Categoria(s) do post: Família, Áreas da Vida

Em novembro tirei férias! E foi maravilhoso porque estava precisando muito. Foram duas semanas com acesso reduzido à Internet e pouco trabalho, de modo que consegui recuperar as energias (pelo menos um pouco!). Neste post, vou contar como nos organizamos para fazer uma viagem em família.

A primeira coisa é definir a data da viagem. Como pedi para tirar 15 dias em novembro, já esperava ir para a praia. Primeiro, porque queria levar meu filho para conhecer o mar. Segundo, que eu gosto muito de ir para a praia e espero conseguir fazer isso pelo menos uma vez por ano daqui para a frente. Definida a data, foi a vez de pensar no local.

Nós temos algumas praias preferidas que ficam no litoral norte de São Paulo, então tivemos apenas que optar entre elas. Acabamos escolhendo Camburi, em São Sebastião, pois é uma praia que eu ia muito quando era criança e, além disso, fica perto de duas praias boas para levar os pequenos, como Maresias e a Praia da Baleia. Destino definido, hora de procurar um lugar para ficar!

281113-mapa-camburi

Já conhecia algumas pousadas e campings na praia de Camburi, então foi fácil decidir. Optamos pelo Chalé Primavera, que tem opções diversas de quartos. Ficamos no formato flat, que tem microondas e geladeira, para podermos levar frutas, iogurtes etc. Foi uma boa escolha!

Como viajamos de carro, também pudemos controlar algumas coisas. Fizemos a revisão uma semana antes, enchemos o tanque e calibramos os pneus no dia da viagem e organizamos o porta-malas de acordo com as nossas necessidades.

Uma coisa que ajuda muito nessas viagens de carro é ter um kit de emergência. Sempre fica no nosso carro, especialmente em viagens.

Levamos somente uma mala para cada um de nós, sendo que, dentro de cada mala, foi tudo: roupas, toalhas, cosméticos e acessórios diversos.

Para entreter o filhote na viagem, levei um joguinho (que vou postar aqui no blog) de procurar coisas ao longo da estrada (ele adorou!) e também gravamos as músicas preferidas dele para irmos cantando. No geral, tanto ida quanto volta foram muito tranquilas porque o caminho era novidade para ele e ele ficou entretido o tempo todo.

Também fiquei praticamente uma semana sem acessar a Internet para nada! Os dois únicos dispositivos eletrônicos que eu levei foram minha câmera e o Kindle. Celular, desliguei assim que cheguei na pousada. Depois vou contar em um post separado como foi ficar sete dias sem Internet.

Além de ter conseguido descansar bastante, consegui riscar um item da minha lista de coisas que eu quero fazer, que foi levar nosso filho para ver o mar. =)

041213-praia