3 perguntas e respostas sobre organização

61
9447
Imagem: Pinterest
Imagem: Pinterest

Três simples perguntas e respostas sobre organização:

1. Qual a importância de se ter uma vida organizada?

Não se trata de importância, mas de praticidade. Existem muitas pessoas que gostam de dizer que “se encontram em sua própria bagunça”. Essa frase esconde uma coisa: que, por mais que haja bagunça, em determinado ponto, há um método de organização. De alguma maneira, essa pessoa encontra as suas coisas e se lembra do que precisa fazer. A pessoa assim não precisa se rebelar contra a organização, pois não são conceitos opostos. O objetivo de ser uma pessoa organizada é somente facilitar os processos no dia a dia. Ninguém precisa se tornar um organizador profissional e mudar seu estilo de vida radicalmente. Todo mundo tem suas baguncinhas – a organização serve somente para otimizar seu tempo. Quanto mais “desencanado” for seu estilo de organização, mais fácil será adaptar-se a ele e ir se organizando de pouco em pouco.

2. O que uma pessoa ganha se organizando?

Principalmente tempo! Uma pessoa que consegue se organizar minimamente consegue correr atrás de seus objetivos sem perder tempo na vida, consegue arranjar dinheiro e tempo para fazer um curso, por exemplo, ou cuidar melhor da casa, cozinhar em vez de comer fora etc. Eu poderia estender enormemente este parágrafo citando exemplos, porque tudo em nossas vidas pode ser facilitado quando nos organizamos um pouco.

Queria dizer que considero a organização também uma forma de respeito. Quando você é organizada(o), você mostra que se preocupa com os outros e com você mesma(o). Seu filho nunca ficará sem uniforme ou lanche para a escola. Sua luz nunca será cortada por falta de pagamento. Seu chefe nunca ficará desapontado porque você não chegou no horário. Quando você se organiza, todos ao seu redor se beneficiam, mesmo que eles não sejam organizados.

3. Ficar obcecada(o) por organização é ruim? Como saber qual o nível “ideal” de organização?

Qualquer excesso é ruim. Eu acredito que a organização deva nos servir, não o contrário. Se você estiver perdendo tempo demais se organizando e fazendo menos coisas, pode ter algo errado aí. Quando eu comecei a ler mais sobre organização, peguei mania, fiquei viciada mesmo. Isso só me atrapalhou, porque estava mais preocupada com o processo de organizar que com o objeto que estava organizando. Perdia mais tempo revisando listas de limpeza que limpando a casa. Então quando vocé perceber que está se preocupando mais com o processo de organizar que o cumprimento das tarefas, é porque passou do seu limite.

E você, gostaria de fazer alguma pergunta sobre organização? Deixe nos comentários!

61 comentários

  1. thais preciso organizar um grupo de pessoas para fazer artesanato ,como faço ,para chamar atençaõ das pessoas ,nunca organizei nada nesse sentido!!

  2. Olá, Thais!

    É possível organizar sem dinheiro algum?

    Digo isso porque me mudei há um ano e ainda não pudemos fazer nada no apto novo.

    Ainda está no contrapiso (apenas com piso na cozinha e banheiros, conforme a construtora nos entregou). Totalmente sem armários, sem guarda-roupa, nadinha! Nem na cozinha, nada…(nós morávamos em um apto alugado que já tinha armários embutidos na cozinha e quartos, portanto nunca precisamos comprar).

    Nós só trouxemos as camas, uma cômoda da nossa filha, um sofá, um rack, uma mesa de madeira super pequena quadrada (deve ter uns 70 ou 90 cm no máximo) e só isso de móveis!!!

    Imagina como está minha vida??? Será que vc poderia me dar dicas de como me organizar com soluções paleativas enquanto os móveis definitivos não chegam? Já pensei em caixas de plástico (daquelas que vemos no mercado onde chegam as frutas acondicionadas), caixas de feira de madeira… Mas colocar isso sem ficar feio e com cara de favela (como diz uma colega minha)?

    Quem sabe vc me dá uma luz!

    • Maria Júlia, essas caixas podem ser uma boa solução pra vc. Caixa de papelao também pode ser uma solução pra coisas que vc usa pouco. Uma dica é que vc pode usar as caixas de plastico com tecido barato mas bonitinho. Personalize as caixas, pelo menos ficará mais apresentáveis. Ah, invista em prateleiras também.

    • Maria Júlia, outro dia postei no blog um texto chamado Você nunca termina de organizar a casa. Se puder, dê uma olhada.

      Não existe ideal de organização e sempre temos coisas a fazer. Minha casa mesmo tem caixas aqui e ali porque não tenho dinheiro agora para comprar o que seria a solução ideal.

      Tudo é questão de adaptação e abaixar as expectativas… aos pouquinhos, as coisas se ajeitam.

  3. Oi Maria Júlia,
    Quero só me solidarizar com você, porque estou numa situação parecida: Planejava me mudar para a casa nova (própria, graças a Deus) em abril/2013, mas por um imprevisto bem grande precisamos nos precipitar e mudar no domingo passado. A casa ainda não está acabada (não tem área de serviço ainda, não tem pias e não tem os vidros que serão colocados nas janelas de madeiras; as pias chegarão no final de semana e os vidros vão ter de esperar um pouco — moramos num lugar tranquilo, e o telhado termina longe da parede, então dá para esperar, porque não corremos o risco de tomar chuva). Antes de me mudar eu também estava morando improvisadamente (há uns três meses), mas não com tão poucos móveis como você. O que fiz foi deixar encaixotados os livros e outras coisas que não precisava usar diariamente. Guardei as roupas na cômoda e coloquei no armário da cozinha (pequeno) apenas os utensílios que usava muito (o resto deixei em caixas também). Priorizei organizar cozinha, área de serviço, quarto e banheiro e no outro cômodo empilhei todas as caixas. Vou aproveitar que agora estou na minha casa “definitiva” para repensar sobre o que posso abrir mão (exceto livros, que amo), com base nesse tempo em que vivi só com o essencial.

    No seu caso, acho difícil fazer algo organizado e apresentável sem ter um armário de cozinha (ou prateleira) nem que seja emprestado ou de segunda mão (depois você pode revender ou aproveitar em área “menos nobre”.

  4. Thais, mas no começo é normal gastar muito tempo com o sistema de organização. Pq eu sinto que perco muito, mas acho que é por estar em adaptação, sabe?

  5. Uma diquinha para a Maria Julia: focar um comodo de cada vez. O pouquinho que vc puder gastar, o pouco que puder comprar, compre para um comodo só. Quando esse comodo estiver legal a gente foca outro. Assim tem pelo menos um lugar na casa que a pessoa se sente bem, acha legal, e isso dá ânimo pra levar na boa os outros comodos que ainda estão crus… Voce pode escolher a cozinha, ou a sala, o que for mais importante para a familia.

  6. Thaís, eu queria tanto, mas tanto, ser organizada! Não sou uma bagunceira compulsiva, mas queria ter mais conhecimento sobre como organizar as coisas, sabe? Eu concordo com tudo o que você escreveu: ganha-se tempo, praticidade, é uma forma de respeitar o próximo… Mas na prática parece um pouquinho complicado rs!
    Enfim, é tudo questão de hábito, né?

  7. Tais,

    A minha dúvida é sobre a despensa: manter o essencial, se preparar p/um imprevisto (uma visita surpresa) ou deixar de se preocupar tanto c/isto? Cansei de jogar comida fora (por causa do prazo de validade) mas ver os cantos vazios me lembram o fantasma do desenho do Pica Pau – rs

    Outra dica p/a Maria Júlia:

    Qdo fui morar sozinha, levei somente o q eu tinha no meu quarto de solteira: um colchão, uma escrivaninha c/uma cadeira, computador, tv, dvd, tábua e ferro de passar, uma arara p/roupas e duas caixas c/livros.

    Comprei apenas o essencial p/a minha casa começar a funcionar: cama, micro ondas, geladeira e máquina de lavar. A miudeza em geral, em qtde mínima (pratos, copos, talheres, etc.)
    Tais, a minha dúvida de organização é sobre quadros: não é um item essencial mas necessário, porém tenho receio de cansar logo de ver a mesma imagem… O q fazer?

    A sala em formato L serviu de depósito por um bom tempo – é lá q ficava a bagunça, preferi deixar os cômodos vazios e esconder a desordem.

    Só de lembrar q entrou ladrão lá em casa justo nesta época, dou risada, pq ele escolheu justamente o apartamento mais “pelado” do prédio – rs

    Levei uns dois anos p/mobilar toda a casa, afinal é preciso planejamento. Se não dava p/comprar o sofá, eu pesquisava os tapetes. Na falta da mesa de jantar, comprei duas cadeiras p/a cozinha…

    Bjos,

  8. Ganha-se muito com a organização, até em auto-estima. E como tudo na vida é questão de hábito, há coisas que pra mim vão no piloto automático, de tanto que estou habituada a faze-las: controle financeiro, todos os armários rigorosamente arrumados, descarte. Mas tem algumas áreas que são como um reduto da desorganização. Na papelada e nas fotos, a bagunça resiste bravamente…rsrs. Para 2013, vou atacar a papelada!:)

  9. Oi, Thais, gostaria de aproveitar meus 10 dias de férias pra organizar o que ainda se encontra pendente (por exemplo, a pilha de roupas pra passar, a despensa pra arrumar, as roupas pra lavar, o cardápio semanal pra fazer, minhas consultas médicas, etc.), mas ainda me pego perdendo muuuuuito tempo imaginando a melhor forma de fazer tudo isso do que fazendo realmente o que precisa ser feito. Preciso sair do campo da imaginação e agir. Esse período achei que daria pra organizar (= renovar) o quarto do meu filhote, mas só deu pra compra a cama… Pra mim ainda é complicado me conformar com a ideia de “fazer o que dá”. Não aguento mais viver assim… mas é assim mesmo, né, pra quem não tem tanta grana…
    Bjs,

  10. Acho que ficar obcecado por organização não é bom, mas pode até fazer parte do processo: as vezes estamos no lado de lá da linha (desorganizado demais) e as vezes estamos do lado de cá da linha (organizado demais). O importante é estar sempre a procura do equilíbrio!

    (na engenharia chamamos de sistema amortecido 🙂 )

    Muito legal o texto!

  11. Thais, estarei mudando em breve. Há algum post sobre a sua mudança, apesar de não me mudar para tão distante do lugar atual – dá para fazer aquelas viagens pequenas de carro mesmo para objetos menores por exemplo. Queria algumas dicas de como chegar na casa nova com uma organização média, para não passar meses reorganizando tudo e ficar ‘acostumando’ no caos.

  12. Thais, gostaria de te parabenizar pela sua disposição em manter este blog! Mas como frequentadora tenho algumas críticas a fazer… nunca li críticas aqui nos comentários, mas tenho percebido isso em vários blogs, é uma espécie de adoração geral, as blogueiras me parecem mais celebridades incontestáveis! Ou elas não compartilham as críticas publicamente. Enfim, vamos lá! Já algum tempo tem me incomodado alguns posts que se colocam como verdades absolutas. Mesmo esse de hoje, me deixa também um pouco com essa sensação. Outras me parecem extremkamente absurdas, como por exemplo a de anotar tudo o que se faz durante o trabalho no calendário… fico imaginando o tempo que gastaria fazendo isso, e se teria que colocar também um tópico no calendário: – 30 minutos preenchendo calendário… As dicas de decoração muitas vezes deixam a desejar! É claro que para se ter uma casa decorada é necessário que ela esteja minimamente organizada, e sabemos que as fotos das revistas foram extremamente maquiadas, muitos móveis não são dos moradores, se retira praticamente tudo de uso pessoal (digo isso com propriedade porque sou arquiteta com experiencia nesse segmento). E isso você já disse aqui e engrosso o coro: Usar a Casa Wish ou qualquer outra revista de decoração de referência para organizar nossa casa deve ser feito com bom-senso! E também existem profissionais que estudam muito para propor projetos muito interessantes, não necessariamente caros! Por que não consultar um profissional? O DIY é muito interessante, mas hoje em dia, como sempre é pautado aqui no blog, cada vez temos menos tempo, a grande maioria de nós não tem tantas habilidades manuais assim, e muitas vezes o que acabam surgindo são idéias bobas, toscas até. (Como a parede com bolinhas de papel… se ao menos tivesse sido proposto com papel contact…)
    Sempre me perguntei como você consegue trabalhar, ir/voltar de onibus e ainda fazer compras, lavar banheiro, estudar inglês, cozinhar, cuidar do filho. Quantas horas tem o seu dia, ou quanto tempo você delega para cada uma dessas atividades? Quantas horas você dorme por noite? Por que se recusa a pedir a ajuda de uma profissional? Bom, outro dia você disse que estuda 3 horas por dia, e realmente você merece parabéns… eu gostaria de ficar mais 3 horas com meu filho de 1 ano e 8 meses e quando chego em casa depois de trabalhar das 8h as 18h, sinceramente, não tenho vontade de lavar cozinha ou testar receitas, ou passar roupa! Bom, mas depois de assistir o seu vídeo de apresentação o mito se desfez… engraçado que tive a mesma impressão que uma amiga que também assistiu e comentou comigo: você me parece cansada… seu olhar entrega! Imagino que dormir, descansar, ver um filme, não são tempos perdidos… nosso corpo merece descanso, ele precisa disso para funcionar, hormônios só são produzidos assim! Take easy, Thais… você não precisa ter controle sobre tudo, jajá seu filho cresceu e você nem percebeu, talvez porque estivesse ocupada demais! Ou organizada demais! Beijos e tudo de bom!

    • Karen,

      Você pode sempre comentar, sejam críticas ou elogios. O blog é uma forma de trocar ideias. Eu estou do lado de cá, mas sou somente uma pessoa comum, escrevendo. Não sou diferente de mais ninguém que esteja lendo. Tanto que tenho absoluta certeza de que há muitos outros leitores mais organizados do que eu. Eu adoro o assunto organização e o meu blog não é minha profissão, então não vejo motivos para que ele esteja 100% impecável o tempo todo, mesmo porque não tenho como me dedicar a ele como gostaria.

      Uma coisa que me chamou atenção na sua crítica foi o julgamento velado que se resume em “não consigo fazer, então acredito que ninguém possa, e eu não acredito na Thais”. Bem, não posso filmar minha vida 24h, mas posso contar um pouco sobre ela no meu blog.

      Há cerca de 40 minutos, fiz o leitinho do meu filho e ele foi dormir. Depois disso, eu aproveitei para ver dois episódios de uma série que eu adoro, para refrescar a cuca, e agora vim para o computador dar uma última checada nos comentários, mensagens e e-mails antes de começar a estudar. Minha rotina vai até por volta da 1h, mas depende. Ontem eu estava muito cansada e fui dormir às 23h. Não sou militar, fico cansada, tenho meus momentos de “saco cheio”, como qualquer pessoa. Talvez seja o caso de você diminuir um pouco as expectativas a meu respeito.

      Pareço cansada no vídeo? Certamente sim, pois eu o gravei em uma noite depois de ter viajado de volta para casa, depois de um dia intenso com a minha família, depois que meu filho tinha dormido e depois que meu marido saiu para fazer um show (ele é músico). Eu quis aproveitar que tinha um pequeno tempo livre para gravar algo para vocês. Minha intenção nunca foi parecer perfeita e a última coisa eu pensaria antes de gravar um vídeo seria se eu estava maquiada ou parecendo disposta. Eu também acordo querendo ficar na cama, com preguiça. Eu não sou a Martha Stewart – e garanto que ela mesma tenha esses momentos diariamente, senão não teria montado uma empresa e contratado mais de 300 pessoas para fazer o que ela faz genialmente.

      Só para constar, as olheiras são hereditárias, rsrs. Você deveria ver a minha mãe. Posso dormir 15 horas por dia e viver uma vida de marajá, que elas continuarão ali. Mas entendi seu ponto de vista.

      Como eu consigo tempo para fazer tudo o que eu tenho que fazer? Oras, eu diminuo as expectativas! Não me importo de limpar o banheiro amanhã se hoje eu tiver algo mais importante para fazer, assim como n outras atividades em casa. Além disso, tenho um marido extremamente companheiro que não só divide as tarefas como faz muito mais do que eu, visto que ele fica em casa enquanto eu trabalho fora. Sinceramente, eu tenho pouca coisa a fazer quando chego em casa, e aproveito para ficar com o meu filho. Ele não se importa se, depois de desenhar e colorir com ele, ele me ajudar a estender a roupa no varal e guardar a roupa limpa. Ele gosta de estar comigo. Não espero ele dormir para cuidar da casa, pois acho importante ele fazer parte.

      Certamente, para quem não tem foco, força de vontade e divisão de tarefas em casa, a lida diária vira um fardo! O que felizmente não é o meu caso. Também não vou brigar com o meu marido se a louça estiver suja. Prefiro viver em uma casa bagunçada que em uma casa sem amor. Todas as outras coisas, fazemos porque gostamos – eu mais do que ele, obviamente, por isso tenho o blog.

      Sobre as dicas de decoração. É um assunto que eu adoro, mas não sou decoradora nem arquiteta. Assim, posto como leiga mesmo, coisas que acho bonitas e que eu gostaria de fazer na minha casa. Como não estou sendo paga para fazer uma curadoria profissional de imagens e dicas de decoração, mesmo porque sequer teria calibre e conhecimento profissional para isso, não acho que seja uma coisa que incomode tanto.

      Sobre registrar o dia de trabalho. Me desculpe, mas quanto tempo você leva para adicionar um compromisso no Google Calendar? Eu faço isso em 5 segundos, então não me atrapalha em absolutamente nada – aliás, o ganho que tenho com isso é enorme, visto que tenho controle do meu tempo, posso me planejar melhor e dar prazos certeiros quando precisar fazer algo semelhante, além de reportar à minha chefe, caso ela precise de alguma informação. Eu não perco meia hora por dia nisso (na verdade, devo “perder” cerca de 1 minuto no total durante o dia inteiro fazendo isso sempre que concluo uma tarefa) mas, mesmo que fosse meia hora, acredito que seja válido por todos os motivos que citei e outros mais.

      Também para constar, atualmente não tenho mais ido trabalhar de ônibus, pois meu marido tem me levado e me buscado. Com isso, ganhei 2h a mais no meu dia, que uso para ficar com o meu filho. Todo o restante continua inalterado (estudos, casa etc).

      É importante citar que eu não falo de muitas outras coisas no blog por simples motivo de privacidade. Não quero expôr a minha família e não posso falar sobre algumas situações que estão acontecendo no momento.

      Então é isso. Não tem segredo. É questão de foco, força de vontade nos momentos difíceis e trabalho em equipe. Eu espero que você me entenda um pouco.

  13. Karen, vc definitivamente não pegou o espírito da coisa. O que vc está falando é tudo o contrário do que vejo aqui. Aliás, o contrário do que está escrito no próprio post.

  14. Eu concordo com a Karen sobre as dicas de decoração!!! Já tem um tempo que percebo que a Thaís “chupa” as informações nos blogues gringos, traduz e joga aqui, aí o que acontece é que muita coisa do modelo americano de minimalismo ou de “vida frugal” não faz sentido se aplicado no nosso modelo de rotina(dia a dia) brasileiro.

    Eu acho que a dica da Thais acaba se perdendo se for colocada em prática. Tipo: a Thais pega as dicas em blogs onde as autoras já estão muito bem ambientadas a essa prática e já dominam bem a rotina de vida organizada, só que para nós brasileiros que estamos nos adaptando fica cansativo e bem desgastante; é como se começássemos a jogar um game no nível máximo. Isso é irreal.

    Na maioria dos blogs de organização gringo as dicas decoração partem daquilo que elas tem em casa(seus próprios móveis e utensílios) isso incentiva os leitores a buscarem aquele tipo de organização, já aqui as imagens realmente provem de ambientes “pensados” para estarem em revistas e editoriais; e isso não é muito motivador.

    • Ai gente, não fala que eu pego infos de blogs gringos e coloco aqui. Sou super, super chata com isso. Faço questão de sempre trazer conteúdo legal, relevante para os leitores. Se eu posto algumas coisas (especialmente fotos de decoração), é como fã, como leiga, porque gosto do assunto, mas não decoro cinco ambientes por semana para ter material próprio para postar no blog. Lembrem-se que eu não tenho uma equipe para fazer isso, é somente um blog pessoal.

      • Thais, eu AMO as suas dicas de decoração, inclusive já apliquei várias delas. Não dá pra agradar a todos… Continue firme no seu caminho!

  15. Para MAria JUlia, tenho umas idéias para vc arrumar a sua casa. A primeira seria, assim q sobrar dindin, vc colocar um piso, pq seu apto. Vai ficar bonito e mais fácil de cuidar… vc pode improvisar prateleiras usando tábuas de Madeira apoiada em tijolos, p.ex., com uma lixada rápida e um verniz ficam legal. Nos banheiros, use fruteiras plásticas daquelas de lojas de 1,99, q os produtos de higiene ficam arrumados. Na cozinha, use cortininhas de tecido. Vc pode prender a cortininhas com um varão de box ou uma corda de varal de algodão, presa na pia com aquelas fitas 3M… desculpe a digitação horrorosa, mas não me acostumei ainda com o tablet… pAra quem vai se mudar, o melhor a fazer e jogar fora tudo o q não precisa, e escrever com pilot grande para qual cômodo a caixa vai.

  16. A Karen não pegou o espírito da coisa e pegou pesado. Eu até onde li não vi nenhuma verdade absoluta sendo imposta, mas sim sugestões e inspirações, por sinal tenho aproveitado bastante, afinal, nem todo mundo trabalha dez horas por dia!!

  17. Estou acessando o vidaorganizada há mais ou menos um mês. Sou “novata” por aqui e por isso acho que posso deixar registrado o que gostei no blog (sem afetação… rsrs) que foi a capacidade de expressar o seu compromisso com as coisas em que acredita e de deixar bem claro que são sugestões e que cabe a cada um a adaptação da postagem as suas vidas. Além disso, Thaís, a forma como escreve (carinhosamente talvez, gentil com as respostas, doce) faz com que as pessoas continuem lendo e querendo mais e mais.
    Não vejo nada do que foi dito. Penso assim: “se gostou use também para vc, se não não use”. Simples assim. Continue, por favor, a ser a mesma e não mude nada. O blog agrada com certeza!!! Bjos.

  18. Pessoal, desculpem se acharam que peguei pesado! Não foi a intenção! Mas é que me cansou um pouco ver sempre o mesmo tipo de comentário, sem colocar o assunto em debate. Não seria assim mais enriquecedor o processo? Infelizmente – ou não – quem está na rede o faz sabendo que está se expondo… creio que a Thais ainda consegue muito bem delimitar isso no blog, mas fica praticamente impossível não intervir! Muitas coisas do blog me ajudam, coisa que já escrevi aqui antes, e é por isso que continuo acessando sempre! Acho que as críticas podem ser construtivas, o que quis dizer sobre os post de decoração é que realmente não acho que eles façam sentido. Por exemplo, a linkagem de domingo é uma das coisas mais legais do blog! Poderia se fazer algo do tipo em relação ao assunto decoração, se a autora realmente achar que esse assunto é de interesse do blog. Wilma, que bom que tem quem não precise trabalhar 10 horas por dia… eu trabalho 8, e tenho 2 horas de almoço, primeiro porque amo meu trabalho e não conseguiria ficar longe dele, segundo porque gosto de ser independente financeiramente! Thaís, não tome como ofensa, acredito que como a pessoa inteligente que você é saberá identificar minha intenção e também a da Tita. Beijos!

  19. Thais como vc mesma sempre diz, vc compartilha com os outros coisas que funcionam com vc, se serve para os outros so eles saberam,adoro o blog a sua disponibilidade de dividir o seu tempo aqui, estou aprendendo muito sobre organizacao, admiro sua disciplina porque no meu ponto de vista a organizacao nada mais e do que disciplina. Sobre os post de decoracao como decoradora acho que sao super legais,
    sao post onde as pessoas podem numa imagem tirar varias ideias. Adoro o blog e acho que as pessoa que discordam dos post deveriam montar seus proprios blogs.
    Bjs
    Catia

  20. Thais, eu AMO o blog. Sou EXTREMAMENTE grata pela sua disponibilidade, paciência e interesse em ajudar seus leitores de alguma forma. Confesso que muitas vezes achei surreal a tua capacidade de fazer tudo o que fazes. Já senti raiva por começar uma semana bem e não conseguir terminá-la da mesma forma. Já pensei:”Não, ela não pode ser real!” Mas, gente, parece óbvio, mas cada um é cada um!!! Costumamos julgar os outros pelo que somos, mas precisamos entender que não dá pra fazer dessa forma, né?! Quanto às dicas de decoração, eu AMO!!! Lógico que precisamos filtrar o que nos interessa, e é o que faço. Muitas coisas não tem a ver com meu estilo, mas muitas outras sim! Cabe a mim fazer essa seleção!!! De qualquer forma, OBRIGADA POR TUDOOOOOOOOO (vc não tem noção do quanto já me ajudou)!!!!!!!! Um bj grande. Tudo de bom pra vc e sua família.

  21. Olá para todos,
    Acessei o blog na hora de dormir e não pude evitar fazer um comentário.
    Todos os blogs contém alguma tietagem. É normal e não me incomoda.
    Tenho certeza, contudo, que a maior parte das leitoras tem suas opiniões pessoais e suas divergências.
    Gosto do blog, mas já discordei de algumas coisas e me aborreci com uma ou outra colocação. Faz parte.
    Houve a possibilidade de preencher uma pesquisa e colocar críticas e considerações. Eu preenchi e enviei. Entendi a pesquisa como um pedido de opinião sincera e enviei o formulário descrevendo o que eu achava bom e o que eu não gostava. Espero que tenha sido útil.
    Eu tenho muito cuidado com críticas públicas. Meço muito as palavras.
    Gosto de ter cuidado, porque sei que é um trabalho colossal manter um blog deste. Já é um site. É muito trabalho e uma exposição pessoal assustadora. É um trabalho enorme sem remuneração!
    Não é só a Thais quem lê o blog. Suponho que seu marido leia, sua mãe, pessoas próximas. O filho da Thais vai crescer e certamente lerá parte do trabalho da mãe. Compreendi o comentário da Karen, mas não sei se ela considerou o efeito que poderia causar nas outras pessoas.
    Se eu me dedicasse a um blog destes de corpo e alma, sem remuneração, e meu marido lesse o comentário da Karen (sorry…), ele ficaria muito sentido (para ser gentil) e me questionaria do porquê da minha dedicação, dividindo tempo da família, para ser espinafrada.
    Sabe, construir qualquer coisa é muito difícil. Mais difícil ainda é construir uma marca partilhando tanta intimidade.
    Quanto ao tema do post, quero sugerir um novo, na forma de pergunta.
    Sempre fui muito organizada, desde adolescente. É traço de personalidade.
    Constatei ao longo da minha vida que as pessoas organizadas costumam ser mais exigidas, no trabalho e na família. São os “pé de boi”, os que “dão conta”.
    Como diz minha mãe, se quer algo realmente feito, peça para alguém ocupado e organizado, porque quem não faz nada nunca tem tempo de fazer nada (hahaha)!
    É preciso neutralizar este efeito, para não se sobrecarregar.
    Vc já se sentiu cansada pela expectativa dos outros quanto à sua capacidade de fazer as coisas? Teve que se acostumar a estabelecer limites?
    Bjs,

    • Achei muito pertinente seu comentário, Nilza. Eu não diria que sou a pessoa mais organizada do mundo mas sempre fui muito prática e me envolvi com muitas áreas diferentes, tanto no trabalho como por hobby. Além disso, eu sempre gostei de ajudar, sempre tirei parte do meu tempo pra fazer algo pelos outros. Isso cria nas pessoas uma expectativa de que você vá poder resolver todos os problemas de todo mundo sobre qualquer assunto, e quando você não pode, as pessoas te acusam de egoísmo e má vontade! Eu sou nova e sofro muito com a pressão que sinto dos outros em relação a tudo que eles pensam que eu deveria estar fazendo, sinto que não sobra tempo pra mim porque coisas bestas, como “ir consertar o wi-fi da minha tia”, são colocadas como uma obrigação em cima de mim, a ponto de virar uma questão de família o fato de que EU sou irresponsável e ainda não fui lá consertar, quando o problema é que ela esqueceu a senha que ela mesma escolheu pra o técnico dela colocar! O que EU tenho a ver com isso, meu deus? Mas na cabeça dos outros isso é assunto meu porque “eu sou a entendida de computador” (as pessoas pensam que só porque você sabe usar um computador sem se estressar, você é técnico de TI, né). Enfim, quero fazer a mesma pergunta. Como impor limites pras pessoas que não entendem que manter a sua própria vida organizada já te consome bastante tempo e intelecto? Como conseguir, também, que os outros aceitem dividir tarefas com você? Faço pós-graduação e tenho muitos trabalhos em grupo, e às vezes, por eu ter essa imagem de responsável, o grupo se encosta e não faz nada porque sabe que eu não vou deixar de entregar o trabalho. Como impor limites sem deixar de ser produtiva num caso desse?
      Rs desculpa o comentário enorme reclamando, mas me identifiquei muito!
      Beijos!

  22. Olá Thaís!
    É muito bom admirar pessoas reais “de carne e osso” com habilidades, competências e defeitos. Não estamos no século XIX em que as heroínas estavam presas nas páginas dos contos. Heroínas somos nós que trabalhamos tanto procurando ter prazer nas multitarefas que realizamos diariamente. Os muitos papéis que exercemos são desafios instigantes e, muitas vezes, surreais mesmo. O seu blog é IMPECÁVEL E
    INSPIRADOR! Observo ainda que muitos blogs publicam os conteúdos aqui apresentados, nem sempre com os justos créditos.
    Parabéns por este post e todo o conjunto da obra hahaha!!!
    Abração
    Francine

  23. Rê (post do dia 16/01) e Nilza, adorei os comentários de vcs, identificação total!!!
    Thais, querida, vc é uma DIVA! AMO seus textos e sua elegância ao responder!
    E sobre as olheiras, meu marido sofre do mesmo mal, de férias, dormindo 12 horas/dia, e lá estão elas…kkkk!

  24. Bom dia Thais !!!
    Não poderia deixar de reforçar tudo aquilo que penso, já disse e por várias vezes já postei no meu blog: VC É MINHA FONTE DE INSPIRAÇÃO !!! Adoro suas postagens e leio há muito tempo, desde qdo vc estava grávida. Fico muito agradecida por vc dedicar todo santo dia um tempo de sua vida tão corrida para publicar seus posts e sempre fico impressionada com a qualidade do seu trabalho … Parabéns !!! Continue firme pq leitoras (como eu) estamos aqui do outro lado esperando ansiosamente suas publicações (todos os dias) … Entendemos que apesar do blog ter como tema central o assunto organização, tem muita coisa que vc posta sobre seu gosto pessoal, o que acho muito legal pq assim temos a oportunidade de conhecê-la melhor. É um direito seu, ter sua opinião sobre roupas, organização e tal … O que devemos fazer é respeitá-la, porque a vida é sua e vc apenas compartilha conosco aquilo que tem funcionado para vc. E não achar que pq vc não é formada em moda não pode dar dicas de vestuários, ou porque não é da área de decoração não pode dar dicas de decoração … E por falar em decoração, aprendi com vc uma coisa sobre este assunto que nunca li em revista de decoração alguma e tbm nunca vi um profissional da área falando: Priorizar um cômodo do apê por vez. Reformei meu apê há 2 anos e no início sofri muito pq queria mobiliá-lo/docorá-lo todo de uma só vez, como a grana tinha acabado com a reforma eu não pude fazer grande investimento naquele momento … Mas sempre enxergava o todo (decorar o apartemento todo) e acabava desanimandi e não fazendo muita coisa. Depois que vi vc organizando seu apê de pouco a pouco, comecei a fazer o mesmo e agora as coisas estão mais claras para mim e até me divirto com isso (no momento estou decorando o quarto do casal que há 2 anos estava um caos). Então minha flor, continue colocando suas ideias de decoração, mesmo que algumas pessoas julguem “toscas” elas atendem a grande maioria, até pq vc é muito sincera em colocar tudo dentro da sua realida que é bem parecida com a realidade da maioria.
    Ahh e não é pq sou admiradora do seu trabalho que me encaixo como veneradora (acho que as pessoas se equivocam em relação a isso) e que concordo com tudo que vc posta (não concordo, por exemplo acho que vc deve ousar um pouco mais nas roupas, mais cores, mais estampas, menos sobriedade rss … Viu como não sou tão boazinha assim rss) … Apenas tenho o bom senso de elogiar aquilo que gosto e ficar na minha quando não gosto ou não concordo, prá mim isso é uma questão de respeito com o seu trabalho. Ninguém está aqui para levantar polêmicas e discutir opiniões, acho que para isso não teríamos tempo mesmo.

    Então Thais, é isso !!! Eu só queria mesmo deixar meu recadinho e mais uma vez reforçar que AMO SEU TRABALHO !!! E que ler seu blog faz parte do meu cotidiano.

    Bjs e fica com Deus… Um feliz 2013 para vc e sua família abençoada !!!

    Neili

  25. Bom Dia!!!!
    O tema em pauta deveria ser mais aprofundado, rsrs, estou advogando em causa própria pq me identifiquei com a Letícia acima, tb não sou de forma alguma modelo de organização porém me pego correndo para resolver problemas que não são meus, sei que isso se deve ao fato de querermos estar sempre de bem com todos, mas no caso da família eu realmente não sei como colocar limítes, tb estou penando para tentar ter uma vida minimamente organizada, e aproveito para agradecer a Thais, porque a todos os dias qd abro esse blog, mesmo que o post não seja de grande espectativa é sempre um incentivo para que eu levante e mantenha pelo menos o que consegui até agora, ela está sempre lá me dando motivos para continuar…a tenho como uma boa amiga abraços a todos e desculpem pelo comentário meio confuso,
    abração
    Irene

  26. Oi, Thais

    Lendo esse post me fez lembrar que no dia 07.12.2012 eu enviei uma foto de uma recente organização que fiz nos livros da Gabi minha filhota…e como não tinhe nenhum retorno seu, pergunto…vc recebeu o meu e-mail??

    Abraços
    Rosangela

  27. Thais,

    Lendo alguns comentários acima, acho que o pessoal esquece que no blog temos a liberdade de escrever o que temos vontade naquele momento, de ser nós mesmas, postar aquilo em que acreditamos e consequentemente nós lê quem tem interesse afinal são poucas blogueiras que têm um blog que dá algum retorno financeiro.

    Por isso seja você mesma sempre, ao meu ver é essa essência que nos faz conquistar amigos sinceros mesmo sendo esses virtuais.

    Chega de Blá blá blá ….você é uma das minhas. rsrs

    Abraços
    Rosangela

  28. Thais,

    Meus parabéns… Não teria tanta paciência assim. Você é uma dama para rebater críticas.
    Pra mim é bem mais prático do que para Karen e Tita. Visitei o blog, lí e não gostei…pronto. Não visito mais ou então uso a expressão: EXAMINAR TUDO E RETER O QUE FOR BOM. Pelo amor de Deus gente. “Que deselegante”. Gastar tempo e energia pra criticar uma idéia que vem dando certo há anos??? Se não serve pra mim eu simplesmente ignoro. Não leio, menos ainda, critico. Duvido se Thais faria algo do tipo em outro blog. E não digo isso porque somos “adoradoras” da Thais não. É pelo simples fato de OTIMIZAR O TEMPO COM COISAS QUE NÓS INTERESSAM E NÃO CRITICAR O QUE NÃO LHE SERVE! É lamentável… ridículo e de uma pequenez que nem merecia resposta!

  29. Thais, com licença só para responder para Karem: SIM, eu sou independente financeiramente desde meus 18anos!!Foi uma questão de Prioridade, Organização e Planejamento bem Sucedido.
    Sou leitora também recente do Vida Organizada e justamente por acreditar que é de uma pessoa sincera, delicada, verdadeira, com estilo próprio e que divide seu tempo com quem está a fim de aprender mais e mais daquilo que é seu hoby. Eu nem vi olheira nenhuma, vi foi uma pessoa com uma voz suave, agradável…e fui olhar novamente e continuei não vendo, o que vi foi alguém sem maquiagem, apenas isso. De fato quem tem um blog sincero sabe que está mesmo se expondo a essas e outras, há leitores que são apenas sugadores, nem gentileza e respeito sabem ter, é uma pena porque só desencorajam o enriquecimento da blogosfera, é lamentável.

  30. Acredito que quem mantém uma blog por amor ao assunto, como você Thais, coloca em todos os textos aquilo em que acredita, aquilo que conhece e que te inspira. As pessoas que leem tem livre arbítrio para seguir ou não. Não vejo nada de “verdade absoluta” no Vida Organizada. Vejo apenas alguém com muita boa vontade de compartilhar aquilo em que acredita e aquilo que funciona na sua vida. E de graça.

    Também percebi um julgamento velado no comentário da Karen e acho que todos que escrevem publicamente estão sim sujeitos ao julgamento, mas o julgamento de seus textos e suas ideias, não o julgamento deles como pessoas, como seres humanos. Afinal, ninguém conhece a vida toda de uma pessoa somente pelos textos que ela coloca num blog.

    Enfim, essa é a minha visão das coisas. Continue com o ótimo trabalho que você faz por aqui Thais, e como disseram acima, continue sendo você mesma. Foi assim que você conquistou tantos leitores.

    Beijo grande

  31. Oi Thais,
    Também gostaria de reforçar que não vejo nada de “verdade absoluta” aqui no seu blog!! Eu mesma já comentei discordando de uma coisa ou outra (e espero sinceramente não ter sido indelicada!) e acho que você deixa as pessoas bem à vontade para comentar aqui.
    Disso tudo, acho que vale a pena refletir sobre o ponto que você pegou muito bem sobre a crítica velada de “não consigo fazer, então acredito que ninguém possa”.
    Acho que isso vem do costume de fazermos comparações inadequadas com as pessoas, muitas vezes de uma maneira que, em vez de nos inspirarmos, acabamos ficando mal. Tem um blog sobre psicologia cognitiva em que a autora (Ana Carolina, do Pensando Bem) coloca a questão muito bem (recomendo a leitura), mas vou reprodir um pedacinho aqui, pois acho que vale a pena:
    “Responda a perguntas como:…Estou levando em consideração tudo o que o outro teve que passar para chegar onde está ou estou apenas me focando nos seus resultados que eu posso ver hoje (e achando que, já que não sou HOJE o que ele é, nunca serei)?” Segue o link para a publicação original: http://anacarolinakley.blogspot.com.br/2010/03/como-lidar-com-comparacite.html

  32. Acho legal quando algum leitor coloca sua opinião, um ponto de vista diferente do que foi postado, isso só enriquece. Mas criticas assim diretas raramente são construtivas. Acho que qualquer bloqueiro sabe quando seu post não fez sucesso: o numero de comentários é pequeno ou nenhum.
    Eu não colocaria bolinhas de papel na parede da minha casa, mas não é preciso fazer um carnaval por conta disso. Aliás era uma foto bonita, dei uma olhadinha, e passei adiante.
    O assunto da Thais é organização, e ela é muito boa nisso! Tenho aprendido muito, e leio todos os dias. Faz parte do meu dia. Sou uma pessoa organizada, mas mais light, gosto de deixar bons espaços para a improvisação…rsrs. Aplico o que me serve.
    Quando alguma coisa não nos serve, a gente simplesmente deixa de lado!

  33. Tahis,
    Espero que os comentários arrogantes da Karen não a desmotive em continuar com o blog. É um Dom que tens e maravilhoso que partilhe conosco. Adoro.

  34. Gente, quanto crédito em cima do comentário da Karen. Primeiro, como o comentário foi uma crítica àquilo que a Karen discorda da Thais, vamos deixar que fique entre elas. Tudo bem que queremos apoiar a Thais, mas façamos isso por meio dos nossos comentários ao assunto. Penso que assim renderia menos. Eu tbm já discordei e discordo de alguns pontos, mas isso é normal em todo e qualquer ambiente, gente, discordar é perfeitamente normal. Acho que aquilo que era apenas um comentário acabou por distorcer o sentido da postagem.

    Thais, boas dicas. Realmente ser organizado é ganhar tempo, mas infelizmente algumas coisas não funcionam pra mim, como detalhar demais, escrever o que fiz, acaba virando mais um trabalho. Mas como disse e tenho claro em mente, isso é pra mim. Tanto que diversas dicas que vc já deu aqui eu implantei perfeitamente e tem gente que acha trabalhoso, enfim, somos todos diferentes, né?
    Gostei do que você disse sobre o excesso, realmente é horrível. Foi o que aprendi bem aqui, fazer – desde que não vire um pesadelo! Até pq como vc já disse várias vezes, ser organizado e ficar varrendo a casa 3 vezes por dia são coisas bem diferentes.

    Esse é o meu feedback. Ótimo post!

  35. Tais,
    Como sempre super válidas as dicas! Bom eu particularmente já aproveito muito as dicas, já implementei muitas e te digo que: minha vida financeira melhorou, faço mais coisas com o mesmo salario, o processo de destralhar vai muito bem, e agora estou organizando os estudos olha e já rendeu muito em duas semanas viu?! Confesso que não sou tão detalhista, mas mesmo assim já consegui organizar 80% de tudo, o que já considero excelente 🙂
    Só posso dizer obrigada !

  36. Oi, Thais! E oi pra galera, oiiiii
    Bom, gostei bastante das observações da Nilza e, principalmente, da pergunta no final do comentário. Acho que rola muito essa cobrança, quando a gente se “oferece” para contribuir com qq coisa, geralmente vem cobrança depois, o povo esquece de respeitar limites. Falo isso pq senti essa pressão em algumas coisas na minha vida. Desisti do trabalho voluntário que fiz por 4 anos, sempre gastando meu tempo com pessoas estranhas em vez de ficar com minha família, larguei isso e sou cobrada até hoje. Da mesma forma, quando me enchi de fazer donativos para os eternos desabrigados deste país, pessoas ficaram zangadas comigo, como se eu tivesse obrigação de tirar dinheiro da minha casa para doar, apesar de eu pagar meus impostos. Nos parentes tb aprendi a colocar um limite quando percebi que eu havia me tornado uma espécie de secretária stand by, sempre tendo que resolver pepinos que outros haviam plantado, oras. Ah, peraê, todo mundo adulto? Então…
    Sei lá, gente, me perdoem o desabafo, mas a gente só acompanha um blog quando gostamos e pronto, viva a liberdade de escolha. Não curtiu, deixa quieto, tanta coisa tão errada no Brasil e ninguém critica publicamente, ah, pow…
    Beijocas gerais, vamos desencanar, o ano apenas começou 🙂

  37. Letícia, me permita uma dica: use uma palavrinha poderosa: não. Não quero, não posso, não estou afim.
    Vc verá carinhas zangadas, mas essas carinhas irão procurar outra pessoa disponível, alguém que ainda não saiba dizer a palavrinha não.
    Bjs,

    • Fabiola, é um aprendizado isso de falar “não”, né? Tô me esforçando pra isso, porque passo justamente a situação que você descreveu, de ser secretária stand-by. Acho que é uma meta pra esse ano: aprender a me preservar e me colocar no topo da lista de prioridades.
      Obrigada pelo comentário! Beijos

  38. Olá querida, que blog delicioso! Tantas dicas! Me ajuda aí: tenho um trabalho de 1/2 período, mas recebi uma proposta para trabalhar para uma editora, para isso teria de escrever os textos e mandar por e-mail. A exigência é que eu dedique 10h semanais na produção de textos. Tenho filhos, marido e não tenho empregada…vi que vc escreveu que estuda 3h por dia! Tem alguma dica sobre como planejar e otimizar o tempo?Obrigada.

    • Cortando os supérfluos sem dó! Mas pense direitinho antes de tomar essa decisão. Analise se cabe no seu dia a dia.

      Boa sorte.

  39. Thais, teu blog me ajudou a melhorar muito a minha vida em vários aspectos (financeira, coisinhas da casa, destralhamento/decluttering, vida simples, minimalismo, emagrecimento). É fantástica tua generosidade em repartir tuas experiências. Amo mto seu blog, não desanime!!!

  40. OBRIGADO THAIS … seu blog tem abençoado muitas vidas incluindo a minha! Se ainda não pensou acho que já está na hora de pensar em escrever seu primeiro livro. Que DEUS te abençoe cada dia mais. Abraço!!!

  41. Olá Thaís, achei seu blog em uma dica dentro do face,achei bem interessante pois estou em um momento de transição, da bagunça para a organização, mas minha casa é muuuuuuuuuiiiiiito pequena. Sou casada e tenhgo um menino que vai fazer seis anos e ele nem tem um quarto pois nossa casa tem sete metros por quatro metros incluindo o banheiro. Daí eu fico quase louca pois além de não ser exatamente organizada a casa parece ter vida própria pois vive bagunçada. Sempre tem alguma coisa fora do lugar e limpar é ter certeza de ficar roxa pois vou bater em algum canto de algum móvel. Estou mesmo precisando de muuuiiiiitttttaaaaasssss dicas de alguém que tenha visão e senso de organização…Beijos

  42. Olá Thais, parabéns pelo blog! Sou uma leitora novata nesse site por isso não sei se você já fez um post com esse assunto… caso não tenha feito ainda, queria saber se você tem alguma dica para o meu seguinte problema: estou no ensino médio ainda mas adoro organização e não vivo sem ela, o problema é que recebo muitas listas de exercícios, provas, trabalhos, avisos e etc da escola e mesmo guardando eles em uma pasta acho que fica desorganizado pois quando vou procurar algo fica antiprático tirar todos os papéis e tal.. você tem alguma solução em mente para o meu problema? (caso você já tenha feito posts assim anexe o link no comentario? gostaria de ve-lo) obrigada pela atenção e mais uma vez parabéns pelo site!

  43. Sempre fui desorganizada, ano passado entrei em contanto com o blog e nem acreditei, fiquei maravilhada!Adoro justamente os detalhes e tenho melhorado muito minha organização. Sou professora, trabalho em duas escolas e é bem complicado, lendo suas dicas eu vou adaptando à minha realidade, vendo como elas podem servir para o meu trabalho e para a minha vida pessoal! Você sem dúvida inspira! Espero q sempre tenham dicas voltadas para os professores! rs..Parabéns pelo blog e pelos textos, adoro a sua maneira de escrever! Um beijo

Deixar uma resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui