Dicas para economizar: 25 gastos desnecessários que você nem imagina

137
610150

Toda economia vale a pena! Veja na lista abaixo se você pode estar gastando dinheiro em coisas que nem imaginava. Se você já conhece todas, parabéns! Passe adiante para seus amigos, familiares e colegas! Com certeza muitos podem estar precisando ler essas dicas!

gastos-desnecessarios

  1. Desorganização. Ok, posso ser super parcial por começar com esta, mas a verdade é que, quando você não se organiza, você desperdiça MUITO dinheiro. Não só comprando canetas, pendrives e outros objetos duplicados simplesmente porque não achou os que já tinha no meio da sua bagunça (“mas eu tenho certeza que já tinha comprado um cortador de unhas!”), mas se planejando para situações como desemprego, evitando financiamentos e parcelamentos (e pagando juros altíssimos), aposentadoria, entre muitas outras. Você só tem a ganhar organizando a vida. Cadastre-se no blog e comece a se organizar.
  2. Comprar itens individualmente. Pode parecer polêmico, mas muitas vezes compramos alimento embalado, caneta, caderno e outros objetos individualmente e acabamos pagando mais caro por isso. Em alguns casos, se você for usar mais vezes esse produto, pode valer a pena comprar em quantidade e pagar mais barato. Um exemplo típico é ração para cachorro. Se você comprar o pacote de 1kg sempre que acabar, pagará um valor como R$12. Se comprar o pacote de 10kg, pode economizar muito, chegando a pagar R$6 ou R$7 o quilo em alguns estabelecimentos. Isso acontece com muitos produtos. Isso quando mercados e outras lojas não fazem promoções tipo “leve 3, pague 2”, mas confira se 1) o preço dos três produtos não está embutido no valor dos dois e 2) você realmente usará todos esses produtos. Às vezes, vale a pena comprar apenas um mesmo.
  3. Não usar desconto de estudante e outras promoções de cartões, cupons e seguros. Use todos os descontos que conseguir, pois são direitos seus! Se seu seguro de carro dá direito a uma visita do encanador, não há por que chamar um encanador particular. Se você estuda em uma universidade, vale a pena investir na carteirinha de estudante anual para conseguir descontos em shows, cinema, teatro e outros. Se você ganhou um cupom de desconto para um produto que precisa ou um serviço que solicitaria de qualquer maneira, aproveite a promoção.
  4. Comprar panos de limpeza. Eu sei que existe uma variedade gigantesca de panos de limpeza e que cada um tem sua especificidade. Mas sou contra jogar coisas no lixo. E, muitas vezes, uma camiseta velha, velhinha mesmo, daquelas que não podem ser doadas, servem como pano de chão. E dos bons! Isso serve para muitas peças de roupas. Panos de limpeza são usados constantemente durante toda a vida e, se você sempre tiver que comprar, vai gastar um dinheiro considerável com eles. Numa boa, economize! Até mesmo alguns produtos de limpeza podem ser substituídos muitas vezes por soluções mais baratas e naturais. Não só seu bolso como a natureza agradecem!
  5. Ir mais de uma vez por semana ao supermercado. Quando você fraciona as suas compras, sabe o que acontece? Você perde a noção do quanto você está gastando. Dói muito menos no bolso gastar 80 aqui, 120 ali, que 400 reais de uma só vez. Qual é a minha recomendação: planeje o menu semanal para toda a sua família, incluindo os lanchinhos, e vá ao mercado buscando aproveitar os alimentos ao máximo, comprando as quantidades certas. Assim, não sobra nem falta, e você não gasta a mais nem joga alimentos fora. Além do que, tempo é dinheiro. A não ser que você tenha os dois para gastar, não faça isso.
  6. Tomar café na rua. Essa dica é básica, mas mesmo assim eu vejo tanta gente tomando café na rua diariamente! Se for algo pontual, que você faz de vez em quando, numa ocasião especial, quando encontra alguém, quando faz uma reunião, é uma coisa. Outra totalmente diferente é aquele cafézinho diário, já habitual, que você já nem faz mais tanta questão mas está ali, todo dia na agenda. Já fez as contas de quanto custa um café de 2,50 todos os dias durante um mês inteiro? 60 reais. Ou 720 reais por ano, para ser mais exata.
  7. Não carregar com você uma sacola reutilizável. Eu sei que muitas pessoas utilizam sacolas de plástico para o lixo depois. Porém, deixe isso para as gratuitas. Quando forem pagas, use a sua. “Ai Thais, que horror, são tão baratinhas”. Tudo bem, você que sabe.
  8. Lâminas descartáveis. Uma vez uma amiga minha me disse que comprou um jogo de lâminas de barbear “para homens” e se sentiu “liberta” porque são muito mais baratas e boas do mesmo jeito. Pois é. Gente, não é porque o livro diz que homens são de marte e mulheres são de vênus que você necessariamente precisa comprar a lâmina de barbear do planeta relacionado ao seu gênero. Lâminas descartáveis são super caras e, em teoria, você deveria descartar depois de poucos usos. Que carteira resiste a isso? Compre bons aparelhos de barbear e substitua os refis.
  9. Bebidas durante as refeições. Aqui vale a mesma coisa que o café. Uma vez ou outra, vá lá. Todos os dias, faz um rombo no seu orçamento. Fora que não faz muito bem para a saúde beber qualquer tipo de líquido enquanto se alimenta (pergunte ao seu médico).
  10. Produtos de limpeza em demasiado. Aqui vou ser herege novamente (por causa do blog), mas eu sou a favor do suficiente. Não precisamos de 32 tipos de amaciantes, alvejantes e sabonetes líquidos. Adoro conhecer aromas e testar novidades, mas uma de cada vez. Ter vários produtos abertos em casa ao mesmo tempo não é comigo. Recomendo comprar um de cada vez.
  11. Cosméticos em exagero. Aqui vale a mesma coisa. Eu adoro ler blogs de moda e beleza. Adoro mesmo, tiro muitas dicas boas. Mas não podemos tomar a vida dessas moças, que vivem disso como seu trabalho, como a nossa realidade. Não é para ter 15 tipos de hidratantes noturnos na gaveta do meu criado-mudo. Um só basta. Use até acabar. Fora que ter um monte de produtos abertos nem é recomendado. Eles estragam rápido. Logo, vale mais a pena comprar um, usar até o fim, comprar outro e por aí vai. E, se você fizer isso, pode até se permitir comprar aquele melhorzinho, que é meio “sonho de consumo”. Melhor comprar um bom que um monte ruim.
  12. Deixar sua saúde de lado. Quando você deixa de ir ao dentista com frequência, depois tem que investir em um tratamento dentário mais caro. Quando você não faz um exercício físico, depois tem que comprar remédios e outras coisas. Tudo na vida tem um preço. Você tem que saber no que vale a pena investir. Minha mãe costuma dizer que quem compra na feira economiza na farmácia. Eu adoro essa frase dela, e acho que é muito verdadeira!
  13. Comprar roupas nos lançamentos das coleções. Se você gosta de moda como eu, pode ser que acompanhe as coleções, tanto de desfiles quanto de fast-fashion. E também já deve ter percebido que, se comprar na semana do lançamento, pagará o “preço cheio”, sempre mais caro. Muitas vezes, algumas poucas semanas depois, os preços caem de 50 a 80%. Espere. Nada vai acontecer na sua vida se você não conseguir comprar uma peça de roupa na liquidação depois. Roupas sempre existirão. Não vale a pena pagar caro por algo que não vale esse preço.
  14. Comprar coisas que você não precisa. Essa também pode parecer óbvia, mas é tão comum, especialmente com roupas, por isso já quis emendar. Se viu uma roupa na promoção, mas não ficou boa, você não precisa, o tecido não é bom, não combina com nada que você tem, não compre. O mesmo vale para todo outro tipo de objeto.
  15. Deixar os pneus do carro descalibrados. Quando você não calibra os pneus, além de fazer mal para o seu pulso (pois o volante fica mais pesado), o carro gasta mais combustível. Resultado: você gasta mais dinheiro com combustível sem nem perceber. “Acontece que, com um pneu descalibrado, o automóvel tem mais contato com o solo. Com mais borracha se arrastando no asfalto da rua, o carro vai precisa gerar mais força, mais rotações do motor, para desenvolver a velocidade desejada.” Fonte: Revista Super Interessante.
  16. Compra de aplicativos, e-books e joguinhos. Se você já gastou 1,99 para passar de fase no Candy Crush, comprou e-books por 0,99 no Kindle ou baixou um app imperdível por 3,99 sabe do que eu estou falando. Fazer essas compras é algo muito rápido e fácil, por isso fazemos. Mas, com o dólar a quase 4 reais, mal percebemos o quanto estamos gastando. Pense: se você comprar 10 aplicativos de 1 dólar por mês, terá gasto 40 reais! Em um ano, serão 480 reais! É muita coisa para nada! Repense essas pequenas compras e tente não navegar no celular quando estiver com sono, com tédio ou cansado(a).
  17. Ventilador, ar condicionado e aquecedor o tempo todo. A gente vive em um país muito quente. Ok, temos alguns dias frios em algumas regiões, e aí algumas pessoas usam aquecedores. Muitas vezes, não precisamos usar tanto ventilador, ar condicionado e aquecedor – basta abrir mais as janelas, tomar sol e curtir a brisinha que entra. Mas é mais fácil só apertar um botão. Não estou dizendo para não usar, mas para tentar reduzir e não usar o tempo todo. Se usar durante 30 minutos e deixar desligado durante outros 30, já reduzirá o consumo pela metade.
  18. Serviços de assinatura que você não usa. Você pode até me dizer que essa dica é óbvia também, mas nem tanto. Vejo muita gente que tem assinatura de aplicativos e outros serviços de Internet que nem se lembrava. Dê uma analisada na sua fatura do cartão de crédito e na sua conta do Pay Pal e corte alguns acessos. Se você assina revistas, repense. Deixe apenas aquelas assinaturas que realmente fazem algum tipo de sentido.
  19. Usar só cartão para tudo. Eu sei que usar milhas pode ser extremamente vantajoso, mas a maioria das pessoas não sabe como fazer isso. Se você sabe, simplesmente pule esta dica – ela não é para você. Se você não usa milhas nem tem interesse em aprender a usá-las, repense o uso do seu cartão para tudo. O problema de usar só cartão não é o cartão em si, mas o fato de você se desacostumar com o uso do dinheiro. E, quando a gente se desacostuma a usar dinheiro, ele perde o seu valor. É muito mais fácil passar 54 reais no débito que pagar em dinheiro vivo – dói menos, sabe? E aí a gente acaba gastando mais mesmo que não perceba. E é claro que isso aqui não vale para todo mundo. Tem muita gente que só usa cartão e é super consciente. Mais uma vez, se for o seu caso, ignore esta dica. Ela vale para quem se identifica com ela.
  20. TV a cabo. Estamos vivendo em uma época de insegurança que não sabemos se teremos Internet ilimitada para assistir Netflix. Fonte: Fantástico. No entanto, enquanto isso não acontece, aproveite. Não gaste seu dinheiro todo mês em algo que quase ninguém assiste. Muitas pessoas têm tv a cabo apenas para que os canais da tv aberta peguem (por causa da antena). Invista em um conversor digital ou em uma antena digital. Sai mais barato. E utilize sua rede wifi para acesso a serviços como YouTube e Netflix para assistir o que deseja.
  21. Deixar para pagar as contas no dia do vencimento. Nada pior e mais desorganizado que deixar qualquer coisa para a última hora, inclusive contas. Pague com antecedência, sempre que puder. Muitas vezes, você pode até mesmo negociar descontos, se ligar na prestadora de serviços (tente!). Além do que, se você deixar para a última hora e deixar passar um dia por qualquer imprevisto, pode pagar juros altíssimos por dia, gastando dinheiro desnecessariamente. Evite.
  22. Fazer lanchinhos na rua. De uma barrinha de cereal a um chocolatinho e uma balinha, sempre que você levar de casa, economizará mais. Programe seu menu para a semana, compre no mercado com antecedência e economize de 50 a 80% do valor das coisas que compraria na rua. Se você se organizar, dá para levar até sanduíches, caldos e saladas para comer em trânsito com uma pequena lancheirinha e os acessórios corretos.
  23. Pagar alguém para reparos e serviços simples. Ok, eu adoro delegar tarefas. Acho que nosso tempo é nosso bem mais precioso e ele deve ser valorizado. Porém, gastamos muito dinheiro com coisas como manicure e pequenas pinturas. Sou a favor do incentivo a micro empresários (sou um deles), mas escolha aqueles serviços que você não pode ou não consegue fazer. Eu sou péssima para fazer as minhas unhas, mas vou à manicure somente se tiver algum evento muito que não dê para enganar fazendo as unhas eu mesma em casa. Em todas as outras semanas do ano, eu faço em casa e economizo quanto? Muito. Muitas pessoas gastam rios de dinheiro com serviços que elas mesmas podem fazer, e não é nem questão de tempo ou capacidade, mas hábito. Eu não quero ditar regras na vida de ninguém, mas quero incentivar você a repensá-los.
  24. Comprar produtos só pela marca. Eu tenho minhas marcas preferidas porque, na maioria dos casos, elas representam alguns valores e uma qualidade que, para mim, são importantes. Mas, para muitos produtos, eu realmente questiono a questão da marca. Vejo que a variação de preços para coisas como sabonete é enorme! Se a gente sempre quiser comprar a marca mais reconhecida ou famosa do mercado, a diferença no valor final será gigantesca. Será que vale a pena? Mais uma vez: não é preto no branco, mas acho que vale a pena questionarmos todas as nossas escolhas. E, se uma marca for importante para nós, pensarmos: por quê? Pode ser um indicativo interessante.
  25. Deixar para comprar só quando estiver com fome / em emergências. Aqui vale não apenas para alimentos, mas para várias outras coisas. Nada pior que ter que trocar os pneus porque os atuais estouraram, mas no momento todos os preços estão lá em cima. Se tivesse comprado um mês atrás, teria economizado. Nada pior que comprar os materiais escolares pelo dobro do preço na véspera da volta às aulas. Nada pior que deixar para comer quando está morrendo de fome, em vez de se organizar para almoçar na hora certa, e aí ter que parar no primeiro lugar que aparecer, com comida ruim e cara. Enfim, tudo se resume a: organize-se minimamente.

Conhece outras maneiras de economizar não abordadas neste post? Deixe um comentário!

137 comentários

  1. Ir mais de uma vez por semana ao supermercado? Dependendo do dia você não encontra as promoções que ocorrem no decorrer da semana. Talvez isso não represente uma economia, de fato.

    • Certamente cada caso é um caso. As dicas são recomendações, não regras. Em alguns casos, pode até compensar ir novamente ao mercado. BUT, muitas vezes, o que eu vejo é que, quando você vai mais de uma vez, o gasto que você tem em termos de tempo, combustível ou até transporte público, não compensa o esforço e o desconto.

      • Eu não posso ir muitas vezes no mercado, porque sempre volto com uma porcaria ou outra. Que faz mal pro bolso e pra saúde. Queria ser uma pessoa tranquila pra comprar nas promoções, mas tudo que economizo no dia da fruta gasta na sessão de bolos e gordices. Sem conta que o mercado sempre tá muito cheio e perco bastante tempo do meu dia ( coisa que não tenho muito) rsrs

        Adorei as dicas, fiz um cartão da itaucard pra juntar milhas, mas não consegui me organizar nem entender como funcionava. Tava comprando tudo no cartão sem contar a anuidade que era carissima! Cancelei e com a grana que pagava a fatura todo mês fiz um consorcio rs

        Beeijos

      • Acho que só compensa se o supermercado fica localizado no trajeto do dia-a-dia e mesmo assim, ainda assim tem o tempo de entrar, sair, fila. Eu ia duas vezes por semana, tou mudando para uma e por causa de itens perecíveis que não dá para comprar de uma vez só no mês, e mesmo esses alguns tou pensando em deixar para a feira livre do bairro, que acontece no sábado, o que é melhor pra escolher com mais calma do que na correria durante a semana.

      • concordo Thais. eu me organizo para ir ao supermercado o minimo de vezes possível, até porque cada vez que se vai, acaba-se comprando um ou dois superfluos. no meu caso, que moro longe do centro da cidade, é um gasto louco de combustivel. ( ja cogitei uma bicicleta para usar quando precisar de pouca coisa massss…… nao sou exatamente ‘ craque’ numa bicicleta )

    • O ideal e ter uma lista completa do vc usa realmente em casa – de alimentação, higiene, itens pouco usados, etc, e dessa lista dividir os itens por frequencia de uso (o que terá que comprar mais vezes) e local de compra – e se for sempre nos mesmos mercados quem sabe até anotar a ordem de corredores do mesmo. Para nós ir nos dias de promoção tem sido a melhor economia.
      Além de que ter um cardápio para 15 dias pelo menos ajuda muuuuuito a evitar o disperdício.. e a vontadezinha de fazer gordices fora de hora – hehehe.

      Aprendi isso fazendo um curso muito bacana que se chama De Volta ao Lar – Instituto Isidoro de Sevilha. Voltado para quem adm/cuida a casa – aqui em casa sou eu que faço isso. 🙂

  2. Thais, entre essas dicas, as que mais fizeram diferença para mim foram as relacionadas à comida. Acho que comer é o que mais faz gastar “sem perceber”. Pequenas coisas cotidianas, além de não pesquisar preços nos supermercados. Eu morava ao lado de um mercado super caro e precisava andar um pouco mais para chegar a um mais em conta, mas isso fez total diferença no meu orçamento… Andar com comidinhas, não precisa nem ser marmita, mas algo que assegure que, ao ficar com fome, você não precise gastar em padaria/lanchonete etc. E sempre vale a pena testar marcas mais baratas, principalmente essas de redes de supermercado, na maior parte das vezes, são do mesmo produtor das mais conhecidas. Com relação a comprar roupas no lançamento, concordo totalmente! Tudo alguma hora entra em promoção. Em São Paulo, ainda, com tantas opções, outlets… Offashion é meu preferido, depois de conhecer esses lugares, simplesmente não faz mais sentido pagar caro em lançamentos. Bjos!!

  3. Thais, seus textos de maio estão INCRÍVEIS! Parabéns mais uma vez, mais um milhão de vezes, pelo blog! O texto da cozinha eu também amei! É algo que eu sempre comento com meu marido: como o chão da cozinha está sempre sujo, hahaha, é porque a cozinha é o cômodo que mais usamos e amamos, onde nossa filha entende o que é família (o quarto também, porque amamos dormir os 3 juntinhos, ainda mais no frio! hehe)… tudo se desenvolve na cozinha. E é como você falou, a conversa flui muito… parabéns pela bela reflexão e por tudo que você ensina aos seus leitores! Beijo.

  4. Olá, se me permitem, tenho 3 dicas:
    1 Quando a pasta de dentes acabar, corte o tubo com tesoura e você terá 3 ou 4 escovações com o que iria para o lixo.
    2 Depois de completar seu porta-sabonete líquido por exemplo, faça um corte maior no refil e deixe ele ali na pia, dá para lavar as mãos ainda por várias vezes com o que fica grudado nas paredes da embalagem.
    3 Se você usa desodorante roll on deixe o frasco de cabeça para baixo quando estiver acabando, o produto se desloca do fundo e se concentra no rolador, assim dará para usar muito ainda, antes de descartar a embalagem.

  5. Thais é muito bom ver uma publicitária usando seus conhecimentos para fazer justamente ao contrário que publicitários fazem que é comprar coisas que não precisamos. Também percebo que organização e consumo estão totalmente ligados. É a primeira vez que comento aqui mas sou assídua ao seu blog e gostaria de um curso seu aqui por Niterói. Parabéns pelo seu trabalho, tem ajudado muito no meu mestrado!

  6. Gostaria de acrescentar umas coisinhas em alguns itens 🙂
    4 – Também utilizo pano de prato velho e toalhas velhas com algum furo, corto em tamanhos menores e uso como pano de limpeza.
    10 – Uso do desengordurante. Depois que descobri o desengordurante uso apenas ele e o álcool para a limpeza geral da casa. Ah mas a faxineira da minha mãe me deu uma dica valiosa também, o uso do removedor, o que estiver mais em conta eu levo.
    14 – Ir com a lista de compras no mercado para não comprar mais que o necessário. Faço o mesmo se preciso ir na perfumaria, farmácia, etc
    16 – Baixe o aplicativo Google opinion rewards, você sempre recebe pesquisas para responder rapidamente e que são revertidas em créditos para serem gastos no Google play 😉

    E para aqueles que adoram uma sobremesa e não dispensam um docinho após o almoço. Vá em distribuidoras de doces e compre o que for de sua preferência por um preço muito mais barato e leve na bolsa. Uma paçoquinha na padaria pode ser 3 reais e na distribuidora custa centavos.

    Espero ter colaborado :*

  7. Excelentes dicas, Thaís!

    Antes pagava R$ 15,00 para tirar meu buço na linha. Uma colega do trabalho me ensinou a fazer e agora economizo R$ 180,00 por ano! (ou mais, por que deve ter uns dois anos isso).

    Também aprendi a fazer as unhas em casa. Não estava conseguindo pagar uma manicure, nem mesmo mensalmente, mas as dicas do http://unhabonita.com.br/passo-a-passo-cuticulas-bonitas/ solucionaram esse problema. Na internet tem muitos sites legais que nos ensinam a fazer as coisas.

    Trazer lanches e marmita para o trabalho também ajuda bastante financeiramente falando.

  8. Quando entrei na Universidade as pessoas me olhavam feio porque eu andava com meu almoço, uma micro garrafa térmica de café e uma garrafa de gatorade lavada que eu usava pra colocar água gelada (punha em casa metade no congelador e ia enchendo ao longo do dia de água ao natural do bebedouro, então sempre tinha água geladinha). Hoje virou moda (só que sempre usei térmicas acessíveis e não essas sixpacks de 300 reais (nada contra, mas virou moda levar marmita, só que com outro nome).
    Eu sempre levei minhas lancheiras pra todo canto e sempre fui recriminada com isso, tinha gente que dizia sentir vergonha de sentar do meu lado. Nessas eu sempre economizei muito, sempre dizia pra uma amiga:
    Tu paga 4,00 reais de água, 4,00 de capuccino, 12-15 reais de almoço, 1 real de bala, foras os lanches. Mas só nisso dá mais de 22 reais ao dia! E eu gastava nem metade disso.

    Outra dica é utilizar brechós, quantas vezes a amiga compulsiva comprou uma peça e só usou uma vez? Ou nunca usou?

    Mais uma dica, empréstimo/aluguel de roupas de festa. Eu comprei vestidos de festa baratíssimos, mas que estão encalhados no armário porque não tenho tantas festa pra ir, ainda assim valeu a pena porque saiu mais barato que um aluguel, agora estou alugando pras amigas a preços bem baixos, ganho um dinheiro e o vestido tem rotatividade, alguns vou vender após usá-los e fazer o dinheiro girar. Isso vale pra outras coisas.

    Alguns comentários sobre as dicas: cosméticos e produtos de limpeza já foram bem variados aqui em casa, hoje, só o essencial, ficou até mais fácil na hora de fazer essas tarefas, eu misturava muito as coisas e nem sempre dava certo e eu cabava desperdiçando pra poder usar tudo que havia comprado.

  9. eu comecei a fazer minhas compras de mercado pela internet. eu pago o frete e mesmo assim percebo que economizo mais fazendo assim. primeiro porque eu só compro a lista, eu bato na barra de busca o que preciso, escolho o que eu quero (marca ou melhor preço) e coloco no carrinho. não passo pelos corredores e vejo coisas que acabo comprando. segundo porque consigo me programar melhor. terceiro que me poupa muito tempo e stress. o mercado que eu compro entrega tudo em caixas de papelão, só os frios vem em sacolas, normalmente uma ou 2 sacolas só que uso para o lixo dos banheiros. é ótimo, recomendo para quem puder.

    • Ronise, vc mora sozinha?
      Eu moro e o mercado mais em conta pra mim fica longe. Resumindo, pago uns R$15 a R$20 de táxi quando resolvo fazer compra grande.
      Nunca pensei em comprar pela internet pq achava o frete caro, por isso estou perguntando se mora sozinha, pq se for pra dividir com alguém talvez compense….
      Obrigada.
      bj

      • oi Paty, não moro sozinha, em casa somos eu, marido e filha. eu compro sempre pelo site do Muffato (em Curitiba o Muffato e o Casa Fiesta entregam em casa) e o frete é sempre uns R$15. No Casa Fiesta eles dão frete grátis acima de um certo valor (acho que R$250), mas eu não gostei muito de usar esse. e normalmente eles entregam a compra 1 dia depois de feita (eles mudaram o sistema e ficou um pouco pior, pra ser sincera, antes era mais rápido)

        • Obrigada por me responder!
          Eu moro em SP, aqui p frete é mais caro que o táxi, vc crê?
          então pra mim compensa pagar o Táxi!

          • Moro em SP e há três meses compro pelo Homerefill. Gosto muito. Nao cobram frete e os preços sao quase sempre mais baratos. Atendimento excelente.

  10. Toda e qualquer compra de alimento na rua acaba saindo mais caro pois além da margem de lucro do vendedor, existe a conveniência dada à você, que “não tem tempo” e o serviço oferece uma comida rápida e prática. E mais cara. Na hora não parece, mas somando ao longo do mês, dá uma boa grana gasta.

  11. Olá Thais.

    Amo seu blog, acompanho desde o começo. Meus sinceros parabéns.

    Queria só reiterar sobre o uso do ar condicionado (exclusivamente). Ele gasta menos para manter um ambiente gelado do que para resfriar. Se você liga 30 min e desliga 30 min, ao religar ele gasta mais energia do que se tivesse o mantido ligado o tempo todo. Aprendi isso na marra no uso do primeiro que tive.

    Obrigado pelas dicas

  12. Sobre como a desorganização pode gerar um rombo no orçamento: Trabalho na empresa de saneamento de água da minha cidade e em época de corte SEMPRE tem quem esqueceu de pagar a conta de tal mês; ou o banco não debitou da conta e a pessoa não percebeu; ou a pessoa pagou duas vezes a conta de outro mês e deixou aquela passar batido…
    Resultado: precisa pagar a conta de qualquer forma, ficar até 48 horas sem água e ainda arcar com a taxa de reabertura que, para residências, custa R$83,05.

    Uma coisa que passei a fazer foi levar uma calculadora nas compras maiores do supermercado. Vou somando todos os itens e confiro o preço no final. Em quase todas as vezes há divergências, geralmente nas maiores promoções: leve 3 pague 2, compre 1 e ganhe 50 % de desconto no segundo item… Houve casos de quase R$70,00 de diferença [8% do valor do salário mínimo atual].

  13. Muito bom, Thais! Concordo com você em todos os itens, mesmo que alguns eu não consiga aplicar totalmente. Em casa, por exemplo, não vale a pena para nós comprar comida pro mês todo, acaba que estraga. Por outro lado, me planejo semanalmente para que essas idas semanais ao mercado seja semelhante a uma ida mensal, além de compras de limpeza e higiene fazer uma única vez ao mês. É preciso encarar nossas finanças com carinho, não só um “eu trabalho pra poder gastar”. Às vezes nos falta um valor para um curso ou uma viagem e é exatamente o valor de 4 meses de NET que a gente nem assiste mais. Educação financeira é importante pra todos. 🙂

  14. “Gente, não é porque o livro diz que homens são de marte e mulheres são de vênus que você necessariamente precisa comprar a lâmina de barbear do planeta relacionado ao seu gênero”. Eu entendi kkk Em relação a marca e tal.
    Realmente são dicas maravilhosas, podemos aplicar e concluir que 100% dá certo. O bolso agradece.

  15. Pra mim a principal dica de economia (com relação à alimentação principalmente) é anotas TUDO num caderninho…
    Vc se surpreende com o valor que é gasto com balas e demais coisinhas ‘inofencivas’…

  16. Thais! Li teu livro e queria te perguntar uma coisa. Você disse que era bastante consumista. O que fez para mudar? Eu já cansei de ler livros sobre finanças (Cerbasi, Dave Ramsey, entre outros), e não tem jeito. Sempre volto a me descontrolar após um período de controle. Obrigado!

    • Eu acabei mudando com o tempo, quando comecei a investir mais em coisas do futuro, previdência para o meu filho, essas coisas.

    • Adorei as dicas Thaís! E os comentários! Estou lendo um livro bem nessa vibe, um clássico, chama “Dinheiro e vida” bem diferente desses mais rotineiros.. Vale a pena!

    • Oi, Ronise.

      Também passei a usar o meliuz há pouco tempo e realmente compensa. Além de muitas vezes oferecer algum cupom de desconto na hora da compra, ainda há o cashback. Essa semana foi creditado R$23,00 na minha conta 🙂

      • dinheiro é dinheiro né, hehe. é sempre bem vindo um desconto ou um retorno. agora temos no programa de cpf na nota no meu estado e eles devolvem um dinheiro também, tem gente que não gosta de colocar o cpf na nota mas eu sempre peço, já recebi R$130 em créditos (tem sorteios mensais e ganhei R$30 nos sorteios). eu acho que vale a pena, vou gastar de qualquer jeito, pelo menos um pouquinho volta. o mesmo vale pro cashback.

        • Outro site de cashback é o Cashola, tenho conta nos dois e quando vou comprar vejo qual oferece a maior porcentagem na hora rsrs. Além de sempre pesquisar os preços pelo Buscapé. Quando estava comprando os eletrodomésticos para a casa então… Compensou demais! E no DF também temos a nota legal, sempre bom receber um dinheirinho a mais na conta 😀

  17. Adorei, já sigo muitas dessas coisas como filosofia de vida e na verdade a palavra de ordem é mesmo planejar.
    Quando a gente organiza os pensamentos e planeja, tudo fica mais objetivo, percebo que muita gente perde tempo e dinheiro por pura preguiça de pensar nas coisas, faz tudo por impulso, deixa pra se preocupar na hora que acontecer, sendo que planejar ou tentar prever algo nem toma tanto tempo assim. Tem gente que acha que isso é ansiedade, mas eu na verdade fico ansiosa justamente se eu deixo tudo pra última hora, se não planejo ou reflito sobre um assunto.

  18. Uma coisa é verdade. Compra no cartão dói menos mesmo e isso é um problema as pessoas tem que ficar ligadas, as instituições financeiras não fazem nada para dar lucro a alguém que não sejam elas.

  19. O que fez diferença na minha família (Eu e meu marido) foi não fazer mais compras em supermercados. Agora fazemos compras em Atacadão, 1 vez por mês. A economia é surpreendente. Às vezes as crises servem para mudarmos hábitos e pensamos: Por que não fizemos isso antes?

  20. Não concordo com o uso do cartão. Se eu tiro dinheiro, acabo gastando e depois não sei no que foi. No cartão vem tudo discriminado, no final do mês somo os valores por categoria (restaurante, mercado, pet shop, farmácia) e sei onde estou gastando a mais do que deveria.

  21. Acabei de conhecer seu blog e, pelo que vi do post, você é muito que nem eu: cada centavinho conta. Ainda moro com meus pais e não trabalho, mas prezo muito o dinheiro que eles me dão para viver e já vejo cada gasto como uma pequena facada. Minha mãe até fala que quando eu vou no mercado com ela as compras saem mais baratas hahah

  22. Sugestão para quem quer economizar nas makes.

    Quando o batom “acaba”, ou seja, não dá mais para passá-lo diretamente na boca, use um pincel e poderá usá-lo por mais 3 MESES passando 2x por dia. E isso é ótimo para fazer misturinhas e ter cores novas de batom sem ter que comprar outro.

    E para pó, quando ele está no fim, que fica todo o produto na borda e dificulta usar com pincel, usa a técnica de quebrar e misturar com álcool, que é a mesma quando o produto cai no chão e quebra. Vai ter o produto distrubuído pela embalagem por igual e vai dar para usar por um bom tempo ainda…

  23. Adorei as dicas! Como não tenho salário e sou dependente dos meus pais, preciso me organizar pra economizar em tudo! Isso porque não ganho mesada nem dinheiro fixo, meu pai me dá aquilo que preciso pra determinada coisa específica, aí preciso fazer as contas pra sobrar até no xerox da faculdade. O bom é que fico muito mais consciente com o que gasto, e quando tiver meu próprio salário, não saio gastando ele com qualquer coisa por aí 😉

    A dica do café é ótima, na minha turma tem algumas pessoas que tomam café na faculdade várias vezes por dia. O copinho de café lá é 1,50 (sério!), se elas levassem o café pronto de casa, numa garrafa (daquelas pequenas), elas economizariam muito mais. Se você tomar café uma vez por dia durante o intervalo, você gasta 150 reais em café durante um mês, pra mim não rola não! hahaha’

    As dicas de ir no supermercado e comprar tudo de uma vez, e a dos aparelhos de barbear eu queria que meu pai adotasse. Ele faz as compras da casa, mas vai no supermercado quase todo dia. Além de nunca saber o que já comprou e o que precisa comprar, acaba gastando tempo e dinheiro fazendo algo que poderia fazer de uma vez só. Mas vai colocar isso na cabeça de uma pessoa que faz isso a vida toda, vai.

  24. Primeiramente gostaria de parabenizá-la pelo excelente artigo, me identifico muito no aspecto financeiro, através das minhas economias, procuro aplicar o dinheiro poupado em investimentos através de corretoras para rentabilizar ainda mais, e ter um futuro tranquilo.

  25. Uma dica que fez eu economizar bastante em casa, é apagar as luzes, desligar aparelhos eletrônicos quando não se está usando, usar a claridade do dia…. Pequenos hábitos que faz uma diferença enorme na conta de luz de casa!

  26. todas as dicas sao ótimas, eu pratico acho que a totalidade delas e mais uma : o controle no consumo. quando se puxa de papel higienico na hora de usar ? quanto poe de pasta de dente na escova? quando poe de xampu na mao ? sabao na maquina de lavar ? usa a maquina com carga total cada vez? sempre que esquento agua o excedente vai p uma garrafa termica. quando preciso aquecer de novo uso primeiro o que está na termica >> economia de gas. a posiçao das panelas no queimador pode ajudar a economizar gas e baixar o fogo quando começa a ferver tambem. ha infinitas formas. quem vive com um orçamento apertado pode ter uma qualidade de vida muito melhor se se dispuser a pequenas adaptaçoes. eu corto minha grama, dou banho nos meus caes, lavo meu carro, faço minhas unhas ….. e vem ver como estao meus BICEPS !!!! KKKKKKKKK de dar inveja a muita guria de 30 !! kkkkkkkkkkkkkkk

  27. Como assim comprar e-books é gasto?? Cultura é investimento!!! E não dá pra deixar de tomar o cafezinho de manhã… Economizar desse jeito todo pra q?? Pra gastar quando tiver velho… aí já será tarde demais!!! Vamos viver, comer, viajar, gastar, ser feliz, aproveitar a vida, é pra isso que o dinheiro serve… Lembre-se que o amanhã talvez não chegue!!!

    • Creio que o post da Taís visa fazermos compras conscientes. Não que comprar ebook é ruim, mas que pagar 0,99 US$ em um ebook ou mais q a pessoa não vá efetivamente ler é jogar dinheiro fora.

      Comprar ebook não é ruim, mas tem que ser uma compra bem pensada pois é muito fácil, rápido (e às vezes barato) comprar algum ebook e acumular livros não lidos. Se a pessoa não organizar sua wish list também para ebooks e administrá-la com sabedoria, pode acabar comprando a internet inteira sem necessidade

  28. Oi! Sobre a dica de pagar as contas antes do vencimento, eu entendi seu ponto de vista, mas se não houver ganho financeiro nisso não há vantagem alguma. Pago minhas contas com dinheiro que está investido e que tem remuneração diária. Faço assim: entro na página do meu Banco e agendo as contas antes do vencimento, acredito que todos os bancos tenham essa opção e faço o mesmo com os resgates dos meus investimentos com o valor exato que irei precisar. Ou seja não deixo de ter a remuneração diária daquele valor até o exato dia necessário!

    • Mais uma vez, as dicas são sugestões que podem ou não se aplicar na vida dos leitores. 😉

      A sugestão desta dica é simplesmente porque, se deixar para o último dia, você pode ter um imprevisto e não conseguir pagar. Do tipo: quebrar a perna, ser internado no hospital e não ter nem acesso a internet.

  29. Adorei as dicas Thais, principalmente a frase da sua mãe que é bem verdade.
    A organização é a base de tudo, planejar seu dia, sua semana evita muitas compras desnecessárias, principalmente com alimentação.
    Abraços

  30. Ótimas dicas! Sempre vale a pena repensar nosso hábitos e tentar mudar o que não está funcionando bem.
    Parabéns pelo post!

  31. Joia muito boas as dicas, valeu! Muito bom para os homens tambem que no caso nao pensam tanto em economia mas praticidade e rapidez. Valeu muito bom

  32. Ótimas dicas Thais.

    Sobre a dica 20 – TV a Cabo. Eu trabalhei por 7 anos em uma grande empresa de TV a cabo, pedi demissão á 2 meses. E acredite, é possível monitorar “TUDO” o que você assiste, sabendo qual o canal que mais assiste, Hora que liga e desliga o decodificar e etc, esses dados são restritos á Engenharia, justamente para saber qual canal dará mais impacto caso saia do Ar, ou os horários que podíamos fazer manutenção por ter poucos assinantes com decodificador ligado e etc. Enfim, acredite ou não, mas 70% dos assinantes, só assistem “Canais Abertos” como Globo, SBT, Record, Band. E o plano mais baratinho era de R$ 89,00. Imagine a pessoa pagar 89,00 para assistir apenas um canal aberto, sendo que uma antena Digital externa, custa em média de 70,00 (A compra, não mensalidade). Foi como dicas como essa, que me planejei, economizei e pude ter segurança para pedir demissão. Abraços

  33. Olá Thais, tudo bem?!

    Adoro seus comentários, são sempre pertinentes e nos fazem refletir sobre nossos gastos (esse especificamente). Estou desempregada atualmente e preciso fazer todas as contenções de gastos possíveis ahahahah
    Obrigada por me ajudar!

  34. Oi Thais!
    Adorei suas dicas! São muitos sensatas, sem ditar regras e eu adoro isso. Temos que ir testando o que funciona conosco, na nossa rotina.
    Tenho umas dicas, que sempre uso…espero que não se importe se eu colocar aqui.

    1º Adooooro óleo Seve da Natura, qualquer um. Mas só compro em promoção. Compre um e ganhe o outro. As vezes fico com os dois, ou compro de sócia com alguma amiga, cada uma paga a metade. Vale tb para os cremes, as vezes vem refil, as vezes vem o regular de brinde. Tb vem batons e etc.
    2º Compro roupas, eletrônicos, maquiagem importada sempre em promoção, pesquiso bastante antes de comprar, de preferencia com frete grátis, quando tem que pagar frete, compro uma ou duas peças a mais pra compensar.
    3º Nunca compro nada na cidade sem antes pesquisar na internet, fiz isso uma vez e depois pesquisei, me senti lesada, juro! Prefiro esperar chegar…rsrsrs
    4º Antes de fazer qualquer procedimento (hidratação, esfoliação, detox capilar, etc…) sempre vejo tutoriais na internet. Ontem mesmo fiz uma ótima hidratação capilar com maisena e creme. Meu cabelo ficou tão bonito que nem acreditei. (pra quem tiver interesse, 1 copo de água ou leite, 1 col de sopa de maisena, faz um mingau, coloca duas colheres de creme/condicionador, passei no cabelo bem lavado, quentinho mesmo, coloquei touca e deixei uns 30 minutos, quando enxaguei nem acreditei. Pra selar bem as escamas, coloque 50ml de vinagre de maçã, em 500ml de água morna, jogue junto com a água do chuveiro, pra sair um pouco e ficar um pouco, ajuda na oleosidade, caspa etc. Não fede..)
    5º Sou cadastrada no Boticário, no cartão fidelidade, acumulo pontos e além de comprar na promoção ainda ganho um desconto.
    6º Tenho uma lista das coisas que quero e uma das coisas que preciso. Antes de comprar qualquer coisa, analiso beeeeeem essa lista. Pois não tem sentido precisar de um rímel e comprar um batom, só porque quero. Ahhh e esses dias atras comprei não sei o que lá da Natura e ganhei um batom por 3 reais. Vermelho que eu queria faaaaz tempo, mas não tinha coragem de comprar por ser caro (claro) sem saber se eu ia usar. E ohh… eu amei. 🙂
    7º Roupas e tênis/chinelos para meu filho, que é criança só compro um numero a mais, e na promoção. Sempre é bom ter um dinheiro pra comprar a vista. Dias atras comprei 5 camisetas da Tigor por – pasmem- 50 reais. Era queima de estoque na loja. Fora que comprei 2 tênis por 10 reais cada, eu juro. Eram os últimos pares, ele calça 32, os tênis são 34…é só esperar uns dias e já serve.
    8º Quando compro carne moída, na sexta da carne, compro um quilo para fazer hamburguer, e o outro pra refogar, já refogo tudo de uma vez e tempero com alho e sal, depois divido em pequenas porções, acrescento temperos diversos pra não enjoar… economiza gaz e não precisa descongelar tudo de uma vez. Se sobrar do almoço por exemplo, por menor que seja a porção eu guardo, pois posso refogar com bacon, ou até um resto de bife picadinho, e fazer um delicioso caldo nos dias de frio, com abobora ou o miolo do couve flor.

    Enfim, são varias coisas que podemos economizar no dia a dia. Espero ter colaborado, pois adoro muito, muito mesmo o seu blog, apesar de comentar muito pouco em qualquer lugar, pois como você viu, eu escrevo/falo deeemais!

    Um grande Beijo. Josi

  35. Eu era consumista…ficava triste…comprava…agora eu reciclo o que dá.😊 Aprendi a usar as roupas que já tenho. …vou variando…Pensei um dia ::pra que o ser humano necessita de 45 sutiãs😮? Aí…dei uma geral…desapeguei de muita coisa e fiquei com muitooooo espaço no guarda roupa e mais leve na vida.E compras de supermercado só em redes atacadistas…troquei a feira pelo sacolão (um pouquinho mais longe. .mas cpro produtos dos chacareiros de Mogi das cruzes…..e duram muito …se armazenar bem)…..produtos pessoais eu uso até acabar…aí cpro meus cremes e etc…em rede que vende com preços mais em conta…ou uso aqueles que tem um sistema de redistribuidora(onde fornece produtos pra quem vende por catálogos ) e o preço a vista sempre tem descontos…..e produtos de limpeza só onde vende em atacado tipo pra empresas….isso qdo não uso as receitas do tempo da “”vovó “”….enfim….um centavo aqui…um ali…se economiza bastante.Valeu as dicas….São necessárias pra levar pela vida….com o que se economiza dá pra fazer um plano desses tipos poupança .

  36. Muito legal….pratico muitos exemplos desses, mas sou humilde em dizer que aprendi algumas coisas tb……obrigada adorei…..

Deixar uma resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui