GTD™

Guia definitivo do Vida Organizada para usar o GTD no Evernote – Parte 3 – Ações

vidaorganizada-gtd-evernote

Hoje o post traz a Parte 3 do Guia definitivo do Vida Organizada para usar o GTD no Evernote. Confira os posts anteriores na tag Guia definitivo GTD e Evernote. Preparem-se que o post de hoje é grande. 🙂

[quote class=”verde”]Se você não sabe o que é GTD, clique aqui. Se você não conhece o Evernote, clique aqui.

Importante: este guia é para uso avançado de ambos, então não focarei em princípios básicos nesta série. É fundamental conhecer o método GTD e saber manusear o Evernote para acompanhar.[/quote]

Eu utilizo como base o guia mostrado pelo Matt Martin, do site After The Book. Ele usa uma estrutura com apenas dois cadernos e todo o restante gerenciado por tags (ou etiquetas). É assim que faço também. Meu guia é baseado no dele, mas eu preenchi alguns gaps que ele deixou (e que eu identifiquei à medida que ia usando) e está em português.

[alert icon=”fa-hand-o-right”]Aviso de atualização em dezembro/2015: Quando escrevi este post, em 2014, eu não tinha feito os cursos diretamente com o David Allen e, por isso, estou revisando esta série um ano depois para aprimorar alguns conceitos. Se você já leu esta série antes, peço que releia e encontre notas como esta ao longo do texto para conferir as atualizações.

Outro ponto importante: Este modelo pode parecer complicado para quem estiver começando a usar GTD, e é mesmo. Ele foi feito, como disse ali em cima, para quem já usa o método e queria um modelo mais completo. Não falo isso por besteira, mas porque é bem complicado assimilar conceitos com os quais você não está familiarizado. Caso seja iniciante no GTD, recomendo que comece pela série Aprenda GTD e não use este guia. Obrigada.[/alert]

Gerenciando ações no Evernote

Antes de começarmos a falar sobre gerenciar ações no Evernote, precisamos bater um papo sobre expectativas. O Evernote é uma ferramenta fantástica, criada para ser nosso cérebro virtual, de fato. Dá para customizar como a gente quiser e, com isso, conseguimos criar uma estrutura como esta que estamos montando com o GTD aqui. Porém, o Evernote não é uma ferramenta que gerencia ações. Ele tem vários recursos para que a gente possa inserir campos de check, lembretes, mas não se trata de um gerenciador de ações, mas de notas. Isso precisa ficar claro para entender a dinâmica a seguir.

Uma nota por próxima ação

Devo explicar também que utilizarei uma nota por próxima ação, em vez de listar as ações em uma única nota, por exemplo. O objetivo disso é poder manusear livremente cada nota (ou cada tarefa) através do uso de tags. Ao longo do post, vou explicar melhor.

As tags de ações

Mais uma vez, gostaria de lembrar que esta é uma configuração para quem já é usuário tanto do GTD quanto do Evernote. Dúvidas que surgirem aqui podem ser respondidas apenas com vivência do método e da ferramenta, então avalie se não é o seu caso, está bem? Se for, sugiro que primeiramente leia o livro do David Allen, implemente o básico durante algum tempo, para só então tentar uma configuração mais avançada.

As sub-tags que utilizo dentro de Solo – Calendário e ações são:

  • Solo – Calendário e Ações
    • Agendas
    • Próximas ações
    • Aguardando resposta

Vou explicar uma por uma:

Agendas

Em Agendas, eu coloco todas aquelas notas sobre assuntos que quero conversar em reuniões periódicas – ou seja, aquelas reuniões que acontecem regularmente ou com pessoas específicas. Não é para colocar pauta de reunião específica, mas lembretes de assuntos que quero tratar em determinada reunião. É muito comum termos reuniões semanais, quinzenais, mensais e planejamentos anuais. A ideia aqui é agrupar tudo o que eu lembrei que gostaria de conversar nelas, ou o que me deram de ideia para conversarmos na ocasião.

  • Agendas
    • Reuniões periódicas
      • @ Reunião semanal
      • @ Reunião mensal
    • Pessoas específicas
      • @ Meu chefe
      • @ Meu namorado

Basta chegar no dia da reunião, abrir a tag e colocar os assuntos na roda. Assunto discutido? Trato a tarefa como concluída e arquivo (vou mostrar mais adiante como fazer isso).

Próximas ações

As próximas ações, no GTD, são organizadas por contextos. Se você tiver menos de 30 ações, tenha uma única lista para todas (em vez de dividir por contextos). A ideia de separar por contexto é apenas facilitar a visualização de todas as suas ações.

  • Próximas ações
    • @ Casa
    • @ Computador
    • @ Computador – Online
    • @ Escritório
    • @ Telefone
    • @ Em trânsito
    • @ Ler/revisar

O David recomenda que a gente avalie o que executar filtrando pelo contexto em que estamos (exemplo: no trabalho), por ordem de prioridade (o mais importante antes) e a duração estipulada (não vou começar a fazer uma tarefa de uma hora se tenho apenas 20 minutos).

[alert icon=”fa-hand-o-right”]Aviso de atualização em dezembro/2015: Quando escrevi esta série, eu costumava recomendar o uso de tags para duração e nível de energia na ação. Não recomendo mais fazer desta forma porque isso é um critério de execução, que você analisa quando vai executar, e não na hora de processar.[/alert]

[alert icon=”fa-hand-o-right”]Aviso de atualização em dezembro/2015: Desta versão foram retiradas algumas tags como Revisão pessoal, Listas de compras, Falar com, entre outras, porque as tags que eu deixei são suficientes para tudo o que faremos no GTD.[/alert]

[alert icon=”fa-hand-o-right”]Aviso de atualização em dezembro/2015: Também não teremos mais as tags Tarefas adiadas, Tarefas concluídas etc. Pelo mesmo motivo acima. Ações concluídas podem ser deletadas. Se não se sentir confortável com isso, você pode criar uma tag “Ações concluídas” para arquivá-las. O sistema pode e deve ser totalmente personalizável.[/alert]

Aguardando resposta

Quando você solicita alguma coisa para alguém ou delega algo a outra pessoa, você pode monitorar essa demanda em uma lista chamada Aguardando resposta.

Minha sugestão para o título de cada nota é: Nome da pessoa – Ação delegada – Data que delegou

Tickler

Tickler, para mim, é uma das coisas mais legais do GTD. Se você não sabe o que é, por favor, clique aqui.

Nós vamos utilizar a ferramenta de lembretes do Evernote para associar uma data a cada nota.

Como se usa o tickler? Para lembretes, para colocar notas que vou precisar acessar mais facilmente no dia, enfim, como um atalho mesmo de cada dia. Funciona super bem! Por exemplo, quando fui dar meu primeiro treinamento com a Call Daniel, eu deixei uma nota com frases de incentivo, para ler pela manhã. Outro exemplo: quando vou viajar, deixo ali todas as notas com informações do hotel, do vôo, do translado, telefones importantes etc. Outro: quando vou participar de uma reunião, já deixo a pauta com a tag do dia. Funciona maravilhosamente bem.

Você pode utilizar o aplicativo Sunrise, que puxa os lembretes do Evernote para dentro da sua agenda ou calendário principal.

[alert icon=”fa-hand-o-right”]Aviso de atualização em dezembro/2015: Na versão anterior deste post, eu recomendava o uso de tags para fazer o Tickler. Você também pode fazer dessa forma (criando as tags) – a logística é a mesma. Quis simplificar desta vez.[/alert]

Gostaria de agradecer todos vocês pela oportunidade de falar sobre esse tema aqui. Tenho aprendido muito com as perguntas e também ao escrever, porque preciso pensar nas decisões que tomei e promover melhorias. Por tudo isso, muito obrigada!

Você também pode gostar...

Posts mais acessados

158 Comments

  1. Eu estava aguardando ansiosamente este post. Para mim ainda haviam muitas duvidas em relação GTD X Evernot. Com esta série de posts ficou bem melhor para entender. Estou amando tudo isso. Já pedi meu livro Vida Organizada…não vejo a hora de chegar.

  2. Carla Corrêa says:

    Thais
    Está muito bom e bem fácil de entender, você coloca no “papel” aquilo que venho tentando e não consigo. Estou amando.
    Obrigada

  3. Annie Mucelini says:

    Muito legal essa série, Thais.

    Confesso que tinha deixado de usar o Evernote para muitas coisas, por achar que o sistema de tags não estava organizado como eu queria e, ao mesmo tempo, não parar pra organizar de uma forma que me atendesse. Essa sistemática ficou muito melhor e eu agradeço por compartilhar.

    O Evernote organizou automaticamente o seu Tickler pela numeração correta? O meu aparece na ordem errada (Dia 1, Dia 10, Dia 11 … Dia 2, Dia 20…) e eu não sei o que fazer pra consertar isso, ou o que eu fiz pra bagunçar :/

    1. Você tem que colocar o 0 antes dos números de 1 a 9.

      1. Annie Mucelini says:

        Tão simples! 😛 Obrigada!!

  4. Yay, a parte que eu mais esperava do guia, pois é a que mais tenho dificuldade. Já montei todo o esquema de tags no meu Evernote umas 3 vezes, entre elas utilizei o Toodledo e o Todoist mas não me apeguei, agora mais uma tentativa, e espero ficar de vez no Evernote.

    Você deu um conselho nesse post que me serviu muito. Sobre acostumar… o que acho mais difícil é o começo, que não decorei as tags e tenho que ficar passando pela lista e decidindo em quais tags colocar as tarefas, isso faz perder um pouco a prática… mas não me toquei até agora que é tudo uma questão de costume, e com o tempo não precisarei mais fazer isso.

    Obrigado Thais. 😀

    1. É costume mesmo, e um costume arraigado! Tem que dar uma forçada no começo até virar hábito.

  5. Davi Dalben says:

    Olá, Thais.

    Tenho acompanhado seu blog e aprecio muito as soluções que você apresenta para melhorar nosso dia-a-dia. Obrigado e parabéns pelo excelente trabalho.

    Uso Evernote há mais de um ano, mas ainda não consegui implementar o GTD na minha vida. Esta série está sendo valiosa para que isso ocorra em breve.

    Eu me baseei no post “Getting Things Done (GTD) in Evernote with Only One Notebook” (http://www.40tech.com/2009/08/25/getting-things-done-gtd-in-evernote-with-only-one-notebook/) do Bobby Travis, mas só implementei mesmo o Tickler com as divisões “dias”, “meses” e “anos” e uso basicamente para contas a pagar, o que já me tirou um enorme peso das costas, pois mesmo com o Tickler manual (eu usava uma pasta sanfona com 31 divisões), frequentemente a conta a pagar não estava comigo no momento em que eu me lembrava de (e podia) pagá-la e eu raramente me lembrava quando estava perto dela. 😉

    Porém, ainda assim eu preciso do auxílio de outro app para as tarefas recorrentes (pagar contas, por exemplo). Explico: eu crio uma nota para cada conta que chega e, após scaneá-la, acrescento a tag do dia do vencimento (ou mês, se não for do mês atual). Perfeito para as contas que chegam às minhas mãos, mas e quando a conta não chega?

    Atualmente uso o gTasks (que usa as tarefas do Google Calendar como base de dados) para cadastrar essas tarefas recorrentes. Então tenho nos Androids e no Calendar quais são as tarefas do dia (e que conta eu deveria estar pagando, ainda que ela não tenha chegado).

    Se entendi sua sugestão, eu teria que criar uma nota para cada concessionária ou fornecedor para funcionar como lembrete, além de criar uma nota para cada conta que chegasse. É isso mesmo? Não ficaria mais trabalhoso do que continuar com o gTasks, principalmente porque dependemos do Google Calendar de qualquer forma?

    Um abraço e obrigado novamente por compartilhar todo esse conteúdo conosco.

    1. Você que tem que testar o que funciona melhor para você. Eu recomendaria criar uma tarefa recorrente que seja “conferir se chegaram as contas” ou algo assim.

      Abs

    2. Davi,
      Boa tarde!

      Eu criaria uma nota recorrente, com lembrete mensal (ou quinzenal), chamada: “conferir contas”, e ela conteria algo bem simples:

      – Água
      – Luz
      – TV a cabo
      – Prestação A
      – Empréstimo B

      e assim por diante.

      No dia do lembrete, basta uma busca rápida no evernote pelas contas daquele mês (ou dos próximos 15 dias), ticar o que já chegou e verificar as que não chegaram. No final, reconfigura o lembrete para o mês seguinte.

      🙂

      Espero ter ajudado!

    3. Eu, atualmente, deixo, nas datas em que posso pagar a maior quantidade possível de contas, um evento no calendário do google, sendo que, durante o mês, vou separando as contas em pastas específicas. Se estiver no gmail, não me dou ao trabalho de passar para o evernote: coloco uma tag do proprio gmail. Internet Bank também é uma mão na roda.

    4. Frank - Linhares E.S. says:

      Eu deixo as contas nas respectivas datas ( dia 10 – Cartão , Dia 12 – Energia,… ) e para as contas que ainda não chegaram, eu utilizo o valor de R$ 0,01 (um centavo). Quando a conta chega ou quando pego a fatura pela internet, eu atualizo o valor.

  6. Show de bola esse guia! Adoro quando você acrescenta algo que já testou e não deu certo, ou que está testando e por enquanto funciona!
    Agora preciso fazer algumas alterações na minha estrutura e ir utilizando para acostumar e se tornar um hábito!

    Obrigada Thais 😀

  7. Ei Thais, mais uma vez estou comentando aqui e é aquele bordão. A-do-ro o seu blog e estou lhe desejando o melhor. Estou seguindo os passo-a-passo para ver se desta vez o Evernote implanta de vez em minha rotina. Venho aqui perguntar se tem como criar uma agenda de contatos dentro do evernote para eu não precisar ficar refazendo a de papel.

    1. Olá Fernanda, você pode criar sua agenda de contatos na tag Referência Geral, subtag Contatos. Pois não é uma ação e sim um arquivo de referência. 😉

  8. Guilherme says:

    Thaís, muito obrigado pela série, excelente. Sempre gostei do GTD mas por falta de ferramentas intuitivas nunca me senti muito compelido a segui-lo mais a risca. Com essa sua estruturação pro Evernote “de mão beijada” facilita bastante..

  9. Excelente! Parabéns Thais. Estes posto do GTD+Evernote são uns dos mais aguardados por mim. Valeu!

  10. Thais, mais uma vez: essa é a série de posts mais útil do blog na minha vida! Tá revolucionando meu uso do evernote e estou enxergando a possibilidade de conseguir usar o GTD, já que no papel não funcionou e eu não consegui me entender com o toodledoo… Agora fiquei bem em dúvida sobre a tag “Revisão Pessoal”, muitas das minhas notas se encaixariam nesses contextos, mas também teria que coloca-las nas próximas ações…. Por exemplo, eu tenho um texto do mestrado para LER até o fim do mês… Ele poderia entre nas próximas ações ou na revisão pessoal, na tag ler… como saber diferenciar?? beijos e obrigada pelos posts

    1. Próximas ações é somente um termo. Minha regra é: se encaixa em algum contexto mais do que na revisão pessoal, eu coloco em contexto. Para mim, funcionou melhor juntar tudo o que preciso ler, comprar, imprimir, decidir ali do que deixar em contexto. Veja o que é mais intuitivo para você.

  11. Muitas vezes, o problema é com a gente. Enquanto não adquirirmos o hábito de usar o sistema escolhido (como o evernote), nenhum deles nos ajudará.
    Precisar formar e alimentar o hábito de usar regulamente o sistema. Com isso, o sistema nos ajudará muito!

  12. Olá Thais.
    Assisti os vídeos do “After the book” há um bom tempo e aprendi muito mas estes teus posts acrescentaram e muito à informação que o outro site deu. Parabéns.

    Mas tenho uma dúvida; sempre que crio uma nota fico pensando como adicionarei as tags, pois não consigo entender se acrescento a nota nas tags “tarefas recorrentes” e “.. 1 Diariamente” ou se adiciono apenas em “.. 1 Diariamente”.

    Exemplo:
    Crio uma nota. adiciono tag “Gerenciamento GTD”, depois “00.000 ft – Ações”, depois “tarefas recorrentes”, “.. 2 Semanalmente” e por fim a tag “.. 1 Todo somingo”?

    Ou posso adicionar diretamente a tag “.. 1 Todo domingo”?

    Não sei se fiz-me entender, mas quero muito compreender isto.

    1. As tags de título servem apenas para organizar as informações. Utilizamos só as tags utilitárias mesmo.

      Fica a seu cargo. Se por algum motivo você achar importante tagear como Tarefas recorrentes, para ter um controle de todas as tarefas recorrentes que você tem, pode fazer.

      Eu prefiro tagear menos e usar só as que importam mesmo, mas posso mudar depois. Tudo vai da necessidade de cada um.

      1. Ia perguntar exatamente a mesma coisa, se usava todas as tags ou apenas as sub-tags.

  13. Nossa, quanta perda de tempo, bem mais facil anotar tudo num caderno, colocar um ok no q foi feito e um x no q nao foi feito, a lista de comora fazer num bloquinho…so o tempo q perde nessa baboseira…ja era pra ter feito tudo q tinha q fazer, fala serio

    1. Ju, se é perda de tempo para você, faça como falou. O importante é que funcione.

      Pela minha experiência, o problema de anotar em um caderno e ir tickando é que você perde noção do que é prioridade. E, toda vez que precisa fazer algo, tem que rever todas as listas para ainda decidir o que precisa fazer naquele momento.

      Para mim, perder esse tempo toda hora é que dá trabalho.

      Como você pode ver, não existe certo ou errado, mas o que preferimos, porque funciona melhor para a gente.

      Como este é o meu blog pessoal, é natural que eu poste sob o meu ponto de vista, correto? Seria muito estranho falar sobre algo que eu não goste.

      Abs

      1. Nossa! Ótima resposta.

        Parabéns pela sobriedade. E o blog é ótimo, pretendo inserir este método assim que terminar de ler o livro.

      2. Acho que é a primeira vez que comento aqui. Acompanho teu blog faz um pouco mais de um ano eu acho.
        Parabéns por toda a ajuda e orientação que tu nos passa.
        Mas fui obrigada a comentar ao me deparar com essa tua reposta. Perfeita!!!
        Tu é uma pessoa realmente maravilhosa! Além de perder um tempão tentando passar teu conhecimento para desconhecidos, ainda tem paciência para responder com toda essa educação e boa vontade um comentário desaforado desses.
        Mil vezes parabéns, Thais! Por todo o teu trabalho nesse blog!

  14. Thaís, boa noite!
    Primeiro dizer que estou amando a série de posts do GTD no Evernote! 🙂

    E uma dúvida: quando tenho um tempo relativamente grande disponível (por exemplo 2 horas), o que devo fazer primeiro? As tarefas de menos de 15 minutos, as de pomodoro ou as de até 1h:30?

    Obrigada.

    1. As de prioridade alta. ;D

  15. OI Thaís! Obrigada pelo texto!

    Fiquei em dúvida quanto a utilização das tags das tarefas recorrentes…
    elas acabam sendo só um arquivo mesmo com as tarefas ordenadas e daí pro dia a dia você joga essas tarefas lá pro tickler por exemplo ou próximas ações, para serem feitas semanalmente?

    Ou vc deixa essas ações SÓ nas tarefas recorrentes e precisa ir lá toda vez pra lembrar e fazer?

    1. Então, como expliquei no post, depende.

      No geral, as tarefas recorrentes entram ou na frequência (diária, mensal, anual), ou no dia da semana ou no dia do mês. Eu deixo nessa tag específica e faço um log na descrição da nota (vide print no post). Não marco nunca como concluída, senão teria o retrabalho de criar uma nova sempre, poderia esquecer etc.

      Quando eu mostrar a execução do método, vai ficar mais claro. Eu uso bastante o recurso de atalhos do Evernote também.

  16. Regina Fátima says:

    Não tinha o hábito de acompanhar blogs, mas desde que conheci o seu isto mudou. Parabéns! Tem de ajudado muito.

    1. Blogs são legais! Fico feliz que goste do meu.

  17. Tiago Emanoel de Almeida says:

    Até que enfim criei coragem de enfrentar o Evernote. Não cogitava a idéia de usá-lo para o GTD. Mas, com suas explicações e dicas, já está tudo organizado, estou na fase de digitalizar tudo, com meta diária como sugeriu. Enquanto isso aguardo, o próximo post ansiosamente e o seu livro que comprei. Parabéns e obrigado!!

    1. Que bacana, fico contente.

  18. Vanessa Gomes says:

    Olá, Thais!

    ADORO seu blog! Acompanho SEMPRE! E estou achando muito interessante esse guia do GTD no Evernote! Atualmente uso o Toodledo, mas quero mudar: a falta de arquivos anexos no Android está fazendo falta.

    Estou pensando em implementar minha rotina de tarefas no Evernote mais ou menos conforme as tuas dicas, mas estou com algumas dúvidas:

    1ª) uma nota que deve ser tratada daqui há muito tempo, vai para onde? Por exemplo: “01/10/2015 – término do período livre no dropbox”. Ela precisa ser vista, até porque precisarei decidir se vou continuar ou não – e se não, tenho que ver como irei fazer com meus arquivos. Tu colocarias em que tag essa nota?

    2ª) as notas sazonais tu vais conferindo todo dia? E as semestrais, também! No teu exemplo, tem notas em janeiro e julho – como tu fazes para cuidar essas notas? Revisa essas tags sempre?

    3ª) Uma coisa que eu gosto no Toodledo é a visão geral que ele dá. Tu conseguiste achar um jeito de ter essa visão no Evernote? Como? Essa semana, por exemplo: tu acessarias as tags dos dias 19, 20, 21 e 22 e mais a toda terça, toda quarta, toda quinta e toda sexta?

    4ª) Quantas notas, mais ou menos, tu tens atualmente no Evernote? Tens notado ele ficar mais lento com o crescente número de notas.

    Abraços e PARABÉNS pelo blog, PELO LIVRO e pelo exemplo de pessoa que tu és!
    Vanessa

    1. Oie,

      1 – Tickler;

      2 – Reviso todo começo de mês, no caso dos meses, e todo começo de semana, no caso de semana, e por aí vai. Vou falar mais sobre isso quando chegar em REVISÃO do GTD;

      3 – Sim, é só filtrar por tags. Mas lembre-se do que comentei: não é uma ferramenta de tarefas, não vai ter a mesma visualização;

      4 – Mais de 8 mil.

      Obrigada.

  19. Fabiano Junqueira Ayres says:

    Cara Thais,

    Parabéns pelo excelente e interessantíssimo blog. Bem apresentado, bem ilustrado e com bons textos – você escreve muito bem!
    Já perdi a noção de quanto tempo acompanho o “Vida Organizada”, mas acredito que fazem mais de 3 anos. Iniciei a leitura com algum texto sobre GTD e não parei mais. O blog sempre apresentando assuntos de interesse relevante pra mim. Até mesmo os de organização da casa.
    Sou engenheiro civil, empresário e professor e exerço muitas atividades ao longo do dia. Sempre busquei ferramentas e métodos de organização para aprimorar minha produtividade. Você é uma das minhas referências. Acabou se tornando uma amiga muito próxima que troca idéias comigo sobre suas experiências em organização pessoal, sem ter meu retorno ;).
    Espero que você esteja, além de se realizando pessoalmente, venha tendo retorno financeiro neste trabalho. É mais que merecido.
    Como usuário avançado e experiente nas mais diversas ferramentas de GTD, nunca imaginei implementá-lo no Evernote (que eu utilizo a bastante tempo, mas com outras finalidades) e resolvi dar esse “crédito” a você e implementá-lo, seguindo rigorosamente o seu guia deifinitivo.
    Mas sabe como somos (usuários de tecnologia e GTD), não é? Periodicamente mudando nossas ferramentas e experimentando novos aplicativos. Por isso, uma pergunta: alguma possibilidade de associar este sistema no Evernote com o IFTTT e um aplicativo de tarefas (eu uso o Doit.im)?
    Um abraço, muito prazer e parabéns!

    1. Oi Fabiano, tudo bem?

      Muito obrigada por comentar. 🙂

      Olha, eu utilizo sim, especialmente para referência geral. Você pode ler um artigo aqui no blog sobre as minhas recipes preferidas, que lá falo um pouco sobre como usava na época.

      Eu inclusive tentei fazer minha agenda no próprio Evernote. Como compartilho minha agenda com o meu marido, voltei para o Google Calendar. Porém, a maioria das coisas que publico (blog, redes sociais) eu arquivo no Evernote através do IFTTT. Ele é um site incrível.

      Espero que atenda. Qualquer coisa, me fale.

  20. Jhonny Sabino says:

    Oi Thais, sei que falou para não te cobrar e não vou fazer isso, apenas quero sugerir que tente terminar este guia definitivo até o final desde mês para assim a gente já começar o próximo bem certinho.

    Sei que deve ter muita coisa pra fazer e da trabalho, mas tente na medida do possível por favor.

    Obrigado e abraço, muito sucesso pra ti!

    1. Oi Jhonny, queria muito… mas este final de mês estou TOTALMENTE dedicada ao lançamento do livro, com muitos eventos e apresentações para preparar. O tempo está dedicado a isso mesmo.

      Queria escrever todos de uma vez e publicar logo, mas não o faço realmente por não ter tempo para alocar a isso mais do que posso, senão o faria.

      Mas obrigada!

  21. Thais, sou usuário do Evernote e estou gostando muito dessa série de artigos.

    Uma dúvida: você deixou de usar o Toodledo portanto e agora faz todo o gerenciamento de tarefas pelo Evernote?

    Uso bastante o celular para consultar e dar baixa em tarefas. Você teria alguma dica de como usar esse método via app do Evernote para esse tipo de dispositivo?

    Abraço e parabéns.

    1. Sim, atualmente deixei de usar o Toodledo, mas é uma ótima ferramenta também.

      Para dar baixar, tem que alterar a etiqueta. Se não der para fazer pelo celular, valeria a pena pegar um tempinho no final do dia para dar baixa em todas que já fez.

      Obrigada!

  22. Thais

    Pelo que entendi você não tem mais tickler físico, é isso mesmo?
    Como você faz com atestados, contas e essas coisas que muitas vezes precisamos fisicamente?
    Você guarda contas pagas ou scaneia todas e coloca como arquivo de referência?

    Adoro seu blog, fazia um “tipo GTD” antes de conhecer o método, mas sempre encontrava problemas no meu sistema e agora com seu blog e os livros sobre o assunto, finalmente estou conseguindo colocar ordem em tudo <3

    1. Tenho sim. Tenho os dois, mas confesso que o físico uso bem menos.

      Obrigada!

  23. Erika Rodrigues says:

    Eu de novo e pra não perder o hábito: seus posts são sensacionais! rs
    Dúvida sobre o clearly: como vc faz para as notas serem adicionadas na @entrada (caderno padrão?)
    Todas as matérias em que uso o clearly são automaticamente enviadas para meu caderno processado. :/
    Já pesquisei e parece que ele usa sua própria “inteligência” para identificar o caderno + apropriado de acordo com o conteúdo do link.
    Tb acontece com vc? Como vc faz?
    Obg. Bj

    1. Oi Erika! Tem uma configuração do Clearly, se não me engano, mas a ideia de ter um caderno padrão é justamente centralizar e jogar tudo o que vem de outros aplicativos nele. Confesso que no meu sempre aparece o caderno Processadas – acho que de tanto que eu uso. Quando já sei onde vou colocar a nota, já tageio e deixo em processadas mesmo. Quando ainda estou em dúvida, mudo o caderno para Entrada para analisar com mais calma depois.

      1. Erika Rodrigues says:

        Pois é… é exatamente assim que faço também. O inconveniente é que me “obriga” a um processamento imediato (mesmo q seja só para colocar na entrada).
        Enfim, continua sendo uma excelente ferramenta, mas nesse caso específico poderia ser um pouquinho “menos inteligente” rs. Obg pela atenção de sempre.
        Bjs

        1. Erika e Thais,
          se eu entendi a dúvida de vocês direito, a maneira de fazer com que as notas do Clearly serem adicionadas no caderno Entrada é a seguinte:

          Chrome
          Mac: clique em Janela > Extensões e Opções ao lado do Evernote Clearly
          Windows: clique no ícone de menu à direita da barra de endereços e selecione Configurações. Em seguida, clique em Extensões na barra lateral esquerda e Opções ao lado do Evernote Clearly

          Firefox
          Mac: clique em Ferramentas > Complementos e no botão Preferências próximo ao Evernote Clearly
          Windows: clique em Firefox > Complementos e Extensões na barra lateral esquerda e, em seguida, clique no botão Opções próximo ao Evernote Clearly

          Opera
          Mac: clique em Janela > Extensões
          Windows: Clique no menu Opera > Extensões

          (Referência: https://evernote.com/intl/pt-br/clearly/guide/#4)

          Dentro de Opções há um item Cadernos. Lá é possível fazer a configuração de ir para o caderno padrão (no caso do modelo da Thais; o caderno de Entrada, definido logo no início) ou você pode selecionar qualquer um dos seus cadernos.
          Espero que ajude! E que funcione…

          1. Oi Rita,

            Obrigada. Eu sei como mudar a configuração padrão, mas o Clearly tem um bug (não sei se é exatamente um bug) e, mesmo configurando, ele muda o caderno.

            Bjo

          2. Rita says:

            Entendi, Thais. Que pena.
            Você já testou deixando na opção Caderno padrão e na opção de um caderno específico? De repente, o ‘bug’ acontece só para um deles.
            Eu ainda não usei tempo suficiente para ter esse problema…

  24. Fui lendo o post e pensando “opa, passou do meu nível de GTD” rsrsrs… ai seu recadinho no final confirmou. Ainda não cheguei nesse ponto e ai vai dando aquele nó na cabeça, mas sei que é pela minha falta de intimidade com o método mesmo.

    De qualquer forma, quero ler os outros posts sim! Os primeiros foram muito úteis e meu Evernote tá lindo. Grata, Thais!

    E não deixa a ansiedade alheia te afetar, num. Mesmo porque é tanta informação, que é melhor mesmo deixar o povo digerir um pouco antes. Um post atrás do outro ia rolar umas panes haushua

  25. Thaís,
    Primeiramente parabéns e muito obrigado pelos posts. Já usava o Evernote e agora com o GTD consegui otimizar ainda mais a ferramenta. Confesso que tem dado um trabalhão organizar as já 197 notas existentes para novas ideias.
    Gostei muito dessa parte de tarefas e principalmente da divisão por contextos. Criei até uma nova (que atire a primeira pedra quem não achar essa útil), “@ Banheiro”. Hehehehehe

    Um abraço forte e até as próximas!!

    1. Adorei esse contexto. XD

  26. Ana Figueiredo says:

    Olá Thais!

    O que sei de GTD aprendi aqui no blog e foi por causa dos teus posts que resolvi comprar o livro do David Allen.
    Eu ja usava o Evernote mas a aplicação do GTD nele está me fascinando. Foi aí que vi o quão desorganizadas estavam as minhas notas..rs. Como não tinha idéia de como começar, resolvi copiar suas tags para começar. Acredito que com o tempo conseguirei identificar o que me serve ou não e vou criar minhas próprias tags.

    Obrigada por compartilhar.

    1. Que legal, fico contente.

  27. Thais, imagino que você ainda vá falar mais pra frente, mas se puder me adiante só uma dúvida: quando você conclui uma tarefa e a marca com a tag “Tarefas concluídas”, você remove as demais tags (de contexto, duração, prioridade, etc) ou as mantém na nota?

  28. Graças a você eu finalmente conseguirei utilizar o elefantinho de forma produtiva. Obrigada por existir!!!!!!
    Já organizei todas as minhas tags e me livrei dos cadernos da parte de referência geral. Uhhulll
    Vamos para a parte mais complicada que é o gerenciamento GTD de fato, mas conseguirei.

    Um beijo Taís.

  29. Lameck Oliveira says:

    Olá Thais, parabéns pela série. Estou curtindo bastante.

    Fiquei com uma dúvida: Você põe notas na etiqueta ‘Próximas Ações’ e essas mesmas notas em subetiquetas? E depois ao jogar uma nota para ‘Tarefa concluída’ você remove a etiqueta de próximas ações e todas as subetiquetas? Ou apenas da etiqueta ‘Próximos ações’?

    Grato,

    1. Vou falar no próximo post. Obrigada.

  30. Thais, tudo bom? Na lista de compras, eu deixo uma tag de contexto para cada lugar (ex: @farmácia; @supermercado) e vou incluindo notas de acordo com os itens que vão aparecendo. Exemplo: lembrei que tenho que comprar uma coisa que pode ser no supermercado ou na farmácia, coloco a nota da coisa a comprar e jogo as duas etiquetas de contextos. Assim eu acho mais fácil do que ficar colocando dentro de lista. Ademais, essa organização não impede que eu tenha também uma lista dentro da etiqueta de contexto. Abraço e parabéns pelo trabalho!

  31. Olá Thais,

    Obrigada pela oferta deste trabalho excecional 🙂

    Pergunta, como distingues o q vai pr as Tarefas recorrentes e pr o Tickler? percebo q ambos têm uma periodicidade diferente, no entanto, após o trabalho inicial maior (que seria colocar no tickler mais informação), juntaríamos os dois num só, ou achas q não? também percebo q há coisas q pode dar jeito/ precisamos mesmo fazer independentemente do dia da semana, e outras só podemos fazer em determinado dia da semana, mas a longo prazo não seria melhor tentar arranjar uma forma de juntar os dois?
    Obrigada!

    1. Tickler = tarefa com data / dia do mês específico

      Recorrentes = tarefa com dia da semana / frequência específica (mensal, sazonal etc)

  32. Deve-se incluir tags de contexto, duração e prioridade nas tarefas que se encaixam nas tags de revisão semanal? Ou apenas tags como “- Revisar” ou “- Pagar”, por exemplo, já bastam?

    Tenho a mesma dúvida na categoria “Falar com” e nas notas de log de tarefas recorrentes.

    1. Fica a cargo de cada um. Minha regra é incluir o mínimo possível de tags – o suficiente para acessar aquela informação no contexto necessário e não deixar nenhum veio aberto.

  33. Fabiano Junqueira Ayres says:

    Blog novo?

      1. Fabiano Junqueira Ayres says:

        Gerenciamento do tempo hoje (o que é para fazer todo dia e toda semana) | 168 horas

        No final dos comentários.

        1. Ah, é ele mesmo. 😉

  34. Diego Quirino says:

    Thais parabéns pelo otimo trabalho!

    Tenho algumas duvidas:

    Projetos não são taggeados com contextos? Há um grupo de tags onde mostram os contextos? Digo isto por talvez alguma tarefa de um projeto possa ser executada num contexto diferente do horário de trabalho ex: @casa mas, também há tarefas totalmente distintas deste projeto que serão taggeadas como @casa. Não faz sentido a ligação e contato com alguem sobre um determinado !projeto ser taggeada como @casa @telefone sendo que estes contextos estariam dentro dos 00.000ft concorda?

    1. Jamais. Você não executa um projeto, mas as ações relacionadas a ele. E só ações levam contextos. ;D

      1. Diego Quirino says:

        Entendido e concordo, mas então as ações de um projeto entram na tag 00.000? 🙁 acho que me perdi.

        1. Veja a parte 8! Lá tem o fluxograma para tudo, inclusive tarefas. 🙂 Vai ficar mais claro.

  35. Diego Quirino says:

    Vamos lá:

    Eu abro um projeto com uma MPN taggeio ele corretamente mas as notas de ação deste projeto devem ser taggeadas dentro da parte 00.000ft?

    MEU DEUS VOCÊ É UM ANJO COM O DOM DA PACIENCIA RSRSRS.

    1. Cada nota deve levar as tags descritas na parte 8 do guia. Sugiro mesmo que veja lá, está bem didático.

      A única diferença entre uma nota de uma tarefa avulsa e uma tarefa de projeto é que a tarefa de projeto vai levar a tag do projeto também, mas só isso. No resto, fica igual.

      Espero conseguir ajudar!

      1. Diego Quirino says:

        Meu Deus! parece que um novo mundo esclareceu na minha frente rsrsrsrs.

        Entendidíssimo! A questão é que o esquema de tags serve para exatamente isso, integrar tudo classificando os objetivos de 50.000 que vão descendo até o nivel de 00.000. Justamente para que quando façamos uma simples ligação esta tenha sentido com aquilo que desejamos quando chegar nosso ultimo dia aqui rs.

        Thais Thais, pouquissimo que te acompanho mas ja deu pra ver um potencial interessante para o coaching 😉

        Vlw e fico no aguardo da parte 9 😀

        1. Obrigada, postarei em breve!

          1. Diego Quirino says:

            Thais!

            Só mais uma coisa rsrs. Você já explicou que um projeto tem começo meio e fim. Mas há algo, tipo um programa ao invés de ser apenas tarefas recorrentes?

            Digo isto por conta de que apesar de ser importante a manutenção da casa não acho tão importante para destacar dentro de areas de foco só que ao mesmo tempo as tarefas de manutenção da casa não será um projeto pois é recorrente.

          2. Aí eu não caracterizo como projeto, mas fica a seu critério.

  36. Vivi Lemes says:

    Oi thais!

    Só passando pra dizer que seu trabalho está fazendo realmente a diferença na minha vida!
    Sempre fui muito desorganizada, mas com a indicação do blog, li o livro do David e alguns do Cristian Barbosa tbm.. sempre acompanho o blog e esta série do Evernote está perfeita!
    Parabéns pelo seu trabalho e empenho! Obrigada por compartilhar seu conhecimento com a gente!

    1. Que legal, muito obrigada!

  37. Tenho uma dúvida: Onde você coloca a tag Algum Dia/Talvez? Como subtag junto às Prioridades? Ou fora da tag Próximas Ações? Como você sugere?

    E Parabéns pelo blog. Sou teu fã!!!

    1. Fora da tag Próximas ações! Algum dia / Talvez não está em andamento, como o próprio nome sugere. É uma lista de desejos, para revisar semanalmente e ver se algo dali pode entrar no nosso radar nesse momento.

  38. Diego Quirino says:

    Eiiii Thais! Eu denovo 🙂

    Enfim, parabéns pelo término desta serie de posts. Para mim foi este seu trabalho que me tornou um leitor de seu blog.

    Então imagino que você deve ter explicado mas pesquisei nos artigos e não achei exatamente o que gostaria então achei melhor tirar a duvida diretamente com você.

    Como devo processar uma tarefa do tipo: “Dar retorno para fulano sobre tal coisa” sendo que para isto dependo da resposta de outra pessoa? Seriam duas tarefas?

    Desde já agradeço!!

    1. Ela está em aguardo, então.

  39. Erika Rodrigues says:

    Olá Thais!! Como estás, tudo bem?

    Eu sigo implantando meu sistema, totalmente baseado nas suas dicas e nesse guia e surgiram algumas dúvidas sobre o gerenciamento das tarefas “Fly Lady”.
    Eu já criei minha lista detalhada de limpeza por cômodo (uma nota por cômodo) e a dúvida é sobre as notas individuais. Seguinte:

    Você já falou em algum post que trata essas atividades domésticas como qualquer outra tarefa recorrente.
    Disso deduzi o seguinte: cada item das suas listas detalhadas de limpeza vira uma nota individual que é taggeada dentro da periodicidade respectiva e o log de execução fica como vc explicou nesse post, simplesmente listando as datas em que foram executadas. É isso mesmo?

    A dúvida surgiu porque a tag “5. Mensalmente”, por exemplo, ficará com muitas notas; fiquei com receio de me perder e acabar deixando algo de lado. Você usa algum método para garantir que programou/executou todas as tarefas ou é uma revisão visual mesmo (nos momentos oportunos, como a revisão semanal e/ou mensal)?
    E vc cria também essas notas individuais para as tarefas diárias ou as mantém juntas numa nota tipo Rotina Diária?

    Aproveitando, gostaria novamente de agradecer por toda sua dedicação. Essa série, ficou sensacional, super detalhada e inspiradora.
    Seu trabalho é admirável. Obrigada pela atenção de sempre.
    Beijo,

    1. Toda revisão e priorização é feita na revisão semanal (parte 9 do guia). É nesse momento que verei tudo o que tenho para ver e distribuirei ao longo da semana de acordo com o que for factível.

      Obrigada!

  40. Olá, Thais,

    Confesso que nunca li o livro do David e nem pratico o GTD, mas gosto de me organizar de acordo com as suas dicas e como eu já uso o Evernote para separar minhas tarefas acho que tudo fica mais fácil se eu acompanhar esse seu guia.

    Enfim, estou com uma dúvida em relação ao Tickler: quando o dia passar, por exemplo dia 23/10 foi ontem e eu já realizei as tarefas necessárias, eu simplesmente apago a TAG da nota “23/10”?

    Eu vi que você falou que a tag esvaziada deve passar para o mês seguinte, então estou certa na questão acima de que devo apagar a tag da nota?

    Obrigada.

    Adoro o seu trabalho!

    Beijos.

    PS: Obrigada por comentar no vídeo que eu resenhei o seu livro <3

    1. Simplesmente apaga a tag da nota. 🙂

      1. Mesmo se a nota é a sua agenda?

        1. A regra é clara: deixou de usar a tag, tira da nota. ;D

  41. Daniel Camargo says:

    Thais estou gostando muito do seu blog. Achei recentemente pois queria uma forma melhor de organizar o Evernote. Mas estou com um problema.
    Não estou conseguindo criar as etiquetas dentro do 4o. nível. Dentro de Agendas já não consigo “arrastar” nenhuma nova etiqueta.

    1. Você chegou a abrir um ticket de suporte para eles?

  42. Thaís, uma dúvida: Algumas tarefas, como “algum dia/talvez”, quando você as conclui, elas não poderiam ir para “Referência Geral” ao invés de “Tarefas Concluídas”?

    1. Eu acho que faz mais sentido colocar em tarefas concluídas, mas você pode fazer como falou.

  43. Carol Costa says:

    Oi Thais! Adoro o seu blog e o sigo há aproximadamente 2 anos (inclusive pelo facebook). Comento pouco mas estou por dentro de todas as novidades. Aliás, parabéns pelo seu livro! Muito legal a gente acompanhar a pessoa, o desenvolvimento de um trabalho, e começar a render muitos reconhecimentos. Parabéns mesmo!!! Esperei você publicar o Guia completo para eu rever minha estrutura de tags no Evernote (que já seguia sugestões suas). No entanto, achei realmente confusa as Tags em Revisão Pessoal… Estou refletindo aqui, mas entendo que a tag “- Assistir” poderia perfeitamente estar em @casa… Acho que fica complexo acompanhar as tarefas com tantas tags para gerenciar. Você realmente está mantendo elas ainda? Confesso que “abortei” a execução do GTD no Evernote anteriormente por me perder com as tags e tenho quase certeza que me perderei aqui também, porque acho que há um conflito entre os contextos… a não ser que não esteja enxergando uma outra praticidade nessa estrutura. Se puder comentar a respeito, agradeço!!! Um beijão!!!

    1. Esse guia foi criado com a intenção de trazer um alívio para quem usa o GTD e o Evernote há anos e não tinha chegado a um estado “ideal” de organização da ferramenta.

      Vale a pena testar e aplicar o que parece funcional para você.

      Bjo

  44. Carol Costa says:

    Thais, complementando o meu comentário… Em Revisão Pessoal estariam as ações que não são de execução tão necessária? Que não fazem parte de um projeto e nem de uma área de foco? Que poderiam ser executadas em janelas de tempo? – “se sentindo pensativa”, rsrs

    1. Tanto faz, são ações que dizem respeito àquelas tags específicas. As tags funcionam como atalhos, para facilitar a execução das tarefas.

      1. Carol Costa says:

        Obrigada, Thais! Vi que voltou para o Toodledo… Estou pensando em criar uma outra conta no Evernote e compartilhar os cadernos ENTRADA, TAREFAS, PROJETOS e TICKLER… Ainda acho que, embora não esteja configurado para gerenciar Tarefas, o Evernote traz outras funcionalidades incríveis… Sem falar na possibilidade de customização… Pensei em usar uma conta apenas para execução das tarefas, sem ter acesso aos demais materiais de referência que possam fazer com que percamos o foco. Já tentou algo nesse sentido? Te falo depois o que achei. Beijo!

  45. Ola Thais,
    Há uns 20 dias atrás eu cancelei minha assinatura que tinha no site de tarefas, no qual eu controlava todas minhas tarefas do dia a dia. Pensei então, porque não controlar no Evernote? Eu sempre utilizei o Evernote para repositório de informações, mais nunca com esse proposito de tarefas.
    Então comecei a utilizar… Percebi que pela praticidade do Evernote eu logo comecei a gostar. Criei apenas alguns cadernos com os nomes (Hoje, Essa semana, próxima semana, próximo mês). Com o passar dos dias eu senti falta de como controlar as tarefas recorrentes, como colocar uma tarefa em um dia especifico, como planejar a semana e outras coisas que você já deve imaginar, rs.
    Mesmo assim continuei utilizando e pensei que uma hora eu iria parar e pensar em uma ideia para controlar isso tudo.
    Bom, nesse final de semana eu voltei a pensar nisso e decidi colocar na internet algo assim “Utilizar o evernote como tarefa” e foi aí que cheguei em seu BLOG e encontrei tudo o que precisava.
    Eu já li uma monte de coisa sobre esses temas de gerenciar o tempo, objetivar, criar projetos, definir o que é importante e etc. Tenho que registrar que a forma que você abordou fez muito sentido pra mim.
    Eu pude ver um pouco de tudo no que já tinha visto , porem de uma forma possível de utilização.
    Muito obrigado e parabéns pelo BLOG.
    Um abraço,
    Bruno

    1. Obrigada, fico contente por ajudar!

  46. Ana Karoline de Oliveira Costa says:

    Thais já procurei o livro sobre gtd em português mas não encontrei. Só existe em inglês?

    1. Não, existe em português. Na barra lateral do blog você pode inclusive conferir um link para comprar diretamente no site da Amazon Brasil.

  47. Thais, como devo processar uma tarefa delegada? Também devo colocar as tags de Contexto, Prioridade e Duração? Acho meio estranho colocar Duração pois é o delegado (responsável) que deveria dizer. Como vc faz? Obrigado.

    1. No! Contexto é para próxima ação!

  48. Thais, estou gostando muito do seu blog! Sou extremamente desorganizado e nunca quis colocar um método de organização em prática por achar que jamais conseguiria. Mas lendo suas dicas estou com uma esperança renovada de conseguir. Obrigado.
    E prepare-se pra responder muitas perguntas minhas (rs)! As duas primeiras:

    – Você cria a nota para a tarefa apenas com título?
    – Se eu quiser, antes de abrir toda a árvore de tags (para visualizar as sub-tags), saber quantas tarefas eu tenho dentro de “Falar com” por exemplo, cada tarefa “falar com alguém” eu preciso marcar com “Falar com” + “@ FUlano”? Deu pra entender minha dúvida? Porque se eu marco apenas com “@ Fulano”, a tag “Falar com” exibe “(0)” ao lado.

    1. Fique a vontade para me escrever sempre, Daniel. Eu estou sem internet, e por isso respondendo mais lentamente, mas sempre respondo comentários com dúvidas.

      1 – Sim, de maneira geral. Se precisar de mais informações para executar a tarefa, escrevo embaixo. mas no geral não precisa.

      2 – Tem que selecionar o caderno correto para aparecer.

      Abs

  49. Prezada Thais, como sempre, volta e meia, venho aqui para aprender um pouco. Lendo o seu post sobre ações fiquei em dúvida sobre quando você usa o contexto “@em qualquer lugar” e quando usa a tag de revisão pessoal “-decidir”. Por exemplo, tens algo pra pensar ou planejar, como utilizar melhor o trabalho de um dado funcionário (por exemplo), vc colocaria em “decidir” ou “em qualquer lugar”? Por que a divisão? Outra pergunta, planejamentos entram em “-decidir”? Você dedica tempo da sua agenda semanal para fazer isso? Deve-se lembrar que certos planejamos exigem mais concentração, como você os diferencia? Outra pergunta que é mais uma confirmação, nas notas da revisão pessoal, vc não coloca nada de prioridade, tempo, energia?

    1. Atualmente uso só o contexto. As tags com hífen na frente servem para quando o contexto não importa – servem para agrupar. Se ficar confuso, use apenas os contextos mesmo.

      Diferencio pela duração.

      É importante entender que devem entrar tantas tags quanto necessárias ao tagear tarefas. Se ao criar uma nota, eu entender que basta ter a tag de contexto, deixo somente a tag de contexto. Se eu entender que é necessário colocar muitas, pois isso facilitará a minha compreensão do que preciso fazer, melhor colocar. Não é nada engessado – são sugestões.

      Então, respondendo sua última pergunta: sim, se for necessário.

      Abs

  50. João Paulo says:

    Quanto à estrutura das etiquetas Revisão Pessoal/Compras, não achei polêmica. Geralmente, ao ir ao supermercado comprar suprimentos normalmente se diz “Vou fazer compras”, enquanto para comprar algo de desejo ou “esbanjar”, ouve-se “Vou às compras”. Para mim, ao ouvi uma já vem à mente supermercado e a outra shopping.

  51. Hélio Santos says:

    Thais, parabéns pelo post que sempre vem contribuir muito para minha organização pessoal.

    Gostaria se possível de sanar a seguinte dúvida: Executo como exemplo a seguinte no dia 14 (Entrar em contato com operadora de telefonia fixa). Na data executo a ação e no dia 15 eu transfiro a tag do dia 14 para o mês seguinte.
    Minha dúvida é a seguinte: Como faço com o histórico que entrei em contato com a operadora e as anotações deste contato

    1. Coloca um log na descrição da nota.

      1. Hélio Santos says:

        Thais, boa tarde.

        Você poderia exemplificar, pois não entendi.

        1. No corpo da nota, você coloca assim:

          23/03/15 – Feito
          23/04/15 –

          E coloca “Feito” quando fizer em abril.

          1. Hélio Santos says:

            Thais, bom dia

            Mais uma dúvida, a Nota 23/03/15 – Feito, fica na tag Tarefas concluídas – 2015?

            Desculpe minha insistência é que gostaria de fazer tudo bem certo.

          2. Se é recorrente e fica no tickler, acho que não vale a pena colocar como concluída. Isso é apenas para ações pontuais.

            Não tem problema, pode sempre comentar. Muito do que fazemos vai sendo adaptado ao que faz mais sentido pra gente, portanto não se preocupe com certo e errado.

          3. Igor Mendonça says:

            Boa tarde Thais,

            Se não se importa, gostaria de perguntar sobre essa proposta para tarefas recorrentes, que é o que mais tem me dificultado usar o Evernote.

            Usando como exemplo a tarefa “Atualizar contas domésticas”, que é o momento em que eu reúno todos os recibos de compras, atualizo a planilha e faço a conta de quanto dinheiro vou investir. Isso demora cerca de 30/45 min, e eu faço uma vez por mês.

            Normalmente, eu faço na primeira semana do mês, mas não há uma data fixa. Basicamente eu só preciso dos contextos (estar em casa por uns 30 min).

            Só que se eu usar o tickler, ou o calendário, fica um pouco confuso. Porque se eu marco, por exemplo, no dia 1° de cada mês, mas acabo por NÃO executar naquele dia exato, eu corro o risco de bagunçar a agenda/tickler.

            Como eu posso corrigir essa minha dificuldade?

            PS: Eu não tentei via tickler ainda. Achei o tickler uma ideia muito complexa e de difícil operação. Como eu uso o Google Calendar e o Google Drive, eu não sinto falta de um tickler. Será que eu crio um só para as tarefas recorrentes?

          4. Thais Godinho says:

            Eu pretendo reescrever toda essa série do Evernote, pois muitas coisas mudaram no meu próprio aprendizado do GTD desde então.

            O que eu recomendo nesse momento é que você processe cada item individualmente e organize no compartimento que fizer mais sentido para você.

            Tomando como exemplo “Atualizar contas domésticas”. Passe por todo o fluxograma do processamento do GTD.

            Abs

  52. Olá, Thais!

    Cheguei ao meu limite… Preciso de socorro!! Estou montando o meu sistema, mas o Evernote que uso é gratuito e online. Ou seja, não tenho subtags… 🙁 Estou pensando em usar símbolos para categorizar (ex.: “! Tarefa”, “@contexto”, etc… O que você acha?!

    Além disso, minha dúvida é a seguinte: você disse que trabalha com o Toodledo e com o Evernote. No gerenciamento de tarefas pelo Evernote (ou seja, este texto), você está só sugerindo como faz (e você mesmo não usa) ou você também usa assim? Nesse segundo caso, você não estaria sendo redundante (tendo duas formas de gerenciar tarefas – Evernote e Toodledo), consumindo mais tempo para o gerenciamento?

    Olha… Muitíssimo obrigado! Acho que o meu sistema ficará muito bom (graças a você)!

    1. Olá Gabriel,

      O sistema que eu recomendo aqui é para aplicação no Evernote Premium. Claro que você pode moldar ao seu uso, mas aí foge um pouco do que recomendo.

      Eu trabalhei durante mais de um ano no Evernote apenas para montar o guia mais completo possível para os leitores do blog. Atualmente, utilizo outro sistema para gerenciar projetos e tarefas.

      Obrigada por comentar!

      1. Ufa! Muito obrigado! 😉 Acho que estou começando a pegar o espírito do “não existe ferramenta única” que você tanto comenta. Mas entendo que algumas pessoas preferem concentrar todo o sistema em um canal.

        Devo demorar mais um pouco para finalizar meu sistema, mas já estou andando com algumas coisas!

        Estou usando/planejando usar as seguintes ferramentas:
        – Google Agenda (para compromissos e eventos);
        – Google Drive (para gerenciar os projetos com o app Gantter e para alguns tipos de repositório – principalmente de projetos);
        – Toodledo (gerenciamento das tarefas – próximas, algum dia/talvez, delegadas);

        Com a leitura dos textos, ficou bem mais enxuto do que quando comecei a desenhá-lo. O ponto positivo é que tudo transita entre ferramentas gratuitas, web e com apps (pelo menos para Android).

        Mais uma vez, muito obrigado!

        1. Oi Gabriel,

          O problema é que não existe tal canal, entende? Aí a pessoa fica se cobrando e não consegue entender por que parece sufocante. Acredite em mim, já vi e vivi muito disso nesses anos todos.

          Minha recomendação é que você use aquilo que já faça parte da sua rotina e, aos poucos, busque ferramentas melhores (se precisar). Se não você junta o aprendizado do método com o da ferramenta e pode se estressar.

          Obrigada você!

  53. Thais, boa noite!

    Estou começando a usar o Evernote, já li todos seus posts e criei todos cadernos e tags necessários.
    Porém, surgiu uma dúvida sobre o Tickler, por exemplo: estamos em 14/04/2015, as tags de 14 a 31 estão em Abril e a de 1 a 13 em Maio, entretanto, preciso colocar uma nota de uma tarefa que terei que realizar dia 26/06/2015. Vou ter que colocar o nome do dia em uma tag dentro da tag de Junho com o nome “Dia 26”. Quando faço, por já existir uma tag com nome “Dia 26” na tag de Abril o Evernote não permite nomeá-la com o mesmo nome.
    Como proceder nesses casos ?

    1. Você coloca só na tag de junho. Todo dia primeiro de cada mês você redistribui o que tem dentro do tickler para os dias específicos.

      1. Muito obrigado pela dica Thais, achei seu blog sensacional, super didático. Você citou em um post acima que usa outro sistema para gerenciar projetos e tarefas, poderia dizer qual é e quais as vantagens?

  54. Priscila says:

    Olá Thais, to adorando seu blog e duas dicas, são realmente incriveis!!
    Li vários posts e não consegui achar que explique como começar usar o GTD. Você fez algum? Porque li esses mas realmente é pra que já usa ele a muito tempo rsrsrs
    Valeu Thais seu blog ta me ajudando muitoooo! rsrsrs

    😉

    1. Oi Priscila, tudo bem?
      Iniciei uma série recentemente chamada “Aprenda GTD”, justamente com esse intuito. O segundo post foi publicado na semana passada – vale a pena navegar.
      Obrigada!

  55. Thais
    Qd vc marca uma nota com uma determinada Tag, por exemplo “Ler”, é preciso/vc tbm marca a Tag-mãe daquela sub-tag, por exemplo “Revisão Pessoal”???
    Qual a aplicabilidade disso?

    1. Faça o que for mais prático e fizer mais sentido para você. Essa é a regra. ;D

  56. Maurílio says:

    Olá Thais,

    Me sugeriram o seu blog e desde então me interessei sobre o assunto e tenho lido os seus posts.
    Primeiramente, parabéns pelo seu trabalho! Muito bom!
    Estou lendo o livro também para ter uma base sobre o método.
    Tive uma dúvida quanto as ações de um projeto

    Para um projeto específico, costumo na fase de planejamento estabelecer sequencialmente todas as ações necessárias para conseguir o resultado. Vamos dizer, por exemplo, que para um projeto estabeleci 10 ações que necessariamente precisam ocorrer na sequência de 1,2,…,10, ou seja, a próxima depende da última.

    Como gerencio isso dentro deste método? No caso, somente a minha próxima ação receberia as tags de “Próximas ações”? E as ações restantes, como controlaria a dependência/sequência entre as ações?

    Obrigado!

    1. Na revisão semanal vc decide o que são próximas ações e cria as notas para elas.

      No dia a dia você só trabalha nas próximas ações.

      1. Maurílio says:

        Certo.

        No caso, seria interessante já criar notas para as outras ações (uma vez que já as determinei antes de executar o projeto) e taguea-las com alguma tag ou registrá-las externamente num Excel, por exemplo, e inserir no sistema durante a revisão semanal somente quando virarem “Próximas Ações”?

        Grato.

        1. As notas são apenas para as próximas ações, senão fica muito complicado.

          Mas é claro que é uma decisão pessoal! Você pode achar melhor fazer.

          Obrigada.

  57. Thais tenho uma duvida.
    Onde eu coloco as tarefas que você precisa fazer mas num futuro não muito longe mas que você ainda não sabe o dia especifico. Eu não sei se eu estou sendo clara então vou dar um exemplo: eu quero tirar meu titulo de eleitor ainda esse ano mas por causa que eu ando meio ocupada com o colégio eu ainda não tenho certeza de que dia eu posso ir mas eu quero deixar registrado para lembrar que eu ainda tenho que tirar esse ano. Eu queria saber como categorizar uma tarefa como essa porque pela falta de tempo que estou tendo nesse ano por causa de (vestibular+final de colégio+tcc de curso técnico) eu tenho muitas tarefas como essa no momento. Eu pensei em colocar na tag Prioridade baixa (assim que puder) mas esta não me parece muito adequada.

    1. Algum dia / talvez e revisar semanalmente.

  58. Eu fico com uma dúvida com relação a questão da sincronização. Quando uso o Evernote pra windows, durante o dia, as vezes acontece de, à noite no tablet, não ter ocorrido a sincronização dos dados. Voce sabe como amenizar isso?

    1. Por favor, entre em contato com o suporte do Evernote…

  59. Lucas Lolli says:

    Oi Thaís, tenho 14 anos e conheci o seu blog no fim de Novembro, e de lá pra cá (aproveitando que estou de férias) tenho estudado sobre GTD todos os dias, comprei o livro e estou me habituando o máximo possível para voltar as aulas o mais produtivo possível, tudo graças a você, então, Obrigado.
    Bom, eu tenho seguido suas dicas, e adorei o seu método de estudo em ciclos, e até queria fazer o curso online dia 9, mas como meu pai disse que não pagaria, estou meio que sem “recurso”, rsrsrs, mas isso não tem me limitado e estou tentando absorver o máximo do livro e do seu blog. Acompanhei as séries Aprenda GTD e Guia GTD e Todoist, e agora estou tentando implementar o Evernote na minha vida.
    Bom, fugi do assunto, me perdoe se a fiz perder tempo, bem minha duvida é quanto a necessidade de ter essa tag “Solo – calendário e ações”. Como são tarefas, eu não poderia apenas controla-lás por uma ferramenta de tarefas como o Todoist, ou eu preciso dessa tag para suprir alguma limitação da ferramenta?
    Obrigado pela atenção e perdão se a fiz perder tempo pelo texto estar muito grande. Obrigado

    1. Thais Godinho says:

      Pode sim. Eu gerencio minhas ações no Todoist.

  60. Ronny Czerkus says:

    Olá Thais, tudo bom?

    Gostaria de saber se existe algum outro aplicativo que integre (Google, Evernote, Exchange) Vi que vc indicou o Sunrise, mas ele foi descontinuado pela Microsoft.

    Tem usado algo novo?

    1. Thais Godinho says:

      Eu utilizo o Google Calendar que importa a maioria dos calendários, mas se não me engano o próprio Outlook importa também.

      1. Incrivelmente, após postar o comentário, estava verificando o google calendar do celular aonde encontrei a opção de sincronizar as contas, infelizmente, isso só fica no celular, ele não transporta as informações para o Google em si, caso precise acessar no google calendar web ele não é integrado, mas valeu a dica, já resolve por hora, mas acredito que a google vá atualizar o google calendar da web para deixar ele mais parecido com o do app que fico bem mais bem trabalhado.

        Obrigado Thais

  61. Olá,

    Estou com a seguinte dúvida:

    No livro do David Allan, sem ser o atualizado, tenho da editora campos 26° tiragem.

    No capítulo 7 organizar (pg 110), ele escreve sobre lembretes sobre ação, o que entende é identificar quais as ações que estão “pendentes” que ainda não foram executadas ou não passaram ainda pelo calendário, então para identificar ele recomenda colocar em uma lista ou pasta.

    Agora no Evernote como posso colocar essa característica do livro? Colocar uma tag na composição das ações chamada “pendentes” e criar um caderno que fica na pilha do caderno de projetos, isso seria o ideal?

    1. Thais Godinho says:

      Lista “Próximas ações”

      1. Só mais uma coisita

        hipoteticamente vamos dizer que tenha 150 próximas ações e separei por contexto e tals, mas como identificar se cada projeto tem uma ação? Não seria legal usar uma tag chamado ID somente para identificar se cada projeto tem uma próxima ação?

        exemplo: faço uma pesquisa avançada no evernote com a tag específica:
        tag:”ID”, (coloquei o nome de “identificador de próxima ação”, salvei a pesquisa e levo para os atalhos).

        também outra pesquisa com caderno de projetos, que os termos [MPN], aberto:
        notebook:”4. Projetos” any: MPN aberto (coloquei o nome de “Projetos em aberto”, salvei a pesquisa e levo para os atalhos).

        Agora ficou mamão com açucar, é só fazer a pesquisa de “Projetos em aberto” caso tenha 15 projetos, na pesquisa de “identificador de próxima ação” também terá que ter 15 notas, caso o número de projetos não case com o número de tags, então tem alguma coisa errada.

        Isso seria uma forma de uma revisão semanal e diária? Só para ter certeza se cada projeto tem uma nota.

        1. Thais Godinho says:

          No geral você pode deixar documentado no plano do projeto, mas depende do nível de controle que você precisa ter.

  62. obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *