Como vender as coisas que você não vai usar mais na Internet

27
5474

Sempre falo aqui no blog que não é possível organizar coisas que não servem mais para nós. Ou seja, se a gente quer começar a se organizar, o primeiro passo é selecionar o que deve ficar na nossa casa (e em toda a nossa vida – vale de objetos a relacionamentos). Mas como saber o que não serve mais?

Eu costumo recomendar aos leitores que guardem as coisas somente se elas obedecerem algum desses critérios:

  1. É algo que você usa muito (ex: seu sapato preferido)
  2. É algo que você não usa tanto, mas pode sempre precisar (ex: abridor de garrafas, vestido de festa)
  3. É algo que você ama e te deixa feliz sempre que você olha (ex: um quadro, um objeto de decoração, um colar deixado pela sua avó)

Do contrário, com raríssimas exceções, esse objeto acaba virando inútil para nós. E por quê? Porque a nossa casa deve ser vista como um refúgio, um espaço sagrado mesmo. Existem milhões de coisas no mundo – imagine se quiséssemos trazer para dentro do nosso lar tudo o que a gente achasse que valeria a pena trazer? Nem teria como. Então a gente tem que selecionar e fazer uma verdadeira curadoria pessoal daquilo que realmente precisamos e/ou queremos ter.

Vale lembrar dos motivos para fazer isso. Primeiro, que guardar algo que você não use ocupa um espaço que poderia ser liberado para outros mais importantes. Segundo, que alguém pode estar precisando desse objeto em algum lugar. Terceiro, que se você não gosta de um objeto e o mantém ali, toda vez que você olha para ele, isso te causa um mal-estar inconsciente, que ninguém merece ter na própria casa.

Sempre que eu falo sobre desapegar aqui no blog alguns leitores me perguntam como fazer para se desfazer de tais objetos.

Agora, é claro que você pode pensar em vender, caso não tenha para quem doar ou dar de presente. E aí então surgiu a OLX.

Basicamente, OLX é um site onde você pode vender as suas coisas sem qualquer burocracia. Basta se cadastrar (o que é bem rápido), anunciar e pronto, já está vendendo.

Para ilustrar o post, eu escolhi uma coleção minha de livros que, infelizmente, já não tem lugar na minha estante. Com quase 800 livros, estou começando a desapegar e a querer manter comigo somente aqueles que pretendo consultar alguma vez nos próximos anos, que gosto muito ou que ainda pretendo ler.

olx1601-01

“História universal da arte”, G. Pischel, 3 volumes

Os livros vêm dentro de uma caixa (também com papel cartonado grosso) e a frente da caixa é igual à capa do volume 1.

olx1601-02

São livros antigos, que já vieram assim para mim, mas são perfeitamente manuseáveis e ficarão lindos em qualquer sala, mesa de centro ou estante com livros de arte.

Para cadastrar um produto na OLX, basta seguir os seguintes passos:

1 – Acesse o site da OLX e clique em “Publicar anúncio”. Esse procedimento é gratuito.

2 – Abrirá uma página onde você deverá inserir os dados sobre o objeto que deseja vender. Primeiro, selecione a categoria. Eu coloquei “Música, arte e lazer” e, depois, “Livros, revistas, músicas e filmes”. Depois, é hora de inserir o título do anúncio, as fotos, a descrição e o preço. O que eu mais gosto na hora de inserir as fotos é que dá para selecionar todas de uma vez e inserir – não precisa ficar clicando para abrir uma por uma.

3 – Coloque o preço desejado. Um recurso bastante interessante é marcar a caixinha “Topo negociar”. Ou seja: você abre o preço para negociação. Quem for comprar pode te fazer uma proposta em vez de fechar o anúncio só porque o preço não está tão bom.

5 – Verifique se todas as informações estão corretas e clique em “Publicar anúncio grátis”.

Pronto! Agora, seu anúncio está prontinho para milhares de pessoas.

publicidade-vida-organizada




27 comentários

  1. Com o desafio da organização da área externa, acabei utilizando do recurso de venda pela internet de alguns itens que sobraram da organização.
    No meu caso, utilizei um grupo do facebook da minha cidade. Anunciei e vendi em 3 dias.
    A moça entrou em contato, e veio buscar na minha casa, me pagando na hora.

  2. Thais, esses livros você colocou em qual categoria? Achei confuso pq não tem a categoria livros, os mais “semelhantes” são moveis e decoração e os videogames e consoles.

  3. Gostei muito de aprender esses critérios, acredito que podem ajudar nos momentos de dúvidas! Obrigada!!
    Abraços 🙂

  4. Mesmo sendo um post publi-editorial decidi comentar para agradecer, e pedir um post ainda mais completo com dicas sobre vender coisas que não se usa mais.
    eu estou numa vibe de me desfazer das cosias que não quero mais e desentralhar a casa.
    só que nesso processo de pegar, procurar carregador ou peças externas, teste dos produtos, limpeza, pegar caixa, embalar pra envio eu me vi de novo no meio do caos…
    seria legal umas dicas de organização nessa parada…

  5. Eu venho fazendo isso há mais de um ano agora, e já vendi muuuuuuita coisa mesmo! Até alguns objetos que eu gostava e não pretendia passar pra frente de jeito nenhum – eles se foram e não estão fazendo falta nenhuma.
    Eu desapego dessas coisas pela minha universidade e num site chamado enjoei.com.br – gosto muito dele, mas já estava pensando em divulgar minhas vendas em outros sites.
    Abraços, Thais!

      • Não conheço outros como o OLX, mas o Enjoei é definitivamente mais barato de se usar do que o Mercado Livre. Acho o enjoei ótimo para quem só precisa se desapegar de várias coisas.

        • Estou querendo vender algumas coisas, e pelo que pesquisei quase ninguém recomenda a venda no Enjoei. Não compensa porque a porcentagem deles sobre o valor do produto é muito alta (20% + taxa de anúncios + taxa do Moip), ao contrário do Mercado Livre e OLX, por isso os produtos são tão caros, ou seja, os vendedores jogam os preços lá pro alto para ter algum lucro.

  6. Thais,
    Também há alternativa de escambo. Há grupos no facebook que possamos trocar/doar esses itens que já não são uteis para nós e que possa ser para alguém, sem contar que trocamos por algo do nosso interesse. Vi essa ideia de escambo em algum lugar, não me lembro se foi aqui no seu blog. Mas é uma alternativa bem legal!

  7. Thais,
    Eu adoro o seu site e todos os posts.
    Queria deixar registrado como é bacana a forma como você faz posts patrocinados.
    De uma elegância que não é comum na Internet.
    Um grande abraço,
    Su

    • Muito obrigada pelo feedback! Acho que é importante que o post patrocinado seja um post com conteúdo utilitário como se fosse um post não patrocinado, sabe? Então fico muito feliz quando vejo que consigo esse resultado através de um comentário como o seu.

  8. Ola, Thais. Adoro seu blog! Estou em reformas no apto e estou tentando destralhar minhas roupas e vende-las no OLX.. Tenho um mundo de roupas, como classificar, colocar preço?
    Tenho tb utensilios domésticos e tod tralha que juntamos ao longo de 30 anos! Agradeço sua ajuda. Obrigada. Abraços

  9. Bom dia Taís…

    Como é a questão de achar um valor “correto” para as vendas destes produtos? O melhor seria um preço sempre abaixo da metade do valor de um mesmo produto mais novo?

    Att.,

Deixar uma resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui