Deixando complicações de lado

21
9039

O dicionário define “complicação” como “ação de fazer com que fique difícil”. A complicação é uma “inimiga” da organização. Eu escrevo “inimiga” entre aspas porque, quando vemos benefício mesmo nas coisas ruins que acontecem com a gente, tiramos um bom aprendizado que nos ajuda em outras situações semelhantes. Por isso, mesmo complicações podem ter o seu lado bom.

O que quero escrever neste texto é sobre como eu descobri que a complicação atrapalha a nossa organização e descrever algumas coisas que parei de fazer, especialmente no que diz respeito ao meu relacionamentos com as outras pessoas, e que tornou a minha vida muito mais fácil e fluida.

Alguns aprendizados então que tive ao deixar algumas complicações de lado:

  • Simplesmente olhar nos olhos das pessoas faz mais diferença do que tentar explicar uma situação pelo What’s App ou fazer terapia de casal. Aprender a olhar nos olhos, se conectar realmente, traz qualquer relacionamento a outro nível de compreensão e entendimento.
  • Perceber quando a outra pessoa está cansada ou quando não é o melhor momento para discutir assuntos cabeludos. Nenhuma urgência de resolução é maior que o bem-estar de uma pessoa que você se importa. Se ela não estiver bem, não adianta forçar assuntos. Busque outras soluções. Não leve problemas a ela.
  • Atividades rotineiras podem ser menos estressantes com um mínimo de organização. “O que tem para comer hoje?” “Vamos comprar tal coisa no mercado?” Fazer uma lista do que pretende cozinhar ao longo da semana é mais simples do que parece e evita uma série de discussões e definições que não precisariam realmente existir. A pessoa joga a roupa suja no chão do banheiro? Em vez de discutir, coloque um cesto (sem tampa) no mesmo lugar. Às vezes a pessoa só faz uma coisa “errada” porque o “certo” não existe.
  • Identificar pequenos prazeres do dia a dia e trazê-los o tempo todo para que você e as outras pessoas fiquem bem não custa nada. Aqui em casa, é ter música ambiente sempre que estamos todos juntos. Sem nem perceber, já me vejo cantarolando e mudando meu astral. Também gosto de ter sempre incenso, velas aromáticas, sabonetes diferentes, flores e outros aromas pela casa. Isso muda tudo.
  • Aproveitar momentos juntos com outras pessoas em vez de ficar verificando nada no celular. Experimente!
  • Evitar o uso de tecnologia à noite facilitou muito o meu sono noturno. Quando fico no computador até mais tarde (escrevendo, por exemplo), meu sono fica muito prejudicado. Acordo diversas vezes durante a noite, e isso afeta minha energia no dia seguinte. Então, de noite, invisto meu tempo em atividades que não envolvam telas. Em vez de achar que meu sono estava difícil, eu só busquei essa substituição, e tudo se resolveu.
  • Ver as coisas com um pouco mais de bom-humor.
  • Providenciar as coisas com antecedência se você souber que “pode dar ruim” em vez de deixar rolar (“porque não é sua responsabilidade”) e depois acabar sofrendo no meio da situação.

A organização anda lado a lado com a simplificação da vida. Será quem tem algo no seu dia a dia que esteja realmente complicado? Como você poderia simplificar?

21 comentários

  1. Oi Thais, parece que esse post foi escrito para mim. Nunca comento aqui, mas gostaria dessa vez de agradecer por todos os posts que me acrescentaram algo, e esse parece que foi “sob medida”. Feliz ano novo!

  2. Texto simples (sem complicações kk), direto e poderoso!
    Gostei especialmente dessa frase “Às vezes a pessoa só faz uma coisa “errada” porque o “certo” não existe”.

    Obrigada por compartilhar! 🙂

  3. Mais um post incrível. Você faz um trabalho sensacional! Parabéns!
    👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼

  4. Muito bom. Estamos promovendo em casa um ambiente agradável com algumas dicas que você deu Thaís, mas tem ainda um pouco mais. Principalmente a questão de saber o momento certo para falar assuntos difíceis com outra pessoa. Nossa ansiedade em sair resolvendo as coisas sem pensar torna tudo mais difícil. Como contribuição deixo aqui a “Regra de Ouro: fazer aos outros o que quer que façam à você”
    Abraços!

  5. ”Perceber quando a outra pessoa está cansada ou quando não é o melhor momento para discutir assuntos cabeludos.”

    pois é. Muita coisa melhorou quando percebi esse ”timing”, e serve para qualquer relacionamento. Uma pessoa acabou de chegar do trabalho/da rua… não é legal já despejar situações domésticas em cima da pessoa. Muito menos problemas que não são urgentes. Muito menos querer que a pessoa resolva esses problemas imediatamente 😛

    é incrível como isso é óbvio, mas às vezes deixamos de perceber essas sutilezas.

    uma briga ocorre, será que é justo prolongar a discussão até a madrugada porque você não quer dormir sem resolver o problema? Nem sempre. Nossa, quantas brigas maiores acontecem porque duas pessoas cansadas insistiram em discutir uma bobagem qualquer na hora errada…

    enfim… falei muito já! haha

    Gostei do post 🙂

  6. Uau…. que tudo…. mais uma página de um.livro pra estar em.nossas cabeceiras de cama !!!! Parabéns ! Obrigada por nos ajudar !!! Um 2018 de muitas felicidades e muitos posts!!!

  7. Li e vou reler outras vezes. Foi apropriado encontrar hoje estas dicas por aqui. Vou me esforçar para aplicar! Obrigada por compartilhar!

  8. Muito bom!
    Nem todos funcionam da mesma forma, mas a questão que você apresentou sobre não usar computador ou celular antes de dormir pra mim também faz muita diferença! Eu tenho muitas dificuldades para dormir sempre que uso um ou outro tarde. Mas às vezes é um desafio, assim como dormir cedo (que além de melhorar meu sono, melhora meu dia! Hoje quando durmo tarde, fico o dia seguinte inteiro de “ressaca”). A organização É fundamental. Meu desafio tem sido mesmo manter os horários.

  9. Thaís, sempre leio seus posts mas acabo nunca comentando! Te considero uma amiga que está sempre por perto me dando altos toques! É muito legal a sua visão holística de planejamento e organização considerando todos os fatores como nossa organização pessoal, nossos relacionamentos, a forma que entendemos as coisas (e como podemos mudar!), etc. Parabéns e muito sucesso sempre!

  10. Boa Noite Thais,
    Nunca tinha ponderado alguns dos pontos que refere. Mas ao ler, deu-se o click!
    Tem toda a razão! Se tivesse lido este Texto há uns anos atrás e aplicado os seus ensinamentos, poderia ter evitado muitas situações que me deixaram stressada, magoada e com pouca energia.
    Os meus parabéns pelo novo rumo do Blog. Acompanho o seu trabalho há muitos anos, e sempre o achei muito bom, mas a nova Linha editorial, os temas escolhidos, a sua análise do quotidiano e a coerência do discurso, mostram uma maturidade que elevaram a sua escrita para um nível excepcional.
    Realmente, é capaz de nos passar a importância de sermos coerentes com os nossos princípios. 🙂
    Da minha parte, o meu obrigada pela ajuda e inspiração que sempre por aqui encontrei.
    Bj

  11. Nossa Thaís, só vim te conhecer hoje!! Porque? Acho que é por está a procurar de organização pra minha vida. E você caiu como uma luva… rsrs! Obrigada, não te largo mais!!😘

  12. Thais
    Preciso adotar várias coisas que você disse aqui, amo uma harmonia e chegar em casa e não estressar por nada, mas às vezes, é difícil, mas ando optando em escutar uma boa música, acender incensos, velas e tomar um bom banho! Não adianta mesmo lutar e querer que os outros sejam iguais a gente! E Bom humor, como você disse,é sempre bom e eficaz. É maravilhoso!!
    Amei o post.
    Beijos e uma semana incrível!
    DMulheresInstagramFanpage

Deixe uma resposta para Leonardo Cerbino Orofino Cancelar resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui