Como limpar o computador e passar os arquivos para outros locais

7
1642

Hoje na verdade o post é bastante simples, mas traz uma recomendação que eu acredito que faça grande diferença na organização dos seus computadores, tanto pessoais quanto do trabalho, se você tiver mais de um.

A primeira coisa é sobre a pasta de transferências ou downloads. É aquela pasta que, quando você baixa um arquivo, ela abriga esse arquivo por padrão. Minha recomendação é que você considere essa pasta uma “caixa de entrada”, no sentido de que ela é um local de transição, não de armazenamento. Diariamente, você revisa o que salvou ali e deleta o que não for mais necessário. O que precisa guardar, guarda em outro local que não ali. Dessa maneira, sua pasta ficará sempre limpa e, se possível, seu computador também.

Esse “outro local” pode ter vários critérios. De modo geral, eu procuro não salvar qualquer tipo de arquivo no meu computador, para deixá-lo livre para “rodar” os programas com maior rapidez e agilidade. Como uso computadores da Apple, todos eles ficam integrados pelo iCloud quando guardo arquivos na área de trabalho. Deixo ali apenas arquivos que preciso diariamente, como imagens para o blog, os vídeos, e logos. Isso me ajuda bastante porque, independente do computador onde eu trabalhe, consigo ter acesso a esses materiais com facilidade.

Onde guardo os outros arquivos que não ficam no computador então? Essencialmente, no Evernote ou no Dropbox. Via de regra, guardo no Evernote. O que não cabe lá, porque são arquivos maiores, guardo no Dropbox (fotos, áudios e vídeos, essencialmente).

Estou aos poucos passando todos os meus arquivos do Google Drive para o Evernote, especialmente aqueles que já terminei de usar. Por exemplo, terminei a minha dissertação, que estava no Drive porque era mais fácil de compartilhar e editar com meu professor orientador. Mas, uma vez finalizada, posso tirar de lá e guardar junto com todo o resto, no Evernote.

Documentos importantes assim eu prefiro ter duplicados, para não correr o risco de perder, caso tenha algum problema com o programa. Então, no caso da dissertação, salvo em um pendrive ou HD externo também. Esses dispositivos físicos precisam ser revisados de uma a duas vezes por ano, pois também podem perder a integridade com o passar dos anos.

Ter decidido que não guardo mais nenhum arquivo no computador e que também só mantenho os aplicativos que realmente uso fizeram com que meu computador ficasse mais limpo, rodasse melhor e me desse a sensação de que as coisas estão limpas e organizadas. Recomendo muito. A gente costuma acumular tralhas digitais porque não vê tanto o volume, e só costuma fazer essa “limpa” quando o computador está lento ou com algum tipo de problema. Procure estabelecer a prática de limpar de tempos em tempos.

7 comentários

  1. Thais, obrigada pelo post!
    Estou aproveitando essa época de quarentena para fazer tudo isso, desde as fotos no celular até os arquivos do computador.

  2. thais, não sei se já fez algum post sobre como está higienizando as embalagens que vem da rua, mas ficaria muito agradecida se fizesse um conteúdo sobre como tem feito essa parte da higienização, ajudaria muito. obrigada por tudo, suas dicas e compartilhamento de experiências sempre foram uma luz pra mim. fique bem! um abraço virtual, mas do fundo do coração!

Deixar uma resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui