Categoria(s) do post: GTD™, Criatividade

170415-produtivo-criativo

Eu já ouvi muitas vezes essa comparação, como se criatividade e produtividade não pudessem caminhar juntas. Como se, para a gente conseguir dar conta de tantas demandas, tivesse qye deixar a criatividade de lado. Ou ainda, para conseguir criar, somente ficando no famoso ócio criativo.

Ser produtivo é aproveitar o tempo da melhor maneira possível. É executar com significado.

Se você sabe que no período da noite você costuma ter as suas melhores ideias, pode deixar reservado um tempinho às vezes nesse período para fazer um brainstorm para algum projeto, ou mesmo rabiscar ideias para outro projeto já em andamento. Se você trabalhar com artes, ser produtivo é descobrir o horário que você consegue exercer mais a sua criatividade e usá-lo sempre para produzir.

Faz parte do meu trabalho escrever muito – produzir conteúdo. Eu precisei identificar o momento (ou os vários momentos) do meu dia quando eu consigo ficar em um estado mental de foco e criatividade para sempre acioná-lo quando eu precisar escrever.

Você pode desenvolver alguns rituais para chegar a esse estado – ouvir determinado tipo de música, tomar um chá, ir a uma cafeteria ou livraria. Cada pessoa certamente tem os seus hacks pessoais que usa mesmo inconscientemente para conseguir chegar a esse estado de criação.

No GTD fala-se muito de trabalhar dentro de contextos, então esse momento de criatividade pode ser um contexto, o que na verdade é um estado mental – uma predisposição do seu nível de energia. E, se conhecendo, você pode programar esses momentos ao longo da sua semana e se dedicar a eles sem deixar de executar outras tarefas que também precisam ser feitas – mas não demandam tanta criatividade.

Se por acaso alguma ideia vier quando você não estiver em determinado contexto, não precisa parar tudo o que está fazendo e ir trabalhar. Anote em um bloquinho que levará sempre com você, ou mesmo no Evernote, que é fantástico para isso. Grave um áudio, tire foto das anotações que fez no guardanapo do restaurante – mas não perca sua ideias – nem o momento! Registrando suas ideias, você poderá trabalhar com elas mais tarde, com o foco necessário.

Dá para ser criativo e produtivo se você ajustar pequenas peças do seu dia a dia para fazer tudo isso acontecer. Produtividade é um trabalho de auto-conhecimento e de construção do nosso trabalho. Se envolve criatividade, envolve produtividade.

Boa sexta-feira.

Meu nome é Thais Godinho e eu estou aqui para te inspirar a ter uma rotina mais tranquila através da organização pessoal.

Categoria(s) do post: Áreas da Vida

Todo mundo que gosta (ou precisa) receber pessoas em casa já deve ter pensado na possibilidade de comprar um sofá-cama. Como planejar uma compra é algo que podemos organizar, eu gostaria de começar aqui uma categoria chamada Como comprar, onde justamente vou dar dicas para fazer a melhor compra possível sempre.

Por que comprar um sofá-cama?

O sofá-cama pode ser indicado para quem não tem um quarto de hóspedes em casa e gostaria de receber pessoas para passar a noite (geralmente amigos ou parentes). O sofá-cama acaba ficando no escritório ou na sala. Também pode ser indicado para quem mora em um apartamento muito pequeno (como uma kitnet) e precisa de espaço para circulação. Ainda pode servir para mães e pais de recém-nascidos, que querem colocar um móvel para dormir no quarto da criança, quando necessário.

Como saber que sofá-cama comprar

É importante lembrar que, se o sofá-cama ficar na sala ou for comprado para servir como cama diariamente, ele precisa ser confortável.

Se ele ficar no escritório, pode não ter tanto espaço ao ser aberto, então o modelo precisa ser diferente.

Tipos de sofá-cama

O sofá com design diferenciado, que será usado como sofá sempre e como cama ocasionalmente, somente se necessário;

Sofá da Tok&Stok
Sofá da Tok&Stok

O sofá confortável, que será usado diariamente pelo morador para dormir e como sofá apenas para ajudar na circulação;

170415-sofa03
Sofá da Oppa

A poltrona que vira cama, recomendada especialmente para quartos de recém-nascidos;

Sofá da Etna
Sofá da Etna

O sofá mais rústico, que pode ser usado como cama, para ficar em ambientes pequenos.

Sofá da loja Meu Móvel de Madeira
Sofá da loja Meu Móvel de Madeira

Como comprar

  • Defina o objetivo de acordo com a sua necessidade.
  • Sempre meça o espaço disponível na sua casa para colocar um sofá-cama aberto, para não ter surpresas.
  • O material também importa. Um sofá-cama que será usado diariamente deve ter material fácil de limpar, mas que não prejudique o conforto. Sofás-cama feitos de courino podem não parecer confortáveis, mas bastam ser forrados com jogo de cama. Não são recomendados, no entanto, porque esquentam muito. Os materiais naturais sempre são melhores.
  • Confira se o mecanismo de extensão do sofá funciona com facilidade.

Quanto pagar

O valor do investimento depende da intensidade do uso. A regra é clara: se for usar muito, pague mais pelo conforto; se for usar pouco, não precisa investir tanto. Você encontrar sofás-cama de R$500 a R$4.000 nas principais lojas do ramo em nosso país. Lembre-se: você paga pela qualidade do material, das ferragens e pelo design.

Boas compras!