Categoria(s) do post: Áreas da Vida

Geralmente, quando pensamos nas nossas resoluções de ano novo, listamos algo como:

“Quero emagrecer”

“Quero ser uma pessoa mais organizada”

“Quero ser promovida(o) no trabalho”

Eu vim aqui hoje sugerir que você faça uma lista de resoluções diferente.

Em vez de ter resoluções para você, pense em resoluções sobre como você pode ajudar os outros.

“Vou ajudar o meu filho a se tornar uma criança segura e criativa”

“Vou ajudar o meu marido a se encontrar profissionalmente”

“Vou ajudar a minha avó a aproveitar melhor o final da vida dela”

“Vou ajudar a minha mãe a ser uma pessoa mais paciente”

Pense no seu círculo mais íntimo – começando pela sua família, parentes, amigos, colegas de trabalho. Depois, passe para pessoas de convívio pessoal e profissional. As resoluções não precisam ser para pessoas específicas, se você não tiver ideias. Podem ser algo como:

“Vou sorrir todos os dias para estranhos na rua”

“Vou meditar todos os dias para ter compaixão pelos seres vivos”

“Vou fazer um trabalho voluntário em uma instituição para pessoas carentes”

Pensamos muito só na gente o tempo todo, e isso é bom, de verdade! Se tem alguém que tem que pensar na gente, é a gente mesmo. Mas o problema é quando só pensamos na gente. Você já refletiu sobre isso? Suas resoluções de ano novo tinham decisões voltadas a outras pessoas?

Você já pensou como seria o mundo se todos nós fizéssemos isso?

Que você tenha um 2014 maravilhoso. Obrigada por estar aqui lendo este post hoje. <3