Categoria(s) do post: Áreas da Vida

Agosto é o mês de organização do meu escritório e, como vocês podem ver, ele está uma bagunça. Mas eu quis mostrar essas fotos aqui no blog para tirar mais uma vez a impressão de que organização significa ser perfeito o tempo todo. Oras, a bagunça não tem o menor problema, desde que seja temporária. Afinal, quem tem dinheiro para fazer tudo o que quer de uma só vez? O que não pode é deixar a situação se acomodar.

No nosso caso, estamos organizando o escritório este mês e tem todo um processo. Nessa semana chegou a segunda estante e eu já pude guardar algumas coisas nela. Este mês ainda chegará a minha escrivaninha e, provavelmente, farei apenas compras pequenas até setembro porque já não posso gastar muito. Sinceramente? Eu precisava mesmo da estante e da escrivaninha. O resto, os detalhes, podem esperar mais um pouco. Vou comprando e providenciando devagarinho.

Quando a gente entra no escritório, o cenário é este aqui:

Do lado esquerdo está a estante alta com todos os meus livros. Do lado direito, a estante nova que comprei para guardar minhas revistas, itens de craft e ter um pequeno balcão para uso diverso. A cadeira está emprestada da sala, porque ainda não comprei a oficial do escritório.

Então, aí em cima você pode conferir a caixa de entrada, que é a primeira coisa que eu alcanço quando chego pela porta. Vou usá-la para gerenciar a papelada que entra e sai. Ela pode ser facilmente encontrada em lojas de materiais para escritório. Eu queria uma de madeira, mas não encontrei e não quis mandar fazer. Ela é bem simples e clean, transparente, então está boa. Se funciona, serve ao propósito e é esteticamente aceitável, é suficiente.

Embaixo da caixa de entrada fica uma prateleira onde vou guardar meus artigos de craft. Nada disso que está aí ficará. As duas caixas com todos os meus CDs de música vão para a sala, quando comprarmos os gabinetes novos (mês que vem). As revistas com coisas dos Beatles vão para outro lugar e a caixa vai ser forrada com algum tecido e utilizada de outro jeito, que eu ainda não pensei. Essa caixa veio de presente de uma marca para uma resenha e ela era tão bonitinha (e boa, de madeira!) que valia a pena reaproveitar.

Embaixo, de ambos os lados, ficarão as minhas revistas. Essas são as minhas revistas de moda e, ao lado, as de decoração, maternidade e assuntos gerais. Elas não vão ficar assim – vou comprar porta-revistas de madeira e revestí-los com tecido fofo, para manter as revistas em pé e organizadas por assunto. Como ainda não os comprei, elas ficam assim, provisoriamente.

Do lado esquerdo da estante estão o mural, um vidro com artigos de costura e uma corujinha. O mural vai ser colado na parede. Coloquei só algumas fotinhos para não fotografá-lo sem nada. =) O vidro com artigos de costura está defasado. Espero muito em breve estar com ele bem cheio e fazendo companhia para uma máquina de costura. Depois que o mural for para a parede, a ideia é usar esse balcão como apoio à escrivaninha, das mais diversas formas. Ainda vou pensar direitinho como vou fazer isso.

Embaixo de onde está o mural atualmente estão as pastas com contas dos últimos cinco anos, à esquerda. Tirei as etiquetas pois estavam feias e vou rotular novamente. Também pretendo deixá-las de outro jeito, dentro de um cestinho, para harmonizar o visual. No centro, pastas com documentos diversos que substituirei por caixas de madeira mais bonitinhas. E, no canto direito, três fichários novos que comprei para fazer o control journal, um arquivo de emergências e outro que ainda não decidi. Todos precisam ser rotulados, é claro.

“Poxa, Thais, mas está tudo tão bonitinho e você aí exagerando dizendo que está bagunçado.”

Aha!

Nesse canto embaixo da janela vocês podem ver a pequena baguncinha. Na caixa da Pampers (infelizmente não tenho patrocínio), estão minhas fitas k7 com gravações jurássicas de bandas antigas e músicas minhas. A providência é passar tudo para mp3, mas sabem o “someday/maybe” do GTD? Bem por aí. Por enquanto elas ficam nessa caixa, e vou pensar em uma maneira mais bonitinha de guardá-las.

Ao lado vocês conferem duas pilhas de cadernos novos e usados, todos misturados. Vou fazer uma mega-seleção deles e reciclar a maioria. Os cadernos novos vou guardar em uma ou duas caixas, que vão na prateleira debaixo da estante grande (ali ao lado dos fichários vermelhos).

Ali atrás estão miscelâneas diversas como papéis para desenho, pintura, roteador wireless, tripé da máquina etc.

Já contei que sou viciada em papelarias? Sim, eu tenho meus fracos.

Alguns caderninhos aí foram presente, mas a maioria fui eu que comprei mesmo.

Olha só que bagunça nessa prateleira! Esses fichários são o lugar onde eu guardo as matérias interessantes das revistas para poder reciclá-las. Até ontem eu só tinha um (o que tem coisas dentro), então comprei mais dois para deixar um para coisas do blog (organização, decoração, housekeeping), um para mulherzices (beleza, moda) e outro para assuntos relacionados à família.

Quem tem TOC já deve estar morrendo por dentro porque eles têm etiquetas em cores diferentes. Sim, também estão me matando. Substituirei por outras etiquetas em breve.

Ao lado dos fichários estão álbuns de fotografia que trocarei por álbuns maiores (como o preto e branco da esquerda) ou guardarei tudo em caixas. Ainda não decidi. As caixas de bolinhas têm miscelâneas diversas dentro e sairão daí muito em breve também.

Mil desculpas pela foto borrada, mas só tirei essa desse outro canto bagunçado. Do lado esquerdo da estante estão a TV que queimou (e meu marido está com DÓ de doar, help me!), nossos instrumentos (a guitarra está em São Paulo), minha maleta de pintura e coisas para doação. Percebam que as roupas se acumulam em cima da sacola porque estou perdendo peças muito rápido. Estou esperando juntar mais para ligar em uma instituição de caridade e doar de uma vez, mas acho que acabarei fazendo este mês mesmo e depois dôo o resto.

Em cima da estante, algumas pastas (que vou substituir e trazer essas coisas para baixo), uma caixa grande com recortes para montagens (sim, eu curto), uma caixa com a minha coleção de tarôs (também vou colocar em outro lugar) e outra caixa da Pampers com meus diários antigos dentro. A ideia é tirar foto das páginas mais legais e guardar somente um ou outro em uma caixa pequena.

Nessa parte de cima da estante de livros eu quero colocar caixas menores para guardar miscelâneas como fotos, estoque de itens de escritório, CDs de computador e outras coisas feias do tipo.

Visão geral da estante de livros ainda bagunçada, com as coisas todas na frente. Essa semana eu tirei TODOS os livros, limpei as prateleiras, tirei o pó e reordenei tudo. Confiram a ordem comigo, de cima para baixo:

Coluna da esquerda: 1) livros de arte, quadrinhos e fotografia, 2) livros de música (a maioria dos Beatles), 3) e 4) livros de literatura fantástica, 5) literatura em português e 6) (não dá para ver) pastas com meus filmes em DVDs e pastas com meu arquivo de coisas dos Beatles.

Coluna do meio: 1) e 2) livros de ocultismo, 3) livros de história, sociologia e filosofia, 4) livros de comunicação, marketing e internet, 5) literatura estrangeira e 6) livros de idiomas.

Coluna da direita: 1) livros de espiritualidade, mitologia e psicologia, 2) livros de oráculos (ex: tarô), 3) continuação dos livros de história, sociologia e filosofia, 4) livros de moda, etiqueta e viagem, 5) livros de organização e maternidade e 6) a baguncinha que já expliquei anteriormente.

Outro dia postei uma foto da minha estante e disse que estava bagunçada, e muita gente disse que eu estava exagerando. =) A grande verdade é que ela está somente arrumada. Agora sim as coisas estão começando a entrar nos eixos, porque dispus os livros de uma forma que fiquem mais funcionais no dia-a-dia. Os livros de organização, por exemplo, que uso mais na hora de escrever no blog, estão ao meu alcance quando eu estiver na futura escrivaninha. Livros de arte, que eu manuseio menos, ficam no alto, e por aí vai. Agora que eles estão setorizados, eu vou organizá-los nas prateleiras por assunto e, depois, por autor. Ainda não decidi se irei etiquetá-los dentro do sistema CDU ou se isso vai “machucar” os livros (ai, que doida). Mas quando eles estiverem já organizados por assunto e autor eu já vou considerá-los organizadinhos de verdade. =)

Percebam que eu deixo alguns “respiros” nas prateleiras. Isso significa que existe espaço aberto para futuros livros, como toda a série dAs Crônicas de Gelo e Fogo (só tenho três, por enquanto). E sim, eu os guardo ao lado dos livros do Tolkien. Ah, vocês entendem.

Outro dia também me perguntaram aqui como eu encontrei uma estante com a mesma profundidade dos livros! Na verdade, essa estante tem uma profundidade padrão, de 26cm. O que eu faço é trazer os livros para as beiradas, pois além de uniformizar esteticamente, também empoeiram menos as prateleiras. Na maioria dos casos, fica um espacinho atrás de cada um deles. Também empoeira atrás, mas muito menos. Se a sua estante tiver vidros, tanto melhor!

Aí foi onde eu escrevi este post. =) Bem improvisado, mas por enquanto está ok.

A escrivaninha deve chegar na semana que vem e vai ficar embaixo da janela (ela é exatamente da mesma largura). Eu não queria fazer assim, originalmente. Queria colocá-la nessa parede onde está a estante baixinha, com prateleiras em cima, mas essa parede tem encanamento, então não pode furar. Como eu precisava de espaço, abri mão um pouquinhooo da beleza para ter funcionalidade. Estou com medo de a mesa deixar tudo meio cheio demais, mas não vejo a hora de ela chegar.

As providências estruturais futuras que pretendo fazer no escritório são colocar uma cortina bonita e pintar as estantes com alguma cor pastel (se eu não mudar de ideia até lá). Por enquanto, estão suficientes.

A ideia principal deste post é mostrar como estamos organizando nosso apartamento aos pouquinhos. Não gosto muito daquela ideia de comprar tudo de uma vez e dizer “acabamos!”, porque considero decoração uma coisa viva, que sempre alimentamos. A nossa divisão por meses serve para organizar o orçamento, pois não pudemos comprar o básico de uma vez quando nos mudamos, e por enquanto tem dado certo.