4 motivos para ter um escritório em casa

8
2123

Você não precisa de um cômodo exclusivo para ter um escritório em casa. Uma mesinha na sala de jantar, um cantinho do quarto, da cozinha, podem servir. Basta usar a criatividade e aproveitar o espaço que tiver! Você precisa de motivos para criar um pequeno escritório em casa? Veja esses:

1. Um lugar para você organizar suas contas

Nada como ter suas contas organizadas, um lugar para sentar, analisar suas finanças, atualizar planilhas no computador e o que mais for necessário para colocar as contas em dia. Onde você guarda as suas contas? Considere um cantinho da casa para chamar de “seu escritório” e deixe tudo o que for relacionado ali guardado junto.

Sugestão: Uma pasta para as contas a pagar e uma pasta com divisórias para guardar as contas já pagas.

2. Um lugar para guardar arquivos importantes

Onde você guarda seus documentos e outros arquivos importantes? Se você tiver um pequeno espaço reservado para essas atividades administrativas, você já tem um escritório.

Sugestão: Um arquivo para pastas suspensas geralmente atende bem todas as necessidades de arquivamento de documentos. Você pode usar um gaveteiro que tenha uma gaveta para pastas suspensas.

3. Um lugar para administrar a papelada

Se você é uma pessoa normal, deve receber uma boa quantidade de papéis todos os dias, das mais diversas fontes. Mesmo que você não guarde nada (eu duvido… porque infelizmente sempre temos coisas a guardar), é importante ter um centro de administração desses papéis todos.

Sugestão: Uma caixa de entrada física cuida do que chega e do que deve sair. Todos os outros papéis podem ser guardados em caixas e pastas.

4. Um lugar para gerenciar a casa

Se você tem ou pretende ter uma casa organizada, pode querer ter listinhas diversas, arquivos de referência, lista de endereços e telefones importantes, manuais de aparelhos eletrônicos, garantias e todo um mundo de informações relacionadas à manutenção da casa. Ter um canto onde você possa guardar tudo isso e verificar diariamente pode ajudar e muito.

Sugestão: Um fichário para colocar todas as informações e listinhas é o suficiente. Pastas para manuais e outros papéis específicos.

Independente do espaço que você tem em casa, ter um escritório traz inúmeras vantagens. Se você pode dedicar um cômodo exclusivamente para isso, então, melhor ainda! Mas é importante termos um cantinho para organizar a vida, e nenhum lugar melhor que o seu próprio escritório para fazer isso!

8 comentários

  1. Oi Thais, tudo bom?! Leio seu blog sempre, mas nunca comento. Admiro muito essa organização toda, o planejamento.
    Mesmo que as coisas nem sempre saiam como planejamos, o que aprendi aqui é que temos de nos organizar e planejar, pra que
    as coisas não saiam do prumo. Muito melhor e mais garantido do que “sair fazendo”, porque na maioria das vezes a gente
    quebra a cara, gasta mais do que deveria, compra coisas fora do orçamento e por aí vai… Esse blog me ensinou tudo isso!
    Infelizmente só conheci depois de quebrar muito a cara, mas tá valendo… rs.
    Escrevo para pedir uma ajuda/opinião sua. Eu tenho um bocado de revistas em casa (Gloss/Criativa e umas outras). A Gloss
    eu assinava. Tenho quase todas desde o começo da revista até o começo deste ano (quando decidi parar de assinar pra economizar).
    As revistas estão novinhas, mas não vou ler tudo de novo. Não pude fazer um levantamento de todas as edições que tenho, pois
    emprestei muitas delas a uma amiga. A questão é que estou esperando um bebê (quase 15 semanas), e o quarto onde estão as revistas (que é
    tipo um escritório), precisa ser desocupado. Preciso destralhar o quarto e hoje, eu vejo que as revistas são tralha, rs.
    Queria sua opinião no seguinte: pensei em vende-las em sebos aqui de Campinas, só que não tenho noção do quanto eu cobro, ou
    quanto eles pagam… rs Você tem noção sobre isso? Se eu não conseguir vender, o que acha que deveria fazer? Alguma dica?
    Beijo e parabéns pelo trabalho.
    Patricia.

    • Patricia, sebo paga bem menos do que vale porque eles tentarão vender pelo preço que vale. E não são todos que compram revistas. No seu caso, eu tentaria vender pelo Facebook ou no Mercado Livre.

  2. Olá!
    Mais um post muito interessante. A divisão da casa que poderia ser escritório, está completamente ocupada pelo “laboratório de engenharia” do meu marido. Por isso, eu tenho um “armário escritório” no hall.
    tem 3 prateleiras e 1 armário de duas portas.
    Eu dividi assim:
    Prateleira de cima (acesso difícil) – todas as papeladas que não são precisas regularmente (ex: declarações de impostos dos últimos 5 anos; garantias dos electrodomésticos; etc.)
    Prateleira do meio (mesmo em frente dos olhos) – livro de endereços e telefones de emergência; ítens de papelaria de uso recorrenente (fita-cola; agrafador; clips; bloco de apontamentos; etiquetas; marcadores…)e “caixa de entrada” (ex: facturas para pagar em breve; cartas do banco para arquivar…)
    Prateleira de baixo (basta curvar um pouco para aceder) – pastas de papelada organizada (saúde da família; facturas para futura declaração de imposto; movimentos bancários…)
    Armário do fundo – o meu portátil com a sua pasta, e uma pasta de cabedal para transporte de documentos de papel; arquivos digitais (caixa para “pen drives” e coluna de arrumação de CDs).
    O marido ri-se de mim quando eu digo “Podes trazer-me o marcado? Está no meu escritório!” 🙂

  3. Também tenho um escritório e não abro mão! Pretendo em breve dar uma decorada nele também, trocar as cadeiras que estão feias…acho que é indispensável hoje termos um cantinho assim!

    Bjs!

  4. Oi, Thais!

    Professores não escapam da necessidade de fazer muitos trabalhos em casa, então o velho esquema de usar a mesa de jantar foi aposentado há muiiito tempo aqui, montei um cantinho no meu quarto, só que, na verdade, ficou um cantão, rs. Não é a situação ideal, mas nem se compara ao desconforto de ter que levantar acampamento nas horas de refeição. Adoro meu cantinho de trabalho!
    Beijocas,

  5. Oi Thais,

    Tenho um escritório grande porque trabalho em casa. O sistema de pastas já está em uso há anos.
    Nunca fico sem scanner, porque muito do que preciso armazenar admite formato digital. Uso para exames médicos (salvo exames de imagem), para arquivos de consulta pessoal e para documentos que prefiro guardar, mesmo que esgotado o prazo necessário (como contratos de aluguel ou compra e venda antigos).
    Também adquiri o hábito de manter arquivo digitalizado com documentos da minha filha (histórico escolar, documento de transferência, exames de proficiência etc.) Ajuda para consulta rápida e é uma cópia a mais (sempre pode acontecer um acidente qualquer com os papéis).
    Nas minhas pastas coloco etiquetas com o nome e prazo (guardar até ___/___/____.
    Se alguém quiser saber os prazos de armazenamento de documento, segue o link:
    http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/lenoticia.php?id=213959

    Bjs

  6. Oi Thais
    Acompanho seu blog há alguns meses, adorei o novo visual da página e o logo, pra ficar perfeito coloque um relógio no meio do círculo (o 12 e o 6 já passam esse ideia, mas ficou faltando algo…rs). Sempre fui uma pessoa bagunceira, acumuladora de papéis, revistas etc (gêmeos adora uma informação…). Com a aproximação dos 40 anos, tenho procurado ser mais prática e menos teórica… Acabei de ler sua sugestão de escritório e na mesma hora parei tudo que estava fazendo e coloquei em prática as idéias com acessórios que eu tinha guardado mesmo: pastas para contas a pagar e já pagas, uma caixinha de madeira vai servir de entrada de papeis, um baldinho abandonado virou lixeira, reativei a pasta-fichário estilo flylady e limpei/organizei a gaveta da escrivaninha. Meu “apertamento” é minúsculo, mas está ficando prático e funcional e a vida, consequentemente, mais leve…Parabéns pelo blog e sucesso!!!!

Deixar uma resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui