Reduzindo pequenos gastos do dia a dia

23
13306

Hoje eu gostaria de compartilhar um pouco sobre como tenho lidado com esse assunto no meu dia a dia – nosso, no caso da família.

A gente sempre lê por aí que os piores gastos, os que mais somam no total, são esses pequenos gastos do dia a dia. E, depois de atenta observação do nosso estilo de vida aqui em casa, percebi que isso é verdade.

A primeira coisa que comecei a fazer foi estabelecer um teto para os gastos do mercado. Como eu fiz isso? Bem, se nos últimos três meses a média de gastos com mercado foi de R$2.000, eu estabeleci um teto em R$1.600. E aí, com todos envolvidos, desenvolvemos algumas estratégias para alcançar esse valor:

* comprar mais em supermercado popular (temos um supermercado mais caro quase na esquina de casa, então a comodidade e a facilidade muitas vezes nos leva a ele)
* trocar algumas marcas por marcas mais baratas (sem impactar a qualidade substancialmente)
* fazer substituições (em vez de queijo tal, comprar um queijo mais barato)
* diminuir a quantidade de industrializados e consumir mais legumes, frutas e verduras

O resultado? R$1.300 em gastos com mercado. Nem chegamos ao teto, e sem esforço. Isso me fez estabelecer o teto em R$1.200 e, desde então, seguimos esse orçamento com sucesso.

A segunda coisa que mudamos (ainda está em andamento) é a coisa de comer fora. Como eu me desloco muito a trabalho, eu gasto muito comendo fora. O que eu passei a fazer:

* levar lanche e até água de casa (em vez de gastar 4 reais com uma água na rua, gasto menos de 2 reais comprando no mercado e levando comigo)
* almoçar sempre no restaurante por kg em vez de a la carte (uma média de R$30 por refeição que passou a custar R$8 ou R$12)
* pedir comida em casa no máximo uma vez por semana (e substituir por alimentos comprados no mercado, que seja a massa de pizza pronta)
* trocar a pizzaria do delivery por uma mais barata (em vez de R$50 ou R$70, estamos pagando R$40 na pizza)

Outra coisa que ajudou foi termos mudado para um bairro mais central. Nos últimos três anos, moramos em um bairro mais afastado do centro e isso me trazia grandes gastos com deslocamento. Para vocês terem uma ideia, reduzi em 80% esses gastos. Uma corrida da minha casa ao centro antes dava em média R$60 de Uber. Hoje posso ir de ônibus tranquilamente e gasto R$8 na ida e na volta. Se for de Uber, dá uns R$15.

Eu ainda tenho muito a melhorar, especialmente com livros e revistas. Estou parando aos poucos com as revistas. Tanto livros quanto revistas eu consumo porque são fonte de referência para o meu trabalho, mas eu sei que dá para melhorar.

Enfim, quis compartilhar com vocês porque o que realmente ajuda é a gente estar sempre ligado em como pode diminuir as despesas do dia a dia. Sempre tem algo que dá pra reduzir e, como diz o Paulo Lemann: “despesa é que nem unha – tem que cortar sempre, senão cresce rápido”. É a atenção constante que faz diferença e ajuda a conter esses gastos.

23 comentários

  1. Tais, parabéns pelo artigo!
    Quanto as revistas, algumas as da Abril, podem ser lidas no aplicativo Go read, as do mês e dos meses anteriores por uma assinatura mensal, temos acesso ao catálogo. Algo como 23 reais

  2. Eu realmente preciso diminuir meus gastos com restaurante e comida!
    Isso vai entrar na minha meta de 2018 e vou seguir sua dica!!

  3. Olá, o que falar de um blog que eu mal conheço mas já considero pakas? Graças a deus eu sou a rainha da referência e encontrei o seu blog a partir de uma indicação da Tatiana Feltrin no canal TLT sobre livros. Eu amei! MUITO!

    Vou acompanhar assiduamente as suas dicas, guardar no coração e compartilhar com todo mundo que eu amo. Fará muito sentido nesse ano de 2018 que será o ano “save money” para mim.

    Simplesmente amei!

  4. Olá, Thais! Gosto muito do seu blog e dos seus posts, admiro como você escreve bem e com clareza. Assisto muitos vídeos sobre Desenvolvimento Pessoal e Profissional, e acho os seus um dos melhores, primeiro, não tem apelação, com aqueles vários gatilhos de venda, que para mim são apelativos, e seu blog, também não, é uma doação a todos nós que precisamos muito de organização. Achei muito bom o texto sobre o “mindset”, e para mim estou num momento profissional e pessoal, que minha bandeira é acreditar e mudar o pensamento, o pensamento é tudo, né?! Pratico muito Hooponopono, e me ajuda muito, foi um dos meus mindset de 2017. Grata pela sua doação.

  5. Como sempre amei seu post!
    Esse ano após término de relacionamento dei uma descambada nos gastos, troquei muitas roupas, lingeries, roupas de cama, fui em festivais de rock, comi muito fora, refiz praticamente meu quarto…
    Gastei bem! haha
    Mas esse gasto que na verdade considero investimento me fez muito bem durante esse ano, acabei me libertando de muita coisa.
    Como somos só em dois em casa, eu e meu filho, não compensa ir muito longe para ir em atacado até pq meu ap é pequeno e não tenho onde ficar guardando grandes quantidades de produtos.
    Abriu um atacado perto de casa e aos poucos estou descobrindo tudo que é muito mais barato lá do que no mercado e tenho feito substituições também, não tenho preguiça de comprar em vários lugares diferentes para economizar…
    Pretendo administrar de forma mais controlada meus gastos ano que vem e dar uma segurada para estudar e viajar, que serão as minhas prioridades =)
    Sobre as revistas eu tenho um plano da TIM que tenho acesso a banca virtual, são muitas revistas na íntegra que posso ler e demorei para descobrir que tinha esse acesso.
    Beijos

  6. E v. ainda pode cortar completamente o gasto com água levando água filtrada numa garrafinha própria para deslocamentos.

  7. Oi Thaís sou seu leitor a um bom tempo mas nunca deixei uma mensagem.
    Não só de Economia mas como todos os demais posts que você publica mantém sempre atento!!!

  8. Olá Thais. Seu blog me ajuda muito e é sempre uma luz quando estou procurando dicas para melhorar em vários pontos da vida.
    No que diz respeito aos gastos com livros e revistas, eu passei a frequentar mais as bibliotecas da minha cidade e isso tem me ajudado a economizar. É claro que nem sempre é fácil achar títulos novos, mas há muita coisa interessante. Há também alguns grupos de troca de livros, além de economizar dá pra conhecer gente nova.

  9. Thaís, que massa esses posts!
    Uma outra coisa bem legal a se fazer é analisar os serviços de internet, celular, tv e conta bancária. Prestar atenção se realmente usa todos os serviços e se é possível reduzir os planos contratados. Faço essa análise pelo menos uma vez por ano aqui em casa e isso nos ajuda a economizar bastante por aqui.

    • Eu também sempre tô de olho no gasto com esses serviços, Michelle! Cartões de crédito, tipo de conta bancária, serviços de assinaturas diversas, etc… Onde for possível faço o possível pra diminuir!

  10. Muito bom o post Thais, apenas gostaria de deixar uma dica que uso sempre pra tele-entregas caso você chegue esgotado do trabalho e não tenha “forças” pra cozinhar.

    Peça no Ifood, com Taxa de Entrega grátis e na opção Masterpass nas compras acima de 35, vc ganha 10 reais de desconto. Com 33 reais eu pedi uma pizza gigante e um prato feito que dão pra uns 2-3 dias. Claro que é apenas uma exceção, não fique pedindo isso toda hora se não vai engordar kkkk

  11. Feliz Natal Thaís!
    Esse mês eu e meu marido começamos a anotar os gastos TODOS para saber para vai nosso dinheiro.
    Bom quero agradecer você! Esse é meu primeiro Natal de mais tranquilidade graças a Organização. Ach o que eatou no caminho. bjs Obrigada! Simone e familia

  12. Feliz Natal Thaís!
    Esse mês eu e meu marido começamos a anotar os gastos TODOS para saber para vai nosso dinheiro.
    Bom, quero agradecer você! Esse é meu primeiro Natal de mais tranquilidade graças a Organização. Acho que estou no caminho. Bjs Obrigada! Simone

  13. Thaís, gostei bastante do artigo! em relação às revistas, tenho uma conta controle na tim e nos planos eles oferecem o tim banca q tem muuitas revistas, menos da editora globo (eu acho)

  14. Adorei as dicas..tento sempre controlar meus gastos…mas sabe aquele pensamento “mas eu trabalho tanto, eu mereço”…isso sempre acaba me levando a gastar..não q eu não mereça, mas realmente não preciso… obrigada! 🙂

  15. Olá Thais, excelente post!!

    Agora, essa imagem ficou contradizente com o conteúdo do post, porque na hora que vi esse organizador de mesa pensei: quero comprar isso pra mim!
    😀

  16. Thais fiquei um pouco com dúvida na questão de diminuir gastos com livros e revistas. Afinal livros são uma peça para o nosso desenvolvimento. enfim se puder me esclarecer essa dúvida ficarei agradecido.

  17. Esse post me fez ter um insight transformador. Sempre que penso em comprar algo, penso em seguida nele e na necessidade de gastos e afins. Aprendi com você e com a moça do Me Poupe, que também conheci por indicação sua, a como viver uma vida com menos gastos, que é também uma maneira de fazer com que o dinheiro seja produtivo por usar menos em várias coisas. Obrigada, Thais!
    @bluinfinitto

Deixar uma resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui