Categoria(s) do post: Plenitude & Felicidade, Equilíbrio emocional, Hábitos

No início do mês, perguntei a vocês quais os temas relacionados a FOCO vocês gostariam de ver aqui no Vida Organizada e, desde então, tenho buscado trazer esses conteúdos para vocês. Espero que estejam gostando. 🙂

Hoje eu gostaria de tecer alguns comentários sobre uma sugestão que muitos de vocês me deram, que foi referente a: “Thais, como consigo manter o foco na vida, em tantos aspectos, quando os pensamentos negativos ficam invadindo a minha mente?”. Achei o tema interessante, e venho pensando nele desde então para poder trazer uma resposta a essa pergunta que eu realmente acredito que ajude.

Eu tenho dois posts aqui no blog que podem contribuir com a nossa discussão aqui:

No método Vida Organizada, o primeiro passo para organizar qualquer coisa é simplesmente destralhar. Não é possível organizar tralha. E tralha se refere a tudo aquilo que não faz bem, que “já deu”, que não faz mais sentido manter na nossa vida, na nossa casa, em tudo.

Eu aprendi, com os anos, que existem algumas situações no nosso dia a dia que, quando acontecem, podem me levar a ficar desanimada ou a pensar negativamente. Por isso, gostaria de convidar você, depois de ler os textos linkados acima, a refletir sobre a possibilidade de destralhar as seguintes coisas na sua vida:

  • Pessoas negativas. Devido ao budismo, sinto muita compaixão pelas pessoas e, por isso, sempre quero ajudar quem não está muito bem. A experiência nos últimos anos, no entanto, me ensinou que eu também preciso ser compassiva comigo mesma. Tentar consertar pessoas negativas não era uma responsabilidade minha. Eu me machuquei muito nos últimos anos tentando me relacionar com algumas pessoas que simplesmente traziam muita negatividade. Demorei para entender que eu não podia ajudar quem não quer ser ajudado, e como aquilo estava impactando na minha vida. Por isso, eu decidi focar nas pessoas que eu amo e que me fazem bem, que já são muitas, e “deixar partir” aquele tipo de pessoa que não me deixava bem. Tenho um post aqui no blog chamado curadoria de amigos que pode ajudar nesse processo, se você quiser encarar.
  • Atividades que não me fazem bem. Se você sente que, quando faz determinadas atividades, isso te deixa propensa/o a agir de uma maneira que não te agrada, evite essas atividades. Exemplo: frequentar um lugar que não te agregue em absolutamente nada. Ler notícias sobre política brasileira. Sei lá, às vezes acho que a gente precisa colocar a nossa sanidade em primeiro lugar. Isso vale para reuniões e outros projetos.
  • Objetos que não uso mais. Guardar em casa um objeto que eu não uso não significa apenar perder espaço com ele, mas alimentar uma atitude de deixar as coisas como estão, mesmo as que incomodam. Quando você inicia esse movimento para tirar a tralha de casa, isso de alguma maneira impacta o seu eu interior, que vai levar essa energia para outros aspectos da sua vida. Livre-se da tralha em casa e no seu escritório e você verá a mudança que essa limpeza trará para a sua vida.

De modo geral, a dica é olhar para a sua vida como um todo para identificar o que não faz mais sentido, e tirar. O foco não está em eliminar situações apenas, mas em manter aquilo que você quer ter mais na sua vida.

Existem outras quatro práticas diárias que me ajudam a lidar com pensamentos negativos todos os dias também:

  1. Pensar que a atitude mental positiva é uma moeda de dois lados. Sempre que eu penso em algo com teor negativo, eu me pergunto qual a visão positiva daquilo. Isso mudou a minha maneira de lidar com todas as coisas, diariamente.
  2. Se eu estiver desanimada, muitas vezes é apenas cansaço. Em vez de me preocupar ou me forçar a tomar uma decisão, eu durmo. Não consigo contar quantas vezes eu estava prestes a desistir de algo em uma noite e, no dia seguinte, descansada, eu consegui pensar melhor em como manter aquilo de forma mais saudável na minha vida.
  3. Escrever um pouco sobre a minha vida e os meus pensamentos. Pode ser tanto no papel quanto no computador, mas essa atitude de parar, colocar ordem nos pensamentos para conseguir escrever e simplesmente colocar tudo para fora me ajuda bastante a lidar com meus pensamentos de todos os tipos.
  4. Ler livros, textos, assistir vídeos que me deixem bem.

Espero que este texto te ajude a lidar com os pensamentos negativos e que você consiga me deixar um depoimento nos comentários dizendo como foi implementar essas práticas. Obrigada desde já. 🙂