”. É quando eles fazem uma super faxina em casa, semelhante, talvez, à que a gente faz por aqui no Brasil na época do ano novo civil, entre dezembro e janeiro. Limpa-se tudo, doa-se e vende-se aquilo que não vale mais a pena manter.

A primavera é essencialmente uma estação de frescor. Por aqui, em São Paulo, é época de chuva. Ainda não está calor, apesar de termos alguns dias mais gostosos nesse sentido. Dá para sair na rua de shorts e camiseta. Assim como tem dias mais frios, com aquela brisa geladinha. É efetivamente o que se chama de “meia estação”.

Além de tudo, setembro é o mês do meu aniversário.

Acredito de verdade que todo dia a gente inicia um ano novo. No entanto, neste mês, em especial, eu gosto de iniciar o meu planejamento anual com base no dia do meu aniversário. Pretendo falar mais sobre isso ao longo do mês mas, para introduzir o tema, estou entrando no ano pessoal 2, de acordo com a numerologia, e isso acaba influenciando um pouco o meu foco. Eu já sinto as energias desse ano há um mês, mais ou menos, com a vontade de entrevistar pessoas, renovar parcerias e estar junto (mesmo que separados, devido à pandemia).

Se a gente puder fazer uma analogia com o processo de organização em si, setembro traz um convite para 30 dias de destralhe com foco na renovação. Se você pudesse colocar a si mesma/o um desafio de se observar nos próximos 30 dias e, diariamente, destralhar algo, como seria?

Continuamos vivendo um momento histórico sensível e importante para a humanidade. Outros países estão enfrentando o mesmo que a gente, ainda que, aqui, com dimensões maiores, a gente não consiga estimar tanto o tamanho do “estrago” além do que é noticiado pelos veículos da grande imprensa. Mas ainda não estamos “normais”. Nenhum lugar está. Não deixe que o falso senso de “retomada” te leve a tomar decisões inconsequentes.

De qualquer maneira, quero deixar o meu convite para que, este mês, você reflita sobre esse sentimento de renovação, pensando sobre a sua vida mesmo. O que é hora de deixar pra trás? Que novo você gostaria de abraçar? Como falei, todo dia pode ser um ano novo, se a gente quiser enxergar assim. Desse modo, como você pode trazer para o seu presente esse sentimento de renovação?

Fica comigo que ao longo de setembro podemos fazer isso juntos.

Tenha um bom mês. Seja feliz. <3

Thais

10 Comments

  1. ai, eu estou tão animado com esse clima de renovação. Nunca me importei muito com ciclos da natureza, mas este ano vem sendo atípico e esta fazendo tanto sentido pra mim. Empolgado.

  2. Acho engraçado você falando como setembro é um mês agradável e inspira renovação, me faz pensar como moramos num país imenso e diverso e cada região tem suas impressões. Eu moro no centro oeste e o sentimento que temos aqui é que setembro é um meses mais difíceis do ano, temos um clima terrível, muito quente seco, cheio de fumaça… Aqui costumamos ter esse sentimento de renovação em outubro ou novembro, quando começa a estação da chuva, aí sim vem esse sentimento de renovação, início de um novo ano, um novo ciclo…
    Gosto muito de ler seus textos, Thais, é bem bacana esse tipo de comparação de realidades

  3. Coincidiu de chegar meu aspirador de pó vertical e começar a faxinar loucamente hoje! 😍
    Feliz aniversário adiantado!

  4. Ana Paula Moraes Marinho says:

    Um excelente mês para você Thaís! Me identifico muito com vc, só faltou fazer aniversário no mesmo dia… mas, até nisso há uma coincidência: minha filha faz aniversário dia 25 também.
    Parabéns por tudo! Felicidades!

  5. Mirella Fontenele says:

    Me conectei muito com este texto e vou usar setembro para destralhar. Também amo setembro, talvez porque sempre associei à primavera, apesar de ser quase no final do mês, e a minha escola de Ed Infantil ficava toda enfeitada e florida. Aqui em Niterói começa a esquentar de novo. O clima é limpo e fresco. Nossa escola fazia festa da primavera e tudo mais… No entanto a pandemia…

  6. Ultimamente tenho olhado muito pra mim mesma (como nunca fiz antes em toda minha vida) e tenho refletido muito sobre o descansar como algo relacionado ao destralhe. O meu corpo vem pedindo para diminuir o ritmo há um bom tempo. Estou igual a celular quanto tem muitos arquivo e começar a “bugar” kkkkkk estou assim. Meu destralhe desse mês terá como foco o descansar (ja solicitei até uma semana de descanso no meu trabalho – já que não tive ferias). Preciso ficar bem. Obrigada, Thais, por compartilhar tanto conteúdo que agrega e faz as pessoas olharem mais para si e para os outros também. Um abraço virtual 🙂

    1. Ótimas resoluções. Obrigada por comentar.

  7. Pois eu moro em Portugal e em setembro recebemos o outono. Mas é engraçado porque eu sempre associei o setembro a um mês de recomeço: é o regresso às aulas para as crianças e ao trabalho para os mais crescidos, depois das férias de verão. Gosto mais de revisitar o meu plano de vida em setembro do que no ano novo. E também faço anos no outono, em outubro, talvez por isso goste tanto desta estação do ano. Estou a adorar o seu blog e canal de YouTube. Obrigada pela partilha e pelo seu jeito para ensinar.

Deixe uma resposta para Paula Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar...

Posts mais acessados