Categoria(s) do post: Casa

Situação 1

Você chega em casa e, antes de entrar, encontra embaixo da porta meia dúzia de correspondências que pega e coloca em cima da mesa de jantar. Larga a bolsa no sofá e tira o casaco, deixando-o em cima dela. Vai até o banheiro, onde tira os sapatos e deixa por lá mesmo. Percebe que precisa pegar outro rolo de papel porque este está acabando, mas mais tarde pensa nisso.

Toma um banho rápido e percebe que esqueceu de colocar o frasco novo de shampoo dentro do chuveiro, então se estica toda(o) molhada(o) até o armário da pia e pega o que está faltando. As roupas sujas ficaram amontoadas em cima do vaso. E, depois do banho, você liga a tv e abre a geladeira, em busca do congelado perdido.

A louça do café-da-manhã está na pia, mas depois da janta você lavará tudo de uma vez – ao menos é o que você diz a si mesma(o). Ficar no sofá é confortável, afinal, você está exausta(o) depois de trabalhar o dia inteiro. Entra no Facebook pelo celular e, quando vê, já está na hora de dormir. Escova os dentes e percebe que precisa limpar a pia urgentemente, mas só amanhã. Tira as roupas que estão em cima da cama, programa o despertador e pega no sono.

No dia seguinte, deixa de levar para o trabalho uma conta que chegou ontem e já vai vencer, além de ter que usar outro copo para tomar um leite bem rápido antes de sair. A bolsa está intocável e o único item mexido foi o celular. Para lá ele volta, você sai de casa, e de noite o ciclo recomeça.

Situação 2

Você chega em casa e, antes de entrar, encontra embaixo da porta meia dúzia de correspondências que pega e já analisa em 10 segundos o que é lixo, o que é conta, o que precisa guardar e o que precisa de resposta. Coloca as contas dentro da bolsa e joga fora o que for lixo. Pendura a bolsa no lugar próprio para isso e tira o casaco, pendurando-o. Aproveita para tirar e guardar os sapatos. Vai até o banheiro, onde tem dois rolos de papel extras, caso o seu acabe.

Toma um banho rápido e joga a roupa suja no cesto. E, depois do banho, você liga a tv e abre a geladeira para preparar algo rápido e saudável para comer. O filé de frango já estava temperado, então é só colocar para grelhar. Com muita fome, você pega a salada já lavada, tempera com azeite, limão e sal e liga a tv.

Quando termina de comer, já lava rapidamente o prato e a panela, pois são somente duas coisas. Aproveita para lavar a salada e deixar para amanhã, além de tirar do congelador outra carne para fazer na janta do dia seguinte. Ficar no sofá é confortável, afinal, você está exausta(o) depois de trabalhar o dia inteiro. Mas aproveita que está ali para fazer as unhas ou arrumar a gaveta das meias, que está uma bagunça. De olho no horário, vai para a cama a tempo de descansar para o dia seguinte. Escova os dentes e limpa rapidamente a pia com as mãos, pois pingou um pedaço de pasta de dente. Puxa as cobertas, programa o despertador e pega no sono.

No dia seguinte, em 15 segundos estica as cobertas e deixa a cama arrumada. Como dormiu bem, consegue tomar um copo de leite, comer uma fruta rápido e um pedaço de pão. Pega sua bolsa que estava guardada e sai de casa, levando o saco de lixo da cozinha e dos banheiros para a lixeira. De noite, o ciclo recomeça.

Sinceramente, que diferença isso fez no seu tempo? E imagine só uma pessoa que é casada e mora com outras pessoas, ou que tem um ou mais filhos. O exemplo acima é de uma pessoa solteira que mora sozinha.

  • Em vez de acumular correspondência, já decidiu na hora o que fazer com cada uma delas.
  • Em vez de deixar as coisas jogadas, guarda no lugar certo imediatamente.
  • Pequenas soluções precisam ser arranjadas. Precisa ter um lugar para colocar a bolsa, o casaco. Precisa ter um cesto para a roupa suja.
  • Em 10 minutos você separa, na noite anterior, o que comerá no dia seguinte.
  • Dá tempo de descansar da mesma forma.
  • Sujou, lavou. Deixar a louça acumular é furada! Pia suja do banheiro também.
  • Dormir cedo é fundamental.
  • Coisas rápidas devem ser feitas imediatamente.

Analise o seu dia-a-dia e veja o quanto você pode fazer com o mínimo de boa vontade. Ninguém é perfeito e nem deveria desejar ser assim. Qualquer coisinha que você fizer no dia-a-dia já é melhor do que nada. Facilite a sua vida. Livre-se da tralha física e emocional que te atrapalha.