Coleções / Collections no Bullet Journal™

14
4752

Hoje eu quero escrever sobre um dos principais recursos do método Bullet Journal: coleções. (Para saber mais sobre o método Bullet Journal, leia os posts anteriores do blog sobre o assunto ou vá direto na fonte, com o livro escrito pelo autor do método).

Para explicar o que são coleções, o autor do método compara o Bullet Journal a um jogo de Lego, e diz que as coleções são os blocos que compõem o brinquedo como um todo.

As coleções padrão do Bullet Journal são:

  • índice
  • registro futuro / log do futuro
  • registro mensal / log do mês
  • registro diário / lod do dia

Tudo o que for conteúdo que não entre nessas coleções acima é uma coleção à parte por si só, que você pode criar a qualquer momento e inserir no índice.

Exemplos de coleções:

  • planejamentos diversos
  • lista de compras
  • lista de coisas a levar na viagem de férias
  • etc!

Quando você migra de um caderno para o outro, você pode querer migrar algumas coleções com você, mas outras não. A vida muda, os projetos acontecem e são concluídos, e eles podem permanecer no caderno anterior, como registro daquela época.

Mesmo as coleções que você queira migrar podem sofrer atualizações e melhorias. Por exemplo, se você tiver uma lista de compras do mercado, quando for migrá-la, pode acrescentar ou tirar alguns itens.

Fora que a Internet é um espaço amplo e vasto para pesquisar ideias de coleções. No Pinterest você encontra de tudo. (Dê uma olhada)

Isso que é o legal do Bullet Journal: ele muda conforme a sua vida muda. Ele vai ter conteúdos que você criar, de acordo com o que você precisa, e não conteúdos prontos que não tenham nada a ver com você.

Alguns exemplos de coleções dos meus últimos Bullet Journals:

Quando você migra de um caderno para o outro, a ideia não é ter “retrabalho” nem “reescrever” nada, e sim elevar o nível dos seus registros. Se isso significar migrar uma ou outra coleção com você, então tudo bem. E você pode fazer aos poucos também, não de uma vez.

Quis escrever sobre coleções porque esse entendimento é fundamental para explicar como aplicar o método GTD™ no Bullet Journal, que virá na sequência.

Qualquer dúvida, por favor, deixe um comentário.

14 comentários

  1. Comecei o meu é estou seguindo suas dicas essa dica de Collections é bem legal acabei de colocar os meus propósitos de vida como uma delas ainda tenho dúvidas sobre o log diário, como tenho minha agenda parece que estou repetindo ações, eu devo excluir a agenda? Ainda continuo também com as check list no todoist. Estou de férias e vou aproveitar pra colocar meu bullet jornal em dia .Bjs e obrigada.

  2. Ótimo post! Eu faço bujo e adoro os trackers relacionados à saúde, antes fazia e nem sempre preenchia, mas insisti até realmente virar costume e hoje os trackers me ajudam a refletir sobre cuidados comigo mesma… consigo visualizar onde estou melhorando e onde tenho que mudar! Abraços, Thaís! Como sempre: you rock, girl!

  3. Bom dia! Estou começando hoje meu BuJo mas estou em dúvidas com relação aos compromissos com horários. Sou fisioterapeuta e tenho a agenda para marcar horários dos pacientes. Não estou sabendo como colocar no Meu BuJo. Poderia me dar alguma orientação. Agradeço desde já.

  4. Adorei o post! Comecei a usar o Bujo após assistir seu vídeo, que mostrou que ele pode ser minimalista! rsrsrs
    Minha duvida é a seguinte: se entre um dia e outro resolvo fazer um planejamento de um projeto, por exemplo, isso fica ali mesmo, bastando colocar no indice?

Deixe uma resposta para Priscila Cancelar resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui