Categoria(s) do post: Áreas da Vida

bosque9

Hoje o meu bijouzinho completa três anos de idade. <3 E eu completo três anos como mãe. Quanta coisa mudou de lá para cá!

Uma das coisas que eu mais quero no momento é passar mais tempo com ele. Não falo de tempo no final de semana, que é escasso. Falo do dia a dia. Quem trabalha fora sabe.

Penso assim: os sonhos existem para transformarmos em objetivos. Se não, não vale a pena sonhar, certo?

Para mim, sonho mesmo é poder trabalhar em casa, com mais tranquilidade, fazendo os meus horários, cuidando do meu filhote de perto.

Não se trata de descontentamento com meu emprego em si (gosto muito), mas acho que toda mãe tem essa vontade para poder ter uma qualidade de vida familiar melhor.

O que a gente não pode fazer é deixar de aproveitar enquanto a situação ideal não acontece.

Uma das coisas que eu mais gosto de fazer no dia a dia é dar um beijinho de boa noite no meu filho, quando ele já está dormindo, na hora que eu vou me deitar. Abaixo perto da cama, dou um beijo e cheiro o cabelo dele. Esses momentos duram poucos segundos, mas para mim é como se o tempo parasse.

Não consigo imaginar absolutamente nada na minha vida sem o meu filho. É um amor tão grande que dói. Aquela coisa que falam, de que ter um filho é viver com o coração fora do corpo, é a melhor descrição que existe. O sentimento é exatamente esse.

A melhor coisa dos três anos do meu filhote é vê-lo se transformar em uma pessoinha com personalidade e traços que vão se desenvolvendo. Ele AMA números. Assim, de maneira incomum. Se estamos em um restaurante, ele quer saber qual o número de todas as mesas. Fica perguntando quanto é 180 + 180, ou que número vem depois do 247. Quer distraí-lo? Diga para contar junto com ele até 100! Ele adora! E prepare-se: quando chegar aos 100, ele vai querer ir até os 200.

Ele também adora livros, Dora, Bob Esponja, Chaves, gelatina e pudim de leite condensado (quem não gosta?). Adora ficar na casa das avós. Me surpreende a cada dia com palavras e expressões novas. Ama fazer perguntas.

Me desculpem por este post tão “fora dos moldes” do blog. Mas hoje eu não poderia falar de outra coisa. Meu filho me inspira mais do que tudo – é a minha razão de viver. Muito do que eu postei no blog nos últimos anos tem relação direta com ele. Ser mãe me fez ver a organização da vida de uma forma totalmente diferente – mais prática, focando no que realmente importa.

Filho, mamãe te ama muito, muito, muito. Feliz aniversário. <3