Categoria(s) do post: Áreas da Vida
Imagem: PC Mag
Imagem: PC Mag

Há pouco mais de um mês, eu venho utilizando uma resposta automática nos meus e-mails e, como o assunto gerou muitas perguntas dos leitores, resolvi relatar um pouco da minha experiência, contar como as pessoas ao redor reagiram e se meus medos se confirmaram.

Um breve resumo do que aconteceu: habilitei a resposta automática (como aquelas mensagens de férias) para disparar para sempre nos meus e-mails, dizendo que, para organizar melhor meu dia de trabalho, eu estava lendo e-mails ao meio-dia e às quatro da tarde. Que, se fosse algum assunto urgente, as pessoas poderiam me contatar via What’s App, no meu celular.

As reações

No geral, as pessoas mais desorganizadas foram as que reclamaram, mas felizmente elas foram a minoria. No entanto, gerou reações! Muitas pessoas brincaram comigo, especialmente no trabalho. Um diretor e a gerente de RH elogiaram a iniciativa, dizendo que era uma ideia que a empresa poderia aproveitar. Muitos colegas de trabalho elogiaram e disseram que foi uma iniciativa boa.

No âmbito pessoal, alguns amigos brincaram comigo (“que história é essa de só ler e-mail duas vezes por dia, uiuiui”) mas, no geral, aceitaram bem.

Problemas

Não tive qualquer problema decorrente de ler e-mails somente duas vezes por dia. Quando era algo urgente, as pessoas me contatavam por outro canal (telefone, skype ou what’s app), mas aconteceu somente duas vezes (e, sinceramente, sequer eram urgências, apesar de a pessoa achar que era, claro!).

Os e-mails não acumulam. Por incrível que pareça, da primeira vez que se faz isso, aparece bastante e-mail. No entanto, uma hora é tempo suficiente para lidar com todos eles e, na segunda leva do dia (às quatro da tarde), os e-mails são resolvidos rapidamente. Penso que, para mim, uma vez por dia é suficiente para lidar com meus e-mails, mas prefiro manter as duas checagens por desencargo de consciência.

Um medo que eu tinha era o de as pessoas me ligarem no número fornecido para o What’s App mas, tirando alguns números desconhecidos (que eu nunca atendo), não fui incomodada. Pelo contrário – alguns contatos comerciais me adicionaram no What’s App e algumas mensagens se tornaram bem mais ágeis que e-mails (geralmente recados em que a única resposta é “ok”).

Conclusão

Apesar de funcionar bem, acredito que não seja necessário ter uma resposta automática para ler e responder e-mails duas vezes por dia – ou seja, a frequência é grande – não precisa encher a caixa de entrada do remetente com as respostas automáticas sempre. Só um ponto sobre isso: a ideia é justamente encher a caixa da pessoa que te escreve muito e fazê-la ser mais sucinta, te copiar somente quando necessário ou enviar menos e-mails. ;D Isso funcionou super bem, talvez justamente porque as pessoas não gostem de receber essas mensagens. Porém, eu sinto que não preciso ter essa resposta para checar meus e-mails duas vezes por dia. Talvez fosse adequada se eu visse somente uma vez por dia ou uma vez a cada dois ou três dias, por exemplo. Depende da necessidade de cada um. Portanto, continuarei com a minha frequência de leitura, mas tirarei a resposta automática, para testar se o resultado é o mesmo.

Casos específicos

Algumas pessoas comentaram que não podem trabalhar sem estarem com a caixa de entrada aberta o tempo todo ou com mensagens automáticas. nesse caso, basta não seguir a dica, pessoal. O blog é um cardápio – escolha o que achar interessante, adapte à sua vida e organize-se do seu jeito.

Alguém chegou a fazer o teste com a diminuição da checagem dos e-mails e com a resposta automática? Por favor, comente sua experiência nos comentários. Obrigada!