Categoria(s) do post: Áreas da Vida

Li esse artigo no maravilhoso Life Hack e gostei tanto que resolvi compartilhar uma versão livremente traduzida por mim aqui no blog. Espero que gostem também.

Penso da seguinte maneira: nossa vida é muito preciosa para desperdiçarmos com ações esquisitas e, pior, prejudicando pessoas. Por isso, espalhar a bondade é um ato de doar-se ao mundo, procurar fazer as coisas melhorarem. E não precisa de muito para fazer isso – as atitudes geralmente são super simples, mas fazem toda a diferença. Querem ver?

Agradeça

Agradeça quando alguém te ajudar. Agradeça quanto te oferecerem alguma coisa. Agradeça pelo que você tem, pelas oportunidades, pelo seu trabalho, pelo seu dia, pela sua vida. É maravilhoso estarmos vivos. Agradeça a deus, ao universo, a quem ou o que você acreditar, mas agradeça. Todos os dias. Isso dá uma sensação de humildade tremenda na gente, e é para ser assim mesmo. Não somos mais importantes que os outros – somos iguais. Então agradeça por tudo o que você recebe, especialmente no que envolve o esforço de outras pessoas. A comida no seu prato foi feita por alguém. Agradeça. Se você parar para pensar, encontrará motivos para agradecer em todos os momentos.

Não julgue

Toda vez que estiver chegando à sua mente um pensamento julgando alguém, interrompa-o. Todo mundo tem motivos e muitos deles podem ser desconhecidos para você. Portanto, não julgue. Mesmo se você conhecer todos os motivos, ainda assim, cada pessoa tem sua história de vida. O que ela fizer, será escolha dela, e ela deverá arcar com as consequências. Quem somos nós para julgar? Quem saberia dizer o que não faríamos em outro tipo de situação? Gostaríamos de ser julgados? Claro que não. Julgar nunca é bom. Internamente, já é ruim. Fofocar com os outros, então, nem pensar! Evite esse pensamento ou, no mínimo, guarde-o para você.

Ajude outras pessoas

O que você pode fazer hoje para ajudar outras pessoas? Comece ajudando desde a hora de acordar: arrumando a cama, lavando a louça, levando um copo de água para um colega de trabalho que estiver com tosse, diminuindo o ar condicionado caso o outro colega esteja resfriado, entre tantas outras ações cotidianas. Se puder ir além e fazer um trabalho voluntário, que maravilha! Doe seu tempo, seu dinheiro, o que puder, mas doe. Ajude outras pessoas. O que seria do mundo se todos se ajudassem sem esperar nada em troca, apenas para fazer um ato bondoso?

Para de esperar coisas em troca

Não faça algo esperando que aquilo se reverta em algo para você. Não dê um presente esperando que a pessoa te presenteie de volta. Não empreste dinheiro esperando que, no futuro, a pessoa possa te ajudar também. Desvincule-se dessa ideia. Liberte-se. Faça as coisas porque você acha correto ajudar os outros e fazer o bem. Esse é o seu retorno.

Trate-se bem também

Precisamos estar bem para fazer os outros felizes. Portanto, cuide-se! Durma bem, descanse, trabalhe no que gosta, busque hobbies que te façam feliz, esteja com as pessoas que você ama, entre tantas outras escolhas. Crie um diário. Comece a escrever sobre tudo o que aconteceu de bom na sua vida e como pode melhorar os sentimentos ruins.

Pense nos outros

Sempre que tiver que fazer alguma coisa ou tomar uma atitude, pense nos outros primeiros, em vez de pensar em você. Nós somos tão apegados ao nosso próprio ego que pode parecer difícil sequer cogitar fazer isso, mas apenas tente e veja como você se sente depois. Pare de querer ganhar a discussão, de passar na frente do colega no trabalho, de querer mostrar que é o melhor, está sempre certo ou chama mais a atenção que todo mundo na turma. Tire o foco de você e leve para outra pessoa. Faça o teste.

Encoraje em vez de criticar

Criticar é fácil. Se deixar, é a nossa reação natural a qualquer coisa. Encorajar é muito mais complexo, sabe por quê? Porque precisamos pensar para reagir. Seja essa pessoa. Analise a situação apresentada e encorage o outro a agir de determinada maneira positiva. Segure as críticas. Muitas vezes, a pessoa precisa somente de um apoio, pois já está cansada de saber o que é certo ou errado.

Esteja presente

Deixe claro aos seus amigos, familiares e pessoas que você ama que está sempre por perto para tudo o que eles precisarem. Isso não se faz com uma declaração verbal, mas com pequenas atitudes no dia a dia. Um telefonema, um recadinho preocupado no Facebook, um SMS de bom dia. Encontre maneiras de estar sempre presente na vida das pessoas que são importantes para você.

Faça pequenas coisas

Sorria para um estranho na rua. Limpe a pia do banheiro no seu trabalho. Dê bom dia em uma sala que fica distante da sua. Diga a uma mulher que o batom combinou demais com ela. Deixe um bilhetinho na mesa daquele colega que está chateado. Troque o galão de água. Leve uma fruta de sobremesa para quem almoça sempre com você no restaurante da empresa. Empreste um livro. São tantas coisas que a gente pode fazer..! Pense a respeito.

Encorage uma visão positiva nas outras pessoas

Se alguém estiver triste ou pessimista, encorage uma visão otimista. Tente ver o lado bom da história e encorajar a pessoa a vê-lo também.

Não divulgue sua ajuda

Ajude as pessoas sem elas saberem. Afinal, você faz isso por elas ou por você? Se fizer um trabalho voluntário, não poste fotos no Facebook dizendo o que fez, para não parecer promoção pessoal. Faça doações sem assinar com seu nome. Enfim, ajude anonimamente. Sinta-se bem pelo fato de ajudar, não para ser reconhecido(a).

Trate bem todas as pessoas

E não apenas aquelas que são superiores a você no trabalho ou mais próximas. Trate bem um estranho na rua, um pedinte, a atendente do McDonalds, o gari, o carteiro, o caixa do supermercado, a moça da limpeza, o seu pai, a sua avó, o seu chefe, o seu colega de mesa no trabalho. Todo mundo.

Lide de forma diferente com as pessoas que te deixam “mal”

Todos temos pessoas que fazem com que a gente se sinta mal. Na verdade, o que faz a gente se sentir mal ou bem é a nossa própria mente. Se encararmos tudo de outro jeito, fica mais fácil e verdadeiro. Veja aquela pessoa que te xingou, te provocou ou te agrediu de outra maneira. Tenha compaixão por ela, que tomou essa atitude de agredir outra pessoa. Tente vê-la como uma pessoa que ajuda você a ser alguém melhor, por fazer você exercitar a paciência, por exemplo. Seja pró-ativo(a). Não culpe os outros por se sentir bem ou mal. Lide diferente com essas pessoas e mude sua vida.

Não é difícil. =)