O lado zen do dia a dia

51
4104

Eu queria viver uma vida onde todos os dias sejam extraordinários, mas a realidade é que os dias costumam ser comuns. Ser comum não é ruim, no entanto. O comum pode ser visto como especial, se tivermos a atitude certa.

Acordar cedo para ir trabalhar, por exemplo. Sei que é costume reclamar de acordar cedo – muitas pessoas fazem isso. E se, em vez de reclamar, passarmos a ver o hábito de forma diferente? Como? Basta pensarmos que estamos acordando cedo porque estamos vivos, só para começar. Melhor estar vivo e acordando cedo que estar morto e não ter essa chance nunca mais. Depois, podemos pensar que acordar cedo significa que temos uma missão a cumprir naquele dia. Temos a oportunidade de trabalhar, de pagar nossas contas, de garantir o nosso sustento.

Levar o cachorro para passear pode ser enfadonho ou pode ser uma excelente oportunidade para fazer um pouco de atividade física diariamente, cuidando da saúde.

A pausa de uma hora ou mais no horário de almoço pode ser uma excelente oportunidade para comer com calma, fechar os olhos, relaxar, ouvir música, pensar na vida, dar uma volta, respirar profundamente, ou mesmo dar risada com os colegas de trabalho.

Se, ao chegar em casa, de noite, você se sentir cansado(a), agradeça por ter vivido mais um dia. Por ter tido a chance de viver mais. Por ter tido todas as oportunidades que você teve durante esse dia que ainda não terminou. Tome um banho, vista uma roupa confortável, passe momentos agradáveis com seus familiares. Descanse, curta sua casa. Leia um livro. Veja um filme.

Quando for lavar a louça, pense que está fazendo isso porque teve o que comer. Quando limpar o fogão, pense que teve o que cozinhar. Quando lavar a roupa, pense que tem roupas em quantidade suficiente para se vestir todos os dias. Faça todas as tarefas de casa sem reclamar, pois você ao menos tem uma casa para limpar.

Todos nós temos dificuldades e problemas, mas poderia ser pior. Vivemos em um mundo com uma desigualdade imensa, onde pessoas morrem de fome, frio, sede, maus-tratos. Ter a oportunidade de acordar todos os dias dentro de condições quase perfeitas não nos dá o direito de reclamar de pequenos problemas do dia a dia. Eu sei que não é fácil, pois eu mesma faço isso muitas vezes. Mas precisamos ter essa postura um pouco mais grata por tudo; ver a rotina de outra forma.

Se os dias são comuns, significa que temos tranquilidade. Você já pensou nisso? Já valorizou isso?

51 comentários

  1. Thais, como sempre, arrazou!
    Gostaria de fazer uma pergunta (ou talvez um pedido de post)
    se você poderia contar um pouco sobre sua religião, vida religiosa!

  2. Gente, uma perguntar sobre outro assunto. Fiquem a vontade para contribuir com informação.>> Preciso de ideia para colocar cesto de roupas sujas no meu quarto, enquanto a lavanderia não fica pronta. Que tipo de coleta colocar mas que fique bonito no meu quarto? Idéias?? Bju

  3. Bom dia Thais,
    o post de hoje é no minimo inspirador. Ler o seu blog logo pela manã já faz parte da minha rotina. É realmente muito bom. E indo no clima do seu post, compartilho uma mensagem que gosto muito:
    FELICIDADE REALISTA

    A princípio bastaria ter saúde, dinheiro e amor, o que já é um pacote louvável, mas nossos desejos são ainda mais complexos.
    Não basta que a gente esteja sem febre: queremos, além de saúde, ser magérrimos, sarados, irresistíveis.
    Dinheiro? Não basta termos para pagar o aluguel, a comida e o cinema: queremos a piscina olímpica e uma temporada num spa cinco estrelas.
    E quanto ao amor?
    Ah, o amor… não basta termos alguém com quem podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando. Isso é pensar pequeno: queremos AMOR, todinho maiúsculo.
    Queremos estar visceralmente apaixonados, queremos ser surpreendidos por declarações e presentes inesperados, queremos jantar a luz de velas de segunda a domingo, queremos sexo selvagem e diário, queremos ser felizes assim e não de outro jeito.
    É o que dá ver tanta televisão. Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma mais realista.
    Ter um parceiro constante pode ou não, ser sinônimo de felicidade. Você pode ser feliz solteiro, feliz com uns romances ocasionais, feliz com um parceiro, feliz sem nenhum.
    Não existe amor minúsculo, principalmente quando se trata de amor-próprio.
    Dinheiro é uma benção. Quem tem, precisa aproveitá-lo, gastá-lo, usufruí-lo.
    Não perder tempo juntando, juntando, juntando.
    Apenas o suficiente para se sentir seguro, mas não aprisionado. E se a gente tem pouco, é com este pouco que vai tentar segurar a onda, buscando coisas que saiam de graça, como um pouco de humor, um pouco de fé e um pouco de criatividade.
    Ser feliz de uma forma realista é fazer o possível e aceitar o improvável.
    Fazer exercícios sem almejar passarelas, trabalhar sem almejar o estrelato, amar sem almejar o eterno.
    Olhe para o relógio: hora de acordar
    É importante pensar-se ao extremo, buscar lá d entro o que nos mobiliza, instiga e conduz, mas sem exigir-se desumanamente.
    A vida não é um jogo onde só quem testa seus limites é que leva o prêmio.
    Não sejamos vítimas ingênuas desta tal competitividade.
    Se a meta está alta demais, reduza-a. Se você não está de acordo com as regras, demita-se. Invente seu próprio jogo.
    Faça o que for necessário para ser feliz.
    Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade.
    Ela transmite paz e não sentimentos fortes, que nos atormenta e provoca inquietude no nosso coração. Isso pode ser alegria, paixão, entusiasmo, mas não felicidade.

    Mario Quintana

    Um ótimo dia pra você!!!
    E para todos que acompanham seu blog!

  4. Precisando aprender urgentemente a ter uma atitude mais positiva diante da vida e de todas as bênçãos recebidas diariamente. Obrigada pela inspiração e leveza desse maravilhoso post.
    Um grande bj pra você, e o desejo de um ótimo dia a todos!

  5. Post inspirador, como sempre!
    Sobre o assunto, te indico este vídeo que foi veiculado como o comercial de uma ONG e me fez passar a valorizar o cotidiano e vê-lo como algo especial, tal como você fala no post: http://www.youtube.com/watch?v=kAwPZ–Bytw
    O vídeo se chama “vida boa”, é bem “clean” e super rapidinho, tem só 1:04 min!
    Espero que goste!
    Beijos

  6. Vc está certa, Thais! Em um mundo com tanto sofrimento, “acordar todos os dias dentro de condições quase perfeitas não nos dá o direito de reclamar” de nada, e eu sou grata. Mas a quem? Grata a Deus – quem me deu a existência e me sustenta, quem preserva a Sua lei e graça nos meus dias e quem não me rejeita, apesar de todas as minhas contradições, mas sempre me acolhe quando me perco nos meus cuidados e erros. Grata tbm pq Ele mantém a clareza de pessoas leais como vc. Obrigada por compartilhar seus pensamentos conosco. Que Deus abençoe e vc e sua família.

  7. Amei! Digo isso sempre para a minha mae, que é uma pessoa muito negativa e esta sempre reclamando de tudo. Tudo na vida tem o lado bom e o ruim. Basta termos olhos sempre para o ladp bom!

  8. Olá Thais,
    Sempre gostei de rotina mas nunca havia pensado que ter rotina significa que estamos vivendo dias tranquilos. Tenho buscado simplicidade na minha vida e seu texto se encaixou com o que tenho pensado sobre a vida: fazer as coisas de sempre com um olhar diferente. Que Deus continue te iluminando pra que você possa sempre nos presentear com seus escritos. Beijo, Paula

  9. Post bacana. Reclamar vicia. Quem aguenta ficar muito tempo perto de uma pessoa negativa, que vive a reclamar?
    Aprendi muito ao ter cachorro. A gente tem de cuidar do bichinho todo santo dia, aceitar as limitações do animal e cuidar dele(a) até morrer.
    Também exercito muito a paciência com a árvore (Sibipiruna) gigantesca que tem em frente à minha casa. Eu a chamo de Dulce. Aqui em São Paulo muita gente tem estas árvores gigantes em frente a prédios, onde há faxineiro para varrer todos os dias e a árvore não representa risco para as calhas. É diferente numa casa. Mas a vida é assim. A gente precisa aceitar o que não pode modificar e fazer as tarefas com alegria.
    Curiosamente, uma semente da Dulce floresceu no canil da cachorra, bem na caixa de pedriscos que serve de “banheiro”. Que lugar bizarro para uma semente germinar… Transplantamos a muda para o vaso da avenca, que parecia morta. A avenca “ressuscitou” ao lado da Dulce Junior, que já está com um metro de altura. As duas plantas estão exuberantes.
    A vida dá trabalho, mas é maravilhosa. Bjs,

  10. Oi Thais,

    Também me emocionei com o post e faço esse exercício diariamente, agradecer por estar viva mais um dia, por ter mais uma chance de recomeçar, de refazer, de tentar, de melhorar, de beijar os filhos, de amar, de falar com pessoas queridas, de ter saude!!! Graças Deus sempre!
    Nunca fui uma pessoa negativa, mas especialmente depois de ter duas grandes perdas, meu marido e meu pai, a gente percebe que tudo tem jeito, tudo se resolve, quando se está vivo e com saude!!! Viver com gratidão, ter esse olhar que você comentou no texto, traz satisfação e paz.

    Bjs

  11. Eu já tive uma experiência dessa, vivia reclamando de acordar cedo pra ir trabalhar, dos ônibus que eu pegava e tal, mas um dia, fiquei sem emprego e quando se passaram 03 meses sem emprego e não tinha uma perspectiva de arranjar um, comecei a sentir falta de acordar cedo e pegar os ônibus lotados pra ir trabalhar!!! pura verdade, senti muita falta disso! Graças a Deus arranjei um bom emprego e às vezes ainda reclamo kk mas procuro pensar mais nisso. Adoro seu blog Thais.

  12. Oi Thaís! Recentemente descobri o seu blog e agora sempre passo para dar uma conferida! Otimas dicas! Adorei, inclusive o post de hoje. Parabéns!
    Abraço, Renata

  13. Gente, maravilhoso o vídeo indicado pela Camilla!!! Um tapa na cara!!! A história da Nilza, sobre as árvores, linda! “A vida dá trabalho, mas é maravilhosa”! Perfeita definição. A vida realmente não é fácil, mas é perfeita!!! FELICIDADES A TODOOOOOOSSSS!!!
    Bjs, Thaís.

  14. Oi Thaís é a primeira vez que escrevo no seu blog, mas a algum tempo acompanho seu blog e simplesmente adoro suas postagens, gostei tanto desse que até resolvi compartilhar com meus colegas de trabalho, compartilho das mesmas idealizações e conquistas.
    Fabiana Ribeiro

  15. Thais, ótimo texto.
    Hoje mesmo estava lendo Dalai Lama indicação sua no blog.
    É preciso sempre exercitar os agradecimentos a tudo que temos.

    Conforme a Rê escreveu:
    – O texto da Nilza e o video que a Camila indicou estão também de parabéns.

    Que Deus abençõe a todos.

  16. Não sei se vc é religiosa Thais, mas te acho uma benção de Deus. Texto e pensamentos perfeitos!! Desde que descobri seu blog, em janeiro desse ano (momento perfeito por conta dos planos de ano novo rsrsrs), tanho conseguido mudar algumas coisas, não no ritmo que eu gostaria, mas depois de tantos anos desorganizada, to evoluindo bem. Espero continuar nessa evolução e que você continue sempre nos inspirando a buscar ser melhor.

    Rose

  17. É, Thais… a gente tem mania de reclamar de um monte de coisas, de achar problema em coisas simples. Mas é tudo bem tranquilo! Pq criar caso com coisas que deviam nos deixar tranquilos? Se o trabalho é algo que a gente gosta de fazer, fica mais fácil encarar o relógio bem cedo. Eu estou à procura de emprego, mas sou seletiva. Não quero trabalhar em algo só pelo dinheiro, pq quero ter prazer em ir pro trabalho. E quero ter prazer em voltar pra casa!
    Beijo!

  18. Oi, show o post, como sempre… so gostaria de dizer o seguinte: reclamamos demais de tudo, acho que ao invés disso devemos e tomar atitude, fazer algo, se não esta bom, faça algo para melhorar, acho um saco as pessoas so reclamarem, reclamarem…hello!

  19. Amei o post Thais … É realmente inspirador !!! Graças Deus faço parte do time das pessoas otimistas e gratas !! É uma benção viver de forma positiva !! beijo grande a todos

  20. Thais, eu tinha o hábito de reclamar na hora de guardar as compras do supermercado. Nossa, aquilo para mim, depois de um dia de trabalho era o “ó”, até que uma pessoa, proprietária de um mercadinho num bairro bem pobre me contou que uma família costumava ir ao seu estabelecimento e de posse de um carrinho, enchia-o de toda sorte de mercadorias. Terminando o último corredor, deixavam o carrinho e iam embora. Quando ela os interpelou, disseram que como não tinham dinheiro algum, “brincavam” que estavam comprando…Isso nunca mais saiu da minha cabeça…Hoje agradeço. Eu posso comprar e trazer para casa! E tudo que me causa uma certa vontade de reclamar, eu abençoo. O ato de abençoar envolve amor e gratidão pelo que recebemos do Plano Divino.
    Você faz uma diferença no nosso dia e os comentários são como ressonâncias do que já é muito bom!
    Nilza, você me emocionou com a historinha da Sibipiruna. Sou louca por essa árvore! Bjs gerais! Grata, Thais! 😉

    • Olá Wanice,
      menina se a Nilza emocionou com a historia da Sibipiruna, você acabou com a gente com a historia do carrinho de compras.
      Eu sempre penso quando vou no supermercado e agradeço por ter condições de comprar aquilo que necessito.
      Beijos, Vi

      • Vi, eu não gosto de “pieguice”, mas é uma história verdadeira e serve mesmo pra gente valorizar coisas tão simples na nossa rotina, como apanhar uma mercadoria, pagar e trazê-la para casa…
        E agora eu mesma me repreendo: “Tá reclamando do IPVA? Só quem tem carro paga…agradeça!” e por aí vai…
        Bjs

  21. Amei o texto, o vídeo e a historinha da Nilza!!! Como diz o poeta: “tudo vale a pena qdo a alma não é pequena”! Bjao

  22. Gostei muito do seu texto!! Lembrei do meu filho que sai pra trabalhar cedo e vive reclamando. Sempre falo para ele agradecer a oportunidade de ter um emprego, pois muitos queriam estar no seu lugar. Gosto Muito do seu blog, leio ele todos os dias e seus posts servem de inspiração para o meu dia. Obrigado. Bjus.

  23. Seus posts sempre vem a calhar, incrível !
    Levanto cedo para ir à academia e hoje estava super cansada, mas como já tinha acordado fui mesmo assim e no caminho me veio:
    – Bom, é melhor acordar cedo e ir pra academia do que nunca mais acordar né !
    E o melhor é que quando termino o treino nunca me arrependo de ter ido, pelo contrário dá uma sensação de dever cumprido incomparável.

    Valeu !

  24. Olá! Conheci o seu espaço através de um post sobre organização pra quem é vestibulando, muito bom!
    E ao ler este ao texto gostei mais ainda. É isso aí, é tão bom quando a gente pode levantar todos os dias e buscar coisas novas, correr atrás também é bom! Pensamento positivo só atrai coisas positivas.

    Abraços

  25. Confesso que muitas vezes reclamo de várias coisas do meu dia: do trânsito intenso, de um colega chato do trabalho, de uma palavra mais ríspida, do marido, do governo, etc, etc. Mas, sabe de uma coisa? Ao ler o seu blog encontro diversas soluções para o meu dia a dia que me fazem mudar o pensamento e, consequentemente, parar de reclamar. O vídeo que a Rafaele postou acima realmente é um tapa na cara.

    Obrigada por mudar nossas vidas
    Beijoss
    Ana

  26. Que lindo post Thais, não sei que dom é esse que vc tem de transmitir a realidade pra gente de uma maneira tão delicada e verdadeira, são coisas que todos sabemos mas não paramos pra pensar e simplesmente reclamamos e reclamamos de tudo, mas ainda bem que Deus mandou vc pra nos abrir a mente, tenho só que lhe agradecer, muito obrigada.

  27. perfeito! lindo post!

    e vc já notou que quanto mais agradece, mais coisa boa acontece?

    e quanto mais reclama,pior a coisa fica?

    ótimo fim-de-semana e muito obrigada!

  28. Logo na segunda-feira, um belissimo chacoalhão rs!! Mas foi ótimo, temos uma vida excelente, basta agradecer. Obrigada 😉

  29. Concordo muito com você Thaís. Tenho amigos que vivem reclamando de tudo… até mesmo do que ralaram tanto pra conquistar. Eu por exemplo, acordo cedo todos os dias e demoro 1h pra chegar na minha faculdade (pego trem e metrô). É cansativo e a rotina na faculdade também, mas sempre quando começo a desanimar, eu penso o quanto eu quis entrar lá, o quanto eu estudei pra passar no vestibular, era o meu sonho, e eu tenho que ser grata. Me identifico muito com o seu blog, seus textos são sempre inspiradores. Obrigada Thaís < 3

  30. Com certeza, Thais.
    Totalmente de acordo.
    Quando acordo mal humorada penso que muitas pessoas não tiveram a mesma sorte que eu: acordar.

    Beijos e bom fds!

Deixar uma resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui