Categoria(s) do post: GTD™, Áreas da Vida

Muitas pessoas têm pedido para que eu compartilhe como eu organizo a minha estrutura de tags no Evernote, e hoje eu estou postando alguns prints para exemplificar.

Como comentei, eu uso somente dois cadernos: Inbox e Processed. Quando uma nova nota entra, ela entra como padrão no caderno Inbox. Depois que eu processo – ou seja, organizo com as tags adequadas – ela vai para o caderno Processed. Não sei se esse é o modelo ideal, mas tem dado certo para mim. Não existe jeito certo de usar – eu mesma posso acabar mudando daqui a um tempo. O legal do Evernote é que dá para mudar facilmente sempre que houver necessidade.

Outro ponto importante é que a busca do Evernote é tão boa que, se você não quiser se organizar com tags, simplesmente não precisa. Eu faço isso porque curto o processo e porque, para o GTD, para mim é importante.

Minhas tags estão estruturadas assim:

Captura de Tela 2013-09-23 às 22.23.50

Acima estão as quatro macro-tags principais. Em GTD é onde eu administro tudo relacionado a projetos, tarefas, objetivos etc. Em Arquivo, arquivo todas as referências em ordem alfabética, conforme meu hábito com o próprio GTD (e porque é intuitivo). Em MPN estão as notas master de todos os projetos em andamento, caso eu queira ter uma visão rápida de todos eles. E em Compartilhados estão as notas que compartilhei com outras pessoas, apenas para ter controle.

Captura de Tela 2013-09-23 às 22.24.15

Acima está um print do segundo nível de tags.

Captura de Tela 2013-09-23 às 22.25.42

Tirei o último print acima detalhando mais um nível. No Arquivo, a letra I está destrinchada para vocês verem como eu organizo as tags por assunto. A ideia é deixar a tag mais intuitiva possível, como palavra-chave.

Preferi deixar com a letra inicial na frente porque facilita identificar um arquivo de referência na hora de tagear.

O ideal do uso de tags, em vez de cadernos, é que você pode usar diversas tags por nota, enquanto que caderno só pode ser um.

É isso. Espero que os prints tenham ajudado a entender melhor como estou fazendo.

Para quem não tiver entendido nada e quiser saber do que eu estou falando, leia: Organizando projetos no Evernote – o processo.