Categoria(s) do post: Casa, Áreas da Vida

Eu acredito que datas como o dia das mães e o dia dos pais sejam datas para a família passar junta. A gente já tem um dia a dia tão corrido – apesar de serem datas comerciais, vale a pena fazer um esforcinho para fazer algo juntos nesses dias.

Não costumamos inovar muito nessas ocasiões. Em geral, fazemos um almoço diferente (em casa mesmo, porque os restaurantes ficam lotados), um passeio simples e providenciamos um presente legal. Neste post, vou dar algumas sugestões para você preparar algo especial nesse dia, sem complicar.

Comida

Gosto de preparar um almoço em casa, para evitar sair (estamos no inverno, então pode estar bem frio no dia). Além disso, os restaurantes costumam ficar muito cheios, quando os valores não estão mais altos. Almoçar em casa também é mais intimista e, se você se animar, pode receber mais pessoas (como seus próprios pais, cunhados etc). Se você gosta de cozinhar, pode preparar uma sobremesa no dia anterior e, no domingo, fazer algo bem gostoso, sem complicação. Não faço indicação de receitas porque acho legal fazer os pratos preferidos do papai, e eles variam muito. Se não quiser cozinhar, pode encomendar em algum lugar perto da sua residência (e que você confie) ou contratar alguém para preparar no dia. Claro que tudo isso depende do investimento financeiro que você pode fazer. Se o encontro tiver mais pessoas, você pode inclusive requisitar ajuda para a limpeza depois. Ninguém merece perder a tarde de domingo limpando a cozinha em vez de ficar com a família! Se precisar cuidar dessa parte, tente agilizar ou deixar para mais tarde algumas atividades mais demoradas (como limpar o fogão, por exemplo).

Passeio

Em datas comemorativas, os lugares no geral costumam ficar muito mais cheios. Cinemas, por exemplo, podem ser impossíveis de entrar. Portanto, planeje com antecedência. Se quiser ir a um cinema, teatro ou restaurante (se não almoçar em casa), reserve, compre ingressos antes, dando preferência a cadeiras numeradas (para não precisar pegar filas). Um passeio que gosto bastante de fazer é passear em parques (no calor) e em museus diferentes (no frio). Há muitas opções nas nossas cidades e em cidades vizinhas. Vale a pena pesquisar para fazer algo bacana. Por mais frio que esteja, apenas ficar em casa pode deixar a sensação de deixar a data passar batida. Mesmo um simples cinema pode animar a família, mas tome cuidado para não se estressar com a fila nos estacionamentos do shopping!

Presente

Não recomendo presentes tipo “presente do papai” ou outros que já “vêm prontos” porque passam a impressão de que a gente não precisou ter um cuidado para comprar. Todo presente vale mais quando a gente busca fazer algo especial, personalizado para a pessoa. No caso dos pais, é legal encontrar algo que tenha a ver com seu estilo de vida e dar um presente que deixe a pessoa surpresa de maneira positiva. Algumas ideias:

  • Montar um kit de coisas que ele gosta. Por exemplo, se ele gosta de carros, montar um kit para cuidar do veículo, dentro de uma caixinha charmosa. Se ele gosta de cinema, um box com filmes preferidos e um livro sobre cinema, por exemplo. Se é músico, um DVD da banda que ele gosta ao vivo e um livro sobre o estilo musical favorito. Se ele adora um churrasco, pode ser um jogo de facas legal e um avental divertido. Seja criativa(o)!
  • Se não quiser dar nada específico, monte um kit mais genérico, mas que sempre tem utilidade: um kit com produtos para se barbear. Você pode colocar sabonetes e cremes à base de calêndula, que suavizam os efeitos da lâmina na pele, loções, um pincel melhorzinho, um aparelho etc.
  • Alguns presentes funcionam sempre bem: um livro, um DVD, um CD, moleskines com assuntos (gatos, jardinagem, cinema, livros, restaurantes), uma garrafa de vinho, roupas mais caras, acessórios diversos.

Mais importante que o presente em si, é o cartão que você pode escrever. Se for seu marido e vocês tiverem filhos, faça algo especial junto com as crianças. Dependendo da idade, dá para ter ideias. Se for um bebê, você pode fazer uma marquinha com o pezinho dele e tinta guache não-tóxica, por exemplo. Se for criança, pode desenhar ou escrever “eu te amo”. Essas coisas são clichês, mas fazem parte, e todo pai se emociona. Se você for adulto(a) e for seu pai, escreva uma carta amorosa, falando sobre a sua vida, ou escreva um poema, se fizer o tipo dele. Escrever algo à mão sempre é mais pessoal e uma lembrança bacana de ser guardada.

Não precisamos complicar para fazer do Dia dos Pais algo significativo. Com um pouco de antecedência, dá para preparar um dia que seu marido ou pai vai se lembrar, e você também. Esses momentos deixam a nossa vida mais feliz.