Áreas da Vida

Algumas considerações sobre a Encantadora de Bebês quase um ano depois do nascimento do meu filho.

Uau, título enorme. Mas sim, realmente precisava escrever a respeito, pois ontem estava relendo o livro rosa e pensando em tudo o que temos feito desde que o Paul nasceu, e como as coisas são como são ou não.

Certa vez, um médico comentou aqui no blog que “dificilmente encontraria um pediatra que gostasse do método da Encantadora”, e eu sempre pensei em quais seriam os argumentos dessa afirmação. Amamentação X rotina? Esse assunto já foi extremamente debatido, mas vamos lá: ela frisa o tempo todo que só pode se tentar estabelecer uma rotina depois que amamentação estiver ok, o que significa: o bebê está parecendo satisfeito e ganhando peso. Não é para colocar o bebê para mamar de 3 em 3h sem saber se a amamentação está correta. Além do que, o espaçamento das mamadas é dado pelo próprio bebê. Se ele está querendo mamar com uma frequência menor, algo está errado, então volte aos primórdios da amamentação: verifique se a pega está correta, se ele está ganhando peso etc.

Mais sobre a birra do médico, é fato conhecido que estabelecer uma rotina para bebês e crianças é a melhor coisas que os pais podem fazer por eles. Aqui em casa, Paul sempre tomou banho e dormiu no início da noite. Alguns fatores bagunçaram esse horário: horário de verão, festas de final de ano e, agora, o carnaval. Mas hoje mesmo ele estava no berço às 18h50. E, quando dorme mais tarde (porque está agitado, como quando chegamos de viagem), fica nervoso e acorda durante a noite querendo ficar conosco. Quando o dia e a rotina noturna são tranquilos, ele dorme bem no berço a noite toda, até umas 6 ou 7h, quando toma o primeiro leite do dia e dorme mais um pouco. Confesso que a rotina da manhã está bagunçada, mas isso é assunto para outro post.

O que eu quero dizer aqui é que a Tracy Hogg sabe o que está falando. Ela não é amadora, muito menos cruel ¬¬. A maioria das pessoas é que interpreta de forma errada, porque não lê direito ou sequer chega a ler – só comenta o que ouviu dizer.

Agora que estou lendo sobre o “PU/PD avançado”, que acontece depois dos nove meses do bebê, e depois sobre os demais problemas de sono acima de um e dois anos, desfralde, ansiedade da separação… vejo como é  (quase) fácil cuidar de um recém-nascido que só mama, dorme e faz cocô.

Aplicar o método da Tracy Hogg foi fundamental para o Paul aprender a dormir a noite toda bem, tranquilo, sem ficar superestimulado. A estar sempre limpinho, sem fome, alegre. Já comentei diversas vezes aqui que meu marido nunca leu os livros e é o rei da paternidade acidental, o que me faz ter que abrir mão de muitas práticas que eu considerava mais corretas. O resultado foi uma baguncinha na rotina do Paul (durante o dia) enquanto eu estou trabalhando e meu marido cuida dele. Não digo que seja 100% culpa dele, porque o Paul está bem e ele é um paizão, mas ele saiu um pouco da rotina por causa de coisas como dormir até mais tarde de manhã e ficar com as sonecas bagunçadas pelo resto do dia, gerando irritação nele. Não consigo entender como alguém pode educar uma criança sem rotina nenhuma. Isso sim me parece crueldade. Pelo menos a rotina noturna tem se mantido por aqui. Colocá-lo em uma escolinha ajudaria bastante a manter uma rotina estruturada, mas nós dois conversamos e decidimos não colocá-lo por enquanto.

O que eu quero dizer, enfim, é que não imagino como conseguiria “fazer tudo direito” se não tivesse lido os livros da Tracy Hogg. Eles foram fundamentais para mim em tudo: conceitos, práticas, dicas. E conversar com outras pessoas me deixou com uma espécie de campainha mental para resolver problemas identificáveis facilmente, tipo “meu filho de 2 meses chora muito para dormir” ou “minha filha de 5 meses acorda 1h depois de dormir”.

Este post, então, é um desabafo e um relato de quem seguiu os ensinamentos da Tracy Hogg desde o nascimento do bebê e afirma com todas as letras que sim, dá certo. Só tem que fazer direito e nunca, nunca deixar de conhecer seu próprio bebê.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar...

Posts mais acessados