Categoria(s) do post: Novidades

Muitos de vocês me pedem carinhosamente para fazer tour do escritório, mostrar como está, então este post é uma atualização para explicar para vocês como estão as coisas. 🙂

Quando eu aluguei a sala comercial, há um ano, meu intuito era ter um espaço em que eu pudesse gravar cursos, vídeos, aulas, e também pudesse ter como meu escritório, pois estávamos morando em um apartamento de dois quartos e o meu escritório ficava na casa da minha avó, como home-office. Naquela altura, a entrada da Silvia na equipe também reforçou a ideia de ter a sala, pois teria um melhor custo benefício locarmos um espaço nosso do que ficar em um coworking (e ela ainda ficou durante algum tempo).

A Camila Dias, linda, arquiteta de Niterói, se dedicou e fez um projeto lindo para a nossa sala. Conversamos durante todos os meses seguintes sobre ele. Chegamos a gravar um vídeo sobre o projeto, que infelizmente não foi ao ar porque o áudio ficou muito baixo quando gravamos.

Pouco mais de um mês depois que eu aluguei a sala, minha avó faleceu. E, com isso, vieram muitas mudanças. Tive todo o meu período emocional de lidar com aquilo, e a sala não era prioridade. Estávamos discutindo o projeto ainda, a Silvia estava trabalhando no coworking numa boa. Retomei o projeto lá por agosto, quando nos apropriamos da sala, colocamos os móveis e equipamentos mínimos e pudemos “nos mudar” para lá.

Com a quantidade de viagens que eu fiz no último ano, vocês podem imaginar que não deu para eu me dedicar a esse projeto da maneira como eu gostaria. Fomos fazendo as coisas muito aos poucos, dentro dos intervalos que conseguíamos.

Quando mudamos de casa, em novembro, na nova casa eu tinha um home-office. E a casa está com uma decoração bonitinha que me gerou vários novos cenários para a gravação de vídeos e aulas. Vocês podem conferir um pouco disso em alguns vídeos do canal:

(Comenta aqui embaixo qual o seu cenário preferido!)

Muitas coisas também aconteceram nesse meio tempo. Temos mais duas pessoas novas na equipe – uma que trabalha no escritório (Malu) e outra que trabalha comigo em casa (Anderson, meu marido, editando os vídeos). Então eu precisei configurar a estação de trabalho da Malu junto com a Silvia no escritório e uma estação de trabalho para o meu marido, em casa (a título de curiosidade, é o cenário do terceiro vídeo acima). Acomodá-los e termos nossos processos em andamento ainda são as prioridades. A Malu ainda está em treinamento e o Anderson ainda está se aperfeiçoando na edição. Isso era muito mais prioritário que a “decoração” dos espaços em si.

Com a entrada da Malu, a dinâmica do escritório mudou para todo mundo. Temos uma terceira pessoa lá, então muda espaço, muda movimentação, muda tudo. Ficou pequeno o espaço que era só da Silvia para as duas.

Ao mesmo tempo, estávamos com uma pulga atrás da nossa orelha sobre uma segunda questão.

Todo mês (então é uma despesa recorrente), nós precisamos alugar uma sala de terceiros para realizar cursos presenciais. Isso tem um custo que se reflete no valor das inscrições, que afeta você, leitor, diretamente. Para compensar o custo do espaço, precisávamos fazer turmas maiores (pelo volume de inscrições). E, sem o número mínimo que pagasse os custos, as turmas tinham que ser canceladas. Isso é super chato para a gente e ainda mais para quem se inscreve, que queria fazer aquele curso naquela data.

Mas o que me incomodava mesmo era ter uma sala cheia. Não me entenda mal – claro que é maravilhoso você ter uma turma lotada de pessoas que queiram aprender algo com você! Mas, após ANOS trabalhando em sala de aula com cursos que são essencialmente práticos, eu percebi que uma boa sala, que estimule o aprendizado, não deveria ter mais de 15 alunos (há exceções – depende do curso). Na verdade, entre 8 e 10 seriam o ideal, pois assim eu conseguiria dedicar mais tempo a cada um dos participantes e também ministrar o curso sem tanto aperto do relógio. Dá para conversar mais, analisar casos específicos, explicar com mais profundidade.

A gente tinha também uma outra limitação, que era: gostaria de fazer mais workshops presenciais, mas com esse custo de sala simplesmente não rola! As inscrições ficariam caras. E eu sei que, por mais que tenhamos alunos apaixonados <3, ninguém tem dinheiro para ficar gastando assim.

A solução que a gente encontrou foi montar a nossa própria sala de treinamento.

Empreender é um negócio muito louco

Levando em conta a nossa projeção financeira, nossas despesas atuais e o planejamento de longo prazo que temos, entendemos que seria uma decisão acertada.

Vocês sabem que eu compartilho tudo com vocês, então por isso estou contando essa novidade. 🙂 É um passo muito gigantesco para mim. E, como todo passo, dá aquele medinho misturado com empolgação. Pra crescer, tem que arriscar e investir. Acreditar que dará certo, porque dessa maneira você já elabora o plano para funcionar. E vale dizer que tudo pode acontecer, certo? Planos não são regras, são como um caminho no GPS – você tem uma rota para chegar onde quer, mas a rota pode mudar se você perceber que não foi o melhor caminho. Tá tudo certo. Vivendo e aprendendo. Neste momento, é isso o que o GPS está me mostrando, e eu gostei muita da vista dessa estrada. 🙂

Nossa sala comportará então não apenas os cursos de GTD™ mensalmente, como também cursos presenciais do Vida Organizada, em dias e horários variados. Não teremos mais a limitação de alugar um espaço de terceiros. A sala terá a nossa cara. E foi aí que veio a segunda ideia que eu adorei e quero compartilhar com vocês.

Por que não dar mais vida a esse espaço? Por que não torná-la um lugar em que a pessoa possa ir e participar de outros cursos, palestras e eventos que tenham a ver com organização, produtividade, equilíbrio, criatividade e qualidade de vida?

A partir disso, fomos atrás de parceiros que já atuam conosco para apresentar a ideia e propôr que realizem seus cursos lá. Ainda vamos falar com outras pessoas, mas eu posso garantir para vocês que só terá coisa legal vindo por aí. Eu fico até emocionada de escrever! A ideia é ter uma pessoa com exclusividade atuando nessa parceria. Então se uma pessoa for ministrar um curso sobre meditação, por exemplo, apenas ela será nossa parceira nesse curso. Não teremos um segundo curso de meditação “concorrente”. Queremos estabelecer boas parcerias. <3

Apresento, então, a nossa Oficina de Organização:

Estamos naquela fase de backstage: projeto da sala, reforminhas, decoração, montagem de equipamentos, agenda de cursos, site etc. Mas em breve divulgaremos quando tudo estiver pronto. Nós estimamos que até junho já estejamos com o espaço pronto para receber alunos. Nossa agenda de cursos e eventos está sendo completamente reformulada, assim como os valores dos mesmos, formatos, para promovermos a melhor experiência possível para você que queira aprender mais sobre como ter uma vida mais legal através da organização.

E sim, eu prometo que teremos tour quando o tour puder ser proporcionado. 🙂 Estamos em reformas, mas eu prometo fazer.

Inscreva-se no blog para ficar sabendo as novidades sobre a sala em primeira mão. Você ainda ganha de presenta uma checklist de limpeza e arrumação da casa.

Espero que tenham gostado das novidades. Obrigada por tudo. Amo vocês. <3