8 dicas de organização da casa para idosos

6
5179

A vida é feita de mudanças, e na velhice isso não é diferente. Não sabemos nunca quanto tempo de vida ainda temos, mas começamos a entrar em contagem regressiva com o passar da idade, inevitavelmente. Porém, há muita vida a ser vivida enquanto ainda dormimos e acordamos a cada dia, e não podemos desperdiçar dias com pormenores bobocas que apenas nos atrapalham. Por esse motivo, e tentando ser o mais humilde possível, pois ainda não passei por isso, escrevo este post com algumas dicas que acredito que possam ser úteis para idosos se organizarem em casa, especialmente se morarem sozinhos ou com companheiros de idade semelhante.

1. Procure simplificar a sua casa. Costumamos guardar muitos objetos pela simples recordação que cada um deles nos traz, mas será que realmente continua fazendo sentido guardar cada uma dessas coisas? Veja se o que você tem (e que não é usado) não poderia ter utilidade para outra pessoa que necessite mais do que você. Pense: se você tem coisas em casa, já é muito rico(a)! Pois há pessoas que sequer casa têm. Pense em retribuir essa bondade que foi recebida por você para com outras pessoas. Além disso, você terá mais espaço em casa e poderá ajeitar suas coisas preferidas de uma maneira melhor e menos acumulada. O que é bonito é para ser visto, e se estiver guardado acabamos não acessando aquelas lembranças que fizeram com que guardássemos determinado objeto algum dia.

2. Não deixe sua casa se tornar monótona! Você ainda pode pintar as paredes (bem, pedir a alguém que pinte, caso não consiga), trocar alguns quadros, as toalhas, almofadas, a decoração, enfim. Aliás, dependendo do seu interesse pelo assunto, pode valer a pena pesquisar mais, ler livros a respeito, talvez até fazer um curso! É um novo interesse que pode até se tornar um hobbie. O importante é que você veja a sua casa como um santuário – um lugar que reflete quem você é, com as coisas que você mais gosta, e que te deixe feliz diariamente. Se você acorda e todos os dias xinga mentalmente aquele quadro em cima da televisão, então por que continuo mantendo-o ali?

3. Ajuste a casa para seu melhor conforto. O colchão que você comprou há alguns anos pode não ser o melhor hoje para a sua coluna. A cadeira do computador pode ser muito dura e não ter o encosto apropriado. Talvez você precise instalar um corrimão no banheiro, ou rampas nos degraus. Use a sua casa – não deixe suas limitações físicas proibírem você de usufruir o que levou a vida toda para construir. Você ainda viverá muitos anos assim e, convenhamos – fisicamente, você pode piorar. Então tome providências enquanto pode, para que viver  se locomover em casa não seja um sacrifício. O mesmo conselho vale para providências mais simples, como ter um bom cobertor sempre ao seu alcance, uma manta sobre o sofá e boas meia de lã.

4. Priorize a sua acessibilidade. Na cozinha, deixe sempre à mão os utensílios usados diariamente. Se não usa todos os copos, guarde-os, deixando somente os de uso frequente na prateleira mais fácil. O mesmo vale para pratos, talheres, panelas. No banheiro, mantenha toalhas limpas e rolos de papel sobressalentes. Tudo o que puder fazer para facilitar o sua dia a dia deve ser feito. Implemente essas soluções aos poucos. Aqui no blog há diversas dicas para facilitar a vida em casa – podem ser úteis para você.

5. Fique atento(a) à segurança da sua casa. Cuide para que os tapetes tenham uma base emborrachada (ou não use mais tapetes). Se você usa óculos, já pensou em deixar um par em cada cômodo, para nunca correr o risco de ficar sem? E seus remédios, podem ser melhor organizados? Potes organizadores de remédios podem ser facilmente encontrados em diversas lojas de 1,99, com compartimentos divididos por dias e até mesmo horários. Pode vale a pena separar uma hora durante a semana para organizar esses medicamentos direitinho e, ao longo dos dias, não precisar se preocupar com isso. Instale travas nas janelas e fechaduras extras. Você também pode instalar um alarme anti-roubo em casa, se se sentir mais seguro(a). Outra providência a tomar é com relação à disposição dos móveis, que muitas vezes podem facilitar acidentes.

6. Levante o moral. Não é por que você está aposentada(o), o dia inteiro em casa, que não vai trocar de roupa quando acordar. Vista-se corretamente, celebre a vida! Você pode inclusive já deixar separada na noite anterior a roupa que colocará na manhã seguinte. Isso dará ânimo para fazer outras coisas.

7. Organize a sua rotina. Liste as suas tarefas e verifique o que precisa ser feito diariamente, semanalmente, mensalmente etc. Colocar essas tarefas no papel te ajudam a aliviar um pouco a cabeça e a quantidade imensa de informações que você já precisa guardar nela. Sua memória pode já não estar tão boa, e você sequer precisa ter essas coisas em mente – passe para o papel e alivie um pouco o peso! Além disso, ter essas rotinas em papel dão mais tranquilidade, pois você sabe que não se esquecerá de nada. Você pode ter uma agenda e anotar tais tarefas nela, assim como seu compromissos, consultas médicas, programas de tv favoritos, aniversários etc.

8. Encontre maneiras de ocupar seu tempo em casa, de pequenas tarefas domésticas e atividades de lazer. Aproveite o tempo livre para fazer tudo o que gosta: ler, escrever, ver tv, fazer palavras-cruzadas. Você pode fazer a si mesmo(a) pequenos desafios. Por exemplo, se gosta de cinema, pode fazer uma semana especial com filmes do diretor X. Na outra semana, os filmes do diretor Y. Pode até mesmo manter um diário com suas impressões sobre os filmes, ou até mesmo um blog! Reconheça suas paixões e dedique algum tempo a elas. Sempre há algo novo a aprender.

Eu estou lendo o livro “Viva bem a velhice” (Summus Editorial) para trazer alguns conteúdos relacionados para o blog, e algumas dessas dicas foram baseadas em trechos do livro. Espero que possam ser úteis.

Se você é idosa(o) e tem alguma dica para se organizar em casa, por favor, deixe um comentário. Você poderá ajudar outras pessoas na mesma situação. Obrigada!

6 comentários

  1. Nossa Taís esse vc acertou de VEZ!!!!…. Estou passando um período muito difícil, medo de sair de casa e nunca mexi tanto no apartamento nesse período, mas a bendita da compulsão pela internet, não consigo fazer muito…. Mas estou preparando minha casa para o minimalismo e desapegar de várias coisas… Vc esta me ajudando e muito…. Sigo “Vida Organizada” como uma religião…. Bendito DOM que tem para nos fazer Entender a arrumar a Vida…. Obrigada… Bjs

  2. Minha querida Thais, quase nunca venho ao seu blog, leio sempre no meu email mas hoje não resisti..Você se superou, amei a sua postagem e ainda nem sou tão idosa, tenho 53 anos, mas meu marido é um pouquinho mais e tem Demencia de Corpos de Levy que é uma mistura cruel de parkinsson com alzheimer e sua postagem de hoje foi tudo o que eu precisava lê há alguns anos atrás quando tudo começou e não achei..Tenho certeza que ajudará muita gente.
    Pensei em lhe falar que acho interessante, pelo menos no meu caso manter fotos à vista em porta retratos e painéis e telefones de familiares também pois caso precise acha fácil para ligar ou se alguem vier lhe socorrer também terá acesso.
    Um beijo e parabens pela sua postagem…conte comigo sempre
    Violeta

  3. Post bacana.
    Boa parte de nós faz sacrifício para ter carro, o que é bem vantajoso mesmo.
    Mas chega uma hora que o dinheiro do carro serviria muito melhor para equipar a casa.
    Entre idosos e doentes graves, três pessoas da minha família tiveram que suportar as limitações da escada do sobrado. Dois tiveram que passar seus últimos dias num minúsculo quartinho no fundo do quintal. O terceiro ainda sobe a escada, mas já caiu três vezes. Eles não estavam sob a minha responsabilidade e não cabia a mim interferir.
    O carro está lá, quase sem uso. Custa cerca de 30.000,00. Uma cadeira elevador para escada custa entre 9.000,00 a 15.000,00. Mas como é difícil encontrar que aceite gastar com a cadeira elevador! Acham dinheiro jogado fora…
    Conheço apenas uma idosa que aceitou investir seu dinheiro na preparação da casa. Cansada de ouvir recomendações para mudar para um apartamento, ela equipou sua casa com cadeira-elevador, campainhas, barra de segurança. Providenciou até uma mini-copa no andar de cima. Disse aos filhos que eles eram livres para viverem em apartamentos, mas ela viveria em sua casa até o fim.
    O dinheiro e a tecnologia estão aí para nos ajudar, mas precisamos aceitar as limitações (quando chegarem) e privilegiar as necessidades reais do dia a dia.
    Bjs,

  4. Tenho 67 anos e meu marido e eu casamos há 47. Vivemos num lugar socegado, numa fazendinha, na beira da rua. O maior inconveniente é que na chegada há uma ladeira, mas como nós dois só vamos à cidade de carro, resolvido o problema. já para sair a pé, na ida é MARA, na volta…ai, Jesus! Viemos parando nos metros a subir…rs… Minha casa não tem escadas e, apesar de ter 102 anos, foi reformada e está simples, confortável e fácil de limpar, pois o que ñ é Sinteko, é piso frio. E tbm é pequena, apesar da cozinha, que é onde ficamos a maior parte do tempo, que tem 7 metros de comprimento. Para uma casa de fazenda, maravilha!. consigo viver com tudo organizado e tenho alguém que me ajuda na parte da manhã. Faço questão de fazer o almoço, e o lanche, pessoalmente. Não jantamos mais…levantamos as 4,30h e deitamos às 20h, então, lanchamos. Poucas louças que lavo assim que tomamos o lanche. Uma coisa que faço: A msm louça que lavei, com a mesa RENOVADA, já volta para seu lugar. Deixo a mesa pronta, água quente nas garrafas (café e chá) granola nos potes, tampados, fruta picada e talheres para cada ocasião. Qdo me levanto, deixo a roupa de cama arejando com as janelas abertas, e só após o café, arrumop a cama. Faço minha higiene pessoal, coloco água p/ o café, que é tomado só às 6,30h. Enqto a água ferve, dou mais uma checada em tudo, tomo meus remédios, ligo na net, para ver os recados, volta à cozinha e tomamos café. O mais importante é ñ deixar nada se acumular na pia…fica tão fácil. Meu marido trabalha MUITO (ele tem 70 anos), e eu as vezes fico sem afazeres, aí, que me animo! Faço artesanatos para dar de presente e para minha casa…acho que é por isso que temos uma vida saudável (dentro do possível nessa idade) e somos felizes… SER FELIZ COM O POUCO QUE SE TEM! Mas, curtindo as plantas, a horta, o ar puro…obgd pelas suas dicas e espero que as minhas sejam úteis…ufa!…rsrsrsboa sorte, garota!

  5. Oi, gostei do teu blog e vim dar meu depoimento. Tenho 69 e até agora, sem doenças que me impeçam de alguma coisa. Moro só mas bem perto dos filhos, minha casa é pequena mas tenho tudo que preciso. Preencho meus dias vendo TV, jogando cartas no computador, cuidando da minha mini horta e da minha filhota de Pug, fazendo bonecas de pano, almofadas, tudo para usar ou presentear, me divirto muito no meu Face e escrevendo no meu blog. Duas , três vezes por semana bebo minha cerveja, isso é sagrado, nem preciso de companhia, dias bebo menos, noutros extrapolo um pouco. Mas só bebo curtindo a vida, nada para espantar solidão. Outro vicio que tenho, e esse preciso largar, é o cigarro, fumo muito. Estou procurando na internet as mais variadas maneiras de adaptar minha casinha ao meu futuro, foi assim que te achei. Minha casa é pequena mas muito linda e quero ela acessível. Bom, já falei demais, beijos e parabéns

Deixar uma resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui