Sobre o método Vida Organizada

18
6162

Trabalhar com organização pessoal, realização, criatividade com projetos, produtividade é ter um campo de estudo e de atuação com infinitas possibilidades. Quando eu comecei o meu blog, em 2006, eu era apaixonada (e ainda sou) por dois métodos: GTD™ (Getting Things Done) e FLY Lady (para a casa). Esses dois métodos formaram o caráter do Vida Organizada, e tenho muito respeito aos autores, sempre citando-os quando faço referência a algo que vem dos métodos em si.

Mas, com o passar do tempo, minhas práticas, experiências e estudos, eu comecei a desenhar o que seria o método de organização do Vida Organizada. Ele começou a ser apresentado para o mundo no livro Casa Organizada (2016) e continua em desenvolvimento. Hoje, três anos depois do lançamento do livro, vejo o quanto ele amadureceu mas também o quanto ainda existe de terreno para amadurecer.

Penso que um ponto de grande maturidade e ética profissional para as pessoas que trabalham nessa área é a citação de referências. Depois que entrei no mestrado, vi como a citação de referências é algo importante e que deve ser levado a sério. E fiquei impressionada com isso, porque no mercado de organização é comum ver diariamente o plágio de ideias, nomes de posts, conceitos, até nome de curso, uso de metodologias, enfim. Por não ser uma profissão regulamentada, infelizmente existem muitas práticas de plágio e cópia que passam impunes. Não deixam de ser condenáveis, no entanto. Se você trabalha nessa área, por favor, não plagie nem copie. Se gostar das práticas ou dos métodos que outras pessoas desenvolveram, dê os créditos. Não use-as para monetizar algum produto que você criou, sendo que, usando conceitos dos outros, você não é verdadeiramente o autor, certo? Vamos refletir mais para que todo o mercado cresça junto.

O fato é que, quando você vira autora, essas são questões que passam a fazer parte da sua realidade. É quando você começa a lidar com advogados, patentes, documentos, registros. Todo o registro de marca e de propriedade intelectual é importante e dá respaldo à sua criação. Garante a integridade do seu trabalho e também dá um direcionamento sobre como você deve dar continuidade ao que criou. Te ajuda a valorizar mais o que você já fez e, a partir desse trabalho, desenvolver outros relacionados.

Eu penso que o método do Vida Organizada ainda é um bebê, se a gente comparar com métodos mais maduros como o GTD™. Foi maravilhoso participar do evento global do GTD Summit que aconteceu mês passado, pois isso me deu uma clareza imensa sobre o meu trabalho. Sim, sou responsável, como Master Trainer, a cuidar com carinho do legado do David, para sempre, e o farei não importa o que aconteça. Ele tem extrema confiança em seus Master Trainers ao redor do mundo, e lá no evento inclusive eu conversei com ele e garanti que, em língua portuguesa, ele poderia ficar tranquilo com relação a esse legado. Ele sorriu.

Photo by Arif (India)

E sabe, ele está curtindo esse momento. Tudo o que eu estou fazendo hoje, de desenho de um método, ele fez lá atrás, no final dos anos 1970. Só em 2001 ele publicou o livro. Durante todos esses anos, ele desenvolveu e testou o método. Depois da publicação, e de virar best-seller no NY Times, obviamente a coisa toda estourou e a empresa dele cresceu. E ele teve a oportunidade de testar muitas coisas, e então reescrever o livro 14 anos depois, em 2015.

Ao mesmo tempo, lá no Summit eu pude conhecer muitas pessoas excepcionais que usam o método GTD™ e mesmo assim têm suas carreiras em paralelo a ele. Têm um trabalho autoral sendo desenvolvido, muitas vezes relacionado e apoiando o que o GTD™ propõe. Foi quando caiu a minha ficha de que eu poderia ser uma autora, desenvolver o meu método, e que esse método poderia não apenas apoiar o GTD™ como complementá-lo nos anos que virão (afinal, estamos falando de um legado para o mundo capitalista que vivemos, onde estamos ajudando as pessoas a terem mais espaço, serem mais criativas e viverem vidas com mais significado, mesmo em um sistema opressor por natureza).

Comparado ao GTD™, o método Vida Organizada é o irmãozinho mais novo. É como se o GTD™ fosse o cara de 45 anos, colhendo tudo o que plantou até então em uma vida que ainda é cheia de possibilidades, e ele olha com carinho o irmão mais novo que recém aprendeu a andar. Está descobrindo o mundo. Ainda tem muito a aprender. É assim que eu me vejo como autora, desenvolvendo um método de organização.

Porque o que o método Vida Organizada traz de proposta é exatamente ser um caminho para organizar a tríade (opa, outro método! 😉 branding é tudo, Christian) VIDA, CASA e TRABALHO. Não porque sejam áreas diferentes, mas porque têm naturezas diferentes de exteriorização do próprio “eu”. Quando eu falo em VIDA, me refiro ao indivíduo. Quando falo em CASA, me refiro aos relacionamentos pessoais e ao âmbito doméstico. Quando falo em TRABALHO, falo do legado, da criação que a gente coloca no mundo.

O fato de o método ter 5 passos é apenas uma coincidência se comparado ao GTD™. 🙂 Gosto de números ímpares, e 3 passos eram pouco – 7 eram muitos. 5 passos me pareceram o ideal, e testando-os nos últimos anos eu pude garantir que sejam uma sequência legal, que funciona.

E o diferencial aqui é que são 5 passos para organizar QUALQUER área da vida. Trabalho, carreira, finanças, saúde, lazer, família, casa. Escolha como quiser. Ou, em vez e áreas, escolha temas. Guarda-roupa, armário, despensa, brinquedos. Ou até mesmo ferramentas. Agenda, lista de tarefas, arquivos. A proposta dos 5 passos é justamente a de poderem ser aplicados a qualquer coisa.

Os 5 passos são:

  1. DESTRALHAR. Não é possível organizar tralha. Livre-se do que não faz mais sentido na sua vida e abra espaço para o que faz.
  2. SOLUCIONAR. O verbo antes estava “organizar”, o que não deixa de continuar porque, para mim, organizar é encontrar soluções que funcionem em termos de espaço na sua vida. Mas eu quis mudar o verbo depois de alguns anos porque acredito que ele descreva melhor o que esse passo propõe.
  3. ARRUMAR. Apenas depois de encontrar soluções apropriadas é que eu vou colocar as coisas nos lugares certos.
  4. MANTER. Se eu encontrei soluções e arrumei as coisas, ficará muito mais fácil de manter. E existem técnicas de manutenção que dão apoio ao dia a dia como um todo, para todas as áreas.
  5. CURTIR. A organização não é um fim, mas um meio. Ela deve ser usada para que você possa curtir, não engessar a sua vida. Se não estiver sendo legal, não está sendo certo. Esse é o meu lema.

A ideia então é que você possa aplicar esses 5 passos a qualquer área da sua vida, tema ou ferramenta. A um projeto. Enfim, a qualquer coisa que você queira organizar. E funciona. Tenho testado nos últimos anos, e minha visão para os próximos 10 é fazer pesquisas e trazer métricas e resultados para dar mais respaldo a esse trabalho.

Veja, um trabalho autoral está sempre em desenvolvimento. Por mais que um livro seja publicado sobre o assunto, o autor continua desenvolvendo o tema, praticando, obtendo experiências com ele. E é muito bacana ter esse novo ponto de vista para o meu trabalho, porque me dá perspectiva e também clareza sobre a relação que tenho com o outro método que é tão parte de mim, como o GTD™. O objetivo não é separar, mas encontrar a interseção entre o que os dois têm de melhor.

Termino o post com alguns pedidos, feitos de coração:

  • Se você for personal organizer ou trabalhar com organização e/ou produtividade, não use um trabalho autoral como se fosse seu. É feio, é errado e é anti-ético. Você pode sim se inspirar, mas precisa saber citar as referências e não tomar ou ensinar aqueles conceitos como se fossem seus. Busque encontrar sua própria voz. Sim, leva tempo. Mas nunca deixe de fazê-lo, pois é o que você tem de melhor. Toda a sua experiência, bagagem e modo de ver a vida fará toda a diferença na aplicação do que você propõe, mesmo que tenha partido de outras fontes em algum momento.
  • Se vir algum método, post, conceito, curso, texto sendo copiado, dê um toque na pessoa. Denuncie ao autor. Isso é importante. Vamos construir um mundo em que todos possamos trabalhar e nos desenvolver de forma ética, sem querer usufruir do que os outros construíram. Se todos buscarem fazer um trabalho íntegro sempre, todo o mercado cresce e se ajuda. Não acredito em concorrência. Acredito em modos diferentes de trabalhar o mesmo assunto, pois cada pessoa o fará de um jeito, e cada cliente/pessoa escolherá aquele com o que se identifica mais. Todos se beneficiam. Mas, a partir do momento que há uma cópia, há mediocridade e desonestidade. Não compactue com isso.
  • Se você for leitor/a do Vida Organizada, procure ter o método como princípio para tudo o que eu ensino aqui no blog, nos cursos, workshops, vídeos. Ele é referência. Tudo o que passei a compartilhar ou divulgar depois da criação dele está baseado no que propus aqui. Vale a pena testar e validar em sua própria vida. E, se você quiser, por favor, deixe um comentário com um depoimento de como foi. Isso me ajudará sempre a melhorar o desenvolvimento do que estamos fazendo aqui.

Desenvolver um método é entender que você tem um trabalho autoral, seu, rico, com muitas referências, todas respeitadas, e que leva tempo para ser estudado, pesquisado, desenvolvido, testado, e essa é a parte mais enriquecedora de todas. <3

Muito obrigada.

18 comentários

  1. Não entendi muito bem a metodologia, não sei se o post foi só pra apresentar o conceito inicial, as definições….
    Parabéns pela iniciativa, vou acompanhar o desenvolvimento =), adoro seu blog.

    • Foi só para apresentar o conceito inicial e dizer que tudo o que ensino no blog se baseia nesses cinco passos. Para ver a aplicação, basta ler os posts diariamente. 😉

  2. Eu já uso o método VO na minha vida há anos, por acompanhar seu trabalho desde 2012, e acho tão transformador como o GTD! Gosto muito do conceito de “curtir” e, neste ponto, parece que vai além do método do David Allen, que “acaba” no engajamento. É claro que, ao estar engajado com uma ação qualquer, vc não deixa de estar curtindo. Mas o seu quinto passo dá mais foco a esse aspecto, de saborear o resultado da nossa organização e a nossa própria vida.

    Parabéns, Thais!!

    >> Thais, sobre o plágio, embora eu lamente muito esse tipo de postura anti-ética, tenho a percepção de que o plagiador dá um tiro no próprio pé – ele jamais será capaz de realizar um trabalho comparável ao que o autor autêntico realizou, a partir de sua própria criatividade, experiência e processo de amadurecimento. Além disso, o público percebe autenticidade e coerência, e por isso sempre tende a prestigiar o autor autêntico, e não o plagiador. Se isso não resolve o problema, ao menos ajuda quem cria de verdade a, como se diz em inglês, “rise above it all”.

    • Obrigada, Nayara. Penso como você. Eu não me preocupo COMIGO especificamente – foi como você falou, a minha fonte não esgota, porque é de criação. Mas, em alguns casos, me chateia um pouco a pessoa formar uma carreira em cima do trabalho dos outros – meu ou de outras pessoas. É desrespeitoso e eu acho importante alertar os leitores, pois muitas vezes acabam pagando por cursos ou serviços dessas pessoas por falta de informação apenas.

      • Você tem toda razão, Thais! Fiquei preocupada depois que enviei o comentário, pois eu nunca senti na própria pele algo assim. Só o que pensei na hora foi que você está tão acima de tudo isso que não “precisaria” se preocupar. Depois fiquei repensando e tentando me imaginar no seu lugar, e me dei conta o quanto deve chatear e emputecer mesmo (rsrs) vc ver sua criação sendo plagiada sem escrúpulo por “colegas” de profissão.
        É muito importante este seu alerta, de fato, para uma internet mais ética, por parte tanto dos consumidores quanto de quem fornece produtos/serviços.
        Enfim, estamos contigo e não abrimos mão!!! <3<3<3

  3. Lembrei dos 5S’s.

    Esses dias vi outra YouTuber usando o nome do seu blog em uma série de vídeos dela. Fiquei indignada! Nem assisti! Já pensei: a Thaís deveria patentear a marca.

    Abraços!

    • A marca é patenteada. 😉 Eu não me envolvo em casos assim. Meus advogados têm uma equipe que fica rastreando os casos e entra em contato com a pessoa, quando for o caso. O que me revolta é a cara de pau da pessoa de usar mesmo assim.

  4. Thais, parabéns pelo seu trabalho, é admirável!
    Eu acompanho o seu Blog para minha organização pessoal. Sempre adorei fazer minhas “To Do List”, listas de acompanhamentos, cronogramas… Tento manter a minha vida dentro de uma ordem, mas as vezes me perco em como definir uma metodologia. Ler suas matérias e acompanhar seus videos tem me ajudado muito a criar uma rotina melhor.
    Obrigada por compartilhar seu conhecimento de forma tão clara e simples!

  5. Que orgulho ver todo esse seu trabalho ganhando corpo! Parabéns, vc merece todo o sucesso do mundo! ❤️

  6. Parabéns, Thaís, vc é uma das pessoas que fazem a diferença. ❤
    Thaís, o passo SOLUCIONAR me fez lembrar o ESCLARECER do GTD, mas não tenho certeza se perdi algum conceito ou informações nesse passo. Tem alguma sugestão de post?
    Obrigada! 🌹

    • Oi Renata, tudo bem? Hm, não é igual não! Se fosse para comparar, eu compararia com o esclarecer junto com o organizar; ou seja, investigar como fazer, providenciar a solução e aí guardar.

  7. Thais, te acompanho a alguns anos e vou e volto na minha organização, por mil motivos, mas nunca deixei de tê-la como inspiração. Fico feliz de ver sua trajetória, seu caminho sendo trilhado desta forma e o que você diz sobre plágio é muito real e assertivo.

    Sucesso !

  8. Que lindo, parabéns por toda essa nova fase que esta se iniciando desde o momento que busquei me tornar organizada, inúmeras coisas que são aplicadas na minha vida vem do que você COMPARTILHA, e ver tudo isso crescendo traz muito alegria, pois você é uma profissional e pessoa incrível.

  9. Fala Thais, tudo bom?
    Bem em relação ao seu post eu só tenho a agradecer. Comecei a me interessar por organização atraves do seu blog aqui. Depois através dos seus livros e após a leitura e indicação do método GTD.
    Muito obrigado, estou relendo os seus livros e agora com essa notícia do seu post quase pensei que viria um novo livro por aí, já fiquei animadão.
    E pela sua experiência desde 2006 o método Vida Organizada com certeza irá trazer muitos benefícios a todos nós.
    Obrigado e forte abraço!

  10. Thaís, achei uma coincidência incrível, pq o post só reafirmou pra mim que uso e já sou quase especialista no “Método Thaís”. Rs. Li seus três livros, acompanho o blog desde o final de 2017 e sempre me identifiquei mais com o seu método do que com o GTD, que já tentei implementar várias vezes mas parece que não funciona direito pra mim. Pode ter certeza que seu trabalho é incrível e que faz a diferença na vida das pessoas. Beijos!

  11. Que coincidência! Ha pouco tempo fiz um Comentário num Post seu acerca de que achava que a Thais já tinha um método próprio e em que sugeria que ele fosse tema do seu próximo livro! 😊
    Já dizia Fernando Pessoa: “Tudo o que acontece, acontece sempre por alguma razão!”😉
    Fico muito feliz ao ler hoje a Formalização desse método! Muito mesmo! Por si e por todos aqueles a quem esse método vai ajudar!
    Espero que rapidamente o seu trabalho chegue “em grande” a Portugal e que daqui se possa rapidamente expandir para os 4 cantos do mundo!
    Muitas Felicidades e não se esqueça do 5o passo: curtir muito este degrau do Caminho!

Deixar uma resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui