Blog

Sobre colaboradores no blog

Bom dia, pessoal. Hoje venho aqui falar sobre a mudança que comentei no blog há algum tempo, sobre a entrada de colaboradores. Recebi muitas mensagens positivas a respeito, mas uma imensa quantidade de e-mails negativos. Não digo negativos no sentido de serem ruins, mas no sentido de… bem, os leitores acharam que o blog estava perdendo a identidade. Eu mesma estava estranhando bastante o novo formato, porém, como era uma grande mudança, achei que fosse aquele estranhamento típico de quando estamos fazendo alguma adaptação.

Eu colo abaixo o e-mail que enviei a todas as colaboradoras para explicar o que aconteceu e como acontecerá daqui em diante, e compartilho isso com vocês para agradecer pelo retorno sincero que vocês sempre me dão quando sabem que ajudarão a manter o blog como ele é. No e-mail, explico como será feito daqui em diante.

Pessoal,

Estou escrevendo para tratar de um assunto bastante delicado, mas gostaria que vocês compreendessem.

Desde o início, quando eu decidi abrir o blog para colaboradores, foi pensando em trazer uma variedade para os leitores, pois talvez o “meu formato” estivesse se tornando enfadonho. Enfim, eu realmente achei que, trazendo um pessoal novo, os leitores fossem gostar. Além disso, também era uma oportunidade de divulgar textos bacanas de outras pessoas, trazendo uma certa visibilidade a todos que colaborassem.

O que acontece é que eu tenho recebido muitos, mas muitos e-mails diariamente sobre essa mudança. A maioria deles dizendo que o blog perdeu a identidade, que era tão a minha cara, e agora não se sabe mais o que é. Isso me tocou muito porque, como vocês devem acompanhar pelo blog, sou muito sensível ao que os leitores me falam, e sempre levo em consideração a opinião deles para tudo o que eu faço no blog.

Por esse motivo, estou enviando este e-mail para me justificar com vocês, pois terei que parar com as colaborações externas. Vou manter os textos de vocês lá, apenas alterando o post com as informações do autor e toda divulgação necessária, no caso de quem tem site ou blog, então não se preocupem quanto a isso. Se alguém quiser que eu retire o post, por favor, me avise.

Gostaria de pedir desculpas por essa mudança de planos, mas eu realmente não esperava essa reação do pessoal. Muitos me mandaram e-mail através do formulário de contato porque não queriam expôr sua opinião publicamente, com receio de que eu ficasse chateada, por exemplo.

Agradeço a todos que escreveram e espero manter contato para futuras contribuições, caso seja do interesse de vocês, sobre temas diversos, mas esporadicamente. Os posts que estão agendados para esta semana já entrarão sob o novo formato.

Mais uma vez, me desculpem por isso, mas a opinião dos leitores é a mais importante com relação ao blog. Espero que entendam.

Um abraço.

Também voltarei a postar somente uma vez por dia, com raras exceções, quando eu puder postar mais.

Obrigada por tudo sempre, pessoal.

111 Comments

  1. Ufa!!! Também prefiro assim.

    1. Obrigada pela sua opinião, Rosinha.

  2. Dani Facchinetti says:

    Oi Thais,
    Apesar de não comentar muito leio o blog diariamente e achei um pouco precipitada esta sua decisão (no meu ponto de vista). Acredito que a colaboração é muito bacana e tem a agregar no conteúdo super interessante que vc já nos fornece. Não comentei nada sobre os novos colaboradores, mas achei que foi uma enxurrada de post de outras pessoas e talvez por isso gerou este desconforto. Penso que se houvesse textos de colaboradores (2 por semana ou 3) seria bacana e não causaria tanto reboliço hahaha. Um grande beijo

    1. Foi mais ou menos essa quantidade. =)

      1. Dani Facchinetti says:

        Jura? hahahaha eu tinha certeza que eram mais!

        1. Aumentei a quantidade de posts para dois por dia (um de manhã e outro à tarde). Em três dias da semana, tiveram posts de colaboradores.

  3. Thaís, estava sendo igual lermos textos de nosso autor preferido com inserção de comentários de outros autores..às vezes, começava a ler o texto e pensava.. não é a Thais..voltava para conferir o cabeçalho e.. não era seu texto.
    Pode ter certeza quem acompanha e admira seu blog a muito tempo, como no meu caso, reconhece de longe quando não é você.
    O que nos cativa é a sua transparência ao lidar com os fatos.

    Muito obrigada pela sua dedicação.

    Um abraço.

    1. Obrigada você, Meire.

  4. Oi Thaís!

    Eu concordo com a Dani Facchinetti! Acho que as colaborações são muito positivas, principalmente pra aliviar um pouco quando você estiver sobrecarregada, sempre pode ter um post de um colaborador agendado, que pode ir ao ar quando o seu não puder, por exemplo.

    Além do mais, o trabalho com os colaboradores permite uma discussão de ideias e conteúdos, um brainstorming (acredito que nada deva passar sem você autorizar, claro) e isso é muito bom, pois gera conteúdo de qualidade e diferenciado.

    Também ressalto que esse monte de postagem de todos os colaboradores de uma vez, pode ter sido o grande motivo das pessoas terem critica a “perda de identidade” do blog. Pois como você mesma os nomeou, são COLABORADORES, e não editores. O termo compreende que eventualmente, termos participações especiais dos mesmos, pode ser 2 ou 3 vezes na semana, ou outra maneira. 🙂

    Outra coisa que me assustou um pouco foi esse lance de várias postagens por dia. Antes eu ficava triste porque você teve uma fase que demorava 2 dias pra postar. Mas eu tô super acostumada com esse formato 1 postagem por dia. Então de repente, não tava mais dando conta de ler tudo (pois acesso do meu trabalho) porque eram várias, e eu sempre gosto de comentar, debater, dar minha opinião e etc.

    Enfim… de uma maneira geral, acho que as colaborações são positivas sim. Só falta organização em relação a como elas vão participar do seu espaço. 🙂

    Beijo!

    1. Concordo em tudo com você, May, por isso abri espaço aos novos colaboradores. Até meu marido resolveu escrever, de tanto que os leitores estavam pedindo (tinha um post agendado para amanhã). Mas, se eu recebi tanto retorno negativo, eu não poderia ignorar. Lamento muito pelo que aconteceu e estou bem chateada no momento.

      1. Acho que a sua ideia ainda é a melhor! Não posso imaginar quantos e-mails você recebe por dia com colaborações… manter colaboradores fixos talvez limitasse mesmo, enfim.

        Confio em você!

        Boa sorte! 🙂

    2. Concordo com a May, mas o que me chamou a atenção no comentário dela é que eu também estranhei as 2 postagens por dia.
      Não sei porque, mas quando eu recebia um email com 1 postagem eu parava para ler na hora (porque é uma coisa que eu fazia em menos de 5 minutos), agora deixo para depois e quando paro para ler geralmente leio superficialmente para ver se o tópico me interessa. Antes eu lia todos calmamente.
      Adoro o seu blog xará, ele mudou a minha vida e de todos ao meu redor. Qualidade dos textos é o que importa. Acredito que dá para você conseguir encontrar um equilíbrio com as colaborações, que é o que você falou: manter as colaborações só que com menor frequencia.
      Obrigada por essa transparência e dedicação.

  5. Particularmente,também achei precipitada a saída dos colaboradores. Talvez uma frequência menor pudesse trazer menos estrahamento aos leitores.

    Acho que os colaboradores acrescentam sim ao blog — afinal, ao aceitar o colaborador, de certo você enxergou nele traços seus e dos leitores, não é?

    Eu tinha pensando que os colaboradores pudessem aliviar um pouco da sua carga de textos, e compreendi na hora que com filho pequeno e mil outras coisas da vida, isso fosse necessário pra você.Natural!

    Outra coisa: leitores aceitam textos/colaborações de leitores, mas não aceitam de outros blogueiros? Hum, estranho…me parece uma cisma protecionista dos leitores.

    Por fim, Thais,obrigada pela transparência de sempre. Só acho que você não pode se esquecer que este espaço é seu, e todos chegaram aqui pelo modo com o qual VOCÊ geriu o blog até hoje.

    Se vovê ficar dando muita abertura à desejos e exigências de todos,acho que você corre o risco de se chatear.Mudanças geram reações, SEMPRE. O que é preciso é dar o tempo da adaptação e fazer os ajustes necessários.

    1. Gabi, acho que você disse tudo. Eu sou a Daniela, quem fez o primeiro blog de colaborador. Fiquei bastante chateada com o que aconteceu. Confio no julgamento da Thais. Mas concordo com tudo o que você disse. Talvez fosse melhor fazer mais uma pesquisa, conversar direitinho com os leitores.

      1. Gostei! Disse tudo!

    2. Excelente comentário da Gabi. Tenho exatamente a mesma opinião. Eu estava gostando desta inovação no blog, acho que ia te “desafogar” bastante e iria beneficiar os leitores e acrescentar conteúdo de qualidade ao blog. Por exemplo: eu gosto muito da tag “sugestão de cardápio para a semana” que estava sem atualização a um tempo e com a chegada de novos colaboradores essa tag foi reativada, fato que gostei muito. Colaboradores além de uma necessidade é uma realidade que existe em praticamente todos os outros blogs, os leitores simplesmente tem que se acostumar a essa realidade.

    3. Obrigada, Gabi. É difícil, viu? Eu concordo com tudo o que você disse. Achei que a entrada de novos colaboradores só tinha a acrescentar ao blog e fiquei surpresa com a reação dos leitores. Continuarei postando textos de outras pessoas, mas espaçando mais o tempo entre um e outro e como participação do leitor, e não através de colaboradores fixos. Acho que foi essa “formalização” que pegou com o pessoal.

    4. Oi Thais
      Concordo com a Gabi, e na minha opinião, colaboradores podem contribuir sim para o blog: seja em relação a diversidade de idéias como também ajudar para vc não ficar sobrecarregada. De qq forma continuo confiando no seu trabalho. Além do mais o blog é seu, e vc tem todo o direito de modificá-lo, se quiser. Vc demonstra cuidado e muito carinho no que faz.
      Abraço carinhoso.

    5. Valéria Vieira says:

      Concordo com a Gaby! estava achando muito interessante ter posts de outras pessoas, até pq alguns foram de áreas bem específicas, escritos por pessoas com propriedade no assunto.
      Mas também concordo com a May em duas coisas: primeiro, ter vários posts no dia, eu não tava dando conta de ler tudo pois tb me acostumei a ler um por dia. E em segundo lugar, ter “um post na manga” para qdo vc Thais não pudesse postar, seria interessante.
      E também acho que toda mudança gera desconforto e que precise de tempo de adaptação. Espero que vc possa reconsiderar sua decisão…

      Um bjo de uma fã do seu blog!!
      Força menina!

  6. Ahhh puxa 🙁

    Também concordo com os leitores que disseram que havia muitos posts juntos de colaboradores. Talvez tenha sido isso 🙂

    Beijo Thais, e mais uma vez, parabéns pelo Blog!

  7. Bom Thais eu nos últimos tempos tenho acessado o blog mas sem tempo nenhum para comentários devido aos estudos diários. Na verdade, li os mais recentes, um pouco na diagonal, mas mesmo assim, com atenção possível. Eu não acho que tenha perdido a identidade, o blog continua bom, mas a verdade é que já não é “a sua cara” mas essa é a minha opinião e é você quem decide se vai continuar assim ou não. É bom ter colaboradores, sim claro, mas isso, num blog como este, que sempre teve uma identidade muito própria e leitores que estão habituados ao tipo de assuntos e textos com que podem contar podem estranhar (eu sou dessa turma, sorry). Eu continuo lendo sempre que posso mas, ultimamente, também cheguei à mesma conclusão das pessoas que disseram por e-mail que ele perdeu um pouco a identidade. Bem, você pode transformar o seu blog naquilo que quiser, na verdade, ele é seu, mas isso é só uma opinião. Os leitores em cima dizem que é bom ter colaboradores porque assim você não fica sobrecarregada e existe também a troca de ideias, mas eu acho que no dia que não der pra fazer post ou, você andar sobrecarregada, não faça, simples assim, acho que todo o mundo entende, você é humana e isso é natural. Delegar textos a outras pessoas sendo que você escrevia de uma forma tão própria e tão bem é uma decisão complexa. Me desculpe, Minha opinião. Bjs

    1. Obrigada, Joana, eu concordo.

  8. Tb concordo com os comentários acima… Acho legal ter colaboradores… Talvez com menos freqüência,… Tanto qt acho legal qd vc posta textos de leitores… Bjos

    1. Sim, os posts vão continuar, mas em frequência menor e como textos de leitores.

  9. Soraia Bertoli says:

    Thais, cuidado a gente não consegue sempre agradar a todo mundo… estou te acompanhando a quase um ano e não achei que mudou tanto assim, as pessoas são arredias as novidades e mudanças mas elas tem que acontecer. A sua cara, sua personalidade estavam ali, afinal você escolheu o texto e concordou com ele… Beijos

    1. Soraia, não dá para agradar todo mundo. Recebi as opiniões mas a decisão foi minha, pois eu também estava com a mesma impressão. Os posts dos leitores vão continuar. A única coisa que mudou foi a logística de postagem. Eu tinha concedido login e senha para os colaboradores postarem sempre, e a frequência de posts tinha aumentado. O que eu fiz agora foi voltar a postar os textos como de leitores e com um espaçamento maior.

      1. Valéria Vieira says:

        Bom, entendendo melhor o que vc disse no post, concordo contigo.
        Será muito bom ler textos diferentes de vez em qdo, mas realmente dá pra perceber qdo não são textos escritos por vc. Posso dizer que te acompanho há pouco tempo, mas gosto muuuuuito do que vc escreve.
        Dessa forma, vc controlando as participações, não perde a qualidade que vc conquistou ao longo do tempo.

        Mas parabéns mesmo pelo blog. #Amooo

  10. Bom… Eu achei que foi legal a ideia dos colaboradores, mas sinceramente já não estava mais com cara de “cantinho da Thais”. Rs. Tava mais um blogão sabe? Melhor… um portal de notícias. Bjo e que sensibilidade se preocupar com isso hein?! Como você é humana!!!

    1. Obrigada por me entender, Natalice.

  11. Thais,
    Como leitora assídua e apaixonada pelo VO, também senti muito quando vi aquela coluna de COLABORADORES, os textos não me empolgaram tanto quanto os teus, mas não quiz sinalizar antes, pois TODA MUDANÇA gera um desconforto, queria absorver mais um pouco. Mas fico aliviada no sentido de vc ter percebido também com a sua sensibilidade e estarmos nós (leitores) na sua principal fonte de importância.

    Na minha opinião a inserção dos colaboradores poderia SIM ACONTECER, desde que fosse um pouco mais branda, mas eles entraram com tudo, e de fato perdeu-se um pouco a originalidade e o lado pessoal de Vida Organizada by Thais Godinho, não estava lendo mais o blog que eu tanto amo e sim uma revista, um editorial.

    OBRIGADA THAÍS SEMPRE PELA SUA TRANSPARÊNCIA :0

  12. Eu achei uma pena. Achava promissor o novo formato. Gostei dos textos, das colaboradoras, de pontos de vista diferentes.
    Eu entendi a mudança como um plus, um serviço a mais oferecido pelo blog.
    Não acho que um post diário te sobrecarrega. Já faz parte da sua rotina, tanto quanto ir ao mercado ou limpar a casa. É atividade incorporada no dia a dia.
    Para mim vc estava sofisticando o blog, acrescentando ao seu trabalho a editoração de textos de colaboradores escolhidos a dedo. O trabalho de escolher, ler os texto, editar mais conteúdo, mais material era para aprimorar o conteúdo do blog.
    Editorar pode dar mais trabalho do que escrever; acho que vc escreve com um “pé nas costas”…
    Querer fazer mais e melhor parece ser perfeitamente o seu jeito de ser. Por este motivo, para mim, o blog mostrou ainda mais sua identidade e a sua personalidade.
    Dito isso, compreendo e respeito sua decisão, mas lamento a saída das colaboradoras.

    1. Pessoal, as colaborações vão continuar. Por favor, leiam direitinho o que foi escrito no post.

  13. Olá, Thais.
    Leio seu blog a bastante tempo apesar de não comentar e gosto bastante dos seus textos e da forma que você gerencia o blog. O que me assustou um pouco foi a quantidade de posts em tão pouco tempo já que eu estava super acostumada a ler suas atualizações diárias. Acredito que isto tenha sido o que mais assustou a maioria dos leitores também. Mas como as mudanças sempre provocam reações e é normal que demoremos a nos acostumar com elas, achei precipitado retirar os colaboradores tão rápido. Acho que você poderia limitar as postagens deles, como 1 por semana ou a cada 15 por colaborador e daria certo.

  14. Gente, por favor, leiam o que eu escrevi. As colaborações continuarão de forma esporádica, com um espaçamento maior, entrando como textos dos leitores. A única coisa que mudou foi a logística – antes, os colaboradores tinham login e senha para entrar e escrever quando quisessem. Só mudou a logística, gente. As postagens voltarão a ser uma por dia e esses posts serão mais espaçados. O que eu estava fazendo era publicar dois posts por dia, sendo que 2 a 3 vezes por semana entravam os posts dos colaboradores.

    As colaborações não irão acabar. Só a forma de colaboração que voltará a ser como antes. Por favor, não comentem dizendo que eu fui precipitada, pois a decisão foi muito bem pensada e analisando todos os fatores. Meu objetivo ao postar esse comunicado e o e-mail que mandei para elas foi somente ser transparente como sempre com vocês.

    Obrigada.

  15. Concordo com vc Thaís. Diminuir a quantidade de post dos colaboradores.
    Acho que o motivo dessa reação foi a quantidade em um periodo pequeno.

  16. Eu também recebi mais de 200 e-mails de pessoas interessadas em se tornarem colaboradoras, com textos excelentes, e eu não poderia adicionar, sei lá, 50 pessoas para serem colaboradoras. Então publicar esses textos ocasionalmente tornaria a coisa mais prática. juntando isso aos e-mails que recebi do pessoal, achei melhor mudar a dinâmica das postagens desses textos, mas eles continuarão. Só isso.

  17. Então, gente, estou bem chateada com a situação. As colaboradoras também, é claro. Ninguém me falou nos e-mails que o problema era a quantidade de postagens – isso eu resolvi diminuir porque já tinha pensado nisso. Afinal, um blog de organização que fica tomando o tempo das pessoas? Não, um post por dia seria o ideal mesmo.

    Todos os e-mails que eu recebi foram sobre outras pessoas escrevendo frequentemente no blog. Não sei nem quantos eu recebi de pessoas dizendo que, por verem que o post não era meu, sequer liam.

    Isso me deixou chateada por vários motivos, dentre os quais:

    1) Eu jamais publicaria algo no blog que não “passasse por mim” e não fosse um conteúdo bacana que agregaria aos leitores;
    2) Eu confiei muito nas colaboradoras ao abrir espaço para elas, e elas acreditaram nessa confiança;
    3) Acredito sim que pontos de vista diferentes só têm a acrescentar em qualquer blog.

    Se o problema fosse a frequência das postagens, bastavam ter dito isso, mas não foi essa a reclamação que eu recebi. E não estou falando de dois ou três e-mails, mas de quase 400. Existem muitas pessoas que lêem o blog mas nunca comentam, ou comentam me enviando e-mails porque não querem se expôr. Tem uma leitora, por exemplo, que comenta todos os posts, mas por e-mail, porque não quer comentar no post em si.

    De tanto ler sobre isso, pensei sim que talvez o blog devesse estar perdendo a sua cara, que eram as minhas postagens mais pessoais. Depois de ler todos esses e-mails e de ponderar MUITO a respeito, decidi adiar o projeto de novos colaboradores e voltar ao formato de textos enviados por e-mail. Fica mais democrático, pois qualquer pessoa pode participar, sem se comprometer com uma frequência X de postagens. Como eu não remunero ninguém para escrever, eu não me sinto à vontade para “cobrar” posts novos. E muita gente boa tinha ficado de fora. O que eu fiz foi juntar essas reclamações com a vontade de agradar todo mundo e tomar essa decisão.

    Os textos continuarão sendo postados e quem quiser colaborar com o blog, as portas sempre estarão abertas. Só não existirão colaboradores fixos, entenderam? Pelo menos, não por enquanto, pois não tive um bom retorno dos leitores.

    É só isso.

    1. Thais, vc agiu bem. Está certa.
      Só fiquei perplexa ao saber que algumas pessoas nem liam os textos ao perceberem que não eram seus.
      Poxa, “não li e não gostei”? Oh boy…

      1. Sim. =/ Isso me deixou muito chateada, você não tem ideia. Não era isso o que eu tinha em mente quando resolvi trazer novos colaboradores para o blog.

    2. Bom Thais no comentário da Daniela talvez até tenha razão, talvez uma pequisa melhoraria a coisa e você conseguisse perceber o que os leitores estão esperando dessa colaboração. De facto, foi a quantidade de posts novos que surgirão, isso fez diferença, a gente estava acostumada aquela leitura diária e de repente…quanto post. Acho que você agiu muito bem! E agradeço a você também pela transparência, é isso que torna o seu blog bacana, porque você nos clarifica sempre quanto às suas atitudes!

    3. O blog é seu… e se vc tem recebido tanto retorno, é sinal que sabe o que é melhor para os leitores.
      Muito obrigada por disponibilizar o seu tempo para nos ensinar algo fundamental para as nossas vidas (a organização)… muito obrigada por ser sensível aos nossos desejos com relação a algo que é seu. Enfim, Thais… parabéns!

    4. Thais, eu acho que você adotou a decisão mais salomônica possível. Gostei muito dos posts selecionados dos colaboradores, tanto que elogiei quase todos, mas sou de concordar que, em homenagem à cara do blog e da própria Thais que tanto amamos, as participações externas caem melhor se forem mais esporádicas.
      A nova logística, então, atende a esta solução: colaborar sem descaracterizar!
      Parabéns pela sua transparência, por sua coragem e por seu respeito sempre incondicional aos seus leitores.

      1. Obrigada, Nina. De verdade!

  18. Su Figueiredo says:

    Bem, acho que tudo já foi dito. Apesar de vir aqui regularmente, nem sempre tenho oportunidade de o fazer e devo ter perdido essa colaboração.
    Acho também que não vais conseguir agradar a todos mas admiro-te por tentares.
    Acho que fizeste uma boa opção, bem equilibrada e que a seu tempo irá a comprovar esse facto.
    Beijocas e obrigada a ti pelo esforço de corresponder ao que as outras pessoas gostam e aos colaboradores/as por terem contribuído para esta aventura (eu irei atrás para ler os textos deles assim que tiver oportunidade).

  19. Thaís, acompanhei essa mudança sem comentar, com uma certa paciência pra ver como as coisas iam acontecer.
    Eu estava gostando das colaboradoras, principalmente das nutri, em razão da minha filha, mas de uma maneira geral porque minha rotina é muito fechada, apesar de trabalhar e fazer faculdade, não convivo/converso com outras mães/donas de casa e teu blog estava me proporcionando isso.
    Acho que sou do contra mesmo, mas eu leio cada post letra por letra, até porque sei que TUDO tem a tua mão.
    Mas no fim, tu sempre faz tudo terminar bem e a tua decisão é a mais acertada.
    um beijo
    tu é a melhor

    1. Oi Carla, a nutricionista foi só uma consultoria. Ela não era colaboradora do blog não. =) Tinha recebido bastante pedidos sobre o assunto, sobre como armazenar os lanches, quais as opções mais saudáveis dentro da necessidade de praticidade do dia a dia. Essa minha amiga se ofereceu para contribuir. Na verdade, o formato do texto dela é bem como eu pretendo continuar com as colaborações daqui em diante. =)

  20. Oi, Thais, apesar de eu ter gostado da qualidade dos textos dos colaboradores, eu fiquei feliz com sua decisão. Sei que não deve ter sido fácil e espero que todos tenham entendido. Beijos e obrigada pela consideração conosco. 🙂

    1. Obrigada você, Rafaela.

  21. Bom, já foi muito falado aqui, mas só para deixar a minha opinião, eu gostei e li todos os textos dos colaboradores, não vi nada demais, achei todos super relevantes e interessantes.

    1. Obrigada, Cláudia. Eu também tinha gostado.

  22. Não comento muito por aqui, mas leio diariamente. E sinceramente, adorei a sua decisão!

  23. Thais tudo bem?
    Eu leio diariamente seu blog. Tenho feed no google, no celular, em tudo quanto é lugar, rs
    Sempre me admirei pela sua postura independente e ponderada sobre os assuntos. Acho que trazer colaboradores para o blog foi o máximo, e confesso que até pensei em colaborar, afinal é um lugar excelente de conteúdo de qualidade. Quem ficaria de fora?
    Vou tentar evitar chover no molhado nos itens transparência e o blog ser a sua cara. Mas um ponto que gosto muito quando vejo seus textos É: vc nao tem problemas em voltar atras. Ha pessoas que simplesmente “morrem mas nao mudam de opiniao”. Não vc. Entao fico contente sempre que vc coloca uma mudança no ar, seja de hábitos (agenda de papel, dieta), seja no blog.
    Se vc entender que após o espaçamento dessas colaborações elas possam voltar a ser mais regulares, vc vai mudar novamente. Por isso, nao me aflijo a cada mudança. Acompanho pra ver o que vc acha e pq vc faz. É quase como uma amizade. Eu posso ate ter a minha opiniao, mas conhecendo meu amigo, sei que invariavelmente, se ele quiser mudar, ele vai me consultar. E eu vou dar a minha visao. Mas sempre, claro, confio no julgamento dele.
    Confio no seu julgamento. Obrigada por compartilha-lo.

    Sucesso!

    1. Muito obrigada pelo que você escreveu, Luciana.

  24. Olá Thais,

    No meu caso, confesso que também não gostei, achei que alguns textos fugiram muito do seu estilo: você se entrega, é detalhista, escreve bem, pesquisa muito. Mas não fique chateada, temos que tentar sempre novas perspectivas, o blog é seu e o ajuste é seu. Agora posts de seu marido seriam interessantes. Agradeço por compartilhar suas pesquisas e experiências conosco. Fique bem! Grande abraço!

  25. Olá Thais,
    Eu não estava achando ruim a ideia dos colaboradores, mas confesso que prefiro o formato que vc está propondo agora!
    Com relação à “reclamação” do pessoal sobre a frequencia de postagens (eu não ligo, pode postar 10x que eu vou adorar!), será que não tem um pouco a ver com o fato de serem temas parecidos? Eu senti um pouco isso sobre o tema “Volta às aulas”, que eu sei que é o assunto do mês. Como alguém já comentou em algum lugar, quando o tema não é do nosso interesse, fica um pouco repetitivo… Intercalar os assuntos pode ser uma alternativa quando a frequencia de postagens for maior!

    1. Sim, pensei nisso também, Elisa. o tema de janeiro foi menos explorado que o de fevereiro, porque o de fevereiro tem muito mais demanda. Já até tirei alguns posts de volta às aulas que estavam agendados para dar lugar a posts sobre organização em outros setores. No post sobre o tema de março, vou falar mais sobre isso.

  26. Admiro tanto o seu blog Thais, você possui uma responsabilidade tão grande, que sempre passa uma confiança, um conforto para conosco, não tenho nada contra os colaboradores, os textos são bons, tem conteúdo e são importantes igualmente quanto os seus, porém admito, que somente pelo motivo do costume ainda prefiro os seus, aquele de Estudar para a vida toda, por exemplo, foi excelente!
    Mas prefiro assim, somente de vez em quanto, sem colaboradores fixos, permitindo uma maior diversificação dos conteúdos e da qualidade, além de ser mais dinâmico, gosto muito quando tem um depoimento de vez em quando de alguma leitor(a), dicas e sugestões, como por exemplo da mudança e organização, o antes/depois da Gaveta( foi muito inspirador, lindo de ver). Emfim, creio que você tomou a decisão que achou melhor para seu público.
    Observação! Se o maridão já escreveu o seu texto, tem que ser postado sim, já que muito provavelmente esse feito não vai ser repetido outras vezes. ^^ Parabéns Thais, suas decisões e seus textos são maravilhosos!

  27. Oi Thais,
    Ja faz algum tempo que tenho lido o seu blog diariamente. Não vejo nebhum problema em texto de colaboradores. Dependendo do assunto tratado a opinião de um especialista pode ser muito interessante para complementar o que voce quer dizer. Talvez seja apenas um questão de ajuste e equilibrio. Se voce acreditava em seu novo projeto, va em frente. Quantas vezes voce ja teve que passar pelo julgamento alheio? Bjs e muita tranquilidade. Cleo

  28. Thais querida, eu acompanho seu blog todos os dias via e-mail.
    Leio todos os textos, mesmo sendo das colaboradoras.
    Pra mim não há problema. Eu sou blogueira e sei o quanto esse trabalho suga o nosso tempo. Ter colaboradoras, além de contribuir com a qualidade do blog, contribui para a sua qualidade de vida.
    Enfim, eu não tenho crítica.

    Talvez por você ser tão sensível a opinião dos leitores, isso realmente tenha te deixado chateada, magoada. Mas os nossos leitores entendem a gente, eles vão entender e aceitar aos pouquinhos.

    Bjinhos e fica bem! Seu blog é maravilhoso e merece energia boa! Vire a página e volte a nos encher de informações maravilhosas.

  29. Olá, Thais!

    Tomei conhecimento do seu blog através de uma entrevista na CBN e desde então divulgo a todos os conhecidos desorganizados como eu. Pois me assustei com as colaborações, pensei que estava sendo egoísta, que era uma questão de adaptação. Afinal, blog sobrecarrega e as informações vindas de fontes diferentes sempre são enriquecedoras.
    Porém me vi perdida por informações desencontradas. Vou dar apenas um exemplo: o caso da agenda. Vc optou e explicou o porquê da agenda google e outro post, de um colaborador, explicando o porquê de uma agenda semanal em papel. Eu ainda estou na dúvida: qual usar, mas as razões apresentadas por um diferem totalmente da outra. Então percebi… Onde está a Thaís? Será que ela vai sair de cena aos poucos? Será que ideias diferentes e conflitantes poderão ser postadas?
    Mais uma vez admiro a sua coragem e sinceridade em assumir o seu blog de unhas e dentes, analisando e atendendo o pedido de seus seguidores. Muito obrigada pela transparência!!!!

  30. Thais,

    Adoro o seu blog, ele me ajudou muito e já coloquei muuuitas de suas ideias em prática. Adorei! Tinha vontade de compartilhar as minhas “conquistas” de organização com você e os leitores do blog. Assim como eu, acho que vários leitores gostariam de compartilhar as suas soluções de organização.

    Então, tenho uma sugestão: criar uma seção “feedback”, para que leitores possam compartilhar as soluções de organização aprendidas no seu blog. Não seriam propriamente ideias novas de organização, mas a utilização, na prática, de seus conselhos (com detalhes como preços, local de compra, adaptações etc). Por exemplo, usei sua ideia de guardar documentos em pastas suspensas e AMEI! Queria tirar uma foto e te mandar, com um texto. Você poderia editar o texto, acrescentando observações e ideias, e postar no blog.

    O que acha da ideia? Tenho certeza que deve ter muita gente que adoraria dar esse feedback pra você e ver a suas fotos postadas no blog. Interatividade! rs rs Beijos

    1. Muito legal essa ideia, Susana. Sugestão anotada!

  31. Vania Lacerda says:

    Para ser sincera, Thais, quando entraram os colaboradores eu na verdade não gostei. Muitos blogs adotaram esse caminho, mas a grande maioria perdeu a identidade sim. Não vou citar o nome, mas tem um que antes eu lia muito , que a cada post era uma chuva de comentários, bem bacana. Acho que a blogueira se cansou, sei lá, mas resolveu dividir as postagens com outras pessoas. Resultado: hoje, cada post tem 2 ou 2 coments, quando tem.
    Do meu ponto de vista (egoísta pra caramba!),bom mesmo é quando voce escreve! Mas pode ter participações, claro, isso também é simpático.

    1. Obrigada, Vania. =)

  32. Thaís, comecei a acompanhar seu blog no final do ano passado, e posso dizer que já estou tendo melhoras significativas na minha vida, e na organização dos meus dias.

    O que eu senti, e talvez outras pessoas tenham sentido, é que as publicações ficaram meio “misturadas” por isso a perda da identidade do blog. Como se o blog tivesse deixado de ser só seu. Talvez se houvesse uma delimitação maior, por exemplo, criar uma sessão “post do colaborador” ou “colaborador de hoje” você manteria essa identidade do seu blog, além dos textos de outras pessoas, que ao meu ver, podem acrescentar e muito! No mais, siga seu coração e não fique triste, qualquer decisão será muito bem vinda.

  33. Oi para todos,
    Eu sou leitora do blog há seis meses, assiduamente, a Thais escreveu tanta coisa bacana, que tem a ver com a vida real. Sei que quando eu for mãe, vou voltar aos textos da epoca da gravidez e depois, daqueles de como cuidar do uniforme das crianças. Por mais que ela não publique todos os dias, temos um material enorme de textos para ler, pensar e refletir. Eu já li muitas vezes os artigos sobre o GDT, por exemplo. E quando me atrapalho com a balança e as tarefas domésticas vou aos textos relacionados para aprender e me inspirar. Sim, o blog tem a cara da sua dona e isso é muito legal. Eu acho que a Thais é a Carrie da organização, por isso nós leitores nos guiamos pelo que ela escreve e sugere, mais principalmente pelo que ela é, um ser humano super ético e consciente. Os textos dos colaboradores foram legais, mas sinceramente, se quisessemos ler os colaboradores iríamos ler seus blogs. Como aconteceu comigo, fiquei super fã dos blogs dos colaboradores. Se a Thais fosse continuar com esse formato eu continuaria lendo o blog e gostando muito, mas sempre procurando e pensando, como e quando ela vai escrever? qual desafio ela e as leitoras estão enfretando ? São parecidos como os meus?
    Um beijos a todos e agradecimentos mil a Thaís para todo o sempre.

    1. Adoreeeei “a Carrie da organização”, hahaha. Me senti honrada. ADORO a Carrie. Obrigada, Suellen.

  34. Oi Thais, que pena!!!

    Nos últimos dias achei que foi postado tanta coisa legal e inspiradora!! Mas confesso, não dei conta de ler tudo ainda, estou na maior correria organizando o aniversário da minha filha. Como eram dois posts por dia, atribuí a isso o fato de não conseguir ler neste momento mais corrido, mas fiquei com segurança de que os posts estariam aí para quando eu tiver mais tempo. Fiquei chocada com as queixas todas, eu tinha visto uma em algum post que comentei e achei “nada a ver” essa coisa de perder a sua cara, não creio nisso. Acredito que sempre tem a acrescentar tudo o que for feito com amor e dedicação. Eu mesma estava planejando contar o meu passo-a-passo com a festa que estou fazendo e te mandar, tem sido uma lição de organização e cuidado com cada item da festa, cuidado com orçamento e etc e tal. Minha filha fará 4 anos no dia 2 de março. As pessoas são mesmo resistentes à mudanças, e elas perdem, pq a mudança é sempre tão rica!!!!

    Mas concordo com vc! Chateia e muito ser bombardeada deste jeito, mas a chateação vai passar! Vc já é uma sumidade no assunto, e ponto final.

    Conte com minhas visitas e minha admiração sempre! Um abraço!

    1. Mas pode me mandar, Nivia. os conteúdos continuarão sendo postados – somente será feito de outra forma. =)
      Obrigada.

  35. Muito boa essa ideia de separar os colaboradores do texto da Thaís. Já vi isso em outros blogs e funciona… A redação própria de cada um fica definida em um espaço próprio. É que o texto da Thaís tem um estilo de escrita que é diferente dos colaboradores. E essa diferença é que pode ter causado estranheza.
    Adoro contrastes, adoro pontos de vistas diferentes, mas necessita uma delimitação do que é aprovado pela dona do blog no seu dia-a-dia daquele que o é por outra pessoa…

    Agora a ideia mais interessante seria essa de mostrar o que na prática o blog alterou na vida dos leitores – claro, deve ser bem pensado como e onde colocá-lo. Porque se um consegue organizar algo em função do blog e dá o seu depoimento outro leitor pensa que é possível e se esforçará um pouco mais…
    Não se chateie, Thaís. São essas mudanças, os reposicionamentos, quem sabe até – se vc chegar a uma conclusão pessoal – uma reconvocação que dão dinamismo e vida ao seu blog…
    Abraços!

  36. Thais, agora, algumas horas depois, ponderando um pouco, lendo todos os comentários e as suas respostas, vejo que precipitados fomos nós. Sinto muito ter dito isso, mesmo. Naquele momento, não me lembrei do quanto você se dedica ao blog e do quanto cada decisão sobre ele deve pesar para você. De qualquer forma, sempre confiei no seu julgamento em relação ao blog. Nós, leitores, achamos que o conhecemos muito bem por acompanhá-lo há tanto tempo e com tanto afinco, mas ninguém é dedicado ao Vida Organizada como você. Como eu já disse, admiro muito a sua forma de blogar e o seu respeito pelos leitores. Sei que você tomou a decisão mais acertada. Por isso, por mais que você se preocupe, relaxe, tenta não ficar #chatiada (posso usar hashtag no blog?). Você faz o seu melhor pelo blog e todos nós sabemos disso. 🙂

  37. Ah, Thais, só pra te lembrar, tá faltando o “Este texto foi enviado pela leitora …” lá no meu post. Ele tá mais isolado dos outros, então fui lá checar se você não tinha esquecido de mudar. 🙂

  38. Daniel Almeida says:

    Ola Tais só tenho agradecer, condordo com toda descisao sobre o blog afinal esta sempre aberto a novidade e mudanças.Parabens sempre e obrigado por compartilhar.

  39. Eu estava estranhando mas achei que me acostumaria, que no inicio fica estranho mesmo, mas como sempre, vc tomou a melhor decisão. Estou aqui há tempos, nem sei quanto tempo e tenho outra visão da minha casa e de organização após acompanhar seu blog. Tambem estou separando fotos tipo antes e depois p te mandar, para vc ver que estou evoluindo! Haha, ja arrumo pensando no blog e todas as suas dicas.
    Vc eh show mesmo! Adoro seu blog! ( foi o primeiro que comecei a ler – carinho especial)
    Bjsss

  40. Thaís, leio seu blog quase todo dia, gosto muito. Também não achei legal entrar com colaboradores, como li aí em cima fica estranho, pra mim blog bom tem de ser o dono mesmo pra escrever, afinal blog quer dizer um diário, né, e no nosso diário, só a gente escreve, mesmo que cole uma mensagem ou outra que achamos bacana por aí. Pra abrir o leque assim, melhor virar site de uma vez, não? Bem, é minha humilde opinião. Não tenho blog, mas leio muitos e gosto do formato. E o seu acho fantástico. Um abraço.

    1. Obrigada, Valéria.

  41. Olá Thais,

    Acompanho seu blog já fazem alguns anos. Mesmo sem ter o habito de comentar muito.
    Sempre admirei seu comportamento e trabalho. Confesso que hoje me sentir mal ao ler essa postagem, não pela sua atitude, pois esta só fez aumentar minha admiração. O que fez com que me sentisse mal foi ver que nós suas leitoras muitas vezes por não sabermos nos expressar ou por sermos pouco compreensivas acabamos nos mostrando de certa forma “mal agradecidas”, lhe expondo a situações conflitantes como esta sem necessidade.

    Como qualquer pessoa, seria impossível agradar a todos os leitores e leitoras. Nós apreciadores do seu trabalho e de toda disposição e entrega que tem demonstrado ao doar o seu TEMPO (muitas vezes assunto principal das postagem e algo de tão grande valor para nós), só poderíamos agradecer dando nosso voto de confiança a estes colaboradores que você escolheu cuidadosamente. Vi este como mais um ato de carinho seu.

    É claro que para todas nós as postagens mais esperadas são as suas. Porém não nos custa retribuir sua atenção dedicando alguns minutos a estas postagens dos colaboradores e caso não gostarmos de algo bastaria apenas desconsiderar ou comentar para que pudesse ser melhorado se fosse o caso.

    Agora lhe colocar nessa “sinuca de bico” achei desnecessário.

    Parabéns por sua decisão/solução mais uma vez, mas saiba que se fosse diferente meu apoio seria mantido, como quando decidiu colocar os colaboradores, pois para mim nada que possamos fazer paga o que você faz por nós.

    Sei que o que você mais quer é administrar o blog de forma que nos faça feliz, mas se contar com a colaboração destas pessoas lhe fizer feliz volte a colocá-los.

    Creio que tanto nos comentários a favor como nos contra importa notar que para nós fundamental é que suas postagens existem.

    Meu medo é que ficando triste com reações negativas isso possa se refletir em sua vida e postagens, não permita que nada mude o que apreciamos tanto em você, que é O SEU JEITO, pois isso nos basta.

    Abraços.

    P S. Desculpe-me por não ter conseguido ser mais objetiva. Acabei de chegar da curso e ao ver que ficou chateada não me contive.

    1. Beth, muito obrigada pelo que você escreveu.

  42. Olá Thais,
    Acompanho seu blog há uns meses, mas este é o meu primeiro comentário.
    Achei ótima a sua reação de ouvir a opinião dos seus leitores e levá-la em consideração. Ter a iniciativa de mudar algo é de certa forma sempre uma atitude corajosa, mas acho mais corajoso ainda alguém dizer “tentei implementar algo novo que não agradou e por isto, volto à proposta inicial.”. Parabéns pelo blog e também pela sua postura!
    Recentemente o esquema de envio de “newsletters” da flylady foi modificado, em vez de um email com vários tópicos, passamos a receber vários emails por dia. Isto incomodou muita gente (inclusive eu) que escreveu para reclamar (eu não fiz isto) e a reação do flylady foi a de enviar emails exagerados criticando a grosseria e a quantidade dos emails dos leitores, chegando a dizer algo tipo : “aposto que as pessoas que estão criticando nossa organização nem “sink” ainda as pias deles” e dizendo claramente que quem não estivesse satisfeito deveria “unsubscribe”. Fiquei chocada. Aquele email fez com que eles perdessem toda a credibilidade comigo e efetivamente me “desinscrevi”. Como vou me questionar sobre a organizaçao da minha vida seguindo dicas de pessoas que não se questionam sobre a sua própria organização e ainda reagem de maneira tão agressiva aos comentários dos leitores/seguidores???
    Enfim, isto tudo para dizer que foi uma excelente surpresa ver logo em seguida a sua reação madura, inteligente e atenciosa perante aos comentários dos seus leitores. Parabéns!!!

    1. Luana, fugindo do post da Thais, eu tentei por 2 vezes entrar no grupo do yahoo do flylady, mas me desinscrevi em menos de 3 dias.
      Não suportei a quantidade de email que chegava, super bagunçado, e entupia a caixa de entrada, não conseguia tempo pra ler.

  43. Olá, Thais. Confesso que me enquadro entre aqueles que acharam “estranho” o novo formato do blog. É lógico que as ideias, dicas e experiências dos colaboradores são válidas, inclusive amei o post da Sandra sobre dicas de lanches para a criançada. Mas, pra mim, o blog perdeu um pouco de você, entende?! Também tive a impressão de haver um mooooonte de posts de outros. A minha dica é que possa haver essa colaboração, mas não com taaaaaanta frequência e talvez não diretamente no blog, mas como uma seleção SUA de post que VOCÊ tenha achado interessante em algum outro blog ou site.
    De qualquer forma, fica triste não, e faça o melhor que você puder.
    Mil bjs,

  44. Thais, li seu comentários anteriores e entendi o que será feito agora. Acho ótimo. Você está certa em fazer o que acha melhor. Desculpa qualquer coisa. Entendo o quanto a gente se entristece quando faz algo bacana achando que vai agradar e não recebe o retorno imaginado, esperado. Continuo aqui SEMPRE e agradecendo por tudo de bom que VOCÊ me ajudou a melhorar na minha vida.
    Poxa, depois de ler seus comentários, tmb fiquei triste. Por você.
    Um abração,

  45. Olá Thais,
    Sinto muito que a reação tenha sido essa.
    Admiro muito a sua dedicação e tenho certeza que a incorporação de colaboradores foi pensada e repensada e que você deve ter lido e relido cada post antes de publicar.
    Gostei muito dos novos perfis, sabendo que não eram textos seus, mas adorando a novidade e diversificação.
    Espero que quando conseguir repensar no assunto possa avaliar a possibilidade de inserir a sua idéia de forma que atenda aos que não curtiram antes.
    De qualquer forma pode estar segura de que seu carinho e dedicação pelo que faz é tão grande que está sempre atraindo novos seguidores.
    Acredito muito que a mudança, pequena ou grande, é fundamental para o amadurecimento de todos !! Tem um texto do Edson Marques que curto muito ( http://youtu.be/Ttv28WoLvtE )e fala exatamente disso.
    Não fique triste !!! Está de Parabéns !!!
    Beijo
    Simone

  46. Oi, Thais, boa tarde!
    Bem, eu estou no grupo dos que não gostaram da entrada de colaboradores fixos e me comuniquei em mensagem particular justamente por respeito a vc e tb aos colaboradores, nada contra ninguém. Sua atitude demonstra a pessoa honesta, sensível, corajosa e generosa que vc é, parabéns!!!
    Bj,

  47. Thais, eu sempre acho que o pessoal reclama exageradamente, parece ser próprio do ser humano, achar defeito e reclamar… infelizmente.

    Gostei de alguns textos dos colaboradores, acho que todos tinham a acrescentar, novas idéias, novas visões. Talvez você tenha exagerado na quantidade, só isso.

    E se você fizer como uma coluna semanal? Tipo sua linkagem de domingo, fazer em um dia da semana, a coluna do colaborador?
    E em outro dia poderia fazer a coluna do leitor. Acho que ficaria bem bacana isso, e até você poderia colocar no menu lateral ou no de cima essas opções.

    Ou, como já foi comentado por aqui, fazer uma enquete, pra saber a real opinião dos leitores, pois notei que muitas pessoas gostaram das postagens, e somente os que não gostaram acabaram se manifestando por e-mail.

    De qualquer forma amo seu blog e estarei sempre por aqui.

    bjs!

    1. Obrigada pelas sugestões, Eve, vou avaliar direitinho.

  48. Nao me conformo com certas coisas… Se eu gosto de um blog seja la pelo conteudo ou pela maneira como a blogueira escreve eu acompanho e pronto,obvio que gosto de algumas postagens mais que outras,umas me interessam outras nao,a mesma coisa em relacao a mudancas,mas dai a mandar e-mail reclamando???? me poupe,me desculpe,mas isso sim faz perder a identidade.Acho que mais de uma postagem ao dia confunde mesmo,mas dar opinioes e uma coisa,se achar no direito de se intrometer no andamento do blog,nao concordo,porque todos tem gostos e interesses diferentes,sinto muito por voce ser tao sensivel Thais,acho que tem leitores se achando demais,deveriam ter seus proprios blogs “perfeitos”.
    Bjs

  49. Tambem gosto dos posts dos leitores porque tem uma visao diferente,ate simplista sobre organizacao,que tal se os incomodados pulassem esses posts? Fica a dica ne?

  50. Quer dizer que se a pessoa recebe um e-mail,uma ideia,uma sugestao que acha interessante e compartilha ,isso a faz perder sua identidade ,deixa de ser voce? Nao vejo assim,muitos leitores veem,fazer o que? Gosto do blog com ou semos posts dos leitores,a questao é ,se voce aprende algo com alguem e escreve seu texto vale,se posta o texto da pessoa com o nome dela nao? Isso nao e perder a identidade,isso e ser humilde pra aprender e compartilhar coisas boas venham de que fonte vier,aff to chateada ,vou parar de falar ,rsrrs
    Bjs

    1. Passei dias matutando sobre o assunto antes de comentar, acredito que agora já posso dar minha opinião, que é parecida com a Anna Lara.

      Eu estava gostando dos colaboradores. Mas o que me deixou chateada é essa supervalorização do indivíduo.

      Quando eu era professora, sempre via aqueles professores de cursinho fazendo nome – e isso vendia horrores, com outdoors com a cara e nome deles e muito dinheiro envolvido. Isso nunca me atraiu, porque acredito que a educação não pode ser reduto de uma minoria, se algo em educação é bom, isso deveria servir a todos, não apenas àqueles que podem pagar por isso ou aos que têm acesso ao tal professor bambambam. Eu acreditava em metodologias que pudessem ser colocadas em prática por qualquer professor. Claro que alguns têm carisma ou outras qualidades, mas o principal, que é garantir o aprendizado do aluno, deveria ser comum a todos.

      E aí que um blog não deixa de ser um espaço educacional. Nós, leitores, aprendemos muito ao vir aqui no Vida Organizada. Isso é mérito da Thais? Óbvio. Mas daí a achar que a opinião de terceiros perde a validade por não ser proferida pelo indivíduo Thais, aí já é demais.

      Toda postagem que me levasse a aprender algo ou refletir sobre uma situação era bem-vinda. Talvez me chateasse se a Thais reduzisse muito as suas postagens próprias, mas reclamar porque há novos autores? Peraí, é muita sacralização do autor, aí eu não fico de bem não.

      Dito isto, continuarei entrando aqui para aprender, não interessando exatamente quem seja o “professor”.

      1. Compartilho da mesma opinião, só não consegui colocar em palavras, mas é exatamente assim que penso.
        O comentário da Marina foi o melhor, sintetiza o que sinto também.

  51. Olá Thais,

    Apesar de nunca ter me manifestado aqui, acompanho o blogo diariamente. Achei muito delicado o modo como lidou com a “questão” dos colaboradores e me sinto agradecida pela sua -sempre- sinceridade. Parabéns pela sua dedicação ao blog e aos seus leitores! obrigada!

  52. aH, EU PARTICULARMENTE GOSTAVA DOS COLABORADORES. AFINAL NÃO TEM COMO VC DOMINAR TODOS OS ASSUNTOS QUE ENVOLVEM A QUESTÃO DA ORGANIZAÇÃO. MAS TD PRECISA MESMO SER SEMPRE REAVALIADO. BEIJOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar...

Posts mais acessados