Empreendedorismo, Espiritualidade, Planejamentos

Daruma

Pois bem. Cada vez mais eu tenho estudado as culturas orientais por pura identificação. Acho que são muitos fatores. A prática do Budismo e da meditação. Meu pai praticava judô e kung fu, e eu mesma tinha interesse nessa arte marcial quando adolescente (nunca desenvolvi). Pratico yoga. Me interesso por diversos assuntos relacionados e poderia passar o post escrevendo sobre eles, mas não é o caso. Hoje eu quero aproveitar a véspera de Natal para falar sobre esse talismã da cultura japonesa e o que ele representa.

Um talismã é um objeto que traz sorte para quem assim acredita. Esse “boneco” ganhou o nome porque foi inspirado na história de um monge indiano que perdeu braços e pernas de tanto tempo que ficou meditando em uma caverna, e removeu as pálpebras para não adormecer meditando, até que alcançou a iluminação. Ele começou a ser usado no Japão no século XVII d.e.C.

E como funciona? Bem, ele vem sem os olhos pintados. A ideia é que você faça um pedido e pinte um dos olhos. Quando o pedido se realizar, você pinta o outro e guarda o talismã como recordação da sua conquista. Eu tenho um objetivo muito importante para 2020, então achei que seria uma boa oportunidade de ter o meu talismã ali me olhando e me lembrando do objetivo diariamente.

Eu comprei o meu em uma loja no bairro da Liberdade, em São Paulo. Você não terá dificuldades em encontrar por lá, visto que é vendido em diversos lugares. Caso você não seja de São Paulo, creio que não encontre dificuldades comprando pela Internet.

Voltei de viagem para São Paulo. Passei alguns dias com a minha família na praia e voltamos bem na semana que todo mundo costuma tirar férias! Eu não gosto de ir para a praia em temporada, então aproveito que tenho flexibilidade de agenda para curtir o local com mais tranquilidade. Foi ótimo, descansei muito e voltei com muita coisa legal para colocar em prática. Fique ligada/o que nas próximas semanas vou compartilhar por aqui.

Feliz Natal para quem for de Natal! Para quem não for, boas festas, de qualquer maneira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar...

Posts mais acessados