Universidade pessoal: o que estou estudando no momento (novembro 2017)

41
10081

Entenda aqui o que quero dizer com: universidade pessoal.

Percebi que, desde que escrevi o texto linkado acima, não compartilhei mais no blog o que estou estudando. Este post então é uma atualização, e acredito que ele possa se tornar recorrente (por favor, deixe um comentário dizendo se você acha que essa ideia é legal!).

Os assuntos que eu estou estudando no momento são:

  • Inglês avançado
  • Sociologia do Trabalho
  • Estresse
  • GTD
  • Criatividade
  • Ciências cognitivas
  • Psicologia social
  • Saúde no trabalho
  • Gestão de RH
  • Midiatização / estudo dos meios
  • Disrupção digital
  • Administração / empreendedorismo / vendas

Esses certamente são os temas em destaque no momento.

O “como” eu estudo varia de diciplina para disciplina. Inglês, por exemplo, eu estava fazendo um curso avançado na Cultura Inglesa. Saí este mês. O motivo foi simplesmente falta de disponibilidade. Viajei tanto a trabalho os últimos dois meses que não estava conseguindo frequentar as aulas direito. Uma pena, porque gosto muito da Cultura. Mas, se não deu, não deu. No entanto, tenho aproveitado os materiais e continuo estudando em casa. Considero ter aulas particulares no ano que vem, mas está em “algum dia / talvez”. Estou reduzindo minhas despesas de maneira geral e tenho conseguido estudar bem inglês sozinha. Outra coisa que me ajuda no inglês, além dos livros e materiais que eu já tenho, é:

  • fazer reuniões de trabalho em inglês
  • ensaiar os cursos que eu ministro (de GTD) em inglês
  • ler livros em inglês
  • assistir filmes, séries e vídeos sem legenda
  • prestar atenção nas letras das músicas em inglês

Essas disciplinas de Humanas que tenho estudado não são a base da minha formação oficial (que é Comunicação), apesar de ter estudado um pouco de cada uma delas ao longo dos anos tanto na gradução quanto na pós (Ciências Sociais, Psicologia etc). Logo, minha base começa dos fundamentos mesmo, lendo os livros básicos e de referência das disciplinas, assistindo vídeos e entrevistas no YouTube e, sempre que posso, comparecendo a eventos e palestras relacionados. Mas a base tem sido na leitura, especialmente em Sociologia do Trabalho.

Algumas disciplinas são mais práticas (RH, Empreendedorismo) e, além de livros, participo de eventos, debates, e procuro aplicar no meu dia a dia de trabalho diretamente.

A maneira de organizar esse estudo varia bastante. Não faço mais o estudo por ciclos que, apesar de adorar, eu não vejo mais como tão necessário para esse momento que eu estou vivendo. Acho ele fundamental quando se trata de estudos para concurso ou outro objetivo mais urgente, que depende de organização e disciplina. Meus estudos atuais têm a minha urgência interna de aprendizado, apenas, e isso é algo que posso controlar descontrolando, sabem? Prefiro deixar livre o que estudar a cada dia.

Tentei reservar um dia inteiro para estudos no sentido de deep work, o que ainda acho bacana, mas o que realmente tem funcionado é dedicar as minhas noites “livres” apenas para leituras, em vez de ficar com o computador ligado ou vendo tv. Noites livres, para mim, são aquelas em que não faço coaching nem dou aulas – de duas a três noites por semana, às vezes mais. Então, em tais noites, simplesmente seleciono a leitura ou forma de estudo que me apeteça mais ao momento.

Outra maneira de estudar, e que considero uma das mais importantes, é conversar com outras pessoas. Amigos, colegas, conhecidos, especialistas, professores em cursos – todos são pessoas que eu procuro interagir a fim de trocar ideias e aprender mais.

Esses temas estudados costumam mudar, mas nem tanto. De maneira geral, me vejo com os mesmos temas por mais de um ano até. GTD, empreendedorismo e ciências cognitivas vêm de anos.

Estudar dessa maneira alivia um pouco a minha ansiedade em termos de querer fazer diversos cursos, que hoje não tenho mais disponibilidade para fazer (por causa do filhote). Também me sinto satisfeita por organizar meu tempo de modo que consiga estudar assuntos que sejam de extrema relevância para mim, como esses.

Espero que essa atualização tenha sido útil e, quaisquer dúvidas, favor deixar um comentário. Obrigada!

41 comentários

  1. Ola Thais!
    Acompanho seu blog ha pelo menos 5 anos, tenho seu livro ´´Vida Organizada“ e o adoro…
    Ainda não atingi o nível de organização e tranquilidade que procuro mas ja percebo um diferença enorme na maneira como enxergo a organização por conta daquilo que você sempre diz que não é apenas colocar coisas em caixinhas…Hoje procuro realmente enxergar o propósito de tudo e manter uma rotina (em casa e no trabalho) sou professora de inglês e assistente de coordenação em uma escola de idiomas, dou aulas particulares, faço faculdade de Letras à distancia, sou casada e tenho uma filha de 14 anos então tenho muito o que organizar e preciso aprender a enxergar as prioridades…
    Resolvi comentar em seu post hoje pois realmente gostaria que você compartilhasse mais conosco como você se organiza para se manter estudando diferentes assuntos, pois quero muito fazer o mesmo , meu projeto de ferias e para o próximo ano todo é aprender francês mas ha tanto mais que gosto de estudar…
    Agradeço a você por sempre trazer posts tão variados e que nos ajudam a enxergar que é possível sim fazer aquilo que se tem vontade…apenas não tudo de uma vez, o segredo é saber priorizar…

  2. Adorei a ideia de compartilhar sua maneira de estudar. Bom vc dividir suas dificuldades e suas soluções. É muito insirador!!! Como vc faz pra não ter sono enquanto estuda? O horário que eu tenho tb é bem cedo ou depois q minha filha dorme. Esses são os horários que eu tenho mais sono. Como vc faz?

  3. Não se trata exatamente de um comentário, mas de uma sugestão quanto ao aprendizado de Inglês.
    Imagino que, pelo conhecimento que você já tem, que lhe permite ler e comentar livros e artigos de David Allen, frequentar cursos regulares não lhe acrescentaria muita coisa.
    Na minha opinião – e falo por experiência própria – seria mais conveniente, inclusive em termos de gestão do tempo, você praticar seu Inglês baixando podcasts no Itunes de assuntos que lhe despertem interesse e ouvir nos chamados tempos “mortos” (em viagens, na fila, na sala de espera, fazendo trabalhos domésticos

  4. Ei, Thaís; Eu adoraria que você compartilhasse conosco o modo como você organiza seus estudos. Chamou.me atenção o seu comentário de que você tem dedicado às noites para estudar, ao invés, de concentrar um dia da semana para isso. Tomo a liberdade de comentar, que considero isso o ideal, já que ao que acompanho de vídeos de concurseiros, eles de modo geral defendem a importância de estudar todos os dias, do que estudar 10 horas em um dia da semana. A regularidade para eles vale mais à pena do que muitas horas estudadas em um único dia. Abraços;

  5. Oi, Thais! Eu gostaria que você fizesse esse tipo de post mais vezes, é sempre muito enriquecedor. Inclusive, o texto sobre a universidade pessoal foi um dos que mais me marcou no seu blog. Sempre ficava com esse pensando de ter tantos interesses que seria uma eterna estudante. Me dei conta, com aquele post, que uma universidade nem sempre é necessário para que você estude a fundo determinados temas, principalmente porque a própria faculdade é superficial e você aprende de tudo um pouco e se especializa no que te interessa. Parabéns pelo post, obrigada!

  6. Você não para de surpreender. Sensacional “Universidade pessoal”, vou aderir!!

  7. Adorei esse tipo de post, espero ver mais esse tipo de conteúdo com dicas de como estudar e buscar desenvolvimento por conta própria. Sou grande fã de sites como Coursera. Nunca tinha comentado no blog antes, mas achei necessário agora te parabenizar por este tipo de conteúdo.
    Também adoro quando você posta dicas de leitura.

  8. Ei Thais. Adoro post assim… me identifico muito, até porque utilizo a mesma ideia para os meus estudos. Queria também te sugerir um post ou um vídeo sobre como você organiza seu Kindle. Você deixa neles os livros não lidos? Organiza por coleções? Mantém lá só os que está lendo no momento? Como faz? Eu tentei essas formas que escrevi e a última é a que mais me agradou, mas gostaria de saber como você faz.

  9. Adoro essa ideia de compartilhar o que está estudando. É interessante e pode ser inspirador os temas para outras pessoas tb.
    Tb AMO quando compartilhar o que está lendo ou indica livros. Fiz uma lista de várias indicações suas e, recentemente, fiz uma boa compra. Estou adorando os livros! Obrigada, Thais! : )

  10. Oi Thais, estou escrevendo para dizer que gostaria sim que você postasse com recorrencia sobre sua universidade pessoal.

  11. Eu amo quando você fala sobre sua organização com os estudos. Eu também me interesso por assuntos diversos e me considero autodidata em vários mas acredito que minha organização tem muito a melhorar ainda! Aguardo mais posts sobre no tema! Beijos

  12. Primeiro posto que leio e gostei bastante, pois não sou a pessoa mais organizada na vida pessoal. Também costumo ter melhor desempenho em estudos à noite. Vou passar a acompanhar mais.

  13. Oi Thaís! amei esse tipo de post. Meio de que estudava assim, mas nunca tinha visto esse conceito de universidade pessoal. Gostei demais. Please poste mais sobre isso.

  14. Adorei seu post, nos da uma direção e isso é enriquecedor, seu blog seu conteúdo é sempre muito rico informações úteis, que nos faz pensar e refletir sobre nossas ações!

  15. Ainda sobre isso: já experimentaste cursos online como da Coursera ou do EdX? São fantásticos, faculdades de topo, podes fazer só as leituras e ver os vídeos das palestras, e se não quiseres ter o certificado, que para mim não significa tanto assim, é gratuito. Já acompanhei muitos e achei super interessantes e enriquecedoras. Recomendo especialmente um do MITx, chamado Ulab. Realmente disruptor e mind-opener. Um beijinho, Ana

  16. Goste muito deste post e do anterior sobre “Universidade pessoal”. Continue com conteúdo desse tipo.

  17. Olá Thais, gostei muito da sua ideia!
    Sobre os estudos em casa é a alternativa que eu também encontrei para dar um upgrade no meu currículo com baixo investimento e comodidade. Me formei recentemente numa faculdade na modalidade EAD e acredito que isto abriu caminhos para eu conhecer este modo de estudar.

  18. Parabéns, essa atualização foi bem motivadora. Faça mais! É legal ver que o conhecimento pode vir com pouco esforço, não precisa sempre de uma faculdade ou de um curso. Abraços!

  19. Oi, Thaís. Tudo bem?
    Você poderia fazer um post sobre o que anda estudando a respeito de criatividade? É um tema pelo qual tenho me interessado e adoraria ver suas referências. Li recentemente A grande magia e Roube como um artista e achei bem interessantes. Pretendo ler mais sobre o assunto. Obrigada! 🙂

  20. Ameeeeei esse post e as dicas. Fui atrás do estudo em ciclos também.. vou começar por aí. É maravilhoso querer estudar e aprender um montão de coisas, ter interesses variados. Mas dá uma ansiedade também , de não conseguir fazer tudo o que gostaríamos. A organização e a priorização parem ser a chave. Posts como esse ajudam a colocar luz nesse caminho. Obrigada!

  21. mais uma vez achei definição pro que eu costumo fazer, “universidade pessoal”. Apesar de não ser tão organizada, tenho aprendido muito com o que você compartilha. Gosto muito de ler, e de sempre aprender coisas novas. Um dos meus problemas é realmente focar em que estudar, porque acho que quero fazer tudo ao mesmo tempo rsrsrs e sem querer perder todas as novidades que acontecem por ai. Mais uma vez declaro minha admiração pelo seu trabalho, em “definir” algumas coisas as quais a gente faz porque deseja crescer pessoal e profissionalmente, e não encontrava nome, rrsrs

  22. Me interessei muito por esse conceito quando você o apresentou aqui no blog e fiquei muito contente pela utilidade que teria na minha vida. Gostaria de continuar acompanhando suas considerações sobre isso. Obrigado! 🙂

  23. Oi, Thais. Tudo bem?
    Acompanho seu blog há muito tempo e o conceito de Universidade Pessoal foi o que me fez apaixonar pelo seu blog. Aquele post sobre “Estudar a vida inteira: o que isso significa?” é simplesmente inspirador! Adoraria acompanhar posts sobre isso!

  24. Tbm faço parte da turma que gostaria de ver mais posts desses, inclusive com indicações de livros de cada matéria que foram mais importantes ou impactantes pra você, ja que é viciada e não se pega em apenas um titulo de cada assunto.

  25. Oi Thais, adoro os posts em que vc compartilha experiências pessoais.
    Me identifico total com a ideia de autodidatismo, “universidade pessoal” e múltiplos interesses sobre os mais diversos assuntos e áreas.
    Sou advogada, concurseira, e me interesso por música, organização, psicologia, desenvolvimento pessoal, espiritualidade e mais um montão de coisas.
    No entanto, sempre me deparo com o desafio do overload de informações, especialmente coma internet e com o uso de ferramentas eletrônicas. As vezes filtrar e organizar/sistematizar todas essas informações consomem um tempo/esforço que, dependendo da urgência, compensa mesmo poupar fazendo cursos, como os do VO p.e., e já obter o conhecimento de forma mais metódica.
    Minha pergunta é, como vc organiza e registra todos esses aprendizados adquiridos através da diversidade de fontes que vc citou? Vai tudo pro commonplace book? até conhecimentos de inglês e de coisas técnicas do seu trabalho? Enquanto vc estuda (lê um livro, artigo, assiste um vídeo) costuma tomar notas, fazer resumos, mapas mentais? Em caso positivo, vc os guarda como referência ou simplesmente os descarta extraindo só a suma para o commonplace book? Forte abraço e obrigada pela inspiração!

    • No geral tem ido para o commonplace book mesmo. Mas inglês, por exemplo, mantenho no próprio livro de estudo com anotações, grifos etc.

      Claro que, tudo o que gera ideias em termos de ação, vai pra caixa de entrada e entra no meu fluxo de trabalho. 🙂

  26. Ameiiii Thaís! Faz mais posts assim, por favor; é sempre bom saber o que você anda aprendendo, pois isso nos inspira! =D Ah, por favor, fala mais sobre o que você anda aprendendo sobre “ciências cognitivas”. Bjsss

  27. Muito bom, Thais! Adorei o tema! Eu tenho estudado disciplina positiva, mindfullness, organização e autoconhecimento, buscando um redirecionamento na minha carreira e uma melhor qualidade de vida! Seus livros e posts estão me ajudando imensamente neste processo.

  28. Olá, Thaís!

    Essa temática é extremamente interessante para mim. Na verdade, sonho com o dia em que a maioria das pessoas estejam engajadas e comprometidas com os estudos, ou seja, compreendam que a formação é contínua, independentemente da idade, situação financeira ou profissão.
    Por favor, continue escrevendo sobre Universidade Pessoal e, dessa forma, seguirá inspirando mais e mais pessoas a cada dia.
    Um abraço,
    Marisa

  29. Olá, Thaís. Com certeza eu gostaria que vc fizesse esse tipo de post com mais regularidade. É muito inspirador!!

Deixar uma resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui