Categoria(s) do post: GTD™

Uma dúvida que recebo de maneira recorrente sobre o método GTD é se as ações que definimos semanalmente, na Revisão Semanal, para os projetos, devem necessariamente ser feitas naquela semana.

Apesar de poder ser uma decisão pessoal – é perfeitamente ok você dizer a si mesmo/a que só quer definir a ações que quer realizar na semana e ter uma lista de ações categorizada como “ações da semana” – de acordo com o método, não necessariamente.

As próximas ações significam apenas que você já pode fazê-las, não que necessariamente vá fazê-las, a não ser que elas precisem acontecer em determinado dia e horário (indo, nesse caso, para o calendário).

São ações que você já pode executar.

São ações que você quer ter nas suas listas de possibilidades de ações naquela semana.

Você pode se perguntar: “quando eu estiver em determinado contexto, vou querer ver esta ação?”

Uma vez, durante uma das minhas certificações do GTD, minha professora compartilhou que o David tinha uma ligação que estava na lista de próximas ações dele já há quase um ano. Depois de rirmos bastante (a situação não deixa de ser inusitada!), ela complementou assertivamente: não é porque você já pode fazer algo que você quer ou ela é prioritária. Ela existe como opção, não como obrigação. Quando você tiver tempo, recursos, prioridade, contexto, pode escolher entre as ações listadas.

Eu sei que seria muito mais fácil chegar aqui e dizer: defina apenas as ações para fazer ao longo da semana. Mas a vida não é simplista assim. De um dia para o outro, prioridades mudam. Vontades pessoais mudam. O que o David propõe é que você defina o que já pode ser feito e, momento a momento, você deve usar seu poder de análise e decisão para escolher o que fazer. Não dá pra delegar o seu cérebro e poder de raciocínio e escolha. Aliás, ouso dizer que é uma das coisas que ainda nos defina como seres humanos.

Agora, é certo: quanto mais envolvido/a você estiver com o seu sistema – o que nasce diretamente das revisões regulares, mais confiante você ficará para decidir.