Derrubando mitos sobre organização

20
2053

Ser uma pessoa organizada não é ter uma casa em ordem e limpa o tempo inteiro (consigo ouvir os “ooohs” de fundo).

Especialmente se você tem filhos, você precisa aceitar que a sua casa não ficará arrumada 100% do tempo, a não ser que você tenha uma empregada que cuide de tudo para você. Para a imensa maioria dos mortais, no entanto, a limpeza e a arrumação diárias ficam por conta dos moradores mesmo, sejam um ou oito.

Organização tem a ver com funcionalidade, não com beleza, aparência, limpeza, arrumação. Ser organizado(a) é criar sistemas que facilitem o dia-a-dia. É possibilitar a arrumação. Explico: se as suas revistas ficam empilhadas em um canto da sala, isso significa que não existe uma solução para guardá-las. Organizar é encontrar essa solução. O que você vai fazer depois é que é arrumar, mas não é possível arrumar o que não está organizado. Porque oras, é muito fácil jogar todas as tranqueiras dentro de uma caixa de plástico e achar que a casa está organizada. Não está. Está arrumada, mas a tralha continua ali. E, possivelmente, no dia em que você precisar de algo que esteja ali dentro, nunca vai encontrar.

Outro dia o meu marido estava reclamando que era a terceira vez que ele recolhia os brinquedos do nosso filho pelo quarto. Eu disse a ele: “Se ele ainda está brincando, por que você se preocupa em recolher agora? Deixe para guardar de uma vez, mais tarde”. Esses pequenos desapegos revolucionam o nosso dia-a-dia. E é claro que, fazendo uma única vez, você ainda ensina a criança a guardar junto com você. Agora tenta ficar indo toda hora atrás de um mini-humano de dois anos pedindo para ele guardar isso e aquilo. A organização não deve nos deixar estressados – muito pelo contrário. Ela serve para facilitar, tornar nossos dias mais tranquilos. Se você estiver se estressando por causa disso, reveja o que está fazendo.

Aí depois entra a boa vontade também, é claro. Se eu tenho um sistema de arquivamento de contas, eu não vou bagunçá-lo, porque sei que ele funciona. Eu sei que, se eu não guardar a conta que eu paguei na minha pastinha, ela vai ficar jogada e perdida por aí. Então qual é o ponto? O mínimo esforço diário para arrumar as coisas já mantém tudo funcionando, mas isso só é possível se você encontrou soluções anteriormente. É o exemplo que eu não canso de dar aqui no blog: não adianta reclamar da roupa suja no chão do banheiro se não tem um lugar para colocá-las. As pessoas (todas, eu inclusive) são preguiçosas no mais íntimo do seu ser! O que for mais fácil, elas acabarão fazendo. O segredo da organização é tornar o organizado essa coisa mais fácil. Se tem um cesto para as roupas sujas na frente do chuveiro, seu filho não irá jogar a roupa no chão. Entende? Assim como você não colocará as chaves em cima da mesa da cozinha se tiver um porta-chaves antes de você chegar até ela.

Pense na organização como um processo de reeducação alimentar. Primeiro você faz uma dieta (destralha a casa) para emagrecer o que precisa (ficar só com o necessário e o que você ama!). E é claro que você precisa comer os alimentos certos (encontrar as soluções de organização) nessa reeducação. Depois, é só manter diariamente. Não adianta se empaturrar de alimentos engordativos (trazer mais tralha para dentro de casa), pois inevitavelmente você irá engordar (bagunçar tudo de novo). Lembre dessa metáfora quando pensar em organizar tudo.

Ser organizada(o) não é ser perfeita(o), nem manter a casa brilhando o tempo todo. É fazer as coisas funcionarem. Não confunda aparência e arrumação com organização. Livre-se desse mito e encare o processo de organização com outros olhos.

20 comentários

  1. Oi Thais! Esse post daria uma boa introdução para o seu livro!
    Excelentes ideias e a mais pura verdade, uma verdade simples, que muitas vezes não enxergamos. Ótima também a metáfora da reeducação.
    Parabéns e um beijo!
    Cris.

  2. Oi Thais, estou adorando a nova fase mais “pessoal” do blog, vendo que vc também não consegue às vezes ser 100% organizada dá um alívio, não me acho tããõ preguiçosa 😛

    Sobre o novo layout do blog, meu palpite é: acho que linhas retas dão mais impressão de organização (uma gaveta com potes quadrados parecem visualmente mais organizados do que uma com os mesmos potes redondos né?)então apesar de algumas pessoas terem comentado que o anterior estava melhor, pra mim esse parece mais organizado por não ter aquele papel de parede com arabescos 🙂 Acho que o que está dando a impressão de “bagunça” seriam apenas as cores. Mas de resto (fontes, layout, diagramação) acho que está excelente.

    beijos!

  3. Uma das coisas que me fizeram adorar o seu blog é que foi a primeira vez em que eu ouvir falar em “vc não precisa fazer tudo perfeito pra ser organizada” E “FAZER UM POUCO É MELHOR QUE NÃO FAZER NADA”. Esses conceitos tão simples me ajudam muito pq eu sou muito perfeccionista, o q me atrapalha bastante, pq eu fico naquela coisa de ou faço tudo perfeito ou nem tento, e não tentar é um dos caminhos principais para o fracasso, não é verdade?

  4. Sempre venho aqui mas acho que nunca comentei. Sem dúvida esse foi o melhor post ever!!!! Adoro seu blog. Beijinhos

  5. Thais, o blog está com a carinha bem melhor do que era antes, pode ter certeza, e eu adoro a possibilidade de ler o texto inteiro ao invés daquele “continue a ler” de alguns blogs, não porque seja ruim mas a internet não é aquela maravilha e demora para abrir. Então esses dois pontos já contam a seu favor. Mas, mesmo que não os tivesse, só os seus textos já seriam o suficiente para nos segurar, de tão bons que são.

    Beijoca, querida

  6. Encarar as coisas desse jeito me fez ser mais organizada e não me culpar tanto. Agora mesmo o quarto tá uma desordem e não posso arrumar porque meu filho dorme. Mas como cada coisa tem seu lugar sei que vai ser rápido arrumar.

    Sobre a organização infantil, você já ouviu falar sobre a pedagogia montessori? Basicamente ela acredita que devamos dar autonomia para os pequenos e deixar tudo ao alcance deles. Por exemplo, as roupas ficarem dispostas para que ele possa escolher e que usar, um kit limpeza (uma vassoura de criança e uma flanela de tirar pó por exemplo) para que eles limpem seu cantinho. Tudo disposto de forma organizada e lógica, de facil acesso pra que eles possam agir sem intermédio direto de adulto. Mas tudo como se fosse brincadeira. E essa disposição também com os brinquedos e atividades (pintura, por ex). O interessante é que as mães que aplicam isso no quarto ou na casa toda, contam que desde pequenos eles aprendem a manter tudo no lugar porque compreendem a lógica da coisa e tem prazer em cuidar. Agora to no celular, mas quando for para o pc procuro foto de quartos montessori pra ilustrar.

  7. Olá Thais, tenho acompanhado seu blog ja tem um bom tempo e hoje resolvi escrever ou melhor agradecer por vc existir, as vezes chegava a achar que vc não existia…rsrsrsr, mas graças a Deus vc é real e vem me ajudando muito, estou de mudança, na verdade estava de reforma e voltei para minha casa apesar de ainda não ter terminado tudo, ai vc imagina sempre fica aquela bagunça mas acho que até mês que vem tudo fica prnto, ai sempre tenho que dar uma jeito na organização que não fica facil, e outra sobre a organização em relação como lidar com um bebê tenho um de 9 meses nosso me ajuda muito tbém, mas tenho que mudar muito ainda só que vc da força pois todo dia leio seu blog e me renovo. Eu ja estava em uma fase de viver e ser mais minimalista e veio o seu blog e me ajudou muito.
    Então muito obrigada e torço muito por vc e quero em breve ler seus livros.

    Abraços

  8. Oi Thais.
    É a primeira vez que comento. Mas seu site tem me ajudado muito!
    Comecei pela minha cozinha, que quase não tem armários, então precisava MESMO ser organizada.
    Hoje fico muito mais tranquila. Pois tudo tem o seu lugar na coznha. Ainda não está perfeita, pois precisamos definitivamente de mais armários. Mas estamos no caminho da reeducação!

    Obrigada por tudo!

    Beijinhos

  9. Olá Thais!

    Faço minhas as palavras da Débora aí em cima. Estou imprimindo este texto para deixar na minha agenda, que aprendi a usar com você. Para estimular quando nos momentos de fraqueza.

  10. Oi Thais. Descobri seu blog essa semana, por indicação da fofa Patrícia Pirota (blog ainda minina má).
    Li vários posts (até a página 20, por enquanto).
    E por conta deste material excelente que você divide conosco, já fiz uma lista de coisas que pretendo organizar em um mês.

    E hoje mesmo eu já arrumei os armários do banheiro!!!

    =)

    Obrigada. Mesmo!
    Sucesso pra você! =)

  11. Uia! Que legal! Qualquer dia fala sobre como aplica a pedagogia por ai? Com a organização do quarto do pequeno (será que já tem sobre isso e ainda não vi?), por exemplo. To muito apaixonada pelo tema e to procurando referências pra quando o meu estiver maior. Já aplico algumas coisas mas ainda tenho muito por fazer. Acho que pode ser inspiração pra outros pais também. Beijos!

  12. Hais, gostei da metafora….achomque vou usar nos dois sentidos…pensar na organizacao ao boicotar a dieta, botando tralha pra dentro e pensando na reeducacao alimentar ao organizar as coisas…..
    O texto de hj introduziria seu livro, per-fei-ta-men-te!!!!!!!
    Um beijo,
    Ge

  13. Boa noite, Thais! Quero deixar registrado que essas duas semanas e meia em que estou acompanhando teu blog mudaram muito a maneira como lido com a minha vida. Aproximadamente há 20 dias, eu saí do meu cursinho com uma proposta pessoal de passar 1 mês estudando “só”, ou melhor, criando uma maior intimidade com a minha inteligência. Abri o Excel, arcaboucei uma planilha com minha nova rotina, separei os temas nos quais eu iria me aprofundar, enfim. Fiz todo um planejamento, coisa que, desde o ano passado, aprendi a fazer. Aconteceu que, logo nos primeiros dias, consegui realizar mais de 80% do que planejei (o que é muito para quem praticamente não terminada nada que começa), mas, depois de alguns dias, percebi que minha vida estava meio bagunçada; senti que eu poderia otimizar algumas coisas e deixar de perder tempo com o que é supérfluo — me inspiro num texto do filósofo espanhol Sêneca, no qual lê-se que devemos deixar de lado o continente e nos ligarmos no conteúdo (não com tais palavras). Então, ao perceber que meus estudos não estavam rendendo tanto por conta de tais dissipações cronológicas e espaciais, resolvi que iria organizar TUDO: desde o meu quarto, meus livros, meus Gadgets etc, até a minha personalidade (que é um tanto estranha, porém “me gusta mucho”). E a partir dali, consegui MUUUUUITO progresso. Creio que eu tenha encontrado o segredo que escondia de mim mesmo e que tu me ajudou a encontrar, que é sempre buscar a funcionalidade das coisas.
    Só tenho a agradecer e a dizer que este texto de cima foi o melhor que tu já escreveu aqui. Ele dá tapas naqueles que, guiados pelo “se não for para ser perfeito, melhor não ser”, acabam deixando de aprender ou criar maneiras de fazer das imperfeições algo quase perfeito!
    Mais uma vez agradeço.

  14. Oi Thais, acompanho seu blog já fa um tempinho e adoooooooooooro…pois, também tento ser organizada numa casa com 3 pequenos já pensou?Rsss…o texto de hoje foi perfeito. E tambem concordo que ele poderia introduzir seu livro. Ah, e quanto ao livro espero que você escreva mesmo pois vai ajudar muita gente a sair do caos que é a desorganização.
    Bj! 🙂

Deixar uma resposta

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui