Atualizações sobre a mudança

20
3841

Obrigada pelos votos de boa mudança no outro post!

Fazer a mudança em uma semana foi complicado. Demoramos quase uma semana a mais para acertar tudo, e ainda estamos organizando o apartamento. O que acontece é que mudamos para um apartamento de apenas dois quartos, que era um desafio pessoal, e assim tem realmente sido.

Apesar de ter um quarto a menos, o apartamento tem a metragem muito maior (o anterior tinha 67m e o atual tem 80m). Ele também tem piso laminado, imitando madeira, e tem o mesmo ar de casa, já que os cômodos são grandes. Ainda não carreguei as fotos no computador, pois não parei em casa, praticamente. Tive um compromisso em São Paulo no fim de semana posterior à mudança e terei somente um tempinho nos próximos dias, quando vou tentar reduzir ainda mais a quantidade de coisas que temos. Pode parecer que não, mas ainda temos bastante coisa, e mudar para um apartamento com menos opções de armazenamento deixou isso explícito.

Nós temos feito uma série de adaptações porque nosso apartamento atual é mais antigo, com todas as coisas boas e ruins que vêm com apartamentos assim. Tivemos que converter o fogão, por exemplo, porque aqui não tem gás encanado – e aí precisa do espaço para o bujão de gás também. A área de serviço não foi projetada para ter máquina de lavar, então fica um pouco estranha a disposição, e eu vou ter um varal à moda antiga!

Para mim, os grandes pontos fortes do apartamento são os seguintes:

1 – A sala é menor que a anterior, o que eu acho mais aconchegante. Não gosto de sala muito grande.

2 – O banheiro é grande e coube até uma estante e o cesto de roupas, que maravilha. E inédito: dá para todo mundo circular dentro dele ao mesmo tempo. No nosso banheiro anterior, eu quase não conseguia fechar a porta de tão estreito.

3 – A cozinha quadrada, em vez das modernas cozinhas de corredor, onde até a nossa mesa de jantar grande coube sem apertar muito.

4 – O piso que não é branco. Que revolução, gente.

5 – A simplicidade dos vizinhos. Morávamos em um apartamento cujo condomínio tinha um pessoal mais classe média-alta e algumas pessoas simplesmente não cumprimentavam, aquele horror. Aqui, já recebi as boas-vindas da senhorinha ao lado, já nos ofereceram kit de ferramentas caso a gente precise, outra história. Existe um senso muito maior de comunidade, ainda que cada um na sua.

Tem um outro ponto também, que é ele ser mais perto do meu trabalho. Não tanto, mas mais perto que o outro, e isso tem feito diferença na hora de voltar do trabalho, pois pego menos trânsito.

Tudo vem correndo bem, mas não consegui tirar fotos e não sei onde está a maioria das coisas por aqui. Muita coisa ainda está em caixas que estão embaixo de outras e não pretendo mexer no final de um cansativo dia de trabalho, por exemplo, pois tenho outras atividades também (que não param).

O principal ponto relacionado à organização é realmente a questão do apego a tralhas. Eu um apartamento pequeno, não há como manter coisas como revistas de coleção, por exemplo. Mas eu chego lá.

20 comentários

  1. Estou me mudando no final de janeiro e muito interessada em todo esse seu processo. Comecei a fazer o “destralhamento” em cada cômodo da casa, mas tenho ainda muito a que me desapegar. Felicidades em sua nova casa!

  2. Meu apartamento tb é antigo e tenho o probleminha do botijão de gás, rs, mas compensa MUITO o fato de ele ter o triplo do tamanho dos apartamentos atuais. Minha cozinha é quadrada e imensa… bom demais.

  3. Nada como mais espaço, não pra encher de tralha, agora aprendi, mas é gostoso poder andar pela casa a vontade. porque na rua já não está dando,rsrs O bom de botijão de gás é que dura três vezes mais, o ruim é que fico preocupada, aqui em casa é dentro da cozinha, na outra era na área externa, então ao ligar forno eu sempre afasto,sei lá, né?? Aconselho a ter dois, um sempre cheio, porque o danado não avisa quando vai acabar,rsrs Na última casa que morei a cozinha era quadrada e a maior que tive, grande, eu a fazia de mini-escritório e sala de visita,hahaha, era quadrada, já a sala era bem menor e o resto bem confortável,até pensei em fazer uma casa com aquela planta. Agora, Thais você terá mais prazer em ficar em casa e produzir, penso que ambiente pequeno nos empurra pra sair de casa. Será essa a razão das ruas estarem tão cheias? ontém, colidir com uma pessoa na rua e doeu, viu?!!

  4. Oi Thais! Estou mudando essa semana e acompanhando com muito interesse os seus posts. Suas dicas me ajudaram muito ao organizar as caixas. Obrigada!

  5. Que delícia, Thais! Espero me mudar tbém no ano que vem e já estou aprendendo com vc como fazer, estou aguardando as fotos!! Boa sorte na casa nova e que seu 2014 seja excelente! Muito obrigada por todos os posts de 2013, vc faz uma diferença grande na minha vida (e, por consequência, na da minha família!), obrigada mesmo!

  6. Eu sou o contrário. Pra mim a sala que tem que ser grande. Adoro receber os amigos e a família. Felicidades do novo lar.

  7. Mudança dá um trabalhão mesmo! São pelo menos dois meses de tensão: um antes e outro depois. Adorei que o piso não é branco! Ainda não tive essa sorte nas casas onde morei sozinha. Se um dia eu fizer uma casa para morar ou alugar, sem dúvida colocarei piso marrom com rejunte da mesma cor. kkk 🙂

  8. Oi, Thais

    Mudei-me há um mês e meio para uma casa recém construída. Ainda não tenho os armários (ficarão prontos em fevereiro!!!). Eu e meu marido estamos nos virando com um guarda-roupa de 4 portas e levei o armário do meu escritório para a cozinha (era minha prioridade guardar as vasilhas e compras). Assim ainda tem muita coisa em caixas por falta de lugar. Como todas as caixas estão etiquetadas, não tenho dificuldade de achar as coisas. Meu piso é branco, não tenho dificuldade em limpá-lo (por enquanto) e minha casa fica sempre clara e fresquinha. Comprei uma vassoura de pelo dessas bem largas e varro a casa com alguns minutinhos (tenho poucos móveis e pretendo continuar com poucos).

    Fiz listas de coisas que preciso comprar para a #casanova em geral e para a #lavandeira. Estou quase completando! Nesse fim de semana saí para olhar um sofá novo.

    Abs e boa sorte.

  9. Ai, eu fico lendo seu post e imaginando como tenho sorte de morar no interior. Eu trabalho na outra ponta da cidade e só gasto de 13 a 16 minutos pra chegar na minha casa. Eu me caso dia 11 de janeiro e estou imaginando o trabalho que vai dar pra mudar, ufa!! Parabéns pelo blog, estou sempre passando por aqui.

  10. Thais, adorei o 5o ponto, sobre o senso maior de comunidade. É realmente triste (e intrigante) como o dinheiro consegue fazer as pessoas se tornarem mais individualistas…

  11. Thais, tudo bem? Estava lendo o seu blog e fiquei com uma dúvida, no fim você comprou ou alugou novamente outro apartamento? Moro em apartamento alugado há um tempinho e ainda não sei se mudo de local ou se compro o meu imóvel!! Parabéns pelo blog!

Deixe uma resposta para Thais Godinho Cancelar resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui