Categoria(s) do post: Áreas da Vida

Eu gostaria de rechear este post com fotos, mas vocês sabem como o dia a dia é corrido e, se eu fosse esperar por isso, não conseguiria terminar nunca este post! (acho que ele está no forno há quase dois meses!) Como muita gente estava me pedindo, resolvi escrever para contar um pouco sobre a nossa rotina noturna atual.

Uma pequena introdução para quem é novo no blog e não conhece o contexto: nosso filho tem três anos, meu marido é músico (e trabalha em horários alternativos) e eu trabalho fora o dia inteiro.

Basicamente, meu horário de chegar em casa varia, pois às vezes faço hora extra no trabalho. Sou a única na minha área por enquanto e muitas vezes preciso ficar até mais tarde (geralmente em época de eventos etc). Não vou colocar o horário exato em que chego em casa, por questões de segurança. Mas coloque aí uma variação de duas horas quando faço hora extra.

Quando eu chego em casa, normalmente meu filho já jantou e meu marido já preparou o jantar. Eu já troco de roupa (visto a roupa da academia, senão bate um desânimo danado) e janto. Depois, fico com o meu filho até a hora de ele dormir. Nesse meio tempo, meu marido aproveita para fazer algumas coisas dele, como tirar música ou ficar na Internet. Eu também acabo fazendo algumas coisas em casa, como trocar lixeiras, pendurar roupa, enfim, tarefas cotidianas mais simples.

Depois de mais ou menos uma hora depois que o meu filho jantou, é hora de tomar banho. Alternamos entre meu marido e eu para dar banho no filhote (depende do que cada um tem para fazer no dia). Enquanto um dá banho, o outro já separa a roupa e prepara o leite. Dou mais uns agarrões no meu filho, beijo de boa noite e vou para a academia. Meu marido o coloca para dormir, o que também é bastante rápido, porque ele dorme no quarto dele sozinho. Enquanto eu estou na academia, meu marido tem esse tempinho para ele, quando aproveita para fazer o que quiser, seja cuidar de algo na casa (lavar a louça, por exemplo) ou ver um pouco de TV.

Quando eu volto, vou direto para o banho. Tenho um dia da semana que é um “dia de folga”, que elegemos como a noite de ver filme. Nas outras noites, eu vou estudar. Estudo de duas a três horas por dia, dependendo do meu cansaço. Depois disso, separo a minha roupa para o dia seguinte, dou uma geral na bolsa para tirar papéizinhos etc, faço minha higiene pessoal e vou para a cama. Sim, eu durmo tarde. Foi uma escolha que eu fiz, para conseguir estudar mais.

Mas nem sempre é assim. Nos dias em que estou muito cansada, privilegio o descanso. Nos dias em que precisamos sair à noite, precisamos nos adaptar também e compensar (o estudo) nos outros dias, especialmente finais de semana.

Finais de semana

A rotina noturna nos finais de semana é mais tranquila, especialmente porque temos mais tempo para fazer tudo durante o dia. Se eu estiver bem (ou seja, não cansada) e meu marido não estiver em casa (porque foi trabalhar), eu fico estudando ou vendo alguma série ou filme que eu goste. Quando ele não trabalha em algum dia do final de semana, costumamos fazer algo juntos, sair para jantar, ir ao cinema ou simplesmente ficar em casa.

Limpeza

Com relação à limpeza da casa, repito o que já comentei em outros posts: temos listas! A lista de tarefas diárias é curta, com o essencial mesmo, e nós dois nos revezamos para cumprí-la (se meu marido não fez durante o dia, eu faço de noite). Mas, como dividimos as tarefas, não fica sobrecarregado para ninguém e é bem tranquilo cuidar da casa ao longo dos dias.

Meu marido sabe que, quando eu chego em casa, de noite, não vou ter muito tempo para cuidar da casa, então ele não deixa nada pesado para eu fazer. Muitas vezes o que acontece é que eu gosto de fazer, mas sempre me arrependo um pouco, porque ele poderia ter feito durante o dia ou eu poderia ter deixado para o final de semana. É que às vezes me batem 5 minutos e quero arrumar isso, limpar aquilo. Mas tento me policiar para não ficar tão cansada.

Mas basicamente é isso. Deixamos a noite para fazer outras coisas. Claro que isso só é possível porque meu marido está por aqui durante o dia (na maioria das vezes) e consegue limpar a casa. Se ambos trabalhássemos fora, a rotina seria diferente. Provavelmente eu deixaria de fazer academia, por exemplo, para ter mais tempo para cuidar da casa. A vida é assim mesmo, feita de adaptações. Já passamos por períodos em que simplesmente não parávamos em casa (quando eu trabalhava e fazia faculdade, e ele trabalhava de dia e tocava à noite), mas aí a casa sujava menos também…

Para nós, é muito importante existir esse equilíbrio. Já passei por grandes períodos de estresse na vida e sei que não é saudável viver assim. Tanto que, hoje, preferimos ter menos dinheiro mas manter essa estrutura em que meu marido possa ficar mais com o nosso filho, cuidar da casa etc. Foi uma escolha que fizemos e que pode mudar também, porque a vida é feita disso, mas que por enquanto tem se mostrado uma decisão acertada.

Ajuda

Não temos diarista, nem empregada, nem outra pessoa que nos ajude. Gosto de cuidar da casa eu mesma. Aliás, esse é o mote do blog: ensinar como podemos nos virar sozinhos(as) com relação a tudo relacionado a organização (incluindo a limpeza de casa).

Já considerei muitas vezes a ideia de ter alguém aqui, mas meu marido nunca quis. No final das contas, eu acho que ele tem razão e eu penso da mesma forma.

Lição de casa

Por enquanto, nosso filho ainda não tem que fazer lição de casa, então isso é uma coisa a menos para nos preocuparmos. Mas em breve isso acontecerá e é claro que eu vou postar aqui no blog para vocês acompanharem a mudança.

Compras

Geralmente vamos ao supermercado durante a semana pois, aos finais de semana, além de estarem muito cheios, meu marido pode estar trabalhando e só ele dirige (por enquanto). Elegemos um único dia da semana para fazer isso, mas ultimamente ele tem ido durante o dia, de forma que não precisamos gastar uma noite da semana para fazer isso. Quando acontece, vou logo depois do trabalho (geralmente no dia em que saio no meu horário mesmo), então não interfere muito na nossa rotina noturna.

Preparo das refeições

Meu marido é o cozinheiro da casa, apesar de eu também gostar de cozinhar e não fazer tanto por falta de tempo mesmo. O que costumamos fazer é preparar algumas “bases” em um dia e deixar para toda a semana (congelados), como: arroz, feijão e sopa. Uma vez por semana meu marido gosta de fazer macarrão para ele e para o filhote, que costuma durar dois dias. Aí, no dia a dia, basta assar ou cozinhar alguma carne, então o processo todo é bem rápido.

Meu marido não é muito fã da história do menu semanal, então fazemos uma adaptação desse esquema aqui em casa: planejamos a semana, mas não o que vamos comer em cada dia. Pensamos em sete refeições, compramos os ingredientes, mas ele prepara de acordo com o humor dele no dia. Tem dado certo para nós e é uma maneira de simplificar o menu semanal, cujos principais benefícios são economizar nas compras e não precisar quebrar a cabeça todos os dias pensando no que vai preparar.

A coisa de congelar quebra um galho enorme. Sei que não é o ideal (também prefiro comer a comida fresquinha), mas agiliza demais o dia a dia. Para saladas, também costumo comprar aquelas que já vêm pré-lavadas. São mais caras, mas economizamos em todo o resto, e o investimento vale a pena pela economia de tempo que temos diariamente.

Acho que consegui abordar todos os pontos! Se alguém tiver mais alguma dúvida, por favor, poste nos comentários!