Áreas da Vida

Quebrando o mito da cama compartilhada.

Ok, crianças são diferentes umas das outras. Algumas crianças podem se apegar sim ao ato de dormir com os pais. Mas o que eu mais vejo por aí são depoimentos de quem fez cama compartilhada e acabou sofrendo quando o filho quis dormir sozinho ou ter seu próprio quartinho. Quem sofre mais são os pais mesmo.

É claro que, com mais de um filho, a situação pode ser diferente porque o mais velho fica com ciúme do bebê e quer ficar lá também. Mas estou supondo algo que não vivenciei, então não sei se tem validade. O que posso dizer é que nós fazemos cama compartilhada desde que o nosso filho tinha uns três meses e hoje ele dorme sozinho no berço, quando o colocamos ainda acordado. Quando acordamos de manhã, ele vem para a nossa cama apenas para curtirmos o momento gostosinho de abraços e carinhos antes de o dia começar de verdade.

The Mith Busters, você vê aqui.
Eu, Thais, digo com todas as letras que coloquei nosso bebê para dormir conosco na cama e ele não ficou acostumado, acordou chorando no meio da noite, nem qualquer outra dessas coisas que todos que nunca fizeram cama compartilhada falam. Ele dormiu com a gente, dormiu no berço, e agora dorme oficialmente sozinho. E, quando acorda de madrugada porque levou um sustinho ou por qualquer motivo, procura a chupeta pelo berço, coloca na boca e volta a dormir. Ele só acorda mesmo se estiver com fome, o que acontece somente de manhã, ou com frio (estamos nos adaptando a esse tempo novo). As coisas ficaram bem mais fáceis.

Sei lá. A gente fica cheia de neuras quando tem um recém-nascido em casa. Achei que seria bom dar uma palavra de tranquilidade para quem gosta da cama compartilhada.

Sobre as sonecas diárias, ele está passando precocemente a dormir somente uma vez por dia. Teoricamente, bebês passam a tirar somente uma soneca por dia por volta dos 18 meses. Quando ele acorda às 8h, fica com sono somente depois do almoço. Ele dorme por volta de 2h30 e, depois, só às 19h. Ele mesmo reajustou o horário. Achamos que ele estava dormindo mais tarde (20h) porque estava dormindo muito durante o dia. No entanto, se ele acorda cedo (entre 6h30 e 7h), ele fica com sono antes e a soneca dá uma bagunçadinha na rotina. Como aconteceu em todas as fases de transição para menos sonecas, passa depois de um tempo. E, como parece que o frio chegou oficialmente, acredito que ele durma com mais facilidade até às 8h e prolongue bem a soneca da tarde.
Como o mundo é feito de mudanças, vamos ver o que vai acontecer quando ele entrar na escolinha, o que pretendemos fazer até semana que vem. Depois eu conto. E ah, ele já melhorou 100%. =)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar...

Posts mais acessados